História Sexo Casual - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camren, Camren G!p, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Exibições 975
Palavras 1.657
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLHA SÓ QUEM VOLTOU....EU!
Que saudade que eu tava disso aqui, enfim li todos os comentarios para eu continuar(amo vcs) e agora to aqui.
Sem mais delongas
Aproveitem :)

Capítulo 34 - Cap. 34


Fanfic / Fanfiction Sexo Casual - Capítulo 34 - Cap. 34

Um barulho irritante tirava meu sossego e me despertava aos poucos. Tinha Lauren dormindo em meus braços e pelo visto o barulho também a estava incomodando, pois ela resmungava algo.

- Hum faz parar essa coisa - sua voz rouca fez eu a olhar e ela mantinha os olhos fechados e um leve bico em seus lábios.

- Por que eu que tenho que levantar?

- Porque eu to cansada - bufou e saiu dos meus braços ficando de costas para mim.

- Mas é o seu celular e não o meu - ela ao menos se mecheu e o celular voltou a tocar - Lau.. - ela bufou e com raiva saiu debaixo das cobertas e foi a procura do maldito celular.

- Que...- sua voz denunciava seu descontentamento ao ser acordada - Oi meu amor, como esta? Aconteceu algo? Não...não, tudo bem pode vim meu anjo...sim...te espero beijo te amo.

- Quem era? - perguntei ao ve-la atordoada e tentando sem sucesso arrumar os cabelos.

- Temos que arrumar a casa, vem - entrou no banheiro sem esperar pela minha resposta. Cobrir meus olhos com um braço e tentei voltar a dormir, não se passou 5 min e eu escutei a porta do banheiro ser aberta - Puta merda Camila levanta - a ignorei e fingi estar dormindo.

Ficou um silêncio no quarto e eu suspirei e sorri afinal ela tinha me deixado dormir.

- Ouch - meio que gritei ao senti algo na minha barriga - Sério? Tu jogou um sapato em mim?

- Vou ficar jogando coisas até você levantar, anda logo - ela arrumava o quarto e corria de uma lado para outro, quase parei pra admirar suas pernas ja que ela apenas usava uma blusa folgada e calcinha.

- Você podia ser romantica e me acordar com beijinhos - sentei na beira da cama e fiquei a olhando - Ou me acordar com uma chupada, eu ia amar

- Não temos tempo, essa casa tem que ficar impecável - me ameaçou com um outro sapato o que me fez ficar de pé rápido.

- Sabe que jogando coisas em mim você esta bagunçando certo?! - ela só me olhou e voltou a seus afazeres - Por que essa pressa toda? Quem ta vindo? O Papa?!

- Meus irmãos - bufei sem acreditar e sentei novamente na cama - Meu irmão também nao é muito seu fã acredite, porém eles não vão vim sozinhos e essa pessoa eu faço questão que ela goste de você - ela se aproximou e eu levantei logo envolvendo minhas mãos em sua cintura.

- Quem? - ela passou os braços pelo meu pescoço e sorriu

- Você as vezes é muito lerda amor - senti beijinhos no meu pescoço e depois no meu queixo - Minha filha ta vindo com eles, por um milagre minha mãe deixou ela passar o dia comigo.

Senti meu mundo parar. Uma coisa era saber que ela tinha uma filha e desejar conhece - la, outra era realmente conhecer a menina.

- Ta tudo bem? - ela tirou o rosto do meu pescoço e me encarou - Digo...tudo bem pra você essa situação? Você falou que queria conhecer ela e agora ela vai vim, isso é uma....

- E se ela nao gostar de mim? -  esse simples pensamento me fez gelar - Crianças ficam desconfiadas, acho que elas tem medo de mim.

- Ei criança é assim mesmo, você tem que conquistar a confiança primeiro, mas a Sam esta bem grandinha não deve se preocupar com isso

- Ela sabe sobre nós? 

- Ainda não e se você não se incomodar irei te apresentar como uma amiga

- Acho até melhor mesmo...sim é melhor

- Amor você ta tao tensa - escutei sua risada e bufei - Ela vai te adorar, relaxa

- Facil falar né

- Me da suas mãos - sem hesitar entreguei minha mãos e ela as levou até seus seios por cima da blusa

- O que está fazendo? - mesmo sem entender a situação comecei a apertar seus seios e ela mordeu o labio inferior

- Te fazendo relaxar - sua mão desceu para minha cueca e começou a acariciar meu membro - Agora me beija

Sorrindo juntei nossos lábios e mantivemos um ritmo calmo e cheio de sintonia. Ela foi me guiando sem separar nossos labios até o banheiro 

- Eu amo seu banheiro, tenho boas lembranças dele - ela riu e retirou a blusa.

- Podemos fazer novas lembranças - beijou meu pescoço e se afastou para tirar a minha blusa - Só que bem rapido - sua mão voltou para meu membro so que dentro da cueca - Você goza em 20 minutos?

- Se continuar nesse ritmo até menos - a puxei para um beijo. Ela passou os braços ao redor do meu pescoço e eu a puxei pela cintura colando nossos corpos fazendo nossos seios se encostarem.

- Vem - ela terminou de tirar sua calcinha e entrou no box. Rapidamente retirei minha cueca e me juntei a ela - Eu amo beijar você - sem demora ela me beijou nos fazendo suspirar.

Logo migrou para meu pescoço, onde foi dadas mordidas e deixado chupões. Enquanto ela maltratava meu pescoço eu apertava seus montes. Seus beijos foram descendo e em cada parte do meu corpo ela deixou uma marca, até estar de joelhos na minha frente. Sem eu esperar ela colocou a cabeça do meu pau em sua boca e pra completar gemeu o fazendo vibrar.

-  Ohh isso - ela o colocou até metade dentro da boca e acariciou minhas bolas.

O tirou devagar da boca passando a lingua devagar na ponta. Sua mão começou a trabalhar de forma rapida enquanto ela me olhava e mordia o lábio inferior. Levou sua boca até minhas bolas e foi dando lambidas, mas nunca parando de punhetar meu pau. Lambeu desde as bolas até a ponta o colocando todo em sua boca em seguida. Alisei seus cabelos, o que a fez me olhar enquanto subia e descia com a boca. Foi retirando meu pau devagar da sua boca deixando as bochechas concovas e dando uma chupada mais forte na cabeça logo o liberando e sua mão voltar a me punhetar.

- Lembre - se Cabello você tem que gozar rapido - ela levantou mas não parou um segundo a punheta. A beijei novamente, um beijo rapido e desesperado, levei minha mão a sua buceta e passei a beliscar seu clitóris. Com dois dedos ameaçei a penetrar mas voltei a mecher em seu clitóris - Me come logo - dei um ultimo selinho em seus lábios e a virei.

Suas mãos foram para a parede para apoio e ela logo empinou sua bunda em minha direção. Pincelei meu pau em sua buceta o lubrificando, segurei em sua cintura e entrei rapido.

- Ahhhh - uma de suas mãos veio para minha perna e ela cravou suas unhas ali - Porra amor.

Como nao tinhamos tempo passei a investir rapido em sua buceta, levei minhas mãos aos seus seios sem perder o ritmo das estocadas.

- Você quer onde meu gozo? - ela gemeu e levou sua mão ao meu cabelo - Fala gostosa

- Na minha boca - segurei em seu quadril e toda vez que eu metia a puxava para que se possível entrar mais fundo

- Ohh droga - apertei sua bunda e afastei seus montes para eu poder ver melhor meu pau entrando em sua buceta - Se ajoelha - ela rapidamente fez o que pedi e colocou a lingua pra fora enquanto eu punhetava - Porra Lauren chupa - guiei até sua boca logo segurando sua cabeça e metendo em sua boca - Boca gostosa....abre a boca amor - minha mão subia e descia rapido em meu pau - Ahh isso - coloquei so a cabeça em sua boca para nao deixar sair nada e gozei liberando quatro jatos de esperma - Prefiro quando você engole - falei assim que a vi cuspir

- Você ta me devendo uma porque eu não gozei - seus braços logo estavam envolta de mim me dando um abraço - Mas agora vamos tomar banho que ja perdemos muito tempo.

Tomamos um banho rapido, quase em tempo record e fomos arrumar o andar de baixo. Quando tava quase tudo arrumado a campanhia toca. Lauren foi atender e eu fiquei esperando no sofá. Escutei gritos e conversas que logo foram se aproximando.

- Aí o vovô convenceu a vovó pra deixar eu vim junto - minha visão foi para criança que vinha de mãos dada com Lauren e nao dava pra negar de quem ela era filha. Ela tinha os cabelos castanhos e os olhos verdes de Lauren, fora as bochechas rosadas.

- Você? Lauren o que essa garota faz aqui?! - sai do transe pela voz do irmão de Lauren e acabei bufando

- Oi Camila - diferente do irmão, Taylor é um amorzinho de pessoa

- Oi Tay, como esta? - sorri meio forçado, não por não gostar dela, mas por estar nervosa, pois a visão da criança estava completamente em mim

- Tay? Ninguém te deu intimidade garota - e la vem o babaca abrir a boca de novo. Escutei Lauren coçar a garganta e se aproximou junto com sua filha.

- Meu amor quero que conheça uma pessoa, ela é uma amiga muito importante pra mamãe, o nome dela é Camila - ela me olhava seria e mal piscava - E esse é o meu bebê...

- MÃE - suas bochechas ficarem avermelhadas enquanto ela olhava indignada para mãe.

- O que?! - percebi Lauren prendendo o riso.

- Eu nao sou mais um bebê - Lauren levantou as duas mãos em sinal rendiçao - Enfim, me chamo Samantha - sua mão ficou esticada em minha direção e sem hesitar a apertei.

Parece que nao vai ser tao ruim assim.


Notas Finais


E entao? Erros conserto depois(nunca conserto)
Beijos na ponta do nariz :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...