História Sexo, drogas e rock'n roll - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Álcool, Bebida, Cigarro, Drogas, Prostituição, Sexo
Visualizações 41
Palavras 329
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Voltei boa leitura lindos

Capítulo 4 - Uniforme


Fanfic / Fanfiction Sexo, drogas e rock'n roll - Capítulo 4 - Uniforme

são 18:00 horas, tenho que me arrumar para o "trabalho". Tomo um banho de 30 minutos, me preparando mentalmente para o que vem a seguir. Me seco e vou me vestir. Vamos ver, o que vestir hoje? Tem que ser algo sexy, afinal, eu ganho a vida pra isso . Pego uma lingerie preta com renda, uma cinta-liga e uma meia calça também preta. Pronto, o uniforme de trabalho está pronto, agora falta a roupa de verdade. Pego um vestido curto com um decote profundo, e um sobretudo azul escuro. Termino de me vestir e aliso meu cabelo. São 19:00 horas, vou jantar e depois faço minha maquiagem.

~*~

Terminei minha maquiagem, pego minha bolsa, tranco a casa e vou a até a boate que eu trabalho.

~*~

Oi Sthepanie! - diz Alice acenando para mim. Alice é minha única amiga dentro desse lugar, a única que não disputa os fregueses comigo.

Ah, oi Alice - digo indo em direção à ela.

Está bonita hoje.

Estou como sempre Alice. Não vejo a hora de poder sair dessa vida de garota de programa.

Eu também, essa coisa de dinheiro fácil não é pra mim.

Não é dinheiro fácil, é dinheiro rápido, apenas isso. Agora eu vou guardar a minha bolsa, até mais.

Até!

Vou andando em direção a uma sala onde guardamos nossas coisas, e ouço algumas risadas.

O que você quer Alessandra? - digo. Alessandra é a garota dessa boate que eu mais odeio, e sei que ela sente o mesmo.

Nada querida, apenas dizer que novamente, essa noite eu terei mais homens que você.

Ah claro, olha, estou tremendo de inveja - digo balançando as mãos e continuando meu caminho.

Guardo minha bolsa, pego um cigarro e acendo.

— É Só o que me falta, mais um dia com esse tipinho de gente - digo vendo a fumaça subir pelo meu rosto - Bom, vamos lá!


Notas Finais


Continuo? Comentem pfvr meus amores bjos de luz!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...