História Sexy boss - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Exibições 24
Palavras 2.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E aqui mais um capítulo para vocês, espero que gostem!! ❤️
Aguardo vocês nos comentarios
Um super beijo e boa leitura!!

Capítulo 5 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction Sexy boss - Capítulo 5 - Capítulo 4

Pov's Anne

- O que você tanto me encara? - Falei abrindo os olhos me deparando com lindas esferas azuis.
- Não sei, deu vontade. - Se levantou da cama.
- Vai aonde moçinho?.
- Comer alguma coisa ué.
- Agora sim, acha que a casa é sua mesmo. - Me levantei também.
- Nossa Anne, para.
   Bufei baixinho e fui em direção ao banheiro.
    Prendi meu cabelo em um rabo de cavalo despojado, vesti um shorts jeans e uma blusa solta de manga, porque o dia estava ensolarado mas com um vento frio, e desci escada abaixo em direção a minha cozinha.
- Até que foi boa ideia deixar você vir pra cozinha.
- Gostou do café? - Ele pergunta.
   A bancadinha estava com algumas frutas, pão, frios e duas xícaras de café.
   Levei a porcelana que continha o líquido quente à minha boca e saboreei o gosto forte e doce mesclando na minha boca.
- Sim, ficou muito bom, e como sabia que eu gostava de café forte? Ou que eu gostava de café? - indago.
- Simples, olha pra parede do seu lado, tem um quadro escrito " I love strong coffee" com a imagem de grãos atras. 
- Me esqueci disso. - Sorri ao me lembrar disso.
   Eu certamente amo café, ele move o mundo, eu não diria que sou viciada. Ou sou?. Não, não sou, só gosto muito de café. 
- Ok, agora eu preciso ir, tchau Anne. 
- Tudo bem, tchau, só não se esqueça que eu ganhei. 
- Tudo bem, não esqueci, cinco dias. - ele diz e me da um rápido abraço e sai do meu apartamento.
   Ouvi a porta bater logo atras dele e pensei em ligar para as meninas já que hoje é sábado. 
...
- Elisa cala a porra da boca por favor. - Ouvi Alice falar.
   Já são quase oito e meia e a Elisa não quer por o vestido preto, ela quer ir com um amarelo não muito forte mas ele é muito formal para o pub que iremos.
- Vamos gente, eu não vou esperar vocês duas discutirem sobre o vestido. Põe a merda do vestido preto logo Elisa. - Digo irritada com a demora das  duas. 
   Longos dez minutos se passam e posso ver Alice e Elisa descerem a escada.
- Anne olha isso, o vestido 'ta muito curto. - Elisa aponta para    a barra do vestido que está acima do meio de sua coxa.
- Shiu Elisa, e anda logo. - Disse por fim e sai do apartamento.
   Tranquei a porta e chamei o elevador, as princesas entraram no carro e fui dirigindo até o pub local.
Adentramos no estabelecimento o qual tinha a musica alta, luzes piscando e muita gente bêbada já.
- Vão querer o que? - O barman perguntou para nós três.
- Três doses de vodca com hortelã por favor. Vem meninas vamos sentar aqui no bar. -  Apontei para as três cadeiras vazias.
- Uau, está bem cheio isso daqui,  e eu já vi um boy bonito ali. - Alice aponta para um rapaz moreno, alto, de cabelos até que compridos em uma mesa com outros 3 rapazes. 
- E olha aquele ali então. - Elisa fala e aponta para um loirinho, nem alto nem baixo, na mesma mesa. 
- Ô Alice vai ficar babando nele ou vai tomar sua bebida? - Elisa ri enquanto fala com ela.
- Aé né.
   Engoli tudo num só gole enquanto as meninas bebericavam delicadamente suas bebidas.
- Vou dançar um pouco. - Avisei me distanciando delas.
   Fui até a pista, a musica agitada me fazia movimentar o quadril num ritmo até que sensual. 
- Ei gata, vai com calma, assim os idiotas vão ficar babando no seu bumbum. - Uma voz falou em meu ouvido, me fazendo arrepiar.
- Ora ora ora, o que você faz aqui? - Agora eu percebi os olharem em cima de mim.
- O mesmo que você ué.
- Como me achou aqui Zayn?
- Suas amigas, tão dando em cima dos meus amigos, elas me apontaram você aqui, ai resolvi vir aqui. - Ele apontou para minhas acompanhantes agarradas com os rapazes que elas apontaram lá do bar.
- Eita, elas são rápidas em, daqui a pouco tão gemendo. - Eu disse rindo.
- Posso te fazer gemer mais rápido que elas com eles, a sua amiga mais alta deu sorte com o loirinho, aquele ali come quieto e come bem, não que eu já tenho participado, mas bocas que contaram. - Zayn falou e eu precisei rir mais da situação. 
- Tá, mas eu não vim aqui pra gemer e sim pra dançar e beber. - Me virei de costas para ele e rebolei mais ainda.
- Então você aceita beber comigo Sra. Parkers?
- Claro Sr. Malik.
   O acompanhei até o bar sentamos perto da parede. 
- Sex in the beach. Dois. Já provou? Aposto que vai gostar.
- Pode até não parecer, mas nunca tomei ainda. - Admiti.
   Conversamos um pouco e logo depois as bebidas chegaram.
  - Prova.
- Claro.
   Tomei um gole e uma eletricidade percorreu meu corpo, uma sensação muito boa. Virei o resto do liquido de uma só vez.
- Eita, pelo jeito gostou mesmo. 
- Sim, é muito bom. Mais uma por favor. - Pedi ao barman.
- E pro senhor? 
- Vodca, mas pode trazer duas doses. - Zayn pediu.
- Nossa moço, duas de uma vez? - Falei e me virei para ficar totalmente de frente pro Zayn,
- Claro moça, porque eu sei que você vai tomar uma. 
- Menino esperto. - Dei um selinho nele e pisquei sexymente.
- Aqui senhores. - As bebidas foram postas sobre o balcão.
   Tomei a minha em três goles e engoli a vodca logo em seguida que desceu rasgando minha garganta. É, hoje eu to rápida com as bebidas. Senti minha cabeça pesar e uma leve tontura, mas voltei ao normal rápido. 
- Nossa Zayn você demora muito pra tomar. Credo. - Revirei os olhos ao ver que continha meio copo ainda.
- Você que quer se embebedar logo anjo. - Falou mas em seguida virou tudo num gole só.
- Virou modinha me dar apelidos agora? - bufei.
- Que? 
- Nada.
- Explica.
- Nada Zayn. Toma sua vodca em paz.
- Não, vai me explicar logo, ou vou ter que obrigar? 
   A expressão de Zayn de divertido e meio bêbado foi para bravo.
- Fala logo porra. - Exigiu
- Ô caralho, o Louis me chamo de Baby ontem. Quando eu dormi com ele.
- Você fez o que com ele? - Zayn deu um murro no mármore escuro do balcão.
- Não interessa, se for ficar me  interrogando eu vou cair fora daqui. 
- Vamos dançar um pouco então. - Ele me chamou e estendeu a mão para me conduzir até a pista 
   Meus pés vacilaram na primeira pisada mas logo me recompus.
A musica na qual eu não reconheci me envolvia para dançar colada ao Zayn. Porem sexy.
   Percorrendo meus olhos pelo salão vi a Alice subindo para o segundo andar com o cara que ela  estava beijando a minutos atrás.       Terminei de analisar o salão e não encontrei a Elisa. É hoje que eu viro titia. Ri com meus próprios pensamentos.
- Rindo do que gata? Posso saber? - Zayn fala ao meu ouvido, causando um arrepio parecido com o primeiro. Só um pouco mais forte, mas deve ser pelo efeito da bebida.
   Me virei ficando de frente para ele.
- Estava procurando as meninas, só isso.
- Ata.
   A musica trocou e essa eu sabia algumas partes, voltei a me virar de  costas e me esfregar no Zayn.
- Now if we're talking body, you got a perfect one, so put it on me. - Cantei junto a musica.
- Swear it won't take you long, if you love me right. - Zayn cantou em seguida.
- We fuck for life, on and on and on. - Eu e o Zayn cantamos juntos nos encarando.
   O espaço entre nossas bocas era inexistente agora, seus lábios preenchiam os meus e nossas línguas estavam em uma dança  sensual.
   Soltei um gemido quase inaudível quando ele puxou meu lábio inferior, sua mão escorregou por dentro do meu shorts e parou sobre o fino tecido de renda.
- Zayn aqui não, vão ver. - Falo entre gemidos. 
   Ele tira sua mão de dentro do meu shorts e me leva para um lugar mais escuro e mais vazio.
- Pronto, aqui ninguém vê. 
   Ele volta e por a mão na minha intimidade me acariciando sobre a calcinha enquanto me beija.
- Za...- Tentei falar.
- Shh anjo. - Ele me impede.
   Faço que sim com a cabeça e solto mais um gemido seguido por ele.
   Seus dedos afastam minha calcinha a colocando para o lado, em seguida me penetrando com dois dedos.
- Geme pra mim anjo. 
- Ahh...mais rápido Zayn. -Imploro.
- Claro.
   Ele aumenta a velocidade enquanto  sua outra mão acaricia meu mamilo.
- Eu, vou. Ahh Zayn, isso. - Rebolo em cima dos seus dedos.
- Isso anjo, goza pra mim. 
   Com mais duas rebolados gozo em seu dedo que ele o retira da minha intimidade e coloca em minha boca.
- Tó, sente seu gosto. Mas resolve meu problema aqui por favor. 
   Ele fala e põe minha mão sobre sua ereção, mas eu enfio minha mão dentro da sua cueca e ele arregala os olhos.
- Vamos para um quarto, não quero que vejam.
   Digo e dessa vez eu o arrasto, abrindo a primeira porta que encontro.
   Ele me prensa na parede para mais um beijo e vai tirando seu cinto ao mesmo tempo.
- Deixa que eu tiro o resto. - Eu digo e coloco a mão na barra da calça dele.
   Abaixo a calça e a cueca em um único movimento que para na canela dele.
   Pego o pau dele e começo acariciando devagar.
- Não me provoca Anne. - Ele rosna.
   Dou de ombros e continuo os movimentos. 
- Calma, assim fica melhor. - Ele me levanta e arranca minha blusa junto com meu sutiã. - Pronto. 
   Volto a me ajoelhar e coloco o membro dele na minha boca, passando a língua pela glande, vou o mais fundo que consigo e a parte que não cabe eu masturbo com mais velocidade. Ele agarra meus cabelos em um rabo de cavalo e acelera os movimentos. 
- Olha pra mim. - Ele pede.
   Faço o que ele pede e após algumas chupadas ele goza na minha boca, levanto para o beijar para ele também sentir o próprio gosto. 
   Zayn me segura e me joga contra o colchão, arrancando meu shorts e o arremessando junto com minha calcinha.
   Zayn veste seu membro com uma camisinha e se volta para mim.
- Tão molhadinha já, é até um pecado te chamar de anjo. - seu sorriso malicioso revela o Zayn que eu adoro.
- Cala a boca e me fode logo. - o puxo pela camiseta e a arranco.
- Com muito prazer. - Adoro suas frases de duplo sentido.
   Ele se posiciona entre minhas pernas e me penetra. Fundo. Sem nenhuma delicadeza. Suas estocadas aumentam a força e o ritmo uma atrás da outra.
- Zayn, eu n-não... Vou mais aguentar. - cravo minhas unhas em suas costas e gozo no seu pau enquanto ele abocanha meu seio direito,
   Com mais duas estocadas ele goza  também e sai de dentro de mim indo até o banheiro jogar a camisinha fora.
   Quando ele volta eu estou pegando minhas roupas do chão.
- Porra Zayn você rasgou minha calcinha. - Levanto ela para ele poder ver.
- Joga fora ué. - Ele fala indiferente a passa a mão no cabelo para ajeitar.
- Ah  claro. Ahan. - Cruzo os braços na altura do peito.
- Toma usa minha cueca. - Ele me joga sua cueca box azul marinho.
- E você?
- Eu pego uma no carro.
   Terminamos de nos trocar em silencio e saímos do quarto.
- Quer mais uma bebida? - Ele me oferece.
- Não, já vou embora, só vou chamar as meninas.
-  Tudo bem então. Mas para quem veio aqui para dançar e não gemer até que gemeu bem. - Ele coloca a língua no meio dos dentes e sorri.
   Quando eu estava me virando para ir embora o Zayn me pega pelo braço onde esta dolorido por causa de Louis e  sela nossos lábios, sua mão esquerda aperta minha bunda e a direita esta na minha cintura, enquanto eu puxo seus cabelos da nuca. Me viro para ir embora e ele bate na minha bunda com força.
- Ai, vai ficar marcado. - acariciei onde foi dado o tapa.
- É para o Louis saber que você tem dono.
- Dono? Ha-ha-ha.
- Seja lá o que vocês fizeram, duvido que você tenha gozado assim. - Ele falou e eu ri alto.
   É tadinho, ele não sabe que eu gozei umas 5 vezes, porem não foi com um pênis de verdade. 
- Ah, e obrigada pela cueca. - Mudei de assunto.
- Por nada. - Ele ri e se afasta.  
   Vou na direção aposta e encontro as duas madames num sofazinho.
- Vamos? - minha pergunta sai mais como uma afirmação.
- Claro, já são quase quatro da manha senhora-acabei-de-sair-de-uma-transa. - Alice fala se levantando seguida pela Elisa. 
   Caminhamos em direção ao carro e fomos até meu apartamento, as meninas vão dormir lá hoje


Notas Finais


Espero que estejam gostando 😁
Espero vocês no proximo capítulo
Beijos ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...