História Sexy Sassy - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 2.985
Palavras 1.641
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente gente GENTE
Olha que linda minha capa wgtflyirliyr amei ela, nem acredito que fui eu que fiz *-*

Esse plot ta na minha cabeça a tipo, um ano, uma hora tinha que sair, né? Resolvi postar em comemoração ao niver do utt <3333
Espero que alguém goste huehue <333

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Sexy Sassy - Capítulo 1 - Prólogo

- Seu cachorro sarnento, não me viu no caminho não? – Jeon Jeongguk praticamente gritou enquanto se levantava do chão.

- Ah, o que foi? A gatinha vai chorar agora? – Park Jimin disse com sua calmaria de sempre, sabia que aquilo irritava o felino imensamente.

- Chorar? Quem vai chorar aqui vai ser você, seu pulguento – no segundo seguinte as garras afiadas de Jeongguk estavam arranhando a bochecha de Jimin, este soltou um grunhido pela ardência, levando na hora uma das mãos até o local.

- Não cansa de me arranhar não? – essa foi a única coisa que o mais velho disse após ver os filetes de sangue na palma de sua mão, já estava acostumado com aquilo.

- Não cansa de ser tão idiota? – as pessoas paravam no corredor para olhar mais um briga dos dois.

Jimin iria responder a altura daquele gato metido, porem um burburinho se fez presente, e logo a diretora do colégio estava parada ao seu lado, intercalando um olhar furioso entre Park e Jeon.

- Pra minha sala agora – foi tudo o que ela disse antes de se virar e voltar com seus passos rígidos pelo mesmo lugar de onde tinha vindo.

- Muito obrigado totó, ainda não havia garantido a minha suspensão da semana – e como sempre o sarcasmo escorria pelos lábios vermelhos de Jeongguk, suas orelhas negras estavam tão inquietas, que bagunçavam o cabelo igualmente negro, antes perfeitamente penteado. Da mesma forma que sua calda balançava de um lado para o outro, assim como sempre ficava ao ouvir a voz de Jimin.

- Disponha, sempre que precisar, gatinha – com uma piscadela tão sarcástica quanto as palavras do outro, Park deu meia volta e seguiu os mesmos passos da diretora, ignorando completamente o miado enraivecido que o felino soltava atrás de si.

- Seu cachorro maldito – gritou um Jeongguk vermelho de raiva, queria arranhar toda a cara daquele hibrido idiota.

...

- Sinceramente, não sei mais o que fazer com vocês dois – a diretora suspirou enquanto massageava suas têmporas – Vocês trazem á tona todo o conceito de que gato e cachorro realmente não se suportam.

- É ele que me provoca – Jeongguk cruzou os braços e bufou, suas orelhas balançavam de forma nervosa.

- Quem é que tem as bochechas cheias de cicatrizes feitas pelas suas garras? Exatamente, eu – Jimin devolveu com a mesma calma que irritava o outro. Reprimiu um sorriso ao ver a calda negra e felpuda ficar ainda mais inquieta do que antes.

Jeongguk sabia o que sua calda queria, mas não é como se ligasse para a opinião daquela pervertida, jamais faria o que sua calda quer.

- Chega. Essa vai ser a ultima briga que vou tolerar de vocês, na próxima eu vou fazer questão de expulsa- lós – a mais velha disse de olhos fechados, sua cabeça já doía. Apontou para a porta da sala – agora vão para a aula.

Aliviados por não terem ganhado suspensão dessa vez, os híbridos se levantaram e saíram da sala da diretora, indo em direção á sala de aula, pois faziam aquela matéria juntos. Se entreolhavam de vez em quando, o que fazia Jeongguk bufar irritado ao sentir sua calda tentando se aninhar a perna de Jimin, felizmente este não percebia nada.

Pare com isso, Eoduun. Ordenou para a calda inquieta, se afastava cada vez mais do corpo do Park, não querendo nenhum tipo de contato com aquele cachorro. Porem Eoduun pensava diferente. Jeongguk teve que a segurar disfarçadamente ao que ela começou a se esticar na direção de Jimin.

Não me faça te prender dentro da calça. A briga continuou até chegarem em frente a sala em que aconteceria a aula de Filosofia, Jeongguk comemorou, não somente por Eoduun ter parado quieta como também por não ter que ficar mais perto do idiota chamado Park Jimin.

Odiava aquele cachorro sarnento.

-x-

- Idiota, idiota, idiota, idiota, idi...

- Quem esta xingando, Jeongguk? – Hoseok perguntou se sentando ao lado do amigo, tinha uma bandeja com o lanche que estavam servindo na cantina da escola.

- Aquele pulguento – Jeongguk continuou fuzilando Jimin com os olhos, praticamente soltava fumaça de tanta raiva que sentia.

- É claro – Jung revirou os olhos – não entendo esse ódio todo, o cara nunca te fez nada.

- Nunca? – Jeon praticamente gritou, completamente indignado – como pode dizer isso? Se eu o odeio, aquele cachorro me odeia em dobro, já viu como ele tenta me irritar toda hora?

- Não, a única coisa que vejo é você dando no mínimo um arranhão nele por dia – o mais velho respondeu de forma distraída enquanto olhava a maça em sua mão.

- É justamente por ele me irritar tanto que eu o arranho – Jeongguk tirou seus olhos do amigo e voltou a fitar o Park mortalmente – você sabe que eu não arranho ninguém sem motivos.

- Ele é a única pessoa que você já arranhou – Hoseok devolveu em forma de provocação,

- Aish, você não sabe de nada, Hyung – Jeongguk resmungou para o outro hibrido, odiava não estar certo sobre tudo, afinal tinha genes de gato, era egocêntrico e não gostava quanto discordavam de si. Talvez este seja o motivo para sempre estar brigando com o hibrido de cachorro, por ele ser completamente o oposto de si.

Resolveu ignorar a existência de Park Jimin e voltar a comer, assim como Hoseok fazia ao seu lado. Jung era um hibrido diferente, uma mistura de coelho com gato, já que seus pais eram de genes diferentes. Assim como Jeongguk, também tinha uma calda, porem suas orelhas eram mais longas e brancas, assim como as de um coelhinho. Não possuía garras, mas tinha o olfato muito mais apurado do que o do amigo felino.

Diferente de Jeongguk, Hoseok não se achava nem de longe um sabe tudo, era amigo de praticamente toda a escola e não tinha inimizade com ninguém, todos o adoravam, não só pelo sorriso extrovertido, como também por ser um dos responsáveis pelas festas e comemorações da escola.

Tinha um certo amor platônico pelo hibrido responsável pela biblioteca, porem ninguém alem de Jeon sabia disso. Apesar de ser extrovertido e esperançoso, tinha um grande medo de levar um fora.

- Estou preparando uma grande festa na sexta, como comemoração pelo novo troféu que a equipe de vôlei trouxe para nós anteontem – Hoseok falou enquanto saboreava sua maça – a diretora Kwan disse que posso gastar o tanto que for necessário, com tanto que não exagere demais.

- Tomara que dessa vê ela não invente de aparecer na festa, ninguém merece aquela velha controlando tudo o que a gente faz – as palavras de Jeongguk eram como sempre completas de petulância.

- Ela não é tão má assim, só precisa maneirar um pouco na terapia com o Senhor Jisulk – o hibrido mais velho riu ao se lembrar do psicólogo da escola, o homem mais parecia um lunático do que um profissional.

- Ela precisa é de um pau, isso sim – Hoseok só riu mais ainda ao ouvir as palavras do felino.

- Quem precisa de um pau? – o clima de humor foi completamente cortado ao que Park Jimin apareceu, a curta risada de Jeongguk havia se transformado em um som baixo vindo do fundo de sua garganta.

Eoduun começou a se eriçar, se balançava de um lado para o outro, como se quisesse chamar a atenção de Jimin.

- O que quer aqui? – as orelhas de Jeongguk se abaixaram minimamente, estava ficando irritado com sua calda assanhada.

- Vim falar com o meu amigo Hoseok, porque? Não pode mais? – assim como Hoseok era amigo de toda a escola, Park Jimin certamente não era uma exceção, os dois eram quase inseparáveis, só não passavam todos os momentos juntos na escola porque um certo Jeon Jeongguk não aceitava de jeito nenhum dividir seus  momentos com Hoseok com Jimin.

- Não na minha presença - o gato ficou mal humorado, tentava segurar Eoduun a todo custo, sabia que a calda estava louca para se enrolar na perna do pulguento em sua frente.

- Para com isso Jeongguk. Jimin pode falar comigo quando quiser – Hoseok se intrometeu na conversa antes que os dois fossem parar na diretoria novamente.

Jeon bufou e cruzou os braços, novamente fuzilava o Park com os olhos, porem este não ligava, apenas continuava com o sorriso no rosto.

- Vim te perguntar se quer ir pra minha casa hoje a noite, os caras vão estar lá, e isso inclui um certo bibliotecário – não é como se Jimin já não tivesse percebido os olhares que Hoseok lançava para o pobre Taehyung, Jung não era muito bom em disfarçar.

- Eu vou, mas isso não tem nada a ver com esse certo bibliotecário – era possível ver o tom escarlate tomando conta das bochechas de Hoseok.

- Sei – Park riu por um momento, desviou seus olhos para o felino ao lado do amigo, seu sorriso ficou maior ao ouvir um rosnado – você pode ir, gatinha.

- Vá se foder, cachorro pulguento – Joengguk soltou um miado um pouco alto ao terminar de falar, odiava quando Jimin o chamava de gatinha.

- Tsc, que coisa feia, estou aqui te convidando para uma noite de diversão, e você me xinga desse jeito? Esta vendo como esse gato é mal educado, Hoseok?

- Parem com isso vocês dois. Jeongguk você vai sim e ponto final. Tem que parar com essa implicância toda com o Jimin – O mais velho entre os três disse de forma convicta, não deixando chance para uma suposta negação de Jeongguk, afinal era o Hyung dele e tinha certa autoridade quando queria.

- Te vejo de noite – Jimin sorriu de lado para o felino, o vendo sibilar baixinho, junto ás orelhas abaixadas – gatinha.

E com isso o Park saiu dali, antes que fosse arranhado outra vez.

- Maldito – Mais um grito e um miado raivoso contra as costas de Park Jimin.


Notas Finais


Xeu explicar só pra vocês não acharem que eu fumei dorgas.
Jk tem uma calda, e ela meio que tem "vida própria", ela é gamada no jimin, mas o Jk odeia o Jm.

Se não entenderem algo, é só me perguntar <333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...