História Sexy School: Segunda Temporada - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, B.A.P, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, EXO
Personagens Baekhyun, Bang Yongguk, Chanyeol, Cl, D.O, Daehyun, G-Dragon, Himchan, J-hope, Jimin, Jin, Jongup, Jungkook, Kai, Minji, Rap Monster, Sandara Park, Seungri, Suga, Taeyang, V, Youngjae, Zelo
Tags Bts, Chaymin, Kaisoo, Skydragon
Exibições 3
Palavras 2.482
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente, eu sei que dei uma sumida. Mas estou de volta com um novo cap, esse e o proximo cap serão especialmente mais voltado para o Yaoi, ou seja não vai ter nada hétero nele
Espero que gostem, Boa leitura

Capítulo 13 - Missão Chanbaek


Fanfic / Fanfiction Sexy School: Segunda Temporada - Capítulo 13 - Missão Chanbaek

P.O.V Kyungsoo

Eu não acreditei no que Baekhyun me disse, como assim ele esta apaixonado pelo Channy? Afinal os dois são héteros, estava dificil entender.
- C-Como assim, Baek? - Eu bem queria que eu tivesse ouvido errado.
- Foi isso mesmo que você ouviu. - DROGA. - Eu estou apaixonado pelo Channy, na verdade ainda estou meio confuso. Tudo começou quando ele se abriu comigo, conheci um novo lado dele. Um lado bem atraente. - Baek sorria enquanto descrevia sua paixão pelo Chanyeol. - Kyung. Você precisa me ajudar. O que eu faço agora?
- Calma Baek. Vamos pensar com calma, você se apaixonou por Chanyeol certo? - Ele concordou. - Mas ele não sabe disso, não é? - Ele também concordou. - E pelo que eu saiba, Chanyeol é hétero e um baita mulherengo estou certo? - Baek assentiu. - Então, eis a solução: Arruma as suas trouxas e trate de esquecê-lo
- O quê? Como assim? Eu pensei que você iria me ajudar. - Ele me olhou confuso.
- Mas eu estou lhe ajudando. Se apaixonar por um hétero é como cometer suicidio, ainda mais um mulherengo feito o Channy. É melhor você esquecê-lo para não se machucar, enquanto você estiver perto dele você jamais consiguirá esquecê-lo. Por isso o melhor a fazer é ir embora. - Coloquei minha mão em seu ombro como um bom amigo,   mas logo retirei ao ver sua cara frustrada.
- Você esta brincando comigo? Como pode dizer isso tão facilmente? Como pode não saber como sinto com tudo isso? Não é fácil pra mim, a  alguns dias atrás eu era hétero e de repente eu me apaixono pelo meu melhor amigo. Acha mesmo que é fácil assim? Foi fácil pra você quando se apaixonou pelo Kai? - O pior era que Baek tinha razão, eu sabia que não era nada fácil. Ainda mais para alguém que foi tudo tão derepente, quem imaginaria um hétero se apaixonando pelo melhor amigo. - Não vai dizer nada?
- Eu sei que não é nada fácil Baek, mas eu não sei o que fazer. Eu não tenho muita experiência nisso, o único conselho que eu tenho pra você é esquecê-lo. - Percebi um olhar triste em Baekhyun. 
- Entendo. - Baek limpou uma lagrima que escorreu pelo seu rosto, ele queria esconder sua tristeza mas era quase impossivel. - Isso dói tanto. Por que tem que doer tanto assim? - Baekhyun se desmanchou em lágrimas, deitou sua cabeça em meu ombro para chorar. Abracei ele afim de consola-lo.
- Isso se chama amor, Baek. Isso é amor. - Deixei ele chorando em meus braços. - Eu vou te ajudar, seja como for, eu vou te ajudar. - Concerteza ele iria chorar mais ainda, nunca tinha o visto chorar tanto.

Ele chorou um pouco mais, depois ele enxugou bem o rosto e se recompôs. Nos ajeitamos na cama e começamos a planejar a missão ChanBaek. Pedi para Baekhyun descrever melhor o amigo e falar mais sobre a amizade deles.
- Eu e Channy somos amigos desde pequenos. - Começou Baek. - Eramos vizinhos e nossas mães trabalhavam juntas, nós iamos juntos para escola e tudo mais. Crescemos, ele me apresentou uma garota uma vez para tirar minha virgindade. - Arregalei meus olhos, isso é novidade para mim. Baek riu da minha reação. - Calma, nada aconteceu. Não sou desses, ainda sou virgem. - Suspirei aliviado, nunca imaginei que Chanyeol fosse capaz de fazer uma coisa dessas.
- Pelo que eu entendi, vocês são realmente muito amigos. Isso é um problema. - Cocei minha nuca, pelo visto essa missão não será nada facil.
- Como assim? - Baek me olhou sem entender nada.
- Amigos geralmente não da certo, alguem sempre sai machucado e "adeus" pra amizade. - Eu não queria magoar ainda mais o Baekhyun, mas não podia fugir da realidade.
- Você ja quer desistir? - Ele berrou, mandei ele ficar quieto para minha mãe não ouvir nada.
- Claro que não, é que geralmente não da certo. - Ele me olhou triste e ao mesmo tempo bravo. - Mas é claro que com vocês vai dar 100% certo. - Ele sorriu. - Eu acho. - Resmunguei baixo o suficiente para ele não ouvir.
- Então, qual é o primeiro passo? - Perguntou ele ja angustiado.
- O primeiro passo é ficar ainda mais intimo dele, você deve provocá-lo de vez em quanto. Tem que ter uma tensão entre vocês dois. - Ele foi anotando tudo que eu dizia. - Vai realmente anotar tudo que eu disser? - Ele concordou. - Ok, isso é o que você deve fazer, ficar ainda mais proximo. Sempre seja o par dele nos trabalhos em duplas, e quando for em grupo não deixe nenhuma garota participar. Isso é importante, você deve manter qualquer mulher longe do Chanyeol, uma mulher pode estragar tudo.
- Anotado. - Ri por ver ele anotando tudo mesmo foi muito engraçado.

- Eu tenho um plano em mente. - Baekhyun deu um pulo animado pedindo para mim contar logo o plano. - Você irá convidar o Chanyeol pra dormir na sua casa no próximo final de semana.
- Só no próximo, isso esta tão longe. - Disse Baek desanimado.
- Claro, assim você terá 5 dias para se aproximar mais dele. Quem sabe assim role algo mais quente no seu quarto. - Baek me encarou e depois sorriu.
- Você é um gênio Kyung, vai dar certo. Sinto que vai dar certo. - Baek fechou o bloco de notas, alegre e olhou no seu relógio de pulso. - Esta muito tarde, posso durmir aqui? - Porra, eu não queria negar, mas não queria nem que o Kai dormisse aqui.
- Tudo bem.- Fazer o que, eu não podia negar. Ele agradeceu e dormiu no colchão no chão, pelo menos esse dorme no chão. Por essa noite vou dormir bem.

P.O.V Baekhyun

D-1

Chegou a hora de colocar o plano do Kyung em pratica. Vim junto com ele para a escola, ao entrar dou de cara com o Chanyeol.
- Onde você estava, te mandei umas mil mensagens e te liguei trocentas fezes. Por que você não respondeu as mensagens e nem retornou minhas ligações? - Isso significa que Channy sentiu minha falta, já é um bom começo.
- Desculpa, eu acho que deixei meu celular desligado. - Vasculhei meu bolso procurando meu celular. - Droga, acho que esqueci meu celular na casa do Kyungsoo.
- Do Kyungsoo? Você durmiu lá? - Perguntou Chanyeol.
- Sim, fazia tempo que eu não dormia lá. Depois que ele se assumiu meio que me afastei dele. - Eu não sei como eu estava conseguindo conversar normalmente com o Chanyeol.
- Eu fiquei preocupado, eu queria que você viesse comigo para uma balada. Você é bom com as mulheres, eu teria conseguido pegar uma se você tivesse ido. - Sinceramente, eu não gostei nada do que ele disse. Ele foi bem Franco.
- É só pra isso que precisa de mim não é? Só precisa de mim para ser seu capacho, nossa amizade não é verdadeira. - Saí andando com raiva. Chanyeol pega em meu braço me impedindo de continuar.
- Espera Baek, por que esta com raiva? É claro que nossa amizade é verdadeira, somos amigos de infância. - Eu ainda estava muito ofendido com o que ele disse para perdoa-lo tão facilmente.
- Você é meu amigo só para me usar para pegar as garotas na balada. Você nunca me chamou para lugar nenhum para nos divertimos juntos, você sempre se diverte mas eu nunca. - Ele abaixou a cabeça e permaneceu em silêncio. - Quem cala concente. - Sai de novo com raiva em direção a sala, mas dessa vez ele não me impediu.
Ignorei ele o resto do dia, na hora do intervalo sentei na mesa do Kyungsoo. Ele veio se sentar também, mas eu me retirei para evitar qualquer encontro de olhares. A noite, não retornei nenhuma ligação, nem respondi quaisquer mensagem que ele mandou. Eu realmente estava com raiva, com raiva da realidade.

D-2

No dia seguinte, eu estava com medo de encara o Chanyeol. O plano era me aproximar do Channy para conquistá-lo, mas eu estava fazendo tudo ao contrário.
- Baekhyun. - Droga, Chanyeol estava atrás de mim. Ele ja me viu, não há como fugir. Chega de fugir.
- Eu sinto muito, desculpa. Eu não devia te usar desse jeito, eu não sabia que você se sentia um capacho. Eu sou seu melhor amigo e nunca agi como tal, eu preciso corrigir o meu erro. - Ele me virou pelo ombros. - Baek, vamos sair juntos hoje? Sem garotas, só nós dois. - Fiquei de cara, ele estava praticamente me chamando pra sair.
- Eu...Eu vou pensar. - Tirei suas mãos grandes do meu ombro e fui para a aula.

(...)

- O quê? Te convidou pra sair? Mas já? Você é melhor do que eu pensei. - Kyungsoo ficou ainda mais surpreso que eu. - Você aceitou?
- Eu ainda não respondi, eu não sei o que fazer. - Agarrei suas mãos em cima da mesa do refeitório.
- Calma, Baek. Se você quer um conselho, não aceite. - Arregalei meus olhos, eu pensei que ele ia me dar um conselho. Kyungsoo sempre me surpreendendo. - Você não pode ser tão facil Baek, esse é o truque. Você tem que fazer ele sentir  saudade, querer te ver.
- CARALHO, Kyung. - Ele me olhou assustado. - Você é um gênio.
- Estamos atrapalhando alguma coisa? - Kai e Chanyeol se aproximam de nós.
- Nada. - Kyungsoo se levantou bruscamente, eu me levantei logo em seguida.
- Então, Baek.- Chanyeol bagunçou seu cabelo corado. - Você ja pensou sobre hoje?
- Já. - Olhei para Kyung, ele balançou a cabeça para mim seguir seu conselho. - Eu não vou poder sair com você.
- O quê? Por quê? - Ele arregalou os olhos, garanto que ele não esperava por isso.
- Porque...- Olhei para Kyungsoo novamente. - Porque eu ja tinha combinado de ir na casa do Kyung.
- O Quê? - O próprio Kyung me olhou assustado. - Quer dizer...Sim, claro nós ja haviamos combinado. - Ele engoliu em seco.
- De novo? Você ja dormiu lá ontem, hoje é a minha vez. - Kyungsoo chutou a perna do Kai.
- Entendi, então eu vou sozinho pra balada. Arranjar uma garota eu mesmo. - Ele estufou o peito.
- É assim que se fala. - Ri, mas ele não. - Vamos, Kyung. - Puxei ele pela mão.

D-3

- Só por favor, Baek não faça mais isso. Kai ficou morrendo de ciúmes, deu pra ver o fogo saindo dos olhos dele na sua direção. - Andavamos em direção da sala.
-Me desculpe, eu não queria causar problemas com o seu namorado. - Falei meio cabisbaixo.
- Tudo bem, só siga o plano ok?! - Assenti e me sentei no lugar de sempre.
- Bom dia, Baek. Durmiu bem? - Perguntou Channy, assim que me sentei na cadeira que era ao seu lado.
- Desde quando você se importa? - Eu fui bem frio com ele.
- Baek, não me trate assim poxa. Eu sei que fui muito errado todos esses anos, mas eu quero concertar o meu erro. - Eu me recusei a encará-lo. - Baek, isso é sério. Eu não quero que nossa amizade acabe, ainda mais por bobagem.
- Então eu sou bobagem? Porque foi isso que soou. - O encarei. - Eu vou sentar la na frente, para enxergar melhor. - Essa foi uma desculpa horrivel, mas deu pro gasto. Me levantei da carteira em direção a outra vazia mais à frente, mas Chanyeol agarrou meu braço.
- Baek, não me deixe aqui sozinho. Eu sei que eu pisei na bola, mas eu quero o seu perdão. O que eu tenho que fazer para ter o seu perdão? - Ele parecia bem sincero no que dizia.
- Chanyeol eu...eu...- Eu estava disposto a dizer a ele o que eu sinto por ele, mas a coragem não vinha e esse não era o plano. - Chanyeol eu posso te perdoar, mas você tem que começar a me tratar com um amigo de verdade. Parar de me arrastar para lugares que eu não quero ir, principalmente as baladas. - Me virei para encará-lo.
- Ah mas eu adoro as baladas. - Ele bufou. - Tudo bem, eu posso faço isso por você. - Ele sorriu me puxando para voltar a me sentar no meu lugar. - Eu prometo, nenhuma garota interfirá na nossa amizade.

D-4

- Estou feliz que se reconciliaram, esse foi um bom passo. - Kyungsoo sorriu bebendo um gole do seu suco. - Tive que contar para o  Kai sobre a nossa missão Chanbaek.  Desculpe, mas ele estava com bastante ciúme de nós dois.
- Tudo bem, eu entendo. - Sorri. - Hoje, vou convidar o Chanyeol para dormir lá em casa. Kyug eu estou com medo, e se ele não aceitar? Estou com muito medo.
- Eu percebi, mas fique calma que vai dar tudo certo. Ele chegou, vou nessa. - Kyungsoo apontou para Chanyeol entrando na sala, e voltou para o seu lugar.
Chanyeol me cumprimentou, a aula começa e a prof Dara pediu para formarmos duplas para um trabalho.
- Chanyeol. - O chamei, mas ele parecia estar flertando com uma garota da sala. - Chanyeol. Chanyeol. - Ele se virou. - Vamos nos juntar para fazer o trabalho?
- Err...sinto muito, eu estou quase ganhando aquela garota ali. Eu vou fazer o trabalho com ela, na proxima a gente se junta.  - Ele se virou de volta para a garota.
- Chanyeol, você disse que nenhuma garota ficaria entre nós, você prometeu. - Meus olhos marejaram.
- Baek, eu estou quase pegando essa garota incrivel. Por favor, você pode fazer isso com outra pessoa. - Não acreditei no que ouvia, ele tinha prometido que nenhuma garota atrapalharia nossa amizade.
- Chanyeol, você prometeu. - Encarei ele com os olhos rasos de agua. - Você é um péssimo amigo. - Foi o que eu disse antes de sair da sala. PORRA eu estava chorando, por que o coração dói tanto.

D-Day

Eu queria ter ido na casa do Kyungsoo, mas o Kai foi pra lá então decidi não ir. Não queria atrapalhar os dois, prefiri ficar em casa. Contei tudo que aconteceu para o Kyung por telefone, ele tentou me consolar com palavras. Mas não deu muito certo. Ouço uma batida na porta do meu quarto.
- Entre. - Gritei sem nem perguntar quem era, naquele momento isso nem importava pra mim. Olho para porta para ver quem entrou no meu quarto. - Chanyeol? - Estranhei ver Chanyeol em pé, no meu quarto.
- Baek, precisamos conversar. -Foi a primeira coisa que ele disse.


Notas Finais


É isso aí, espero que tenham gostado, o proximo cap tbm será sobre Chanbaek q é mais real doq a chuva q cai do céu..
Mas enfim, até a proxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...