História Shadow (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys (bts)
Exibições 68
Palavras 1.079
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


AMORES DESCULPA MESMO ESSA DEMORA, MAS EU ESTAVA EM SEMANA DE PROVA O QUE COMPLICOU MUITO, MAS AGORA ELAS ACABARAM E EU VOU PODER POSTAR OS CAPS O MAIS RAPIDO POSSIVEL, ESPERO QUE GOSTEM.

BJS E ATE A PROXIMA.

Capítulo 12 - Difficulties for a Forbidden Love


Fanfic / Fanfiction Shadow (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 12 - Difficulties for a Forbidden Love

____ on:

Após ficarmos um tempo encarando um ao outro com um sorriso estampado no rosto, Jungkook se aproxima de mim e beija minha testa, depois ele me abraça e eu fico encolhida em seu peito, dormimos juntinhos e abraçadinhos, minutos depois ouço passos vindo em direção ao meu quarto, ignoro inicialmente, depois passos se “calaram” e logo viraram batidas.

- ____? Você esta acordada? _ _ _ _?- essa voz me parecia familiar, mas estava tão cansada que não reconheci de primeira.

Logo as batidas começaram a ficar mais fortes e repetitivas, cada vez mais e mais frequentes, ele começava a me chamar cada vez mais alto e perguntava se estava tudo bem comigo, e do porque não o respondia ou abria a porta, com isso logo me assustei, me desgrudei de Kookie e sai da cama me vestindo (colocando apenas a lingerie), pegos as roupas de Jungkook que se encontravam no chão e joguei no mesmo, ele vestiu as pressas e correu em direção a janela, mas algo o impediu de sair. Com agonia, medo e insegurança corro mancando muito, sentindo fortes dores na região entre minhas pernas, ate o mesmo desesperada para saber o porque dele não ter saído, e o mesmo me responde.

- você esta bem? Eu te machuquei muito?- acento a cabeça para a primeira resposta, e nego com a segunda- vai rolar de novo né?

- não sei Jungkook, acho q não, porque é muito perigoso, agora vai, se ele entrar aqui estamos fritos.

- há por favor _ _ _! Me diz que pelo menos você gostou e que me daria uma chance- ele diz saindo da janela, vai ate mim, agarra minha cintura e praticamente cola nossos rostos

- eu admito, essa noite foi maravilhosa... e sim... outra chance (A: você acha que eu iria perder a oportunidade de ter uma outra noite romântica com Jeon Jungkook?)

- yes! Te vejo amanha cedo no jardim secreto?

- sim, estarei la as 7:30 te esperando- falo e ele me beija, foi um beijo rápido mas com muito amor- te amo (eu falei isso mesmo?)- o mesmo abre um sorriso largo no rosto

- eu também, e muito – diz e sai do quarto

Corro ate a porta, finjo cara de sono, quando abro a porta vejo o ruivo com uma cara de preocupação estampada no rosto, dava para ver que ele estava mesmo preocupado comigo.

- o que foi? Agora não posso dormir também? É essa palhaçada agora?

- a ___, você me assustou... achei q tivesse acontecido algo com você- ele fala e  me abraça de surpresa, não retribuo o abraço- não vai me abraçar não?

- não...

- eu aqui “mó” preocupado com você e você ainda me trata desse jeito?

- esperava o que Jeon Hoseok? Vou ser obrigada a casar com você e te aturar para o resto da minha vida, e você quer que eu fique feliz? Você acha que tudo é fácil né, que tem tudo na hora que quiser e como quiser, mas eu não sou as puta que você pega e que te obedecem.

- isso é só questão de tempo, logo, logo você vai aprender a me respeitar e obedecer, porque a  senhorita me pertence- engrossa a voz e segura meu braço com força

- como eu já disse não sou um objeto que você usa hora que quiser- falo firme e sem medo

Ele rir.

- gosto de você por isso, você é diferente de todas as outras (serio? OUTRAS?!), mais firme, sem medo, muito corajosa e corre riscos, gosto disso em uma mulher- fala soltando meu braço levando sua mão em minha bunda.

- agradeço os elogios, se é que isso foi elogio, mas eu não gosto que toquem na minha bunda (A: só o senpai pode seu abusado) e se me der licença eu gostaria de voltar a dormir- falo tirando a sua mao e indo em direção a cama

Ao me aproximar da mesma, pulo de cara com o travesseiro, quando finalmente estava me concentrando para dormir, J-hope começa a dar os ataques dele

- ___! QUE PORRA É ESSA? POR QUE TEM UM PACOTE DE CAMISINHA E AINDA POR CIMA VAZIO NO CHAO DO SEU QUARTO E POR QUE ESTA MANCANDO? (fudeo!)

- ah isso ai?- falo calma- esse troço ta ai desde que eu cheguei a essa mansão- falo a primeira coisa que vem a cabeça

- E POR QUE NÃO JOGOU ESSA MERDA FORA?

- porque é nojento?- falo sarcasticamente- não vou tocar em um saco de camisinha, se toca

- E POR QUE ESTA MANCANDO?- pergunta cruzando os braços tentando manter a calma

- relaxa, eu bate a perna em se la aonde, ai eu meio que cai, por isso estou mancando fofo- invento novamente.

- okay- fala e se deita ao meu lado- desculpa... o que você acha de eu te recompensar por ter sido um menino mal?

- não valeu, eu to bem... e afinal só vou transar com você depois do casamento, e olha lá- falo me virando para o outro lado

- isso ta me cheirando a greve de sexo, não aceito isso.

- você não tem que aceitar nada, afinal o corpo é meu.

- errado, essas curvinhas, peito e bunda me pertencem.

- errado de novo meu amigo, em 1º lugar eu não me casei com você para você me chamar de sua, 2º não sou e nem nunca vou ser seu objeto sexual, então se liga, 3º e ultimo: sim estou fazendo greve de sexo, afinal não é com você que eu pretendo perder a virgindade,

- o que você esta insinuando? Vai perder comigo sim, não estou falando estou afirmando ta moça.

Ignoro o comentário do mesmo, fecho meus olhos sinto braços envolverem minha cintura, não ligo muito naquele momento a única coisa que passava na minha mente era o Jungkook  e eu, juntos rindo e correndo juntos. Falando nisso, por pouco o Hoseok não nos pega, isso que fizemos foi muito arriscado, maravilhoso, mas muito perigoso, eu ainda não acredito que a minha vida esta essa bagunça, parece um sonho ou pesadelo que eu não consigo acordar ou que não te mais fim e eu sou obrigado a permanecer nele para sempre. Estou dividida entre um sonho (amor) e a realidade (confusão, maldade, ódio), vivendo em perigo por um amor proibido. Mas para falar a verdade eu faria tudo de novo, sem me arrepender de nada.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...