História Shadowhunters - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bagtan Boys, Bts, J-hope, Jimin, Junkook, Kim Seookjin, Louis, Rap Monster, Suga
Exibições 44
Palavras 1.208
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Escolar, Ficção, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie!!

Mais uma fic.(pser)

Esse capítulo é mais para explicar mesmo.

A história vai se desenvolver a o longo do tempo.

Espero que goste!

Desculpa os erros...

Boa leitura♡

Capítulo 1 - Está tudo escuro...


Fanfic / Fanfiction Shadowhunters - Capítulo 1 - Está tudo escuro...

Abri meus olhos lentamente, para me adaptar a claridade que insistia em adentrar o meu quarto. olhei para minha banquinha e tinha um copo de água com minhas pílulas, com certeza foi minha mãe que deixou aqui. tinha também um bilhete,  muito estranho ela não é disso, peguei o mesmo e comecei a ler.



Carta on

Filha eu vou ficar longe por um tempo, pois é para a sua própria segurança. você vai ficar com pessoas confiáveis ira morar com eles. espero que um dia você me entenda, com carinho

Mamãe


Bilhete Off 


O que? como assim? Respirei fundo tentando absorver todas essas informações. com certeza é uma brincadeira, muito sem graça por sinal. me levantei tomei  banho arrumei minha mochila, peguei uma maçã e segui para a escola. 


~~~♧


Assisti a primeira aula, estava até interessante mas as outras me causavam tédio. eu só desenhava no caderno,  era  algo  que  eu sempre desenho. não é muito comum é   um   símbolo,  sempre  o  vejo em meus sonhos ou quando estou pensando. 


Quando me dei conta as aulas tinha
Acabado. juntei  meu  material e fui   para   fora   da   escola, normalmente eu conversaria com meu único amigo, aqui  fora por alguns segundos. mas hoje ele não veio. só me resta ir embora.



Atravessei a rua,  tirei meu celular
Do bolso, coloquei meus  fones  de ouvido e segui pela calçada. passei em frente a uma boate levantei minha cabeça, paralizei na hora, pois
Indentifiquei um dos símbolos que eu sempre desenhava. caminhei até  a porta, na esperança de entrar mais o segurança me barrou. 


– A Onde a mocinha pensa que vai? – Perguntou com irônia.



– Deixa para lá. – Falei voltando o meu corpo para a calçada novamente. 


Um homem cochichou no ouvido do segurança, fazendo com que o mesmo  me  desse   passagem   para eu entrar. apenas entrei, olhei em volta e me arrependi de ter entrado, não me encaixo aqui. só tem pessoas com
Roupas extravagantes me olhando com cara de "O que ela está fazendo aqui?"
Não me importei muito, pois já tinha entrado agora vou explorar o lugar.



Andei pelos corredores, olhei para o lado, logo me assustando com o que acabara de ver, pois tinha uma turma de  pessoas   matando   um   homem.
Comecei a gritar mais parecia que ninguém ligava, coloquei  a  mão  na  minha  boca  tentando  abafar os
Meus gritos, um deles olhou para mim.


Seu olhar era penetrante, seus olhos eram pequenos e negros, ele tinha a pele extremamente branca, magro, não muito alto estava com roupas pretas igual aos seus amigos. ele parou o que estava fazendo e veio andando em minha direção, mais não esperei que ele chega-se, pois corri o mais rápido que pude.



~~~~~♧



Cheguei  em  casa,  estava  com  a respiração descompensada pois corri muito, o medo faz isso com as pessoas. joguei minha mochila no chão e fui para o banheiro, pelo o que  notei  minha  mãe  ainda  não chegou, então estou sozinha, a casa fica  um tédio  mas  eu  gosto  do silêncio me ajuda a refletir.


Depois do banho vesti uma calça, uma blusa de mangas vermelha e um All star preto. me sentei no sofá com o meu caderno e um lápis novamente comecei a desenhar. 


Estava concentrada até escutar um barulho vindo da cozinha. levantei e comecei a andar devagar até chegar lá, olhei para a bancada e fui surprendida por uma criatura sinistra, negra, parecia um cachorro. tinha duas cabeças corri sem olhar para trás. Quanto mais corria mas escutava   a  criatura    me perseguido, dei a volta e entrei na cozinha novamente, abri uma gaveta. E  tirei  uma  faca, apontei  na direção da criatura que pareceu não se intimidar com o meu ato. 



Joguei a faca machucando-a, Isso me deu tempo para voltar para a sala, mas tropecei no carpete e cai sentindo o chão, fechei os olhos. já estava me dando por vencida fiquei  esperando  o  pior. Quando senti o hálito da morte um barulho fez a criatura grunir de dor, senti algo em minha pele um ardor mais logo cessou. 




Tudo agora estava em completo  silêncio. abri meus olhos e notei  o  mesmo  ser  da  boate,  me fitando com uma expressão nêutra, me  lembrei  do  que  ele  estava fazendo e me afastei assustada.


– Você acha mesmo que eu quero te matar? Se fosse fazer isso já tinha feito. – ele falou calmo


– Q-quem é você? o que você quer de mim? – Perguntei  ainda assustada


– Quem eu sou agora não importa. você está  em  perigo tem que vir comigo. – Ele falou estendendo sua mão para me levantar


– Não vou a lugar algum com um estranho. – Falei me levantando sozinha 


– Meu nome é Min Yoongi. e você vem comigo tem haver  com a sua mãe. – falou me despertando curiosidade, pois  ainda  não  acreditava  que  ela tinha me abandonado.



Aproveitei  que  a  porta   estava aberta e corri para a rua,  chovia muito mas não liguei. Deixei minhas  lágrimas  escaparem, sentei no chão e deixe a água fluir sobre  a  minha  cabeça, vi ele  se   aproximando  de mim,   me   abraçou
E  eu  deixei  precisava  de  consolo.


Ficamos assim por volta de meia hora. eu soluçava sem parar até que senti ele me levantando junto ao
Seu corpo, me guiou até uma moto na qual subi sem exitar. eu já tinha perdido tudo que me importava: a minha mãe pois nunca vi o meu pai.


– Você é uma de nós Louis! – ele falou me olhando pelo retrovisor da moto. 


– O que? não estou entendendo, Como você sabe o meu nome? eu não te falei. –  Perguntei confusa.




– Te conheço, você é descendente de uma das maiores caçadoras de sombras que já existiu. – Ele concluiu
Me deixando ainda mais confusa


– Quem é ela? O que é caçadora de sombras? – Perguntei. 


– Sua mãe, A quilo que você me viu matar na boate era um vampiro, eles são maligno, criaturas das trevas igual aqule demônio    que  te   atacou   na  sua  casa. – Ele falou calmo demais para as palavras que estava usando.


– Para essa  moto, você é um louco!– Falei  incrédula  eram  muitas
Informações para  serem absorvidas em tão pouco tempo.



– Tudo bem já chegamos mesmo.–Ele falou parando a moto



Ele parou  em frente  a  um prédio enorme. mas não  desses modernos, parecia mais um castelo e continha  aqules  símbolos que  eu desenho diariamente.


– Bem vinda a sua nova moradia. –Ele disse abrindo os enormes portões que rangiram  seu ato .


– Onde estamos? – Perguntei encarando o lugar, era noite mais dava para notar alguns detalhes. 


– No instituto, lá dentro eu te explico melhor, ficar aqui é perigoso. –Falou entrando, o acompanhei



Ele  abriu  a  enorme  portas  de madeira com uma espécie  de lápis luminoso, era um objeto  instigante.
Ele entrou, e com receio fiz o mesmo.  senti  meu braço  arder  olhei para  o  mesmo. vi  uma  marca  de dentes, eu fui mordida pela criatura. cai no chão me debatendo era como ter uma convulsão. Yoongi me olhou e correu em minha direção, pois o mesmo tinha se afastado um pouco pra falar com alguém.


– Calma! olha para mim, Você vai ficar bem. – Ele falou colocando as mãos no meu rosto depois ele pegou seu lápis luminoso e apontou no meu braço, parecia desenhar no mesmo. Eu mal respirava tudo que consegui dizer foi



Está tudo escuro...



Notas Finais


Oie!!

Capítulo pequeno mais melhora tá!?:)


Obg por ler...

Bjs! L.P💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...