História Shadow.L.A - Capítulo 3


Escrita por: ~

Visualizações 7
Palavras 922
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Misticismo, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie, me desculpem pela demora rs. Eu tinha muita coisa pra fazer e não deu tempo.
Vou aderir um conselho que recebi de uma leitora e não usar itálico o tempo todo.

Boa leitura amores espero que gostem e já peço desculpa por algum erro❤❤

Capítulo 3 - O Livro


Fanfic / Fanfiction Shadow.L.A - Capítulo 3 - O Livro

Jade Point of view 


Tivemos uma breve conversa em grupo para decidirem se eu ficaria no Instituto ou não.  Felizmente fui aceita, com a ajuda de Cameron e Izzy. 

Afim de comemorar, Izzy sugeriu que fossemos até um bar, não muito longe. Todos adoraram a ideia e fomos para o bar. 

Chegando lá percebi que não eramos os únicos shadowhunters, muito menos os únicos sobrenaturais. Lancei um olhar curioso em direção ao Cameron, o mesmo riu e não me respondeu. Apenas continuei andando até a mesa onde os demais de encontravam.

Uma garota veio até a mesa nos entregando um cardápio que foi ignorado por todos. Tomei o cardápio em mãos e o mesmo foi tirado por Cameron,  seguida todos pediram um drink de nome estranho, inclusive para mim. 

A moça voltou com três taças e todas contiam uma bebida azulada com morangos na borda do copo. Ambos tomaram enquanto eu ainda a olhava um tanto receosa.


-Beba logo... 


Cameron me olhou encarando o copo, segurei o mesmo levando até a boca. Era delicioso, eu não sabia do que se tratava, mas era ótimo.  A noite continuo, não até tarde já que pela manhã eu teria que treinar.


O sol adentrou meu quarto junto com a voz alta e estridente da Izzy. A olhei e a mesma tinha em mãos varias sacolas, ela caminhou até a cama se sentando na mesma. 


-Eu fiz compras para você, não sábia quais cores gostava então a maioria é preto...


Ri baixo a olhando enquanto ela me mostrava tudo o que comprou.  Me levantei indo até o banheiro para realizar minha higiene matinal, voltei ao quarto e Izzy não estava mais lá.  Olhei as sacolas e peguei uma legging preta vestindo a mesma, coloquei um top cinza, já que esse estilo facilita os movimentos, e por cima um casaco preto não muito groso. Amarrei meu cabelo e caleei os tênis. 

Assim que abri a porta e dei um Paço para fora, mais uma vez, esbarro no Cameron, o mesmo me olha e leva a mão até a nuca coçando a mesma. 


-Eu vim te chamar... para ter certeza que não ia esquecer o treino. 

-Eu não esqueci, já estou indo para lá. 


Ele assentiu, comecei a andar e o mesmo me seguiu até a sala de treinamento. Olhei em volta procurando o meu tutor. 


-Onde está o treinador? 

-Eu sou o seu treinador

-Ata... 


Isso era estranho, ele não me parece um bom lutador, muito menos alguém que possa ensinar algo. Ignorei meus pensamentos negativos sobre ele e sorri fraco esperando ele dizer algo. 

Cameron tomou em mãos dois bastões e jogou um para mim. Peguei-o e olhei para o rapaz, ele se posicionou e eu fiz o mesmo o encarando.  Sua contagem foi regressiva.  3 2 1. Seus Passos foram rápidos vindo em minha direção, um passo para o lado foi o suficiente para escapar de seu golpe. Mais uma vez ele me encara e vem em minha direção.  Mais um passo para o lado. Desta vez, assim que ele passou, bati com o bastão na parte inferior de seu joelho fazendo o mesmo arfar. Ele me olhou sério. Eu podia sentir em seu olhar que haveria uma vingança.  

O bastão foi solto, o som do mesmo caindo ecoou pela sala, fiz o mesmo encarando-o mais uma vez. Com agilidade ele passou por mim me fazendo perder o equilíbrio, isso não foi o suficiente para me fazer cair, voltei a encara-lo dessa vez partindo para o ataque. Rapidamente corri em sua direção chutando o mesmo no estômago. Me falta o equilíbrio na hora do pouso e acabo caindo, ele aproveita a situação e enquanto me levanto seu chute acerta a parte inferior de meu joelho me fazendo cair mais um vez de joelhos no chão.  Flexionei a outra perna passando uma rasteira no mesmo que caí. Segurei- o no chão ficando em cima dele enquanto segurava seus braços. 


-Acho que podemos parar por hoje.

-Esta desistindo? 


Ele ri e me olha voltando a sua expressão séria mais uma vez. 


-Não, mas não temos tempo agora. 

-Por que não?

-Eu tenho alguns assuntos para tratar...


Assenti e me levantei saindo da sala em seguida. Enquanto caminhavam de volta para o quarto passei por uma grande porta,olhei para a mesma vendo que a sala se tratava de uma enorme biblioteca.  

Entrei olhando em volta,grandes estantes repletas de livros, gôndolas com armas e uma nota explicativa e um lindo piano preto que combinava com todos os  belps quadros do lugar. 

Caminhei até o piano passando meus dedos sobre as teclas no mesmo.  Um livro em especial me chamou a atenção.  Seu nome era "Segredos de um dom". Tomei o livro em mãos para ler o verso. Pelo que entendi se tratava de um livro com intuito de ajudar novos shadowhunters a desvendarem seus dons. Eu não sabia que shadowhunters possuíam dons a parte, as runas já eram l suficiente para mim. Voltei a olhar a estante quando algo conseguiu roubar toda a minha atenção.  Havia um livro com o sobrenome daa minha família, Maeson. Peguei o mesmo e voltei para o quarto. Como era possível ter um livro com o sobrenome da família sendo que há séculos ele tinha sido substituído por Picon. 

A dúvida tomava conta de mim, depois de um banho rápido o meu foco se tornou o livro. Passei a tarde, a noite e o outro dia lendo. Quando finalmente li a última página e fechei o livro já não sábia mais como agir. O medo agora dividia o espaço com a duvida. 




Notas Finais


Me desculpem pelo capítulo curto. O próximo vai ser melhor e se tudo der certo ele vai ser postado na quarta. ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...