História She wanna ride, she wanna fly... - Capítulo 11


Escrita por: ~ e ~Luisehh

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Alessahhh, Baekhyun, Chanyeol, Chen, Exo, Imagine, Kai, Kris, Lay, Lu Han, Luhan, Luisehh, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Exibições 59
Palavras 3.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie meus amores, mais um capítulo, hoje explicando o porque a raiva da Thaís pela Fuyuki... Desculpe pelo título bosta do capítulo, minha criatividade está bloqueada hoje... Mas enfim esperamos que gostem desse capítulo, 3bj 😽❤️

Capítulo 11 - Essa dor não quer ir embora...


Fanfic / Fanfiction She wanna ride, she wanna fly... - Capítulo 11 - Essa dor não quer ir embora...

THAÍS ON
- Sehun jura que o que eu vou te contar, vai ficar só entre eu e você?- Perguntei e ele assentiu positivamente.- Eu sei que você ouviu minha gritaria com o Luhan e a garota ontem, e deve estar se perguntando o porque de eu a xingar e tentar expulsa-la ontem.- Disse e o mesmo assentiu novamente.- Ok...
- Ela era minha amiga quando eu morava no Canadá, sempre senti um sentimento ruim vindo dela, mas tentava ignorar. Ela sempre dava em cima do Joe, e eu soube que ela ficava espalhando mentiras sobre mim, nem sabia o porque. Um dia eu estava saindo da escola e um carro veio em alta direção, me acertando fortemente, e eu pensei que fosse morrer...- Disse chorando, e o mesmo me apertou em seu peito tentando me confortar para que eu ficasse mais calma.- Passaram 3 meses inteiros e eu não havia acordado. Era horrível, mesmo que eu não pudesse acordar, as vezes eu conseguia ouvir a conversa da minha mãe com os médicos que dizia que talvez eu não acordasse mais, mas a maioria das vezes que eu ouvia alguma coisa era minha mãe, meus avós e o Joe chorando... Nunca me doeu tanto ouvir minha mãe chorar, pensei que se eu morresse logo a dor poderia ser menor do que ver a filha em coma. Acabei acordando em uma sexta-feira. Nunca vou esquecer daquela cena da minha mãe e meus avós chorando muito ao me verem sentada na cama. Depois de um mês eu acabei descobrindo que foi a Fuyuki que havia mandado me matar, mas felizmente eu devo ter 7 vidas. Eu ia acabar com aquela vadia, mas no dia seguinte eu fui para a Coréia, decidi tentar esquecer já que estava do outro lado do mundo. Depois de uma semana que eu estava lá, descobri que o Joe me traiu com ela. E foi aí que eu meio que fiquei muito mais louca do que o natural...Foi isso. A minha trágica história clichê.- Disse meio chorosa, e vi que Sehun estava com olhos marejados, e me abraçou fortemente.- Não fica assim meu bebê, eu estou ótima agora, obrigada por me escutar...Agora vamos dormir ok? 
- Tudo bem...Obrigada por me contar.- Ele disse e nós deitamos, ele abraçou minha cintura e dormimos.
Acordei cedo como de costume e tive que acordar o Sehun, pois precisava fazer o café da manhã e estava com a mão machucada e não da para fazer muita coisa. Olhei e ele estava dormindo todo encolhido, estava tão fofinho. Será possível que essas criaturas tem que dormir desse jeito fofinho? Não tem ninguém que acorde todo zoado aqui não? 
- Sehun acorda... Bebê, levanta..- Disse fazendo carinho na sua bochecha, o mesmo virou o rosto para o outro lado e balbuciou um "me deixa dormir porra". Ah não! Mas ele vai levantar é agora.- Sehun!! Acorda Agora!- Disse e o mesmo caiu da cama na hora.
- Acordei! Ah omma porque fez isso?!- Disse bravo, esqueci que o filho mais novo é o mimado.
- Porque eu te chamei fazendo carinho e você não levantou aí decidir fazer que nem minha mãe faz comigo. E não é que funciona, kk- Disse rindo e ele bufou.- Vamos logo, que eu preciso alimentar o batalhão! E acordar também!- Descemos e fomos fazer o café, não fiz quase nada, só na hora de misturar os ingredientes da massa para panqueca, e fazer o café e suco. Sehun fritou o bacon, a panqueca e também fez ovo mexido. Hoje o café seria bem americano. Arrumamos tudo e fui acordar o povo do meu jeitinho.
Quarto 1- Chen e Suho: Abri a porta e pulei no meio deles. - Bom dia meus amores! Vamos tomar café da manhã!- Sai e parei no corredor. Tirando o Sehun, Kai, Chanyeol e Luhan o resto acorda rápido quando eu der um grito.
- LEVANTEM AGORA PORRA!!- Gritei bem alto e vi o povo sair rápido. Óbvio tirando os que eu mencionei todos levantaram.- Desçam pra comer, que eu vou acordar as belas adormecidas que ainda estão mortas no quarto.- Disse e eles assentiram e desceram. Fui pro quarto 6 pra acordar meu bebê prodígio. Entrei e ele estava todo largado na cama. Sentei ao seu lado e fiz carinho no seu queixo.
- Bebê...levanta. Kai...- Disse o mesmo se remexeu e sorrio. Mano, isso já está ficando chato, ninguém pode acordar feio, descabelado, com baba no canto da boca e com remela no olho?!
- Bom dia omma.- Ele disse e sento na cama se espreguiçando.
- Bom dia filho, desce para tomar café.- Disse e sai do quarto. E finalmente meu "ex" quarto. Entrei e vi Chanyeol e Luhan todo jogado na cama. Estava hilária a cena. Me sentei no chão ao lado do Chanyeol e dei uma puxadinha na sua orelha, fazendo ele se remexer.
- Channy...acorda.- Perguntei calma de começo. O mesmo virou para o lado e murmurou alguns palavrões. Não to com paciência hoje não, espera aí que ele vai levantar é agora.
- Yoda acorda!- Disse e o mesmo levantou mais rápido que o diabo foge da cruz.- Bom dia!- Disse sorrindo e ele retribui o sorriso.- Desce para tomar café agora.- Terminei de falar e o mesmo saiu na hora. Olhei e vi Luhan ainda dormindo, esse menino é uma pedra. Me sentei do seu lado e fiquei o encarando, eu só estava conseguindo lembrar da Fuyuki ao olhar para ele, sei que ele não era culpado por isso, não totalmente. Mas isso é uma coisa que eu ainda não consegui esquecer. Luhan dormia tão tranqüilamente, cutuquei seu braço e ele se virou.
- Luhan levanta...Luhan!- Disse e ele acordou.- Bom dia. Vamos tomar café da manhã.- Disse fria e sai do quarto. Desci e vi um povo quase comendo a mesa.- Gente sobrou pra mim?
- Claro omma.- O Kai falou já puxando uma cadeira do lado dele pra mim, comemos e vamos nos arrumar pra ir pra praia novamente.
GABI ON
Depois de tomar o café da manhã que a Tai e o Sehun tinham feito fui pro quarto me arrumar, não vim a Califórnia pra ficar dentro de casa. Tomei banho e coloquei um biquíni preto tomara que caia, sai do banheiro e encontro D.O deitado na nossa cama cochilando.
- Não vai pra praia junto com a gente?- Pergunto sacudindo ele de leve.
- Vou, só estou com sono não dormi muito bem.
- Porque?- Não era comum o D.O ter insônia.
- Nada, não precisa se preocupar.- Ele diz dando um beijo de leve em minha testa e indo pro banheiro, esperei ele ficar pronto e descemos os dois para encontrar os outros que já estavam prontos.
- Até que enfim pensei que não vinham mais.-Tao fala já saindo da casa mau tínhamos chegado a praia e a Tai já começou a passar o protetor nos bebês dela.
- D.O passa o protetor em mim?- Peço a Thaís ia demorar demais tendo que passar naqueles 8 garotos, seria 9 mas ela ignorou Luhan.
- Tá vem aqui- Ele passou o protetor em mim e eu nele. A Thaís terminou de cuidar dos bebês dela que foram a maioria pro mar ou pegar bebidas nos quiosques e ela estava sentada perto de mim numa das cadeiras de praia mexendo no celular.
- Cansada?- Perguntei olhando o meu celular.
- Um pouco, e também com tédio. Não posso entrar na água ou tomar sol por causa da mão.
- Quem mandou não prestar atenção "omma".- Disse e ela me da um tapa de leve e ficamos rindo um pouco. Já estávamos a um tempo conversando e bebendo as cervejas que os meninos haviam trazido, quando o D.O veio falar com a gente.
- Não vai entrar na água omma?- Perguntou jogando algumas gotas nela.
- Não passo molhar os pontos.- A Thaís responde mostrando a mão enfaixada.
- Ah é desculpa, e você Gabi não vai?
- Acho que não.
- Vem.- Ele fala me fazendo cócegas enquanto faz Aegyo.
- D.O é melhor parar.- Eu tentava me soltar dele que me pegou no colo e foi em direção ao mar- D.O pense no que você vai fazer!- Ele entra e me solta numa parte um pouco mais funda- Não acredito que você fez isso!-Digo rindo e jogando água nele.
- Fiz e se precisar faço de novo.-Ele fala jogando água em mim, começamos uma guerra ao qual se juntaram o Tao, Lay, Chen, Suho, Kris e o Sehun, ficamos rindo e jogando água um no outro até não poder mais. Sinto alguém me observando porém não liguei, nada iria estragar minha diversão naquele momento.
XIUMIN ON
Fui pro mar um pouco, mas voltei logo e fiquei bebendo e conversando com o Baekhyun. Vejo o D.O indo conversar com as garotas e logo depois pegar a Gabi no colo, levando-a pra água ele começaram a rir e a começar uma guerra de água, e alguns dos meninos se juntarem depois. Fiquei só observando eles se divertirem.
- Ela parece feliz.- Pensei alto por um momento.
- É, mas ainda continuo com a idéia de que você deveria ir falar com ela. Vocês não podem mais ficar assim. Estão agindo como se fossem estranhos.- Baek vinha tentando me convencer a falar com a Gabrielle a semanas.
- Sabe muito bem que não depende só de mim.- Volto a observar com certa inveja eles se divertindo.
LUHAN ON
A Tai devia estar mesmo com raiva se mim por que nem me ajudar com o protetor ela quis. Pedi ao Lay que passasse nas minhas costas e fui pro mar. Queria tentar falar com a Thaís porém a Gabi estava ali, esperei o D.O a carregar pro mar e me aproximei da Thaís que estava sentada olhando o celular.
- Nem vem Luhan não quero falar com você ainda.-Ela fala sem nem mesmo tirar os olhos do celular.
- Tai por favor me escuta eu não queria levar aquela menina pro nosso quarto eu não estava raciocinando direito aquilo...- Não termino de falar pois a mesma me interrompe.
- É sempre a mesma desculpa com vocês, eu já disse que não quero saber. Você não é nada meu então não precisa se desculpar. Agora por favor sai daqui.- Ela disse calmamente. As vezes essa calma dela me assusta, ela nunca demostra sentimento. Me afastei mas não iria desistir, ela ia me ouvir querendo ou não. Fui ao quiosque pegar um suco. E quando voltei Thaís estava conversando com um menino. Como eu odeio isso! E ela com raiva de mim, piora porque eu não posso bancar o segurança. Me sentei e vi Fuyuki de longe, tentei disfarçar para ela não me ver, mas sem sucesso. A mesma veio e sentou em meu colo, agarrou minha nuca e me beijou, involuntariamente acabei retribuindo. Alguns minutos depois nos separamos. Olhei para o lado e vi Thaís me olhando com um ódio e foi ai que eu percebi a merda que eu havia feito novamente. Agora sim ela não vai querer olhar na minha cara. Vi o menino que estava com ela a puxar para a outra parte da praia, a mesma seguiu com um sorriso forçado no rosto, e sumiram da minha vista. Que raiva! Peguei Fuyuki no impulso da raiva que estava rindo da Thaís e a levei para um hotel que havia perto da praia. 
THAÍS ON
Depois que mais uma vez me abandonaram, fiquei num tédio sem igual, peguei meu celular para ficar entretida, até Luhan tentar falar comigo...novamente.
- Nem vem Luhan, não quero falar com você ainda.- Disse sem tirar os olhos do celular. 
- Tai por favor me escuta eu não queria levar aquela menina pro nosso quarto eu não estava raciocinando direito aquilo...- Não o deixei terminar porque realmente não queria lembrar, era uma coisa que me custava ainda.
- É sempre a mesma desculpa com vocês, eu já disse que não quero saber. Você não é nada meu então não precisa se desculpar. Agora por favor sai daqui.- Disse calmamente. Eu não gaguejava ou alterava meu tom de voz, era um talento, eu não demonstrava sentimento. E como me ajudou agora. Eu não quero falar com ele, pelo menos por enquanto. Ele se afastou e acho que foi num quiosque, voltei a atenção ao meu celular, até sentir uma mão em meu ombro, olhei e vi que era o Barry.
- Oi Barry.- Disse sorridente, e o abracei.
- Oi Thaís.- Ele disse retribuindo o abraço. Nos separei e sentamos.- Como foi quando você chegou em casa ontem?
- Me abraçaram muito e também quase me mataram. Acho que pensaram que eu havia sido seqüestrada.- Disse rindo e o mesmo me acompanhou.
- E por que você está aqui sozinha? Porque não vai para a água? Não sabe nadar?- Ele perguntou um pouco rápido demais, me fazendo dar uma risada leve.
- Não é isso. É que ontem eu cortei minha mão, enquanto cozinhava, aí levei 4 pontos, então não posso tomar muito sol ou entrar na água.- Disse e mostrei a mão machucada. O mesmo fez uma expressão de dor, eu acho, quando viu.- Não esta doendo, não precisa fazer essa cara.- Ficamos conversando mais um pouco, até que minha atenção vai a Luhan que estava aos beijos com a Fuyuki. Nossa que ódio, não sei se agora é dela ou dele, ou dos dois. Eles se separaram e ele percebeu que eu havia visto a linda cena. 
- Thaís? Thaís!- Barry me chamou passando a mão em meu rosto.
- Oi? Desculpa estava distraída.
- Quer dar um passeio comigo?
- Claro não tenho mais nada para fazer.- Digo forçando um sorriso. Depois eu mando uma mensagem pra Gabi ou pro Sehun.
Ele puxou minha mão boa me levando pro outro lado da praia vejo Luhan de relance pela ultima vez antes dele desaparecer da minha visão.
- Então o que quer fazer?- Barry me pergunta 
- Não sei, não estava planejando fazer nada hoje.
- Sei de um lugar que talvez você goste vamos?
- Partiu.- Ele disse e me levou até um jardim muito lindo. Nunca tinha vindo aqui, nem sabia que esse lugar existia. 
- Aqui é lindo Barry.- Disse com brilho nos olhos.
- É o meu refúgio quando me sinto triste ou confuso.- Ele disse sorridente.- Esse lugar acalma qualquer coisa.- Ele disse e nós deitamos na grama.- O que há entre você e aquele menino?- Ele perguntou me fazendo dar um longo suspiro.
- Não temos nada, mas não quero falar disso agora, porque vai estragar esse lugar maravilhoso.- Disse e começamos a escutar música olhando para o céu. Deu umas 16:00 e decidi ir para casa, não estava nem um pouco afim de voltar para a praia. Me despedi do Barry, e entrei. Mandei uma mensagem para o Sehun dizendo que eu havia voltado pra casa. Tomei um banho para relaxar e coloquei minha calcinha e um blusão do Sehun, eu estava com preguiça de abrir minha mala e a blusa estava jogada na cadeira, então me deitei e dormi.
GABI ON
Iam dar 18:00 quando voltei aonde estávamos sentados e Thaís não estava mais lá. Aí Deus... Onde aquela doida foi dessa vez.
- Gente alguém viu a Thaís?- Perguntei preocupada. E eles negaram com a cabeça.
- Ela não está no quiosque, acabei de sair de lá.- Kris disse com uns pedaços de fruta.
- Eu vou ligar pra ela.- Peguei meu celular e disquei seu número, e deu na porra da caixa postal. Que inferno! Vou ter que colocar um localizador nela!- Caixa postal! Meu eu vou cortar a outra mão dela!- Gritei irritada assustando todo mundo.
- Calma Gabi. Vai ver ela foi pra casa, ela não pode fazer nada hoje.- D.O disse tentando me acalmar, 5 minutos depois Luhan apareceu cheio de chupões e marcas no ombro. Só o que faltava agora! Só espero que não tenha sido com aquela vadia que a Tai odeia tanto.
- Luhan você viu a Thaís?- Perguntei e o mesmo riu debochado.
- Saiu com um menino, não sei para onde eles foram.- Ele disse seco. 
- E se for um seqüestrador ou um pervertido? Aí meu Deus... Eu vou matar aquela puta.- Disse brava e preocupada. 
- Vamos para casa e se ela demorar nós chamamos a polícia.- Suho disse tentando manter a calma. Fomos para casa sem falar uma palavra, entramos e estava um silêncio. Cada um foi para o seu quarto para tomar banho até que escutamos Sehun gritar.
- Ela esta aqui!- Ele disse e nós corremos pro quarto. Entramos e demos de cara com um ser humano todo espalhado na cama. 
- Thaís!- Gritei mas ela nem se mexeu.-Thaís!- Ela não se movia.- Alguém vai ver se ela está viva!-Gritei e todo mundo correu e ficaram em volta da cama. 
-THAÍS!- Gritamos juntos e ela levantou assustada. 
- MAS QUE PORRA! EU NÃO POSSO DORMIR EM PAZ!- Ela gritou nervosa assustando todo mundo.
- Você sabe o susto que deu em nós?! Porque você saiu sem avisar?!- Perguntei nervosa e ela me olhou triste. Ta muito estranho isso. 
- Eu mandei uma mensagem pro Sehun avisando que eu havia voltado para casa. Precisei sair daquele lugar, mas não se preocupem eu e estou bem.- Ela disse triste, e olhou para o Sehun que pareceu ter captado a mensagem. Ele sabia de alguma coisa.
- E quem era o menino que estava com você omma?- Kai perguntou, e a mesma arregalou os olhos.- O Luhan disse que você saiu com um menino. 
- O nome dele é Barry, ele me ajudou a voltar pra cá ontem. Encontrei ele na praia e depois fomos ao parque, só isso.- Ela disse calmamente.- Agora que acordei vou levantar né.
THAÍS ON 
Aff, não se pode nem ficar quieta no seu canto, agora que eu perdi o sono e veio uma dor de cabeça. Olhei para o Luhan e percebi os chupões em seu pescoço, senti minha cabeça doer mais. Levantei e uma tontura enorme veio, acabei indo para trás e me encostei na parede, o que assustou a todos.
- Thaís! Você se alimentou?- Kris perguntou, neguei com a cabeça, eu nunca lembro ou fico com preguiça de me alimentar.- Você sabe que tem que comer, quer desmaiar novamente?- Disse bravo.
- Vamos no mercado comprar algumas coisas que acabaram e pra alimentar essa idiota aqui.- Gabi disse apontando para mim.- Sehun você fica com ela, ok?- Ela disse e Sehun assentiu.- Ótimo vamos.- E eles saíram .
- O que o Luhan fez dessa vez omma?- Sehun perguntou me abraçando.
- Ah cada dia eu fico mais confusa! Isso é frustrante.- Disse balançando a cabeça, e o mesmo soltou uma risada leve.
- Isso não é confuso não, você gosta dele. Simples assim.- Ele disse rindo e eu o encarei séria. Eu realmente não sei se eu sinto algo ou não. Mas eu não consigo acreditar que ele tenha ficado com ela de novo.- Ele transou de novo com ela Sehun.- Disse cabisbaixa e ele arregalou os olhos.- Você não percebeu os chupões no pescoço dele?- Perguntei e senti uma raiva saindo dele.
- Ele vai me ouvir quando chegar aqui!- Ele gritou bravo, me assustando. 
- Ei! Calma... Deixa pra lá, por enquanto... Temos que aproveitar nossas férias, ok? Eu vou ficar bem sou forte...- Disse calmamente e ele se acalmou, mal sabia que essas férias iriam me destruir.
10 dias depois...

 


Notas Finais


Bem... foi isso, esperamos que tenham gostado do capítulo, bjs de luz ❤️😽⭐️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...