História She Wolf (Imagine BTS- Jimin) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Red Velvet
Personagens BamBam, Irene, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Joy, JR, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Seulgi, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Bangtan Boys (bts), Got7, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lobisomens, Magia, Mistério, Rap Monster, Red Velvet, Romance, Sexo, Suga, Você
Exibições 48
Palavras 3.226
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishounen, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi pudins! 😊
Aqui está a fanfic do Jimin-ssi que eu prometi!🙌
Espero que gostem!😘
Boa leitura e nos vemos lá embaixo😘🍮💜❤🍮

Capítulo 1 - One: Violet Eyes


Fanfic / Fanfiction She Wolf (Imagine BTS- Jimin) - Capítulo 1 - One: Violet Eyes

E lá estava eu, correndo pela minha vida em uma floresta cheia de árvores frondosas no meio da noite.  Estava completamente escuro, as vezes, era possível notar um ou outro resquício de luz do luar por entre as belas e altas copas.  Não sabia do que estava fugindo, apenas que precisava fazê-lo, se não, poderia dormir para sempre. Minhas pernas doíam, e eu sentia algo me seguindo, algo grande, e deveria me afastar o máximo do que estivesse ao meu encalço.  Consigo despistar aquilo que corria atrás de mim. Aproximo de um grande carvalho, e ali me encosto, procurando ar. Minha respiração estava descompassada, o suor escorrendo pelo corpo inteiro. Sinto uma sensação estranha em minha perna direita, quq do me abaixo para averiguar se tudo está em ordem, vejo que há um rasgo na mi há calça, parecia que um animal com garras enormes tinha passado por ali, e um corte grande, profundo que dava para ver parte do meu fêmur, sangrando, latejando, eu urrei de dor.

Lágrimas escorrem pelo meu rosto.  Afinal, estou desesperado. Não sei o que fazer nem do que estou fugindo, apenas que necessito continuar correndo. Levanto com certa dificuldade e enxugo meu rosto.

 Vejo uma sombra grande se aproximar, e logo pula em minha direção, eu vou recuando lentamente e aquilo me segue. estava escuro , então não consegui identificar o que poderia ser o bicho enorme à minha frente. Um feixe de luz da lua aparece e ilumina-o, dando-me  uma visão perfeita de  um lobo enorme de pelagem negra brilhante, com olhos plenamente vermelhos. Ele me olhava com fúria, e rosnava a cada passo. Eu acabo não percebendo uma raiz que sobressaia o chão e caio sentado. O lobo se aproximava cada vez mais, e quase conseguiu dar o bote,  se não fosse  Por outro lobo enorme aparecer e  pular em seu pescoço, o mordendo e arrancando um bom pedaço de carne.  O novo lúpus que havia chegado para me ajudar, tinha pelagem castanha, olhos dourados e parecia te machucado a costela direita. 

 Ele rosnava e olhava fixamente nos olhso vermelho do outro, ficando à minha frente. Protegendo-me. Os dois animais enormes lutavam, dqbdo patadas, arranhadas, mordidas, fazendo acrobacias e dando chutes um no outro. O negro acabou caindo ao chão, derrotado. O castanho uivou. Parecia estar chamando alguém. Virou-se para mim e veio caminhando em minha direção.


"Park Jimin, fuja! Você percisa..."

Coloco minha mão sobre o peito. Estou quente. Sinto o suor escorrendo. Rapidamente, retiro as cobertas de cima de mim, e vejo que minha perna está bem. Sem arranhões, sem mostrar meu fêmur. Procuro meu celular no meio daquela escuridão. Vejo as horas : 03:00hrs da manhã. Vou até a janela do quarto e a abro. O vento frio toma conta do meu corpo, olho para o céu, e foi como imaginei…

Era lua cheia.

Essa foi a 3° vez que sonho isso, e sempre é em uma noite de lua cheia. Eu não sei o que isso significa, só sei que não gosto nada disso. Deve haver algum significado, algo escondido entre esses sonhos repetidos que deixei passar…

Contudo, enquanto ainda não achei o que é, continuarei sonhando isso. Sempre à lua cheia, e sempre acordando com aquele lobo enorme dizendo meu nome e se aproximando de mim.

Por que ele queria me proteger daquele outro animal?

Por que o lobo negro estava me atacando?

Por que o que falava meu nome tinha uma voz feminina?

Aish, não vou conseguir dormir novamente. Nunca consigo depois de ter esse maldito sonho.

Resolvo ir tomar um banho para tirar todo o suor. Tiro minhas roupas e entro no box, ligo o chuveiro. A água fria percorre pelo meu corpo, despertando-me. Após terminar, saio do banheiro e visto uma calça moletom preta e ando até a sala. Ligo a TV e vou passando os canais, tentando sem sucesso encontrar algo que me distraia. Nada.

Frustrado, eu grito.

Jogo a cabeça para trás, observando o teto preto, por conta da falta de luz. Fico me perguntando se alguém vai aparecer para me fazer companhia… só que não vai.

Eu moro sozinho, pois sou emancipado dos meus pais. Mesmo ainda sendo um colegial, já não tenho mais de dividir a casa com meus velhos. Minha Omma e meu Appa trabalham muito e as vezes precisam sair do país por meses. Por isso, optei por morar sozinho. Estava sendo  legal, até os sonhos estranhos começarem.

Os lobos, a briga, a minha ferida na perna… Afinal de contas, o que isso significa?

Eu não sei. Só quero parar com isso.

Não durmo direito há meses!

Depois de bastante tempo olhando para o teto, eu decido dançar um pouco.

Fazia tempo que não praticava, e eu realmente amo dançar. Sinto-me vivo quando danço.

Ligo o aparelho de som, e começo a dançar com Formation, da Beyoncé.

Movimento meu corpo de acordo com a música, como se eu e ela fôssemos um só.


I got hot sauce in my bag

(Swag)

Eu dançava como se dependesse disso para viver. A música era envolvente, cheia de ritmo e vontade.

Quando ela acabou eu paro na pose final e respiro ofegante.

Eu amava aquela música. Ela era incrível. Estava super cansado depois daquilo e deito no sofá mesmo.

[...]

Acordo novamente as 6:30, quase atrasado. Corro para o banheiro e faço minha higiene matinal, visto meu uniforme e vou até a cozinha. Faço torradas e coloco na boca, já saindo de casa. Vou correndo e comendo até chegar a escola.  Avisto os portões ainda abertos e vou diminuindo meu passo. Vejo meus dois Dongsaengs e vou até eles.

[...]

Despeço-me deles quando chegamos ao corredor, já que teremos aulas diferentes hoje. Vou andando sem preocupações, até que sinto algo bater em mim.

[...]

Fiquei pensando na novata o tempo inteiro. Algo nela me atrai profundamente, só não sei o que. . . A aula de Biologia ia começar até alguém bater na porta da sala.

Ela então vai até a lousa e escreve seu lindo nome na mesma, virando-se para os alunos. As mesas eram para duplas, já que estavam quase todas formadas, acho que ela procurou por alguma que não houvesse ninguém com par, até parar em mim. Um divino sorriso surge em seus lábios.


"O que foi isso que eu acabei de ver?"

"E de onde eu reconheço sua voz?"

Deixo esses pensamentos de lado e tento concentrar-me na aula.

[...]

As aulas passam rapidamente, e logo vem à minha favorita: Educação Física! Todos os alunos se dirigiram até o jardim da escola que tinha uma pista de corrida pintada no chão, uma quadra de basquete, um campo de futebol, e um lado em que os alunos gostavam de ir para comer juntos no intervalos.

Como Tae e Kookie eram de turmas diferentes da minha, eu fiquei com a turma do 3-A junto dos garotos e (Seu nome) ficou com as garotas, que eu pude ver do outro lado da quadra. Seu olhar parou em mim, como se notasse que eu a observava. Acenou ao me ver e eu tratei de retribuir. Uma menina de cabelos azuis ao seu lado lhe chama e as duas começam uma conversa que eu não consigo ouvir.

O treinador Dong era um homem alto, com cabelos pretos, um porte bem atlético, usava seu inseparável boné vermelho, seu apito, juntamente com o short de mesma cor e uma camisa branca com o símbolo da School Luv Affair, o nome de nossa amada escola.

Sou chamado e me posiciono na faixa branca de partida, colocando um de meus joelhos no chão, apoiando meu corpo com as mãos, e a outra perna esticada para dar impulso na hora de sair. Escuto o apito e logo começo a correr ao lado dos garotos. Consigo passar todos e chegar em primeiro.

Após um tempo das pessoas me parabenizando, escutamos a treinadora Min-Ah gritar. Todos dirigimos nossos olhares para o lado feminino da quadra e vemos a mulher de cabelos alaranjados boquiaberta com seu olhar fixo em seu cronômetro, como se não acreditasse no que via.

Nem eu consegui acreditar em sua velocidade. As meninas fazem um círculo ao redor da novata e gritam o nome dela alto e claro. Logo as vejo levantando-a, como se fosse um troféu. E enquanto observava a cena totalmente desacreditado, eu só pensava em uma coisa sobre (Seu nome). . .

"Como ela pode ser tão rápida?!"

[...]

Depois da aula de Educação Física, fomos todos tomar um banho e comer. Fiquei com TaeHyung e Jungkook já que (Seu nome) ficou com as garotas. Ainda estava incrédulo com o tempo que havia feito nos 500 metros. Era um percurso grande demais para ser feito em tão pouco tempo… ninguém se importou no momento com tal velocidade, mas eu sim.

Ela tinha que ter feito algo para sair mais rápida. . . Tipo se dopado ou algo assim. Não tinha como aquilo ser normal. Ou talvez eu estivesse apenas paranóico por ser o mais rápido da turma e uma garota novata ter me passado. 

"Bom, mas com aquelas pernas deveria ser mesmo bem rápida, não?"

Eu não falei aquilo com os garotos em nenhum momento por achar que me taxariam de louco ou algo pior, por isso, decidi deixar para lá, por ora.

Ao longe, posso vê-la com aquela garota de cabelos azuis que não recordo bem o nome… elas conversavam animadamente, como se fossem velhas amigas. Noto que um outro grupo de pessoas chega e joga restos de embalagens plásticas no chão do belo jardim e a bronzeada vai diretamente até os indivíduos tirar satisfações, e pelo visto, ela não está nada contente com tal atitude.

Sua companheira tenta parar a briga, porém ela não parece forte o bastante para acabar com a fúria da outra. (Seu nome) dá um empurrão na loira à sua frente, e parece lhe dirigir palavras de indignação com a falta de respeito com a natureza que a mais alta teve. Reconheço-a como Taehee, a Noona do 3-D que desrespeita tudo e todos por ser mais velha da classe inteira. Ela me causava certos arrepios, e já havia vindo dizer que sou lindo e gostaria de me conhecer melhor. Se eu disser que não fugi de medo na hora em que falou isso, estarei mentindo. . .

Enfim, quando dou por mim (Seu nome) já havia colocado a garota no chão e estava gritando a um volume que qualquer um a 50 metros de distância escutaria.

"Afinal de contas, onde foi parar aquela garota educada e super na paz?"

A azulada consegue finalmente puxar sua amiga para longe dali, com certo medo do que fosse acontecer. Olho para onde deveriam estar Jungkook e TaeHyung, eles não estavam mais ali. . .

"Para onde aqueles dois Dongsaengs foram?!"

Os morenos aparecem logo após o ocorrido, vindo em minha direção.

"Eu fiquei esse tempo todo olhando para ela? Quando eu Fiquei tão obcecado?"


"Se passou tanto tempo assim? Mas como. . . ?"

Desolado, acompanho os garotos até minha sala, ainda sem crer que passei mais de meia hora apenas olhando para ela.

[...]

Ao final da aula, esqueço que havia deixado meus cadernos no armário do vestiário masculino, e tenho que voltar para pegar. Passei pela quadra de vôlei e chego ao meu destino. Abro o armário metálico e pego o que vim buscar. Quando entro novamente na quadra eu vejo Taehee e suas amigas arrumando o local, por fazerem parte do clube de vôlei. Elas estão em volta de alguém, eu não consegui ver quem era. Fico entre os assentos, escondido.

Uma ruiva tenta se aproximar de (seu nome), porém ela lhe dá um forte chute, que faz a garota voar para longe.


"Que força é essa?"

Uma de cabelos roxos a segura por trás, porém a bronzeada a puxa pelo casaco e lhe joga ao chão. Uma esverdeada que estava do seu lado direito tenta lhe socar, ela se esquiva, abaixando-se e dá uma rasteira na garota que caí no chão e leva um chute na cabeça, desacordando-a.

Taehee fica com bastante raiva e vai para cima de (Seu nome) com tudo, e acaba levando um bom gancho de direita no meio do rosto e é segurada pelos cabelos, a bronzeada lhe puxa e diz em seu ouvido:

"Mas como ela meu viu sem em se virar para cá?"

*Perguntas demais, docinho.*


Eu arregalo meus olhos. Como ela pode invadir  Minha mente?!

Isso é impossível!

Logo sinto uma forte dor de cabeça e tudo fica branco. . .

[…]

Não sei como, mas eu estou no portão da escola agora, com meus cadernos na mão. Está meio escuro, já devem passar de 17:30.

"Como eu vim parar aqui mesmo?"

Decido deixar isso para lá e continuar meu caminho. Ouço um barulho de moto e vejo uma garota com um casaco preto de couro, com um capacete vermelho em cima de uma Harley Davidson 1955 preta e com uma bolsa de couro. Ela passa por mim, e posso jurar que escuto a voz de meus sonhos, na fração de segundo fica à minha frente.

“Tome cuidados com o que vê, Park Jimin. . . Pode lhe custar caro.”

*Tome cuidado com o que , Park Jimin. . . Pode lhe custar caro."

Um calafrio percorre todo o meu corpo, e sinto que algo grande está por vir.





Notas Finais


E foi isso, meus pudins🍮
Espero que tenham gostado.😘
Comentem o que acharam😉
Não se esqueçam de dar uma olhadinha na fic do Jungkook👇
https://spiritfanfics.com/historia/addictec-to-you-jungkook-bts-imagine-6374123
Até o próximo capítulooo🙌
Kisses😘😘😘
🍮🍮🍮
💜💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...