História She's back - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Exibições 101
Palavras 5.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura..,

Capítulo 26 - Faculdade


02 de setembro de 2015 – Nova York (NY)

As folhas vão caindo e o outono vai tomando conta de nossos dias; Finalmente, o verão havia acabado, deixando espaço para a mais nova estação do ano. O Outono! Uma estação onde não existe nem quente, nem frio. O clima é extremamente agradável, pois não morremos nem de frio, nem de calor. As folhas amareladas das árvores, que caem pelo chão. E os frutos amadurecem para nos fortificar!

As aulas já haviam retornado, e neste mesmo instante, Lauren, Dinah e Camila estavam tendo aula de história. Camila sempre fora muito interessada em história – nos quadros que eram pintados antigamente – na verdade, a mesma adorava os traços que os pintores dos séculos passados usavam para pintar, seja uma paisagem ou ser humano. A mesma sempre gostara dos quadros de Van Gogh, Rembrandt e o famoso Leonardo da Vinci. Estes e, outros pintores eram os mais admirados por Camila. A mesma conseguia ver pequenos traços na pintura que, ninguém mais conseguia ver – a não ser alguém que realmente entendesse de pinturas – Camila sempre gostara muito quando a professora dava este tipo de aula para a turma.

- E agora pessoal, vamos montar duplas! - A professora falara enquanto caminhava lentamente para a frente de sua mesa.

Lauren e Camila se entreolharam, e sorriram, para logo em seguida se levantarem para irem de encontro uma com a outra para fazer dupla. A professora pigarreou algumas vezes chamando a atenção dos alunos que a fitavam.

- Mas, desta vez eu vou escolher as duplas. - Ela falou seria olhando para cada ser existente na sala. - E, nem adianta vocês quererem reclamar, não vou voltar atrás com minha decisão. Vamos começar...

Ela montava as duplas calmamente e vez ou outra os alunos faziam cara de tédio por saber quem seria sua dupla. Camila e Lauren esperavam ansiosamente para serem chamadas mas, mais do que isto, queriam ser colocadas juntas.

- Lauren Jauregui e... Dinah Jane. - A professora falara e a Morena se decepcionou, não por sua dupla ser Dinah mas, por não ser Camila.

- E, por fim. Camila Cabello e Ariana Grande.

Neste momento, o sangue de Lauren ferveu instantaneamente, a mesma sabia que Ariana era muito afim de Camila, sempre fora. Desde quando Lauren e Camila começaram a namorar, há dois anos atrás. Ariana sempre tentara alguma coisa com a Latina mas, nunca conseguira, pensara que iria conseguir este ano, - antes de Camila e Lauren retornarem o namoro – então a mesma se deu por fim, finalmente. Mas, isto não fizera com que o ciúmes de Lauren diminuísse.

- Calma, Jauregui. As duas vão fazer somente um trabalho, nada de mais. Para de ficar olhando com esta cara de Serial Killer, para a garota. - Dinah falara em ironia, abafando a risada com a mão.

- Como não quer que eu fique assim, China? Se aquela oferecida resolver dar em cima da Camz?

- Ela não vai! Aliás, ela ja deve saber que a Mila esta namorando contigo. Não se preocupe, vamos. Quero terminar este trabalho ainda nesta aula. - Dinah dissera puxando a amiga pelo braço.

Camila fitou a Morena com um olhar tranquilizante – o que fez Lauren se acalmar um pouco -. Ariana caminhou em passos largos até a mesa da Latina, que procurava distraidamente em seu caderno, a matéria.

- Oi, Mila. - Ariana disse educadamente fitando a mesma.

- O-oi Ariana. - Camila disse um tanto insegura, a mesma sempre soubera quais eram as reais intenções de Ariana.

- Então, tudo bem para você se eu me sentar aqui do seu lado?

- Claro, você é minha dupla, não? - Camila sorriu fraco para a mesma.

- Sim mas, e pra sua Namorada que não para de me encarar com um olhar fuzilante? - Dissera, o que fez Camila rir.

- Não se preocupe, ela vai entender. Agora vamos fazer logo o que a professora pediu.

Ariana apenas assentiu com a cabeça e puxou uma cadeira e colocou-a ao lado de Camila.

- Então, quais as novidades? - Ariana simplesmente perguntara.

- Tirando o fato de que eu estou namorando, nenhuma. - Camila disse sorrindo dando de ombros.

- É, eu acho que isto já é bem evidente. Todos do colégio ja sabem. - Ariana disse sem jeito fitando Camila.

- Que bom que sabem.

- Eu nem ao menos preciso perguntar se você a ama, não é? - Ariana disse sorrindo de lado. - É quase nítido! O jeito que vocês se olham, nunca pensei que eu ira perceber isto em um casal. Mas eu percebi e percebo em vocês. É engraçado, e invejável, admito. Deve ser bom ter alguém que te olhe como Lauren olha para você, Mila. É lindo! - Ariana dissera cada palavra com toda sinceridade.

- Puxa, obrigado Ari. Realmente é muito boa a sensação. - Camila dissera sem jeito, sorrindo levemente.

- Sabe? Eu gostava de você, admito. Na verdade acho que eu nem ao menos precisava dizer. Todo mundo já sabia. - Riu. - Mas, acho que tudo o que eu sentia por você acabou quando eu percebi o amor que rodeia vocês duas. Então eu resolvi nem ao menos tentar ficar com você. Não sei porque estou dizendo isto mas, tudo bem. - Falou sorrindo dando de ombros, arrancando uma risada anasalada de Camila. - Tenho inveja de Lauren por ter você, sabia? Mas, fico feliz por vocês, formam um lindo casal.

- Mas, por que está dizendo isto Ariana? Tipo, agora? - Camila perguntara franzindo o cenho em confusão, realmente a mesma não sabia onde a garota queria chegar com aquele assunto.

- Óh, por favor, não me entenda mal. É que só agora eu fui perceber que não tinha falado o casal lindo que vocês duas formam! - Disse com um largo sorriso no rosto.

Camila sorriu involuntariamente com isto.

- Obrigada. Eu vou ali pegar o meu outro livro que eu deixei com Dinah, ja volto. - Disse se levantando.

- Certo.

Camila se virou e percebeu que Lauren fitavam-nas com os olhos em fúria, a mesma esmagava a pequena borracha na mão direita. A Latina, engoliu em seco e caminhou em passo lentos e um tanto temorosos em direção à mesma.

- É... Dinah? Você trouxe o livro que eu deixei com você? - Camila perguntou fitando a amiga que assentiu e se virou para pegar o livro dentro de sua bolsa.

Lauren, por alguma motivo, finalmente resolveu se concentrar no trabalho e escrevia na folha atentamente. Não olhou para Camila um só segundo desde que a mesma caminhou em direção à elas. Era quase evidente que a mesma estava à ignorando.

- Toma. - Dinah disse entregando o livro na mão da mesma. - E, Mila. Fala pra sua Namorada se acalmar, pelo contrário, vai acabar estraçalhando a borracha.

Lauren fuzilou a mesma e revirou os olhos. Camila segurou levemente na mão da Morena que recuou.

- Lolo. Não fica assim... - Camila falara mas, foi interrompida pela professora.

- Cabello, vá se sentar, por favor.

A Latina respirou fundo e caminhou em passos largos até sua mesa.

A aula correu tranquilamente, todos da sala conseguiram terminar à tempo o trabalho de história, em uma só aula. O sinal tocou e todos guardavam seus materiais na bolsa.

- Até mais, Mila. - Ariana disse pegando sua bolsa e colocando no ombro.

- Até.

Dito isto, Camila caminhou até Lauren e Dinah que conversavam entre si. Dinah, parecia que estará tentando acalmar Lauren. O que fez Camila engolir em seco novamente. Não sabia qual seria a reação de Lauren, a mesma nunca gostara de brigar com a mesma. Em hipótese alguma.

- Conseguiu terminar o trabalho, Mila? - Dinah perguntou, quando a mesma chegou perto de ambas.

- Quase não conseguimos, mas felizmente tudo deu certo, não gosto de deixar nada pra depois. Mas e vocês?

- Talvez se vocês não estivessem conversando e rindo tanto durante a aula, não ficariam neste sufoco para conseguir terminar. - Lauren disse seca, dando de ombros.

- Hey, eu não tenho culpa que a professora não me colocou com você, Lo! - Camila disse em incredulidade.

- Mas, você não precisava ficar rindo de tudo o que ela falava, Camila!

Quando a Latina ouviu o "Camila", sabia que Lauren realmente estava brava.

- A gente só conversou! Agora eu não posso mais rir? Eu e ela NUNCA tivemos absolutamente nada, para com isto, não há motivos para que você fique deste jeito. - Camila caminhou em direção à Morena que recuou um passo para trás.

A Latina olhou para a mesma no fundo dos olhos, o verde dos olhos de Lauren, estavam escuros, não eram mais claros como sempre.

- Eu não queria ficar em dupla com ninguém à não ser você desta sala. Você sabe muito bem disto, mas não fui eu quem escolheu as duplas. Não sei porque você esta com tanto ciúmes assim, você até poderia desconfiar de mim se eu não te amasse tanto.

Camila disse por fim antes de arrumar sua bolsa nas costas e ir em direção à saída. Segundos depois, a mesma sente seu corpo colidir com o de outra pessoa, e lábios macios e extremamente delicados repousam em sua boca. Camila conhecia aqueles lábios, por isto não viu motivo algum de parar com o beijo. Lauren segurava firmemente e possessivamente na cintura da mesma que, vez ou outra arfava. O beijo era frenético e carregado de desejo, suas línguas estavam em uma perfeita sincronia, Lauren maltratava os lábios de Camila com mordidas.

Dinah, pigarreou algumas vezes antes de dizer:

- Olha, não querendo interferir mas já interferindo, acho melhor vocês continuarem isto em outro lugar, os outros alunos vão entrar nesta sala em alguns instantes, juntamente, com a professora.

- Ela tem razão, vamos. - Camila disse desfazendo o contato com Lauren.

As três saíram da sala e Dinah foi em direção à sua sala, na qual aconteceria sua próxima aula. Lauren e Camila, andavam lado a lado, em silêncio.

- Hey. - Lauren disse puxando Camila levemente pelo braço. - Me desculpa, sério. Eu não sei o que deu em mim. Eu só... Não consegui controlar te ver ao lado de outra pessoa, que não seja eu. Só, me desculpa, Camz. Por favor.

Lauren disse respirando fundo, ela estava nervosa, suas mãos suavam. Camila rapidamente chegou mais perto da mesma e segurou com as duas mãos em seu rosto extremamente delicado. E, fez um carinho leve pela região de sua bochecha.

- Ah, meu Amor. Não precisa ficar assim, eu sei que você deve ter ficado com muito ciúmes mesmo, eu no seu lugar ficaria também. Mas, por favor, não faça isso toda vez que eu estiver ao lado de alguma amiga ou amigo. Você sabe que é a única pra mim. - Disse beijando a testa da Morena.

- Eu não desconfio de você, Amor. É que eu só não gostei de te ver ao lado dela. Eu vou tentar para com este ciúmes exagerado, okay? Realmente não sei o que deu em mim. - Falou soltando uma risada anasalada, negando com a cabeça.

- Está tudo bem. Agora, vamos. Precisamos ir para aula.

23 de setembro de 2015

Pov Lauren

- O que você está tramando? Por que tanto mistério? - Camila perguntou colocando as mãos sobre a venda em seus olhos.

- Hey, hey! Não tire. Estamos quase chegando. - Falei tirando as mãos de Camila da venda que tampava seus olhos.

Eu havia dito que faria uma pequena surpresa para Camila. Surpresa da qual eu sabia que a mesma iria gostar. Enquanto subíamos calmamente os degraus da escada, da casa de Camila, eu ria a cada passo temeroso que a Latina dava.

- Camz, não precisa ficar com medo. Você confia em mim, não confia? - Assentiu com a cabeça. - Então! Eu não vou deixar você tombar ou cair, enquanto estiver com os olhos vendados.

- Okay. - Ela disse caminhando, agora, tranquilamente.

- Você acha que ela vai gostar? - Perguntei fitando Sofi que ria da reação da irmã.

- Vai sim! Tenho certeza que a Kaki vai gostar do...

- Shiiu... - Falei rindo colocando o dedo indicador sobre os lábios e fazendo um barulho com a boca. - Não diga, Sofi. Vai estragar a surpresa!

Sofia, arregalou os olhos e colocou as mãozinhas sobre a boca.

- Desculpa, Lo. - A pequena disse quase em um sussurro, como se contasse um segredo.

- Não tem problema, agora me faça um favor? Abra a porta?

Falei e rapidamente, Sofia caminhou em passos apressados até a porta do quarto de Camila e abriu com cuidado. Vagarosamente, adentrei o quarto, juntamente, de Camila que provavelmente estava em uma ansiedade fora do normal.

- Pronta? - Falei fitando Sofia, que estava com um largo sorriso no rosto, assentindo com a cabeça. - Então pode abrir.

No mesmo instante, a pequena puxa a porta, que dava acesso para a sacada do quarto. E eu, lentamente, tirei à venda dos olhos castanhos mais lindos que eu já vi na vida! Camila abriu e fechou a boca várias vezes. A mesma, não parecia acreditar no que estava vendo à sua frente. Era um kit de cavalete, (estrutura móvel, dobrável, com três pés, que serve de suporte para tela)com um quadro de pintura de tamanho médio. E, ao seu lado, vários quadros de tamanhos diferentes. Havia também, várias tintas organizadas pelo chão. Camila continha uma luminosidade indescritível nos olhos! Era lindo de se ver. De longe, podia-se ver que a mesma havia gostado muito da surpresa.

- Então, Meu Amor. Você gostou? - Perguntei sorrindo na direção de Camila.

- Eu amei, Lolo! Como você sabia que eu...

- Eu estava andando pelo centro e, em uma loja onde vendia algumas antiguidades, eu vi. Vi o cavalete que você tanto me falou um dia. Confesso que realmente, é uma antiguidade, a senhora da loja me disse também. Mas, como sou uma pessoa que tem muita boa sorte, eu encontrei! - Falei orgulhosa, com um sorriso de orelha à orelha.

- Obrigado, Amor. Mil vezes obrigado! Este, é um dos mais antigos cavaletes! Fico extremamente chocada que conseguiu encontrá-lo mas, realmente não precisava.

- Hey, Pequena. Não precisa agradecer e, precisava sim porque, veja só a felicidade estampada em seu rosto! Isto era o que eu esperava ver. Viu? Todas ficamos satisfeitas, não é? Você agora tem um lugar para apoiar seus quadros quando for pintar, e eu pude ver seu lindo sorriso novamente! - Falei fitando Camila, com um sorriso sincero no rosto.

Ela ainda continha a luminosidade no olhar. As sensações que passavam por meu corpo cada vez que Camila abria um sorriso como aqueles e, juntamente, com aquele olhar que derretia o coração de qualquer um. O jeito como seu sorriso era largo em seu rosto, o nariz levemente enrugado. E eu não preciso nem falar que ficava do mesmo jeito quando ela colocava a língua entre os dentes e sorria abertamente. Céus! Como eu amava e amo aquele sorriso, amo com todas as minhas forças.

- Você é a melhor Namorada de todos os tempo, Lolo. Sempre me fazendo surpresas inesperadas e que eu amo muito! Obrigado. - Camila disse rodeando meu pescoço com os braços e distribuindo um leve selinho em meus lábios.

- O mérito não é só meu, Sofi me ajudou também, não é?

A menor assentiu com a cabeça freneticamente sorrindo. O que causou algumas risadas em mim e Camila.

- Obrigado à você também, Sofi! Você é ótima em guardar segredos, hein. - Camila falou abraçando a irmã de lado.

- Sou, não sou? - Sofia falou orgulhosa com a mão na cintura.

- É sim. - Camila disse rindo.

Logo em seguida, caminhou graciosamente, até a sacada, e analisou minuciosamente o cavalete e os quadros. A primeira coisa que me veio à cabeça quando eu observei pela vidraça da loja, o cavalete com os acessórios, foi em Camila. Ela sempre me contou sobre alguns estilos antigos mas que, eram bem raros de se encontrar por aí. Não posso descrever a felicidade que surgiu no meu peito quando eu avistei por pura coincidência o que ela desejava, naquela loja. Eu estava apenas andando pelas ruas de Nova York. E por acaso, encontrei o que deixaria o amor da minha vida feliz. E realmente deixou!

Camila analisava cada pequeno detalhe do presente, de uma forma um tanto quanto, cômica! Seus olhos estavam em um lindo brilho, Deus! Eu não conseguia parar de admirar aqueles lindos olhos chocolates.

25 de setembro de 2015 – Quarto de Camila

Pov Camila

O Sol forte adentrava a janela do meu quarto. Já passara das 09:20 da manhã. Por algum motivo, eu sempre gostei de acordar cedo, não sei porquê mas, eu sentia que perdia boa parte do meu tempo dormindo. Por isto, eu sempre tentava acordar antes das dez horas da manhã. Lauren, por outro lado... Sempre gostava de dormir até tarde, falava que "Dormir e comer é vida", aquilo sempre me fazia rir. Mas, eu até que achava bom ela acordar depois de mim. Assim, eu podia admirar a beleza que indescritível que Deus tinha dado para ela. Lauren dormia tão serenamente, com um semblante de tranquilidade estampado em seu rosto. Então, novamente, como se uma lâmpada daquelas de desenho animado tivesse surgido, eu rapidamente me levantei e pensei:

"Por que não?"

Peguei tudo o que eu precisa e com a ajuda de um lápis, comecei a desenhar no quadro os belos traços da Morena. Não era exagero da minha parte dizer que Lauren já era uma obra de arte. Deus! Por que tão linda? Os cabelos negros e compridos e desgrenhados, estavam espalhados pelo travesseiro. A pouca luz solar que adentrava o quarto, refletia no corpo da mesma que estava sendo embalado pela manta branca. Quando eu realmente percebi que o desenho estava pronto para ser pintado, Lauren se remexe na cama e se espreguiça. O que será que ela faz? Porque sempre quando eu vou iniciar a pintura, ela acorda! Confesso que aquilo me frustrava um pouco.

- De novo, Camz? - Lauren pergunta esfregando os olhos com as costas das mãos.

Céus! Ela era tão linda!

- Amor! Toda vez que o desenho está pronto você acorda! Qual é o problema? Eu quero te pintar! - Falei fazendo bico caminhando em direção à mesma.

Lauren riu e abriu os braços para logo em seguida, eu sentir eles embalando meu corpo de uma forma gostosa, eu me sentia extremamente protegida em seus braços.

- Desculpa, Amor. Eu não sabia. - Riu involuntariamente. - Da próxima vez eu fico bem quietinha para não distrair você, certo? - Perguntou sorrindo de lado.

- Certo. - Falei me aconchegando mais em seus braços.

Quando fui fazer menção de beijá-la, a mesma se afastou. O que me fez franzir o cenho em confusão.

- Eu não vou te beijar agora, Camz. Eu acabei de acordar, estou com mau hálito! - Ela falou se levantando e indo em direção ao banheiro.

- E o que tem, Amor? Eu não ligo!

- Mas eu sim! - Ela gritou para que eu ouvisse, enquanto escovava os dentes e fazia sua higiene matinal.

Revirei os olhos com aquilo, eu não sei se era porque eu a amava muito que, eu realmente não conseguia sentir mau hálito sair pela boca de Lauren. Sempre, seu hálito e seus lábios, tinham gosto suave, adocicado.

- Agora sim! - Ela disse saindo do banheiro com um sorriso de orelha à orelha nos lábios.

- Agora eu não quero mais. - Falei enquanto ela se aproximava de mim aos poucos.

Ela parou e me fitou com uma das sobrancelhas arqueadas e um sorriso leve no rosto. Seus olhos estavam em um verde tão clarinho, a pouca luz do sol iluminava o quarto e o deixava em uma temperatura agradável com o vento que esvoaçava a cortina.

- Estou brincando, quero sim. - Falei puxando Lauren pelo braço.

A Morena riu alto me puxando para se sentar em seu colo. Rodeei seu pescoço com meus braços e sorri de canto, enquanto puxava a mesma para um beijo leve, com calma e desejo ao mesmo tempo. Os lábios de Lauren, são tão delicados e macios, que mal tenho vontade de soltá-los. Lauren apertava minha cintura com suas mãos de uma forma possessiva. Vagarosamente, ela subiu com a mão direita pelas minhas costas e arranhou de leve me puxando mais para si. Ela terminou o beijo com um leve selinho e um beijo castro em minha testa. Deus! Lauren Jauregui ao mesmo tempo que me fazia perder toda a sanidade existente em meu corpo, e conseguia também ser fofa e gentil. Era algo alucinante! Mas, ao mesmo tempo extremamente bom.

- Você ja se decidiu sobre qual faculdade vai querer se inscrever? - Lauren perguntou tirando uma mexa de cabelo que insistia em cair sobre meu rosto.

- Estava pensando em Pratt... - Falei em um som quase inaudível, eu sabia que Lauren não estava de acordo com a ideia.

- O que? - Ela disse franzindo o cenho em confusão. - Camz, mas você sempre disse que seu sonho era ir pra...

- Universidade de Yale. - Completei e Lauren apenas assentiu.

- Então, Camz. Por qual razão não vai se inscrever na faculdade que você sempre desejou?

Eu realmente sempre sonhei em ir para Yale, pois esta, era uma das melhores faculdades nos EUA. E claro, seus ensinamentos em artes, pintura, fotografia, etc, era um dos melhores também. Mas, havia um problema. A universidade, não era localizada em Nova York. E sim em New Haven.

- Lolo, você vai fazer faculdade aqui mesmo. Então pra que eu vou para uma faculdade em New Haven? Sendo que a Pratt, é uma ótima faculdade também... - Falei dando de ombros.

- Hey! Me escuta. - Lauren falou segurando com as duas mãos em meu rosto, obrigando-me a fitá-la. - Não importa o quão longe vamos estar uma da outra. Nós vamos estar conectadas pelo nosso amor, Camz! Não importa a distância, eu vou sentir sua falta à cada dia que passar. Vai doer não poder te ver? Obviamente mas, não importa quantos dias ou semanas eu fique sem te ver, eu sei que o amor que eu sinto por você não vai acabar nunca! E sei também que você sente o mesmo por mim. E é por isto que vai dar certo. Não quero que você deixe o seu sonho de entrar naquela faculdade, só para estar ao meu lado. Você vai entrar para Yale e, eu vou te visitar toda semana e todo feriado. Vai dar certo, você vai ver. - Disse com um sorriso lindo nos lábios.

- Mas, eu tenho medo de não ser boa o suficiente à ponto de não conseguir uma bolsa lá. Eu realmente quero conseguir entrar em alguma faculdade por mim mesma, pelo meu trabalho e esforço e, não pelo dinheiro de Alejandro.

Lauren me fitava atentamente, prestava atenção em cada palavra que saía pela minha boca. Ela me deitou na cama e me puxou com cuidado, obrigando-me, à deitar minha cabeça eu seu colo.

- Então é por isso que está tão apreensiva? - Ela disse e eu apenas assenti em concordância. - Ah, meu Amor. Você tem muita capacidade para conseguir entrar na Yale. Você é extremamente inteligente, gentil e outras qualidades infinitas! E não estou dizendo isto só porque você é minha Namorada. Digo isto porquê é verdade! Você sabe muito bem. Não precisa ficar deste jeito, com medo, apreensiva de não aceitarem sua inscrição. Eu acredito em você! E por este fato que sei que com toda certeza do mundo eles vão te aceitar em Yale!

Lauren falava com tanta emoção e sinceridade. Eu realmente amava quando ela falava daquele jeito. Era tão lindo!

- Você acha mesmo? - Falei olhando diretamente em seus olhos que estavam em um verde clarinho devido a luz do sol.

- É claro, Amor. Não tenho dúvidas!

- Certo, Lauren Jauregui. Você conseguiu me convencer. Vou fazer minha inscrição na Yale.

Falei e Lauren abriu um largo sorriso. Bem grande mesmo! De orelha à orelha. Era simplesmente lindo.

- É assim que se fala. - Lauren disse me abraçando, o que me fez rir.

07 de outubro de 2015

Pov Narradora

Finalmente havia chegado o dia em que todos os alunos iriam descobrir se estavam aceitos na faculdade que tanto desejavam. Camila e as meninas estavam esperando pacientemente pelo E-mail, de confirmação da faculdade em que haviam se inscrito. Quase todos do colégio estavam com seus celulares em mãos. Ansiosos e completamente aflitos pela incerteza de saberem se tinham entrado ou não.

- Porra! Esse email não chega logo! O que eles tem de mais importante, à não ser mandar MEU email logo? - Dinah exclamou furiosa jogando o celular na mesa. Todas estavam reunidas em volta da mesa, já era hora do intervalo.

- Muitas coisas. Acredite em mim, Dinah. - Lucy disse em ironia rindo.

Dinah a fuzilou com os olhos.

- Muito engraçadinha, não é? Vives.

- Calma, Amor. O email ja, já chega. Para todas nós. - Normani disse calmamente.

- Isto mesmo, só precisamos esperar um pouco! - Ally disse animada.

- Isso porque você já rebeceu seu email, dizendo que entrou, não é Brooke. - Dinah disse revirando os olhos.

- Claro que não, Dinah. Confio em Deus que ele irá fazer os emails chegarem logo, logo para vocês.

- Então, começa a orar por todas nós, porque ainda não recebemos nenhum... - Dinah iria continuar falando mas, foi interrompida por Lucy.

- Eu entrei! - Exclamou alto em felicidade.

- Ai meu Deus! Eu também! - Normani disse no mesmo tom de voz.

- O QUE! - Dinah gritou franzindo o cenho. - Todo mundo está recebendo o email agora? E eu? - Falou impaciente e se sentou em seu lugar.

Realmente à maioria das meninas tinham passado mas, Camila estara completamente inquieta o tempo todo. Apenas fitava o celular atentamente, na esperança do email finalmente chegar.

- NÃO. CREIO! Eu passei! - Dinah disse dando pulinhos de alegria. - Eu ja sabia. - Falou dando de ombros em superioridade.

As meninas riram e se parabenizaram alegremente. Lauren segurava firmemente na mão delicada de Camila. A Morena podia sentir o medo passar por cada célula do corpo da Latina. Medo de não ser aceita na faculdade que tanto desejava.

- Hey, Mila. Vai ficar tudo bem. Seu email vai chegar logo, logo. Não fica assim. - Ally disse chegando perto da mesma e a abraçou de lado.

- Ally tem razão Mila. Mas, e você Laur. Recebeu? - Dinah perguntou e a Morena apenas negou lentamente com a cabeça, dando de ombros, como se não se importasse.

Realmente, Lauren naquele momento não estara se importando se tinha ou não sido aceita na faculdade. Tudo o que realmente importava para a mesma naquele momento era Camila. A Morena estara tão confiante de que eles iriam aceitar a Latina em Yale. Claro que Lauren ainda acreditara que eles iriam mandar o email para ela mas, vê-la daquele jeito, desolada sem nenhuma resposta, era de cortar o coração.

O sinal bateu e Camila foi à primeira a se levantar de seu devido lugar e caminhar em passos largos para sua sala.

- Mila! - Dinah gritou para a amiga que nem ao menos se deu o trabalho de se virar. Continuou caminhando apressadamente pelo corredor.

Camila, entrou na sala que estava desocupada. A mesma sempre fora para lá quando precisava de um tempo longe de tudo e de todos. Aquele era seu lugar, seu refúgio.

- Droga... Droga! - Gritou jogando sua bolsa com força no chão.

A mesma sentiu seu corpo inteiro esquentar em pura raiva e tristeza. Parecia que havia um nó em sua garganta. E como se do nada, a mesma sente seu corpo se colidir com o de outra pessoa em um abraço terno e apertado. Camila a abraçou ainda mais o corpo da pessoa e lágrimas começaram a correr livremente por seu rosto.

A Latina fitou os olhos verdes lindos e intensos da Morena à sua frente e respirou fundo antes de falar:

- E se eu não fui aceita, Lolo? - Disse com a voz falha.

- Não diga isso, Amor. Você foi aceita sim. Eu acredito nisso. - Lauren disse embalando o corpo da mesma em seus braços.

- Lamento por você também ainda não ter recebido o email. - Camila disse secando algumas lágrimas.

Lauren nada disse, apenas assentiu com a cabeça, em silêncio. Aquilo fez Camila parar para fitar a Namorada.

- Você recebeu o email? - Camila perguntou franzindo o cenho.

- É... - Respirou fundo. - Sim. - Disse quase em um sussurro.

- Foi aceita?

- Sim.

- Que bom. Mas, por que não me disse antes? - Camila perguntou franzindo o cenho.

Lauren ficou calada por um instante.

- Diga. Por que não disse? - Perguntou novamente.

- Eu não queria que você se sentisse diferente de todas. Não queria te deixar sozinha, como se só você não tivesse recebido o email. Você já está um pouco abalada com a ideia de não entrar em Yale. Não deixaria que você se sentisse assim.

- O que? Eu realmente não preciso disso. Não preciso que sinta pena de mim!

- Não é pena, Camz. - Lauren disse se aproximando mais da Latina que recuou um passo para trás.

- Você realmente não precisava fazer isso, sentir pena!

- Eu só quis que você não...

- Que eu o que? Ficasse chateada por você ter entrado e eu não? Lauren, meu Deus! Que tipo de monstro você acha que eu sou? - Camila falara com incredulidade.

- Você esta entendo tudo completamente errado. Deixa eu te explicar...

- Não! Eu... Só quero um tempo sozinha, certo? - Camila falou pegando suas coisas no chão e saindo porta à fora, sem ao menos olhar para trás.

- Camz! Não é isso! - Lauren gritara para a mesma mas, Camila já estava longe demais para poder ouvi-la.

 

Aj

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...