História She's back - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Exibições 43
Palavras 4.745
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Geente! É muito, muito importante que vocês escutem as músicas que vão ser solicitadas… quem são - Like I'm Gonna Lose You – da Megan Trainor e X Ambassadors - Unsteady … Sério, escutem essas músicas quando for solicitado. Obrigado pelos votos, pelas visualizações e tudo mais… Sério, obg!

Boa leitura..,

Capítulo 35 - Canta comigo?


Fanfic / Fanfiction She's back - Capítulo 35 - Canta comigo?

Boa leitura..,

Pov Narradora

Chegando no local, Camila sorriu para Lauren por estar no lugar.

- Como soube que eu estava com vontade de vir aqui? - Camila perguntou com incredulidade.

- Eu sou sua namorada, sei tudo o que você sente. - Lauren disse confiante sorrindo.

O bistrô estava como sempre. Uma boa movimentação de pessoas, aquele cheiro delicioso de pão e café quentinho que haviam acabado de preparar. E claro, Jerry sorridente como sempre.

- Como vai pequena Lauren. - Jerry disse se aproximando das duas. - E como vai você também menina Camila.

- Ótima, obrigado Jerry, mas e você?

- Estou bem Camila. Obrigado por se preocupar.

- Eu já volto, vou até o banheiro. - Lauren disse se afastando dos dois.

- Vem minha querida, eu te acompanho até um lugar especial que preparamos somente para vocês está noite.

- Lugar especial? Ual, Lauren realmente está exagerando um pouco. Eu só vou viajar para conhecer os arredores de Yale. Nós vamos nos encontrar, eu e ela.

- Tudo o que você tem que saber é que Lauren te ama verdadeiramente, Camila. Nunca, jamais fique com remorso dela por qualquer coisa que ela fizer. Saiba que ela te ama com toda as forças do seu ser. - Jerry disse fitando Camila que franziu o cenho com o comentário do homem.

- Eu também a amo, Jerry. Amo mesmo.

- Eu sei querida.

Quando Camila se aproximou do local que fora indicado por Jerry, a mesma ficou totalmente incrédula. As luzes que enfeitavam o local, com alguns arranjos de flores ao redor. Uma linda mesa enfeitada no centro do lugar, com duas velas por cima. Aquela imagem era uma das mais lindas que Camila já vira na vida. Lauren com seu visual de garota bad girl, o cabelo um pouco bagunçado mas, ainda sim arrumado deixando a Morena ainda mais bela. Seus olhos verdes estavam sendo iluminados pelas velas do local e um sorriso canteiro surgiu nos lábios da mesma.

- Eu sei que velas é um pouco clichê demais, porém queria que tudo fosse perfeito. - Lauren disse se aproximando da Latina.

- Q-quando você ou sei la quem fez tudo isso? - Camila perguntou fitando cada canto do lugar.

- Vim hoje mais cedo e pedi para fazer isso e Jerry me ajudou, juntamente, com a funcionária daqui. Gostou?

- Se eu gostei? - Camila perguntou em incredulidade. - Isto está realmente maravilhoso Lo! Eu simplesmente amei!

- Que bom que gostou, menina Camila. Agora se me permite… - Jerry dissera puxando uma cadeira para que a mesma se sentasse.

- Ah, obrigado Jerry mas, pode deixar que eu faço isso. - Lauren disse sorrindo tomando o lugar do homem que sorriu de canto e se afastou.

Camila deixou que um sorriso torto surgisse em seus lábios, a mesma fitara a Morena que estava com os olhos verdes clarinhos. Podia-se ver felicidade e emoção neles! O que fez Camila ficar extremamente contente e tranquila.

- Bom, eu já vou indo… Logo, logo eu volto com tudo pequena Lauren. - Jerry disse se retirando do local.

- Lo, eu só vou viajar por alguns dias! Nas férias nós vamos nos ver de novo. Em todos os fins de semana eu vou vim te ver até que as coisas melhorem na Jauregui Company, e você possa ir me ver lá, em Yale. Você não precisava fazer tudo isso. - Camila disse segurando na mão da Morena que sentiu um certo arrepio por aquela região.

- É que eu quero que o dia que nós tivemos e, esta noite, fique marcada pelo resto da sua vida. Pelo menos as boas partes da noite… - A Morena disse em um som quase inaudível na última frase.

- Mas como pode acontecer algo ruim? Tudo está perfeito! Você é incrível meu amor!

- Você também é, pequena. - Lauren disse respirando fundo.

A noite se prolongou e Jerry surgiu após alguns minutos com alguns pratos em uma bandeja (tudo o que estava lá eram as comidas preferidas de Camila), Lauren fizera questão de pedir aquilo. Afinal, seria a última noite que elas teriam juntas. Não é mesmo?

Elas conversavam tão normalmente, a conversa fluía de uma forma mágica! Era simplesmente incrível como a conversa delas não era uma coisa forçada, simplesmente elas começavam um assunto interessante e falavam sobre o mesmo durante longos minutos… Lauren estava simplesmente satisfeita com a forma como Camila estava reagindo a tudo. O sorriso estampado nos lábios da mesma, os olhos castanhos brilhando devido à luz da lua que podia ser vista pelo lugar em que elas estavam. As velas estavam diminuindo pouco há pouco, as chamas faziam com que a cera se derretesse conforme o passar do tempo.

Quando Lauren olhou no relógio, já passara das dez horas da noite. Ela sabia que tinha que fazer aquilo, cedo ou tarde, ela tinha que fazer. Alejandro cumpriu com sua palavra – mesmo que cuidar da “sua” família, fosse obrigação do mesmo de qualquer forma -, mas agora não era momento de voltar atrás.

- Como você acha que vão ser as coisas em Yale? - Camila disse sorridente. - Estou tão animada para ir logo pra lá. Desde pequena eu tenho vontade de estudar lá, é bobo não é?

Pronto. Aquilo foi a gota d’água, para Lauren finalmente ter a certeza que realmente iria, fazer uma decisão certa. Camila queria ir para Yale, era seu sonho! E ela quase desistiu por “falta” de dinheiro. Lauren sabia que por mais que doesse no momento, ver Camila daqui há alguns anos sendo conhecida pelo mundo afora como uma das melhores pintora, já seria extremamente recompensador.

- Não pequena, não é bobo e sabe por quê? Porque é seu sonho, você tem vontade de ir pra lá e é isso que vai acontecer. - Lauren disse sorrindo fraco.

- Vou sentir sua falta, Lolo. Não consigo ficar muito tempo sem a sua presença… Você é quase como uma droga que eu tenho que ingerir sabe? Você é minha cura, meu amor. - Camila disse sorridente e logo após um bico se formou nos lábios da mesma.

Lauren respirou fundo e se levantou lentamente…

- Venha comigo… - Ela disse puxando Camila pela mão.

Elas chegaram em um lugar que era dentro do Bistrô mesmo, que podia-se ver perfeitamente o céu negro e à noite estrelada la fora. A lua estava tão brilhante, as estrelas espalhas pela imensidão fazia com que tudo ficasse ainda mais bonito! Os olhos castanhos chocolates brilharam no mesmo instante em que fitou o céu. Mas, era um brilho totalmente diferente, um brilho de completa admiração. Lauren observou a Latina. Observou cada pequeno, detalhe da mesma. Observou como era incrivelmente lindo o perfil de Camila. Observou até quando a mesma respirou fundo e um sorriso pouco há pouco se formou nos lábios da mesma e, logo após se virou para fitar Lauren que por algum motivo não conseguira desgrudar seus olhos um só segundo da mesma.

É muita perfeição para uma pessoa só…

Foi o que Lauren pensou enquanto fitava Camila. A mesma fitou um pouco envergonhada com o par de olhos verdes intensos fitando ela.

- Por que está me olhando deste jeito? - Camila perguntou sorrindo.

- Quero me recordar dos pequenos, detalhes do seu rosto, amor. Devo dizer que são lindos!

- Ah Lolo… para com isso, está me deixando envergonhada. - Camila disse chegando perto da Morena que rodeou a cintura da Latina com seus braços. - Está noite está perfeita Lo! Obrigado, obrigado por ser uma namorada tão perfeita, tão linda, que me ajuda tanto! Eu realmente não queria que essa noite nunca acabasse, esse dia vai ficar guardado pra sempre na minha vida, amei cada detalhe.

E… naquele momento, exatamente naquele momento, Lauren sentiu que estava pronta – na verdade a mesma nunca estaria pronta para aquilo mas, ela queria pensar que estava -, ela respirou fundo já sentindo uma dor tremenda em seu coração.

- Camz… você se lembra daquela noite em que Dinah nos deu o maior susto e logo após começamos a “dançar”, aquela música? - Lauren perguntou fitando Camila nos olhos.

- Lembro sim, e sinceramente? Eu mal prestei atenção na letra… - A Latina falou sorrindo.

- Mas você se lembra da letra?

- Sim.

- Canta ela comigo, agora?

- O quê? Por que Lo? - Camila perguntou rindo.

- Quero ouvir sua voz, amor. E, quero que desta vez, você preste atenção na letra okay?

- Ok mas…

Mesmo antes que Camila pudesse perguntar alguma coisa, Lauren tirou seu celular do bolso e colocou na música, que estava em um volume totalmente agradável. A Morena voltou e respirou fundo segurando na mão da Latina que fitou Lauren com o cenho franzido mas, apenas deu de ombros.

- Pronta? - Lauren perguntara.

- Sim…

(Play na música -Like I'm Gonna Lose You-)

I found myself dreaming

(Eu me peguei sonhando)

In silver and gold

(em prata e ouro)

Like a scene from a movie

(como a cena de um filme)

That every broken heart knows

(que todo desolado conhece)

Lauren cantara baixinho, perto e alto o suficiente para que só Camila pudesse ouvir. Logo em seguida, Lauren deu a deixa para que a mesma prosseguisse.

we were walking on moonlight

(andávamos ao luar)

And you pulled me close

(você me puxou para perto)

Split second and you disappeared and then

(num segundo você desapareceu)

I was all alone

(e eu estava sozinha)

I woke up in tears

(acordei aos prantos)

With you by my side

(com você ao meu lado)

A breath of relief

(suspirei aliviada)

And I realized

(e aí eu percebi)

Camila cantou e, logo depois Lauren interrompeu para finalmente cantar:

No, we're not promised tomorrow

(não, o amanhã não nos é prometido)

E, então Camila sentiu como se seu coração tivesse errado uma batida naquele momento, no momento em que Lauren dissera aquilo mas, a Latina prosseguiu.

So I'm gonna love you

(então eu irei amá-la)

Lauren abraçou a Latina de uma forma tão necessitada, mas Camila ainda sim continuava cantando…

Like I'm gonna lose you

(como se fosse perdê-la)

I'm gonna hold you

(eu irei te abraçar)

- Like I'm saying goodbye (como se estivesse dizendo adeus) – Lauren sussurrou no ouvido da Latina que estremeceu com a palavra adeus.

O peito de Camila subia e descia freneticamente, ela parou de cantar e tudo o que restava agora era Lauren acompanhando a música, cantando no ouvido de Camila.

So let's take our time

(aproveitemos o momento)

To say what we want

(para falar o que quisermos)

Use what we got before it's all gone

(usar o que temos antes que tudo isso se acabe)

No, we're not promised tomorrow

(Não, o amanhã não nos é prometido…)

E, naquele momento, Camila se afastou de Lauren. A Latina fitou a Morena nos olhos, Camila queria pensar que estava ficando louca em pensar na ideia que estava tendo. Mas, quando ela fitou Lauren que estava com os olhos marejados, ela continha um semblante triste e aterrorizado. Naquele momento, a Latina podia jurar que suas pernas ficaram bambas. Ela apenas escutava em silêncio a música que ainda tocava.

- Cam… - Lauren começou a falar mas, fora interrompida pela mesma.

- Espera, isso tudo é uma mensagem não é? Essa música e tudo mais… o que está querendo me dizer Lolo? - Camila perguntou com medo na voz.

Uma dor imensa invadiu o peito da Latina somente por pensar na possibilidade de…

- Não é óbvio? - Lauren perguntou fitando Camila nos olhos, podia-se ver que a mesma estava completamente nervosa.

- Não! Não é! Eu quero que você diga… - Camila disse alterando um pouco a voz.

- Me desculpa…

- Agora tudo faz sentido! Exatamente TUDO! Desde o começo do dia em que você têm me feito várias perguntas estranhas sobre o futuro, sobre se eu vou te perdoar ou não… Fique sabendo que NÃO! Se for o que eu estou pensando, não vou te perdoar LAUREN! Não vou te perdoar por me deixar. - Ela parecia tão frágil e ao mesmo tempo tão furiosa, seu rosto já estava banhado em lágrimas.

(Escutem agora -X Ambassadors – Unsteady- e deixem tocar até o outro “POV”, se quiserem, coloquem de novo quando for solicitado no final do cap…)

O peito de Lauren se apertou naquele momento, era tão doloroso ver Camila chorando, por sua culpa. E ainda mais por Camila ter dito que não à perdoaria.

- Sim, é o que você está pensando… - A Morena disse com uma certa dificuldade na voz, as palavras saíam forçadas.

- Lolo, por favor… para de brincadeira. Você sabe que eu não gosto disso, por favor amor. Chega. Diga que é uma brincadeira logo. - A Latina disse abraçando Lauren com força (o que fez Lauren sentir uma pontada forte de dor passar pelo seu corpo).

- Como vou dizer que é brincadeira sendo que… não é? - Ela disse abraçando a Camila, a mesma queria aproveitar cada segundo que ainda tinha de ter a Latina em seus braços.

- Não amor… você está brincando. - Camila disse rindo sem nenhum humor, uma risada forçada e apavorada.

- Camila, chega! - Lauren disse se soltando da mesma. - Não é brincadeira, entenda!

- Mas… você disse que… Não iria, desistir de nós Lolo. Você prometeu...- A Latina disse fitando a mesma nos olhos.

Lauren jurava que naquele momento, uma facada nas costas, doeria muito menos do que sentiu naquele momento, com as palavras de Camila. E, foi com muito esforço que a mesma disse:

- Talvez eu esteja cansada… E tenha resolvido desistir.

Camila fitava Lauren que não conseguia mais olhar nos olhos da mesma. Lauren sabia que Camila estava sentindo muita dor naquele momento por ouvir aquelas palavras.

- Mas, eu não quero desistir. Qual o problema? Por que quer terminar?

- Ambas sabemos que não iria, dar certo você em Yale que fica muito longe daqui. Sabemos que uma hora ou outra, tudo iria, começar a ficar chato. Não iríamos mais ser as mesmas… Até que chegaria um ponto em que nós não iríamos conseguir seguir em frente com este relacionamento.

- Você tem uma bola de cristal agora é? Consegue prever o “futuro”? Acho que não, não é? Então por que você está falando isso? - Camila falara irônica.

- Por que é a verdade!

- Eu disse que não iria para Yale para ficar aqui com você, Lo… Se quiser eu posso ir para uma daqui. Eu me inscrevi em outras e fica aqui em Nova York mesmo. - Camila disse em esperança.

- NÃO! - Lauren disse na mesma hora. - Não vai ser em vão que eu vou fazer isso… com toda certeza não vai… - A mesma falou sem pensar.

- Isso o quê? - Camila perguntou confusa.

- Nada… Camila, você não entende que você têm que ir para Yale e realizar seu sonho! Longe de problemas de relacionamentos e tudo mais? Você não pode desistir dos seus sonhos, pequena!

- Desistir dos meus sonhos, Lauren? Como se meu sonho é você? Se tudo o que eu preciso está bem aqui, na minha frente.

O coração de Lauren mais uma vez se apertava dentro do peito. Aquelas palavras que Camila usava, não ajudavam muito à Morena a fazer o que tinha que ser feito.

- Não Camila. Seu sonho é ser pintora, é ir para Yale e…

- Não vou conseguir fazer nada disso se você não estiver comigo.

- Para de se humilhar, por favor! Não faça isso, não diga isso quando eu estou tentando terminar com você!

Camila engoliu em seco digerindo aquelas palavras.

- Então por que fez isso?

- Isso o quê?

- Qual o motivo desse dia? Qual o motivo de tudo isso? Qual o motivo de fazer com que está noite e esta data, seja algo inesquecível na minha vida? Era só você terminar tudo Lauren. Não precisava sentir pena e se sentir obrigada a fazer tudo isso só para…

- Não diga isso. Por favor, nada disso foi uma obrigação. Eu amo você Camila. Amo tanto que faço qualquer coisa por você.

- Então por que está terminando? - Camila perguntou em incredulidade.

- Já te disse…

- Então por favor Lauren. Não diga que me ama quando você nem ao menos se dá ao trabalho de tentar pelo menos. Tentar ter um relacionamento à distância. Não diga que você me ama quando você DESISTIU de nós!

A Latina andava de um lado para o outro, em passos furiosos.

- Eu não sei se você está em plena consciência agora porque eu sei que o que a gente, têm É AMOR! Amanhã, meu voo sai às seis da tarde. Se você estiver lá Lauren, vai significar que ainda temos uma chance, mas se não estiver, eu quero que você suma da minha vida para sempre. Não vou querer saber absolutamente NADA sobre você, você pode me esquecer.

- Camila… por favor….

- Você me escutou, esteja lá às cinco da tarde, caso contrário significará que não temos segunda chance, ou terceira não sei…

Lauren não falou absolutamente nada, apenas assentiu com a cabeça.

- E, por favor, não me desaponte. - Fora tudo o que Camila dissera antes de pegar suas coisas e ir rumo à saída do Bistrô.

- Hey!

Lauren chamou a mesma que parou no mesmo lugar mas, não ousou se virar para fitar a mesma.

- Não esquece que eu sempre vou te amar! Até quando não existir mais vida na terra… - Lauren disse sorrindo, esperando que por algum motivo Camila terminasse a frase, a promessa das duas! Mas, tudo o que a mesma fez, foi respirar fundo e com muito esforço sair do local sem dizer uma palavra e sem olhar para trás.

Lauren sentiu seu coração sendo arrancado, Camila sempre completou a frase… Mas, ela tinha todo o direito de não dizer nada, Lauren tinha de admitir que ela estava no direito dela. Então bem baixinho, a Morena disse:

- Aconteça o que acontecer…

06 de fevereiro de 2016

Pov Lauren

Tortura. Está era a palavra que definia o que eu estava sentindo naquele momento. Relembrar cada pequeno detalhe da noite anterior, era extremamente torturante! Ver Camila chorando o tanto que chorou e, com certeza chorou muito mais o restante da noite por minha culpa. Eu a fiz chorar! E eu me sentia uma pessoa extremamente horrível por isto. Ver minha pequena, minha menina chorando era tão devastador. Partia meu coração de uma forma indecifrável...

O voo de Camila partiria daqui há três horas. Eu teria que estar lá ás cinco horas. Este foi o combinado caso eu não estivesse pensando bem na hora... Não vou mentir, cada célula do meu corpo estava clamando por ir. Clamando por ir ver minha menina pela última vez e abraçar ela com toda força e saudade que eu já estava sentindo.

E, para me tirar de todos os pensamentos que estavam rodeando minha cabeça naquele momento, o telefone da Jauregui Company começou a tocar e eu logo atendi para ver quem era.

- Cumpriu com a sua palavra Jauregui... Meus parabéns. - A voz de Alejandro se fez presente, uma voz com um sarcasmo que fazia meu sangue ferver!

- Sim, eu sempre cumpro com a minha palavra mas, por que está ligando? - Perguntei já sentindo a raiva consumir as células do meu corpo.

- Camila irá viajar hoje ás seis horas. E só quero deixar bem claro que eu vou estar de olho em cada movimento seu. Não quero você perto dela...

- Já terminou? - Perguntei sem paciência.

- Você está avisada...

Desliguei o telefone e o medo me consumiu novamente. Medo por saber que Camila não estaria mais em minha vida. Eu não veria mais aquele lindo sorriso estampado em seus lábios todos os dias novamente.

POV Camila

As vezes eu realmente acho que a vida ou o destino tem raiva de mim. Pois mesmo quando eu acho que estou feliz novamente, acontece algo e me destrói completamente.

Eu realmente ainda não estava tão convencida do "motivo" para Lauren ter falado aquilo. Para ela ter... Terminado tudo o que nós temos - ou tínhamos-, eu tentava de todos os jeitos descobrir o por que de tudo aquilo mas, eu não via motivos coerentes o suficiente. Eu sabia que Lauren me amava, tinha a plena certeza de que o que nós temos foi e é real! Só não entendo o por que de tudo...

- Filha? Já terminou de arrumar suas malas? - Minha mãe disse entrando no quarto.

- Já sim... - Falei ainda deitada na cama.

- Filha... Eu realmente não acredito que Lauren iria terminar com o namoro de vocês por este motivo. Ela pode aparecer hoje lá e...

- Mas mãe, se não é esse, então qual o outro motivo? Eu realmente não entendo, nós estávamos tão bem... - Falei sentindo meus olhos se encherem de lágrimas novamente.

- Eu entendo que deve doer mas, se ela não for hoje minha querida, então eu acho que você tem que seguir com a sua vida pouco há pouco. Tenho certeza que é isso que a Lauren quer.

- Como vou seguir em frente sendo que a única pessoa que foi, que é, e sempre será dona do meu coração é ela? Eu posso conhecer várias pessoas por aí mas, nenhuma delas vai se comparar a Lolo... Definitivamente nenhuma.

- Não sei o que dizer filha... Apenas se arrume para irmos ok? Alejandro vai estar esperando você no aeroporto... - Minha mãe disse em um tom de voz triste, eu sabia o quão doloroso para ela era me ver assim.

POV Narradora

O medo consumia a Latina naquele momento. A mesma olhava no relógio a cada dois em dois minutos, a ansiedade consumia a mesma. Ela estava sentada em um dos bancos do aeroporto, juntamente, com sua mãe e Sofia que a todo momento dizia a saudade que iria sentir da irmã mais velha.

A Latina, tinha acabo de fazer o check in e todos os outros procedimentos para a viajem.

- Você acha que ela vai vir? - Camila perguntou para Sinu, a mulher podia ver o pingo de esperança que surgiu no brilho dos olhos da filha.

- Tenho certeza que sim. - Sinu falou sorrindo fraco, tentando passar segurança e esperança para a filha.

Camila andava de um lugar para o outro impaciente, já passará das cinco e quarenta e ainda nenhum sinal da Morena dos olhos verdes.

As batidas do coração da Latina estavam aceleradas, cada minuto que se passava, ela sentia que uma corda apertava seu pescoço. Não poderia acreditar que tudo chegaria ao fim, não queria acreditar que Lauren, não seria mais sua. Não queria acreditar que não poderia mais acordar de manhã e observar a forma serena como Lauren dormia. Ela realmente não queria acreditar que não iria sentir uma sensação incrivelmente boa quando fitasse o sorriso da Morena, seus dentinhos extremamente lindos e fofos! Não, ela não podia acreditar nisso. Não queria!

- Hija, já está na hora de você ir... - Sinu falou segurando nos braços de Camila que se afastou.

- Não mama, ela só está um pouco atrasada... Ela vai vim, na verdade eu sinto que ela está aqui já...

- Filha, nós temos que nos despedir. Faltam somente alguns minutos para você embarcar. Por favor, entra naquele avião e siga sua vida, eu sei que você a ama mas, você vai ter que aprender a viver sem ela, Hija… Me desculpa mas, essa é a verdade. E você tem que conviver com isso. Mesmo que doa. - Sinu disse abraçando a filha que respirou fundo sentindo uma lágrima solitária descer por seu rosto.

- Eu te amo mama, vou sentir muito sua falta. - Camila disse se desvencilhando dos braços de Sinu. - Vou sentir muito, mas muito mesmo a sua falta também Sofi.

- Também vou Kaki. Você promete que sempre vai me ligar todas as noites, para me dar boa noite? - Sofia disse tão inocente, fazendo o coração de Camila se apertar dentro do peito.

Ter que deixar Sinu e Sofia para trás, era tão difícil.

- Eu prometo minha linda. Vou ligar todos os dias e todas as noites só para te dar uma boa noite, certo? - A Latina perguntou sorrindo.

Talvez, aquela fora à primeira vez que a mesma sorrira desde a noite passada.

- Eu te amo Kaki, quando você voltar, vai voltar como uma grande pintora, não vai? - Sofia perguntou com os olhinhos castanhos da mesma cor que os da irmã mais velha, brilhando.

- Você quer que eu volte assim? - Camila perguntou sorrindo.

Sofia assentiu com a cabeça freneticamente em concordância.

- Ok, se é assim… então eu vou fazer de tudo! Para conseguir ser uma grande pintora. O que você acha?

- Acho ótimo! - Sofia disse animada.

- Eu te amo Sofi. Hey… - Camila disse puxando a irmã mais nova e tirou uma mexa de cabelo da mesma e colocara atrás da orelha. - Cuida da mamãe por mim, certo? Este é seu trabalho agora, promete que vai cuidar dela?

- Sim, eu prometo. - Sofia falou baixinho para que ninguém mais escutasse, o que fez Camila sorrir de canto com a atitude da mais nova.

- Onde está o Alejandro? - Camila perguntou para Sinu que apenas deu de ombros.

- Ele disse que iria no próximo voo, que tinha algumas coisas pendentes para fazer antes. - Sinu disse e Camila apenas assentiu com a cabeça.

- Bom… então é isso… Quando eu chegar la eu ligo para vocês, certo? Até mais, amo muito vocês…

- Nós também te amamos hija…

Camila sorriu de lado pegando sua mala e, deu uma última olhada em volta. E, ao longe ela viu uma garota com cabelos negros compridos e, seu coração errou uma batida por pensar que poderia ser a SUA garota de cabelos negros compridos, sua Morena dos olhos verdes cintilantes mas, a garota simplesmente desapareceu do nada, e Camila apenas negou com a cabeça e ficou pensando se estava tendo alucinações. Mas… parecia tanto com a Lauren...

A Latina respirou fundo e olhou no visor do celular, 05:53 pm. E, fora naquele mesmo instante em que a mesma se conformou de que Lauren não iria mais aparecer. Realmente estava tudo acabado.

Play novamente na música…

[…]

No avião, Camila se sentou com a bolsa no colo. Fora uma das últimas pessoas a embarcar, tendo chegado com apenas alguns minutos de antecedência. Ela olhou para baixo e viu na pista, o resto da bagagem ser colocado na aeronave. Alguns minutos depois a porta do avião se fechara, e momentos depois a rampa de embarque foi levada de volta ao terminal.

Estava escurecendo, e em alguns minutos a noite já teria caído por completo. As comissárias de bordo fizeram a última inspeção na cabine, certificando-se de que tudo estava em ordem. As luzes da aeronave piscaram e o avião iniciou seu lento movimento em marcha ré.

Camila olhou para fora e viu, pelo canto do olho, uma figura solitária, parada perto de uma janela do terminal, as mãos pressionadas contra a vidraça. Estreitou os olhos para ver melhor. Será que é ela?

Não conseguia ter certeza, porque o vidro fumê do terminal era escuro, e obscurecia a visão. Se a pessoa não estivesse parada tão perto da vidraça, ela não saberia sequer que havia alguém ali.

Com um nó na garganta, Camila continuou com os olhos fixos na figura. Fosse quem fosse, não ousou se mover. O motor da aeronave rugiu e Camila virou a cabeça, esforçando-se para olhar pela última vez, mas era impossível dizer se a pessoa ainda estava ali. Ela continuou fitando a vidraça, concentrada para descobrir se o que vira era real ou produto da sua imaginação.

Finalmente os pneus saíram do chão e o avião levantou voo e, Camila fitou a vista de Nova York, os grandes prédios, a movimentação de carros, as luzes que deixavam a cidade ainda mais bela e iluminada.

Com uma certa dificuldade na voz, ela respirou fundo e disse:

- Não esquece que eu sempre vou te amar, aconteça o que acontecer… - Dito isto sentiu uma lágrima descer vagarosamente por seu rosto.

Aj


 


Notas Finais


Desculpa pra quem não estiver satisfeito com o rumo que a estória vai tomar... :/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...