História Shh..Cale a boca[imagines D.O"] - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Exibições 31
Palavras 1.178
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigados por entrar

Capítulo 1 - O inicio


Fanfic / Fanfiction Shh..Cale a boca[imagines D.O"] - Capítulo 1 - O inicio

"Não olhe para trás"

"O filho da puta quer te pegar"

"Corra, corra"

"Não chore bebê, isso é uma piada para ele"

"Não grite de desespero, isso é músicas para os seus ouvidos"

"Shhh.. só fique em silêncio"


-Mamãe,mamãe-A pequena garotinha de 8 anos chama sua mãe 


-Oque foi SN?- A mãe liga a luz de seu quarto depois de abrir a porta branca dele


-Tem alguém no armário-Ela resmunga com medo enquanto brinca com os lençóis olhando para os mesmo



A mãe para deixar a "iludida" filha mais calma abre as portas do armário mostrando para a mesma que não haverá nada dentro dele.


-Mas eu juro que vi mamãe!


-Viu oque filha?-A mais velha fala se sentando na ponta da cama


-Eu vi 2 olhos vermelhos mamãe!


-Mas SN não há nada dentro dele!Olhe!-A mesma abre denovo o armário mostrando o mesmo vazio 


- Um dia vou mostrar para você que há sim alguém no armário!E a matarei!-A pequena grita dando um soco no ar


-SN?!Você está louca?!


A verdade toda è que sua filha sempre falará a verdade, todas as noites a mesma história se repetia, como um livro que você não se cansa de ler, mas ao contrário do livro que tem pelo menos 1% de mentira, tudo ali era verdade, desde as palavras da garota a oque acontece toda a noite.Sua mãe já estava pensando em arrumar um psicólogo para ela, ou até mesmo interna-la, toda noite se repetia a mesma coisa, isso a cansava, não podia ter uma noite de sono, e agora sua filha quer pagar de a psicopata? Isso seria demais para sua mãe... 1...2...3

Não dá mais, já estava decidida iria procurar um psicólogo no outro dia para ela. Na mente da pequena já se passavam coisas diferentes, ela não iria mais gritar para sua mãe vir salva-lá, ela iria resolver aquilo sozinha.


Sua mãe fechou a porta e apagou a luz novamente e a mesma estava determinada a não ouvir mais os gritos desnecessários de socorro de sua filha.


3:30 da manhã e nada dos olhos vermelhos aparecerem denovo, até ouvir passos da escada.


1,2,3...1,2,3...


Mesmo tendo 8 anos, SN era mais esperta que muitas pessoas do 8° ano, aprenderá a andar e a falar com 6 meses e antes de chegar as escolinhas já sabia muito bem ler, além de ser muito calculista.


Ela percebeu que o certo "monstro" estava subindo 3 em 3 degraus, se desesperou, faltavam 6 degraus para ele chegar a seu quarto.


1,2,3...1,2,3


Ouviu a porta do quarto ser aberto.


"Ótimo, tenho que pensar rápido!pense!Já sei!De baixo da cama, rapido!

Pensou.


Foi para debaixo da cama, aonde foi seu único esconderijo para quem que teve que pensar rápido no escuro.


Passos e mais passos.


Oque ela deveria fazer?!


Passos parando em frente a cama.


Ele sumiu...


Buuum!


O tal" monstro dos olhos vermelhos" puxou o cobertor que tampava o buraco da cama mostrando sua verdadeira face.Ele não era tão feio para um "monstro", pena que SN desmaiou.

.....


-Filha...Filha...Filha?-A mãe chamou sua filha


A mesma acordou assustada percebendo que tudo Nao se passava de um pesadelo.


-Você me trouxe para a cama?


-Não filha, você estava aí quando cheguei.Por que?


A pequena não respondeu apenas se levantou e se espreguiçou.


-Hoje vamos a um lugar novo filhaaa!-A mãe pegou a mesma no colo


-Para aonde mãe?-Perguntou


-Você irá ver


A mãe não queria que a filha soubesse que elas iriam ao psicólogo, sabia que a mesma iria negar, então deixou em segredo


As duas estavam no carro indo ao determinado lugar e a SN atrás observando a paisagem da janela molhada pela chuva.

Não saia de sua mente os olhos vermelhos e seu rosto gordinho com cabelos pretos, se ele fosse detalhar seria, olhos profundos e caídos aonde você encontra um buraco negro triste e sério, com lábios carnudos, ela não tinha malícia, não por ter 8 anos, que para sua idade tinha muita experiência do que pensa, mas ela se mantia curiosa.


-Chegamos-A mãe anuncia 



Ao chegar no local deu aos nervos, sentir aquele cheiro de álcool que tanto odiava já vinha em sua mente oque era.


-Nao acredito que fez isso...


-Fez oque filha?-A mãe pergunta


-Eu não vou tirar sangue mãe 


-Não viemos tirar seu sangue filha-A mãe solta o ar de medo preso em seus pulmões 


-Então por que estamos aqui? 



-Somente saber de sua vida...-A mãe tentou usar termo que não parecesse com psicólogo, mas sua filha era esperta o suficiente para saber que era sim um psicólogo 


-Você acha que tenho algum problema psicológico para me levar em um psicólogo?-Perguntou SN


-Não é nada disso filha...


Pararam em frente a uma porta branca.


-Vamos filha, isso te fará bem


Ela hesitou por um momento e entrou e foi recebida por um homem.


-Olá SN! Eu sou o HeChul-Ele tentou parecer o mais confortável possível trazendo um olhar torto da mesma


-Olá...HeChul...


-Pode me contar oque esta acontecendo?sente-se!


Ela sentou-se na cadeira e contou grande parte de seus sentimentos e de sua vida..


-Mas sabe...As vezes da vontade de matar!-Se levantou batendo as mãos na mesa assustando o mais velho-Aquele vagabundo e todos a minha volta por duvidarem e zombarem de mim!



-Temos um caso sério aqui...Acabamos a consultar por hoje e... Chame sua mãe...


Ela saiu do local chamando a mãe que demorou séculos para voltar e recebendo uma notícia direta da mãe que era melhor contar antes que na hora, que a pequena menina teria que ser internada .

...

-Filha!Me diz que não esquecerà da mamãe!


-Prometo mãe!- Diz ela, ela sabia que estava mentindo e oque a mãe não queria que ela fizesse era oque ela mais queria


A pequena foi entregada as pessoas que là estavam.A partir desse momento ela pôde esquecer suas blusas enormes confortáveis e seus tênis, de agora em diante era somente uniforme ou se quise-se acessório seria camisa de força ou agulhas.


Foi entegrada ao seu quarto aonde não passou nem 1 minuto e já foi sendo perturbada por um homem


-Olá...SN, certo?- Perguntou vendo a mesma acentir-Quando não tiver nada de bom acontecendo procure eu...O Jin 


Ele saiu.Ela não entendeu o por que de ele somente ter falado aquilo e saído sem mais nem menos.


Avisaram que ela podia passear pelo jardim por não parecer ter risco de fazer uma cagada.


A mesma passeava descalço pelo gramado e machucando seus pés nas pedras.Sua mãe por ser super protetora não deixava a garota se aventurar nem pela casa, somente ficar ficar presa dentro do seu quarto, oque fez a mesma se apelidar de Rapunzel.


Ela ouvia gritos de pacientes loucos, ela achava engraçado.Era para ela estar achando isso engraçado? 


Pessoas diziam que isso era só a psicopatia tomando cada vez mais conta da pessoa, ela não acreditará nisso, acha que era somente "show" das pessoas, mas se realmente fosse verdade?Toda vez que ela fazia essa pergunta em sua mente ela a deletava, era isso que eles queriam, esses tipos de perguntas era oque deixavam as pessoas mais confusas fazendo elas mais acreditarem que realmente estavam se tornando psicopatas.


Ela se pegou novamente pensando no mesmo assunto, então decidiu observar local, e enquanto observava o local ela olhou pela janela que nunca queria ter olhado.


Ali estava ele.


"Monstro dos olhos vermelhos"


"Não pergunte a ele"


"Não olhe para ele"


"Isso seria um convite para ele entrar em sua vida"


"Se você olhou, tenho dó de você"


"Ou você corre"


"Ou você morre"


"Fuja"

Leia as notas finais


 


Notas Finais


Gente, como sinto que terá muitos closes errados na fanfic, e pior ainda eu que não sei me interpretar direito vou explicar.

Terá pedofilia, mas não será pesada, tanto que ficará por alguns grandes capítulos mas não levem a sério, e uma fanfic ok?Não estou sujando a imagem do ídolo com essa fanfic


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...