História Shimmy- magia, amor e dança. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Sevmione, Snamione, Snanger
Exibições 77
Palavras 1.411
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Festa, Magia, Misticismo, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olha quem está viva!!!!
Olá pessoas lindas que lêem minha história, gostaria de me desculpar pela demora.
Eu faço faculdade e estava em semanas de provas e tal, depois da primeira DP nós nos dedicamos mais as coisas HAHAHAHA
Enfim tem Cap novo para vocês, tenho certeza vão odiar kkkkk por que eu que sou a autora não curto muito eacrevê-lo
Sem mais delongas aproveitem nos vemos la no final...

Capítulo 3 - Jean Pierre


Fanfic / Fanfiction Shimmy- magia, amor e dança. - Capítulo 3 - Jean Pierre


     Eram exatamente vinte e uma horas e trinta minutos, Hermione escuta pesadas batidas em sua porta, “era ele” pensou.
     Ao abrir deparou-se com Jean trajando roupas sociais no estilo que ela gostava, uma camisa azul clara dobradas nas mangas, uma calça jeans preta justa, os sapatos sociais e os cabelos dourados meio jogados displicentes que lhe davam um ar jovial e charmoso.
– Boa noite Mon amour - em suas mãos um buquê de rosas vermelhas.
– Boa noite Jean – apesar de estarem ao algum tempo juntos não se sentia à vontade para chamá-lo por apelidos. 
     Hermione deu passagem para o homem entrar, e ele o fez, mas não sem após passar, agarrar sua cintura e lhe dar um feroz beijo.
     – Eu estava com saudades – disse o homem com um sorriso galanteador.
– Nos vimos ontem Jean – Hermione sorriu para ele.
– Está belíssima esta noite Mon Petit – disse ele a observando pelo espelho. 
– Como sempre muito gentil! – disse a jovem, corada. 
Olhando através do reflexo do espelho não teve dúvidas de como formavam um belo casal.
 Jean era alto e dono de um corpo que causava inveja em muitos garotos jovens, não que fosse velho tinha apenas 38 anos, mas seu condicionamento físico era impecável.
– Fiz reservas no melhor restaurante de Paris, tudo para agradar você Mon Petit – Disse ele colocando uma mexa do cabelo dela, que havia saído do lugar, para trás.
– Obrigada pela delicadeza – Disse ela corada, ela não estava acostumada com esses mimos, querendo sair desta situação ela diz– vamos? – disse a moça corada.
– Vamos. – Disse ele. 
Apesar de bruxo Jean possuía algumas manias trouxas, assim como ela, como por exemplo dirigir. Ele abriu a porta do carro para ela e entrou no carro. Partiram para o restaurante, conversando sobre amenidades.
O jantar foi extremamente agradável e tranquilo. – “Jean é incrível, tudo o que uma mulher deseja.”– pensou a jovem
–Vamos embora querida? – Questionou ele.
– Vamos. – respondeu ela ainda feliz com o jantar maravilhoso.
     Estavam quase na porta do restaurante quando uma mão agarrou-lhe o braço, a surpreendendo com um abraço apertado.
– Hermione Granger que alegria em vê-la – disse uma voz masculina. 
– Henry Garry?  É você mesmo? – disse a moça surpresa, correspondendo o abraço do homem, e se esquecendo da presença de Jean.
     Henry era um grande amigo. Ela o conheceu uma das férias de verão que passara com seus pais no mundo trouxa. 
Quando terminou Hogwarts seus pais fizeram uma festa de formatura para ela chamando os amigos mais próximos, claro que para eles ela havia terminado um internato totalmente respeitável do Reino Unido, só para manter o sigilo. Ele era filho de um casal de amigos de seus pais.
 Henry a chamou para uma viagem com um grupo de amigos, e acabaram por ficar juntos nessa viagem, mas viram que eram melhores como amigos do que como um casal. De vez em quando eles se encontravam e ficavam, saiam e conversavam, nada de mais realmente. 
– Nossa quanto tempo eu não te vejo, está ainda mais linda. – Disse ele 
– Realmente fazem o que, uns dois anos que não nos vemos. – Disse ela.
– Eu acho que sim. – Respondeu ele. 
Conversaram alguns poucos minutos, esquecendo de Jean, que ficara o tempo inteiro ao lado esperando.
– Que indelicadeza a minha, Henry esse é Jean – Disse ela finalmente lembrando que estava acompanhada – Jean esse é Henry um velho amigo.
 –Prazer em conhece-lo Jean. – o jovem esticou a mão na qual não foi apertada pelo homem.
–Hum que seja, Hermione vamos. -  disse Jean olhando com uma expressão mortal para o rapaz e um olhar indecifrável para a jovem.
     Totalmente sem reação a jovem se despede de seu amigo um pouco sem graça, prometendo marcar um encontro em breve.
Ao sentar dentro do carro, Hermione logo ficou tensa com o desconfortável silêncio que se instalou no ambiente.
– Eu gostei muito do jantar Jean, obrigada! – a moça agradeceu com sinceridade.
(...) Silêncio 
– Está tudo bem? – ela disse calmamente e um tanto preocupada. 
(...) Silêncio 
– Jean, me responde, vai ficar me ignorando. – disse com uma leve irritação. 
     Ela percebeu quando ele se dirigiu para um beco sem saída e mal iluminado, parou o carro bruscamente. 
– O que estamos fazendo aqui– perguntou a jovem um pouco assustada.
- ACHA QUE PODE ME FAZER DE PALHAÇO? – gritou o homem.
-O-oque?- Gaguejou Hermione sem reação. 
     Agarrou os braços da jovem e os apertou com toda a força que possuía.
     -VOCÊ É MINHA ENTENDEU? M-I-N-H-A, NÃO TEM O DIREITO DE FICAR SE ESFREGANDO COM NINGUÉM QUE NÃO SEJA EU. -gritou novamente, seu rosto e pescoço tingidos de vermelho, seus olhos estavam desfocados, estava irreconhecível.
Hermione começou a chorar e tentou dizer, mas as palavras estavam difíceis de sair – Não estava me agarrando com ninguém Jean, Henry é apenas um amigo, não me esfreguei em ninguém, me solte que você está me machucando. – ela não conseguia pensar em o que fazer, o pensamento era turvo. 
– NÃO ME INTERESSA, ELE PODERIA SER ATÉ UMA PADRE QUE NÃO ME IMPORTARIA! UMA COISA QUE NÃO TOLERO HERMIONE É INFIDELIDADE, VOCÊ NÃO PODE CONVERSAR COM NINGUÉM  SEM MINHA PERMISSÃO. – Ele gritava, apertava os braços dela e a sacudia. 
Até então ela tentava acalmar o homem em sua frente, mas a dor no braço era demais.
 –ME SOLTA!– gritou Hermione. 
Ele pareceu “acordar” de um transe e soltou os braços da jovem, se assustou ao ver os braços frágeis e brancos arroxeados com pontos vermelhos de sangue coagulado. 
– Meu Deus, meu amor me desculpa, me desculpa, me desculpa por favor – o homem falou com a voz embargada tentando passar a mão nos cachos da moça. 
      – Destrava essa a porta agora que eu quero sair. – Ela disse sem encara-lo. 
–Não. – Disse ele com a voz quase chorosa.
–Agora –ela disse séria, a marca das lágrimas em seu rosto. 
– me escuta. Pelo amor de Merlin... – ele dizia
– Não Jean, abra a porta. – Ela não conseguia pensar, sua mente estava nublada.
–Hermione, por favor. Eu não queria te machucar, por favor – Sua voz era tão arrependida, tão profundamente sentida.
– Jean abre a ... – ela não conseguiu terminar a fase pois Jean estava com os lábios colados ao dela.
Jean deitou o banco do carro ficando por cima de Hermione, seus lábios nunca deixando os dela, ergueu seu vestido até a cintura, abaixou a parte de cima do vestido deixando os seios médios a mostra, logo colocando os mamilos na boca estimulando-os. 
     O sexo entre eles nunca foi algo calmo mas dessa vez foi diferente de qualquer outra vez, muito mais selvagem, muito mais brutal. 
      Jean a possuía sem piedade, lhe apertando e batendo em suas nádegas, com uma força descomunal. 
Hermione somente gemia e gritava seu nome, foi sem dúvidas a melhor noite deles. 
“Bem que dizem que sexo depois de briga é bom” pensou ela.
Jean chegou ao clímax e se retirou de cima de Hermione, voltou para seu lugar, ligou o carro e seguiu destino ao apartamento da morena.
O resto do caminho foi silencioso. Chegando lá ela desceu e perguntou:
– Não vai ficar aqui hoje à noite? – perguntou ela.
– Não, Boa noite – E sem dizer mais nada arrancou o carro e saiu noite a dentro. 
     Hermione subiu para o seu apartamento, sentou-se em sua cama e se permitiu chorar. 
Não era a primeira vez que Jean tinha um acesso de raiva, mais sem dúvida foi um dos piores, pois das outras vezes ele descontava a frustação no sexo, na qual ele batia, puxava os cabelos, mordia. 
Mas dessa vez ele a agrediu, o pior não era a agressão em si, mas o sentimento de culpa que se apoderou nela, não poderia ter dado tanta liberdade para Henry poderia? Ou será que dei? Não... 
Ela e Jean apenas ficavam sério, ele nunca havia a pedido em namoro formalmente. Não que ligasse, mas nesses quase um ano junto a ele, nunca havia o desrespeitado, será que ele teria feito isso com ela? Não... Jean era extremamente romântico e gostava dela, certo? 
Sua cabeça doía por causa do choro, e das mil e uma perguntas que a sondavam. Decidiu tomar um banho e se arrumar para dormir, resolveu deixar isso de lado, afinal não iria se repetir novamente. 
     E a culpa foi dela por não ter percebido que Jean ficara chateado, a briga foi somente um deslize, amanhã tudo amanheceria normalmente e tudo voltaria como antes. 
Jean só precisa descansar e esfriar a cabeça, amanhã lhe enviaria as mensagens melosas de bom dia, como ele sempre fazia.
Tudo iria passar... 
 


Notas Finais


-------------------------------------------------------------------------------------------------------
N/A: Bom vamos lá quem quer me xingar coloca o dedo aqui o/ que já vai... kkkkk enfim como eu disse na nota inicial eu não gostei de escrever esse Cap mas vou explicar sem muitos spoilers
São dez anos gente, mione nao pode ser "virjona" entao ela tinha que ter alguém e não queria colocar alguém bonzinho de mais pq eu ficaria com remorso depois ao fazer a mione larga ele e ter que escolher, então é bom ele ser fdp pq da dá para matar!!! Kkkk kkkk mais enfim espero que não desistam por favor, eu vou tentar escrever com mais rapidez juro!!! Comentem pois isso me faz muito feliz sério!!! Logo nosso morcego estará fazendo suas primeiras aparições!!! Kisses ❤❤
Ps: Beta todas merecemos um relacionamento saudável e que bom que o seu é assim!!! Obrigada por fazer parte disso comigo, desculpa a tortura!! Te amo!!!
----------------------------------------------------------------------------------------------
N/B: Gente voltamos! Kkk
Posso dizer que ODEIO JEAN? POSSO!
Foi difícil para mim betar este cap pois já estive em um relacionamento assim, eu me culpava e cheguei a apanhar de um ex. Foi duro mas me livrei desse traste e hj sou feliz com um relacionamento saudável e muito feliz. (Ps: Te amo Mozin)
Espero sinceramente que a Mione saia disso logo. É muito sofrimento. E a todas as minhas queridas que leem isso, por favor se vcs se virem nesta cena procurem ajuda e saem disso o mais rápido possível. Relacionamentos assim não são bons. VOCES MERECEM MAIS!!!! Nada vale sua dignidade. NADA ou NINGUÉM!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...