História Shine a Light - 2 Temporada - Capítulo 66


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Tags Banda, Harry, Horan, Liam, Light, Louis, Malik, Musica, Niall, One Direction, Payne, Sal, Shine, Styles, Tomlinson, Zayn
Exibições 80
Palavras 5.710
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey, lindezas!
Quero pedir desculpas por não postar há 2 semanas =(

Tive alguns contratempos e não conseguia escrever. Me desculpem mesmo.
Mas... Acho que compensei, rs.
O capítulo está beeeeem longo.
Confesso que me emocionei um tanto escrevendo >.<

Espero de coração que gostem!
Bjão!
=* <3

P.S: A música-tema é uma das minhas favs da Celine Dion. Sugiro dar o play quando Perrie disser "Oh, meu Deus!" hahaha ;) <3

Capítulo 66 - Because You Loved Me


Fanfic / Fanfiction Shine a Light - 2 Temporada - Capítulo 66 - Because You Loved Me

A bandeja estava cheia das coisas que sei que gosta de comer de manhã. A deixei do meu lado cama e olhei novamente o relógio, 9h30. Seu sono era profundo e tranquilo, mas conseguia ver em seu rosto o cansaço da viagem. Não era para menos; a agenda dela estava cheia. Havia feito show na noite anterior e emendou com entrevistas de manhã e a tarde. Seus cochilos no avião devem ter sido difíceis com a turbulência rodando seus pensamentos. Desejei estar com ela naquele momento para abraçá-la e dizer que estava tudo bem. Me sentei ao seu lado da cama e toquei seu rosto.

 

Ela é tão preciosa.

 

Eu me sinto tão bobo olhando pra ela, principalmente nesses momentos em que está dormindo. Fico a admirando por tempos, todas as vezes, até que acorde ou que eu tenha que acordá-la. Mas ali eu não queria acordá-la, só contemplá-la como uma obra de arte. Uma obra de arte feita por Deus, de presente pra mim. Se Louis ouvisse meus pensamentos confirmaria que sou realmente a mulher da relação. Sorri com isso. Por você eu sou ainda mais romântico do que sempre fui, Pequena. Por você eu sinto que posso ser qualquer coisa, que posso fazer qualquer coisa.

Se mexeu suavemente e abriu os olhos aos pouco, sorrindo com preguiça.

- Bom dia de novo, amor. – Falei baixinho.

- Hmmm... – Passou sua mão quente por meu braço e me puxou para si – Deita aqui comigo. – Sussurrou sonolenta. Me enfiei entre as cobertas e a trouxe para os meus braços. Escondeu seu rosto em meu pescoço e respirou fundo, me abraçando mais.

- Confortável?

- Demais. É bom sentir o cheiro da sua pele... O toque... – Esfregou o seu nariz em meu pescoço me fazendo rir.

- É bom sentir você comigo também. Seu calor... Seu cheiro. – Ficamos em um silêncio confortável. Um silêncio que dizia o quanto era bom estarmos juntos.

- Queria ficar aqui o dia todo com você. Assim abraçada, embaixo das cobertas, sem fazer nada.

- Ou fazendo tudo... – Bateu de leve em meu peito, me fazendo rir.

- Seu tarado!

- Não sou tarado. Sou homem. E você nua é algo difícil de resistir.

- Você gosta de me deixar sem jeito. – Se encolheu em meus braços.

- É meu passatempo preferido, amor! – Beijei seus cabelos e toquei seu rosto para que me olhasse. A cara amassada e os olhos miúdos de sono só me atraíam mais naquele rosto limpo de qualquer maquiagem. Tomei seus lábios nos meus e perdi a noção de quanto tempo ficamos ali, nos beijando sem pressa, sem avançar sinais. Apenas nos beijando, nos acarinhando, nos sentindo, saciando uma falta que não cabe em explicações. Nos distanciamos quando o ar nos faltava, trocando selinhos delicados e nos observando. – Quer tomar seu café da manhã agora? – Assentiu – Então, sente-se que ele já está te esperando. – Se sentou e sorriu para a bandeja em seu colo.

- Você é o melhor! – Trouxe meu rosto perto do seu e me beijou várias vezes. – Muito obrigada.

- Por nada. – Servi o chá para ela e para mim.

- Nialler já foi embora? – Olhou para o relógio e depois tomou um gole do chá.

- Nem acordou ainda. Deve estar roncando como um trator. – Rimos.

- Que bom! Quero acordá-lo.

- Vamos pular em cima dele? Gritar em suas orelhas? Ou...

- Hazz! Coitado do menino! Não. Só quero acordá-lo. Estou com muitas saudades dele.

- E ele de você. Mas assim você acaba com a graça de acordar.

- Você é terrível!

- Mentira! Eu sou uma belezinha! – Sorri como uma criancinha que esconde as artes que faz e ela riu.

- É uma belezinha, mas também é levado. E como estão as coisas por aqui?

- Normais. Só Louis que anda com medo de Els decidir casar. Disse vai escondê-la no banheiro na hora do buquê.

- Eu não duvido que ele faça exatamente isso. – Disse terminando de mastigar – Mas mesmo que a deixe participar do momento terão muitas mulheres para tentar pegá-lo. Babá e Lu mesmo já comentavam sobre isso desde que começaram os preparativos.

- E você? – Perguntei e no exato momento me arrependi. Mas a pergunta já estava feita e não tinha como voltar atrás. Apesar de já conversamos sobre algumas coisas que remeta ao futuro, casamento é um tema delicado; não só pra ela. Deu um sorriso miúdo.

- Eu nunca acreditei que um buquê é o que vai sinalizar que “vou me casar em breve” ou algo do tipo. Sempre achei que era muita superstição em cima de um arranjo. – Deu de ombro – Decidir se casar vai além de um jogar de buquê; é uma aposta que faz para que dê certo todos os dias, como todo relacionamento. É um compromisso que se assume de fazer alguém o mais feliz que se possa ser todos os dias de sua vida. – Assenti com a cabeça, pois é como penso também. Casar é mais do que morar junto e ter sexo os dias que quiser, é um compromisso de se fazer bem ao outro por toda vida. Pode acontecer de algumas vezes não se prolongar, como ocorreu com meus pais, mas pode ocorrer que dê muito certo depois disso, como minha mãe e Rob. – Hazz?

- Ahm? Oi?

- Você parecia estar longe. – Acarinhou meu rosto – Está tudo bem?

- Sim. Está sim. – Beijei sua mão – Tudo bem. Vamos acordar o irlandês?

 

Eu queria pular em cima dele e gritar em suas orelhas, mas Amy não deixou. O acordou como faz comigo, fazendo carinho e o chamando devagar. Nialler fazia caras e bocas de quem estava gostando da voz macia que ouvia e do carinho, se recusando a abrir os olhos. Quando Amy se fez entender que era ela quem estava ali, o irlandês se espreguiçou todo e a abraçou por um bom tempo. Disse pra mim que deveria aprender com ela a como acordar as pessoas, revirei os olhos... Não, obrigado. Prefiro te zoar, é mais divertido. Se sentaram na cama e começaram a conversar sobre Viv, o casamento do Zayn, a carreira e outras coisas.

Amy e eu preparamos o café para o irlandês como ele gosta, com a mesa cheia.

- Você não vai mesmo me deixar sozinho na festa, né maninha?

- Não vai estar sozinho, cara. Só terão pessoas conhecidas lá.

- Você entendeu o que eu quis dizer. – Torceu o nariz comendo seu pão.

- Acho que não devia se preocupar com isso, Nialler. Pense no que vai curtir da festa, não no que pode te chatear.

- Queria ter alguém para agarrar lá depois de algumas doses de álcool. – Encolheu os ombros – Todos farão isso e eu vou ficar chupando o dedo.

- Nialler, já conversamos sobre isso.

- Eu sei, Amy. Mas... – Soltou o ar dos pulmões – A queria comigo, entende?

- Entendo. – Tocou seu braço com carinho – Mas também a entendo. Você ficará com Hazz e comigo. Não somos a Viv, mas podemos nos divertir juntos, não é? – Pegou sua mão e a beijou.

- Você é uma fofa!

- Se quiser beijar alguém por lá, eu beijo você, cara. Faço o sacrifício.

- Nem vem com esse beição perto de mim, Mr. Jagger! – Amy e eu rimos.

- Como se você não gostasse!

- Besta! – Mostrou a língua – Mas e a música do casamento, como está?

- Na pontada da língua. Só falta ensaiarmos para ver como ficarão as harmonias. As 15hs Troy virá aqui para me buscar e encontrar as meninas. Jade está eufórica!

- Ela sempre foi elétrica. Difícil acalmá-la.

- A não ser que...

- Harold...

- Tá bom, parei.

- O que?

- Jade e Niall, há um tempo atrás, ficavam toda vez que estavam no mesmo evento. Depois de beberem muito.

- Ow!

- Mas agora eu namoro, Amy. Não vai acontecer.

- Tudo bem. Eu sei que não vai. – Sorriu, travessa – Mas... Se sentir vontade de beijar alguém, eu te empresto o Hazz. Mas só o empresto para você. – Subi a sobrancelha, fazendo charme para o irlandês.

- Obrigado, mas eu passo. Eu o amo, mas ele não faz o meu tipo!

 

Nialler ficou mais um tempo conversando com a gente até dizer que tinha que ir embora para ver o seu terno. Amy perguntou sobre o meu e respondi que estava tudo ok; algumas pessoas de nosso staff estão cuidando de nossas roupas e Carol está dedicada especialmente para o terno de Zayn.

Arrumamos a cozinha conversando e quando terminamos a tomei em meus braços.

- O que é isso? – Riu.

- Um sequestro. – Beijei seu rosto, descendo para o pescoço.

- Hummm... E qual é a fiança? – Jogou seus braços em meus ombros.

- Ir pra cama comigo... – Sussurrei em seu ouvido – Sem negociações. – Tomei seus lábios nos meus e abracei ainda mais seu corpo. Fico completamente inebriado em seus braços. Perco a noção do tempo quando estou conversando com ela. Mas quando está assim, entre meus braços, nada mais importa. Nada mais faz diferença. Só ela.

Puxei-a para que suas pernas se prendessem a mim e fui a levando da cozinha para o quarto, deitando-a devagar sobre a cama. Despi seu corpo lentamente, tomando cada parte dela para mim. Ao vê-la nua em minha frente não esperei para que me despisse e eu mesmo o fiz. Deitei-me sobre ela beijando seu corpo todo, me demorando em seus seios, a ouvindo arfar acarinhando meus cabelos. Desci um pouco mais até chegar entre suas pernas. Amy começou a falar sobre alguma coisa que não prestei atenção, estava hipnotizado demais. Com vontade demais de senti-la. Seus resmungos viraram gemidos baixos de prazer quando passei minha língua sobre ela.

- Hazz! Nossa... Nossa!

Macia... Quente...

- H-azz! Eu...

Deliciosa...

- Babyyy! – Congelei em meu lugar. Ah, não! Eu conheço esse “Baby” – Baby! Chegamos!

- Eu não acredito nisso! – Disse baixo não sabendo se ria ou chorava.

- Vá recebê-la.

- Como vou até ela desse jeito, Amy? – Levantei, mostrando quão excitado estava. Seus olhos saltaram e eu esfreguei meu rosto, nervoso e frustrado – Nem se me enrolar em uma toalha consigo disfarçar.

- Entre no banheiro e tome um banho. – Levantou rapidamente e se trocou – Vou falar com ela. Já vamos, Anne! – Gritou – É melhor.

- Você não vai conseguir disfarçar muito com esse rosto rosado. – Sorri safado.

- Hazz!

- Tudo bem, já vou para o banho. – Puxei-a antes de abrir a porta – Mas está me devendo essa! – Beijei-a, sentindo seu corpo tremer sobre o meu. Ela estava tão sensível de excitação quanto eu. Poderia me aliviar no banho, mas não era esse tipo de alívio que eu queria. Só queria meu alívio em seu corpo macio, quente, delicioso... Bela hora para chegar, mãe!

 

- Que demora, baby! Como está? – Me beijou e abraçou forte.

- Bem e vocês? – Cumprimentei Robin e nos sentamos na sala.

- Tudo bem também. Amy disse que havia pegado no sono enquanto você estava no banho. – Olhei-a e sorriu miúdo, mordendo os lábios como se pedisse para que confirmasse. Então foi essa desculpa que deu... Ótima saída, Neruda!

- Oh... É, sim. Eu... Eu falei para ela ir primeiro, pois vi que estava com sono. Mas disse que esperaria para ir depois e usar a banheira.

- Está muito cansada, querida?

- Ahm, um pouco só. Mas não tem problemas. Estou feliz em ver vocês de novo.

- Também estamos por ver você. Trouxe algumas coisinhas para fazer pra vocês no almoço.

- E Gem, onde está?

- Na casa da Lou conversando sobre o cabelo e maquiagem de vocês. Estou curiosa sobre seu vestido! – E emendaram a conversa sobre o casamento, maquiagem e mais outros assuntos enquanto iam para a cozinha. Robin e eu fomos ver o canal de esportes enquanto conversávamos. Pude ouvir minha mãe dizer toda animada a Amy que ficaria em casa até o dia do casamento... Já vi que vou ficar em abstinência até o casamento do Malik. Ótimo!

 

Amy’s POV

 

- AU!

- Se você parar de se mexer eu consigo colocar sem que doa.

- Mas é demais! Não vou aguentar!

- Els, pare de ser como Louis e seja mulher! Tanto tempo de convivência com ele já te fez ter os mesmos dramas.

- Mas não sabia que esse penteado doía tanto, Gem!

- Para que ele sustente preciso fixar bem os grampos. Agora fique quietinha, que esse é o último.

- Está lindo, Els!

- Obrigada, Amy. – Fez um bico dengoso – Estão vendo? Amy não briga comigo!

- Porque não convive muito com você.

- Nossa, Gem. Você já me amou mais!

- Eu te amo, sua dengosa. Menos quando faz Tommo Drama Time.

- Imaginem como serão os filhos desses dois.

- Vão ser lindos e inteligentes como os pais deles, Babá! – Fez um ar de quem sempre tem razão.

- E modestos também. – Rimos.

- Lu já está vendo como eles serão.

- Você já foi legal, Lu!

- Pronto, Els. – Passou mais um pouco de fixador em seus cabelos – Está pronta.

- Uaaaal! Está maravilhoso, Lou! Obrigada! – A abraçou e a beijou várias vezes.

- Agora você me beija e abraça, né? Sua magrela safada! – Bateu em seu bumbum, nos fazendo rir – Agora parem e deixe-me olhar todas vocês. Rita, pare de lacrimejar, por favor. – Foi arrumar a maquiagem de Babá.

- Estou tentando, mas já estou emocionada.

- Melhor passar fixador dobrado nela, Lou. – Gem aconselhou.

- Sim. Vem mais pra cá, mulher. – Enquanto Lou arrumava a maquiagem de Babá, Lu e Els conversavam e eu estava em um canto tentando me concentrar na letra da música e relembrando os ensaios que Jesy, Jade, Leigh-Anne e eu fizemos. A divisão, as harmonias... Minhas mãos já estavam geladas, muito geladas.

- Meu irmão vai derreter quando te ver. – Sorri, saindo dos meus devaneios.

- Quando ver você também. Está linda!

- Você está mais ainda com esse vestido! – Suspirei, nervosa e ela me abraçou – Hey! Vai dar tudo certo. Vai ser lindo e emocionante.

- Espero que seja. Não quero estragar tudo.

- Você vai brilhar, Amy! Você e as meninas. Sei que será uma linda homenagem.

- Obrigada.

- Agora, respire fundo várias vezes e controle seu nervosismo. Vai dar tudo certo!

 

A imprensa estava louca depois que os rumores sobre o casamento de Zayn foram confirmados. Todos queriam saber o local da festa e quais seriam os convidados. Nem eu mesma sabia direito onde seria e não queria me preocupar com isso.

Harry foi para o local com Niall, Maura, Bobby, Anne e Robin. Louis e Liam iriam junto com suas famílias. Troy foi antes de todos para ajudar com alguns preparativos. Como nos arrumamos com Lou, ficou decidido que iríamos com ela, Lux – que estava uma gracinha com um vestido azul e branco – e seu marido em um carro alugado.

Vários carros iguais foram alugados por Troy para despistarem os paparazzis. A entrada para a festa só era permitida com nome na lista. Assim que descemos do carro vimos que o local era imenso. Parecia uma chácara com um grande salão, grande mesmo!

Trisha estava em frente a porta de entrada, cumprimentando a todos que chegavam juntamente com o pai de Zayn, Yaser. Os meninos estavam nos aguardando na entrada luxuosa.

- Que bom que chegaram!

- Chegamos a tempo do brinde, Trisha? – Brincou Lou, a abraçando enquanto cumprimentávamos a todos. Hazz soltou Lux de seu colo e encarou com um brilho no olhar que me aquecia por dentro enquanto me aproximava. Seu terno escuro sem gravata lhe desenhava lindamente.

- Claro! Claro! Olá, meninas! Como estão lindas! Parecem bonecas!

- Lou realçou ainda mais a beleza delas!

- Com certeza, Anne. – Enquanto os outros entravam no salão rindo e conversando, Hazz me pediu para esperar um pouco.

- Está maravilhosa!

- Você também está, amor. – Me selou com demora.

- E esse vestido...

- Jeffs e Mô sugeriram a cor... Disse que combinaria com seus olhos. – Sorriu de uma maneira angelical.

- Você é a mais linda de todas!

- Menos, Hazz.

- Para mim, é! – Selei-o algumas vezes, limpando seus lábios depois e nos conduziu para entrar.

 

O salão estava todo decorado em cor champanhe e branco com muitas rosas distribuídas pelo espaço. Era um ambiente intimista e aconchegante. Havia poltronas espalhadas por algumas partes do salão, mesas de jantar com rosas claras e brancas e um cardápio elegante escrito em letras bem grafadas “Perrie e Zayn”. Um palco estava posicionado em frente às mesas de jantar. Meu estômago deu voltas e voltas me imaginando ali em cima. Não era como cantar para uma multidão. Não que o que eu faço não me desperte alegria e ansiedade, mas era uma sensação diferente. Zayn tem um lugar especial em minha vida e vê-lo em um momento tão único, me convidando para fazer parte dele, me emociona demais. Hazz deu um leve apertão em minha mão e piscou para mim como se dissesse que tudo vai dar certo.

Encontramos os meninos no bar, cada um com um copo.

- Começaram sem a gente, é?

- Vocês são lerdos demais. Amyzinha está linda!

- Está maravilhosa!

- Nisso eu discordo, já que Els está maravilhosa!

- Oun, baby! – Deram um beijo rápido.

- As duas estão lindas, mas Lu está mais do que maravilhosa.

- Ah, por favor! Parem com essa melação, senão eu vou vomitar.

- Concordo, Gem.

- Vocês dois estão muito amargos. Peçam a bebida 12 do cardápio que irão se animar rapidinho! – Olhamos o cardápio e começamos a rir.

- Caipirinha?

- Claro! E você acha que Louis não ia atormentar Zayn até que concordasse em colocá-la?

- Você gostou que eu sei, Payno. Nem vem!

- Todos gostamos! – Niall já pediu uma para o garçom, ficando com dois copos. Eu só pedia mentalmente para ele maneirar, pelo menos até a hora da cerimônia. Hazz recusou dizendo que beberia mais tarde.

- E o noivo, onde está?

- Cumprimentando os parentes.

- Vai ficar uns 3 dias até ver todo mundo. Sabem como a família dele é grande. – Nialler gargalhou com gosto nos levando junto.

- Devo concordar, baby.

- AMYYYYYYYYYYYYY! – Jade veio quase dançando até mim e me deu um abraço forte. Jesy e Leigh-Anne vieram logo atrás dela, cumprimentaram a mim e a todos logo depois.

- Meninas! Tudo bem com vocês?

- Tudo ok. Preparada pra levar a Pezz as lágrimas?

- Jesy, tá querendo enganar a quem? Você vai chorar primeiro.

- Tenho que concordar com a Leigh. Você sempre chora primeiro.

- Niall, fica quieto!

- Acho que vou acabar chorando com vocês.

- Amy é um doce! – Jade me abraçou de novo – Todas nós vamos. Mas vai ser lindo.

- Vocês puderam vê-la? – Perguntou Els, curiosa.

- Sim! Está uma princesa! Lindíssima! – Se abanou – Já estou emocionada de novo!

- Jesy já retocou a maquiagem 3 vezes. – Jade riu – Isso que a cerimônia ainda não começou.

- Babá esta igual. Já imaginava os detalhes da festa e chorava.

- Ela chorou os dois dias de ensaio, Amy. Eu já estava sem jeito de consolá-la.

- Babá é sensível, Leigh. Muito sensível. – Olhei para onde ela estava, abraçada a Troy – Imagino quando for a vez dela.

- Vamos todos comprando galochas e capas de chuva desde já. – Rimos.

- Que maldade, Tommo!

- Só estou alertando vocês, Payno.

- Hey, pessoal! – Seu terno era escuro como o dos meninos, porém com detalhes em cinza claro. Estava lindo e transparecia ansiedade.

- Olha quem chegou! Achei que ia desistir no último momento.

- Não pude. Jade me ameaçou. – Encolheu os ombros.

- Disse que te mataria?

- Não, Niall. Disse que cortaria seu cabelo na máquina zero e depois o depilaria com cera.

- Ui!

- E fria!

- AU! – Todas as meninas soltaram um gemido de dor.

- Agora eu sei que isso deve mesmo doer pra cassete!

- Nem queira saber, baby. Nem queira saber!

- Bom, espero que estejam gostando de tudo.

- Ainda não vi a comida.

- Será servida só depois da cerimônia, Nialler.

- Poxa, devia ter comido alguma coisa pra vir.

- Ficou namorando no telefone...

- Hazz!

- Opa, foi mal.

- Niall, está namorando? – As meninas perguntaram com certo espanto.

- Sim Leigh, mas ninguém sabe disso. Entenderam?

- Ok. Não ouvimos nada disso.

- Que feio, irlandês. Não quer assumir a garota?

- Jade! Quando você vai ter filtro? – Jesy perguntou e Jade deu de ombro.

- Na verdade, é ela quem não quer assumir o irlandês. – Zayn confessou fazendo as pessoas rirem e Nialler ficar emburrado. – É brincadeira, cara.

- Se aproveita só porque a festa é sua!

- Também. Confesso. – Sorriu, presunçoso.

- Sunshine! – Sua mãe se aproximou o chamando pelo apelido – Está na hora. Venha. – Respirou fundo e Louis deu alguns tapinhas em suas costas.

- Vai lá, guerreiro! É hora de colocar a coleira.

- Você fala como se ele fosse para o abatedouro.

- Ah, mas é quase isso. – Els lhe olhou um ar de poucos amigos e ele a agarrou, beijando seu rosto várias vezes. – Brincadeirinha!

- Vejo vocês depois. – Disse se afastando com a mãe.

 

Havia um salão preparado para a cerimônia acoplado ao que estávamos. O tapete vermelho estava estendido, as cadeiras arrumadas, os padrinhos posicionados; a música começou. Zayn entrou com sua mãe, que não cabia em si de tanta emoção. Estávamos sentados todos perto uns dos outros e pude ver quando Babá retirou um lencinho de papel da bolsa o passando no canto dos olhos.

- Ainda bem que a Lou reforçou no fixador dela. – Gem cochichou para Anne e eu, me fazendo rir.

- Acho que devia ter pedido para reforçarem o meu.

- Mãe, agora não!

- Mas está tão lindo, Gem. – Fungou vendo Zayn chegar ao altar improvisado. Ele olhou ao seu redor e o vi sorrir para Yaser, que retribuiu com carinho. Suspirei engolindo a emoção.

- Já quer chorar também? – Hazz sussurrou.

- Melhor esperar a Perrie entrar para não ficar tão feio. – Sorrimos – Ela deve estar ainda mais linda.

- Não mais do que você!

- Meu cavalheiro! – Selei-o com um pouco de demora e pude ouvir a próxima música tocando e os convidados se levantando.

Perrie estava encantadora... Seus cabelos presos em um coque com uma tiara revestida cristais o segurando no topo da cabeça. Os olhos estavam destacados enquanto os lábios rosados sorriam para todos na medida em que ela e o pai se aproximavam do altar. Seu vestido tomara-que-caia branquíssimo modelava seu corpo até a cintura e a saia se abria em um rodado lindo terminando em uma calda não muito comprida. Estava radiante... E Zayn tinha seus olhos somente para ela. Beijou sua testa e pude ler seus lábios dizendo “Linda como uma estrela!” depois que o sogro a deixo com ele.

 

Os ritos do casamento seguiram primeiramente pela religião dela e depois foi lhes oferecida uma benção na religião da família de Zayn. Anne e Babá fungavam um pouco, as meninas estavam aos prantos, Lu estava contendo a emoção tanto quanto eu, Els comentava alegre sobre os dois com Gem e Lou e os meninos apenas observavam com um sorriso leve no rosto. Hazz vez ou outra acarinhava minhas mãos e as beijava, enquanto descansa minha cabeça em seu ombro.

Quando foi dito que podiam se beijar, Zayn segurou o rosto de Perrie com cuidado e a beijou. Parecia como um primeiro beijo... Como se dissessem que era o primeiro de vários, e eu torcia muito para realmente ser!

Nos encaminhamos para o salão de festas e havia uma enorme mesa destinada para nós. Os pais dos garotos estavam em uma próxima a nós. Enquanto os noivos cumprimentavam todos aos poucos, a comida e bebia era servida ao som de música ambiente. Niall me mostrava empolgado cada escolha de Zayn para a festa, agradecendo o amigo não ter colocado nada esquisito no cardápio. Liam me levou até a mesa ao lado para que conhecesse seus pais. Karen e Geoff são muito gentis; conversei com eles por algum tempo sobre o Brasil e a carreira e os convidei para irem a minha casa. Voltei para o meu lugar quando Perrie e Zayn se aproximaram de nossa mesa. Os meninos os zoaram e disseram para Perrie que ainda achavam que ela seria enrolada por mais alguns anos. A abracei forte desejando toda felicidade e me confessou que estava ansiosa para ouvir a canção que as meninas e eu ensaiamos, o que fez meu estômago revirar de nervoso. Zayn se aproximou e eu o abracei forte.

- Está saindo como o planejado?

- Acho que melhor. Estava na loucura desde que decidimos e ver que tudo o que planejamos está acontecendo é muito bom.

- Fico muito feliz por isso.

- E gostaria de te agradecer. – O olhei sem entender – Foi quando fui para o Brasil que notei que não a valorizava como devia, vendo como Harry e você se tratam. E percebi que ou eu a tinha como minha e a tratava melhor ou a deixava ir. Mas ao pensar em deixá-la, me sentia vazio. – Afaguei seu rosto, me emocionando com suas palavras – Obrigado por isso, Amy.

- Não tem que me agradecer. Eu não fiz nada. Você mesmo fez, por você e por ela. Sou eu quem tem que agradecer por me deixar fazer parte dos seus.

- Você é parte dos meus. – Beijou minhas mãos – Quero que sinta essa mesma alegria que eu sinto agora, sendo casado. Harold mudou muito desde que conheceu você e foi para melhor. Espero que continue melhorando.

- Ele me faz ser melhor também. – Suspirei – Agora, me dê mais um abraço e vamos comemorar! – O abracei mais forte – Amo você.

- Também amo você, maninha.

 

Enquanto todos estavam sendo servidos em suas mesas, vi Jesy se aproximando do microfone e Jade conversando com o técnico de som. Leigh fez um aceno para que eu me aproximasse.

- Oh, céus! – Sussurrei.

- Vai dar tudo certo, Amy.

- Obrigada, Nialler.

- Sei que está perfeito. – Apertou um pouco mais minha mão na sua e me virei para ele.

- Você não pôde ouvir nada.

- Mais sei do seu talento e do delas. – Beijou minhas mãos – Vá lá e me encante mais! – Piscou, safado. Sorri e o selei devagar. Enquanto me levantava Louis e Liam gritavam “Vai meninas! Borrem a maquiagem do magrelo”, fazendo a festa toda rir.

Zayn e Perrie estavam em uma mesa reservada em frente ao palco. Os dois se voltaram para nós; Perrie estava com um sorriso de quase rasgar o rosto. Jade me passou um microfone enquanto Leigh-Anne começou a falar e telões apareciam nas laterais do palco.

- Bom, estamos aqui para homenagear o nosso casal mais querido. Desejamos do fundo de nossos corações que sejam muito, muito felizes. Escolhemos esta canção porque entendemos que a letra retrata bem a história de vocês dois. – Nos olhamos e Leigh-Anne começou. Pude ouvir um “Oh, meu Deus!” vindo de Perrie.

 

For all those times you stood by me

Por todas as vezes que você ficou ao me lado

For all the truth that you made me see

Por todas as verdades que você me fez ver

For all the joy you brought to my life

Por toda alegria que você trouxe para minha vida

For all the wrong that you made right

Por todos os erros que você fez tornarem-se certos

For every dream you made come true

Por todos os sonhos que você fez tornarem-se reais

For all the love I found in you

Por todo amor que encontrei em você

I'll be forever thankful baby

Eu serei eternamente grata, baby

 

Jesy entrou segurando as lágrimas. Nos telões apareciam momentos da vida de Perrie e Zayn com amigos, familiares e apenas dos dois. Perrie não saber para onde olhar por um momento, até decidir olhar para nós.

 

You're the one who held me up

Você foi o único que me ajudou a me levantar

Never let me fall

Nunca me deixou cair

You're the one who saw me through, through it all

Você foi o único que me viu através de tudo isto

 

Cantamos juntas olhando para os noivos. Nossos ensaios foram muito produtivos e soávamos muito bem juntas. Estava realizando mais um sonho ali com elas. Um sonho que nem eu mesma sabia que tinha.

 

You were my strength when I was weak

Você foi a minha força quando estava fraca

You were my voice when I couldn't speak

Você foi minha voz quando não podia falar

You were my eyes when I couldn't see

Você foi meus olhos quando não podia ver

You saw the best there was in me

Você viu o melhor que estava em mim

Lifted me up when I couldn't reach

Me levantou quando não podia alcançar

You gave me faith 'cause you believed

Você me deu fé porque você acreditou

I'm everything I am

Eu sou tudo que sou

Because you loved me

Porque você me amou

 

Jade começou sua parte enquanto eu fazia pequenas vocalizações. Seus olhos cintilavam de emoção e eu quis abraçá-la. Nos conhecemos há pouco, mas já a sinto muito próxima.

 

You gave me wings and made me fly

Você me deu asas e me fez voar

You touched my hand I could touch the sky

Você tocou minha mão, eu toquei o céu

I lost my faith, you gave it back to me

Eu perdi minha fé, você me trouxe ela de volta

You said no star was out of reach

Você disse que nenhuma estrela estava fora de alcance

You stood by me and I stood tall

Você ficou do meu lado, e eu suportei

I had your love I had it all

Eu tive seu amor, eu tive tudo

I'm grateful for each day you gave me

Eu sou grata por esses dias que você me deu

 

Comecei olhando para Zayn e o vi com um grande sorriso. Seus olhos brilhavam tanto que me emocionaram ainda mais. Sei que muito do que sou devo a seu treino e um pequeno filme passava pela minha cabeça, o agradecendo por cada minuto vivido naquela casa.

 

Maybe I don't know that much

Talvez eu não saiba muito disso

But I know this much is true

Mas eu sei que isto é muito verdadeiro

I was blessed because I was loved by you

Eu fui abençoada porque eu fui amada por você

 

Todas voltamos para o refrão com Jade fazendo as variações. Me permiti olhar para todos que ali estavam e vi Louis e Liam mexendo as mãos de um lado para o outro, sendo acompanhados pela mesa toda. Os pais dos meninos estavam muito emocionados apontando as fotos do telão.

 

You were my strength when I was weak

Você foi a minha força quando estava fraca

You were my voice when I couldn't speak

Você foi minha voz quando não podia falar

You were my eyes when I couldn't see

Você foi meus olhos quando não podia ver

You saw the best there was in me

Você viu o melhor que estava em mim

Lifted me up when I couldn't reach

Me levantou quando não podia alcançar

You gave me faith 'cause you believed

Você me deu fé porque você acreditou

I'm everything I am

Eu sou tudo que sou

Because you loved me

Porque você me amou

 

Leigh deixou todo seu coração naquele momento e pude ver Perrie soluçando de emoção, sendo abraçada por seu, agora, marido.

 

You were always there for me

Você esteve sempre aqui por mim

The tender wind that carried me

O vento gentil que me carregava

 

Jesy cantava com graciosidade e melodia que sua voz tem, com grande emoção.

 

A light in the dark shining your love into my life

Uma luz no escuro brilhando seu amor na minha vida

 

 Jade canta com a voz e com o corpo; isso levou a emoção todos que estavam ali.

 

You've been my inspiration

Você tem sido minha inspiração

Through the lies you were the truth

Através das mentiras, você foi a verdade

 

“Hey, olha pra mim... Você consegue, Amy. Seu timbre de voz alcança, acredite. Você ama incondicionalmente isso tanto quanto eu e os caras e não vai ser esse pânico que vai te fazer parar. Eu não vou deixar.”

 

Lembrava todos os dias do que me disse na Direction’s House. O que eu fazia ali era um pequeno agradecimento por sem quem sou hoje.

 

My world is a better place because of you

Meu mundo é um lugar melhor por sua causa

 

As pessoas começaram a aplaudir e nós quatro nos aproximamos mais. Cantando para nós mesmas, como fizemos nos ensaios, e para quem nos escutava.

 

You were my strength when I was weak

Você foi a minha força quando estava fraca

You were my voice when I couldn't speak

Você foi minha voz quando não podia falar

You were my eyes when I couldn't see

Você foi meus olhos quando não podia ver

You saw the best there was in me

Você viu o melhor que estava em mim

Lifted me up when I couldn't reach

Me levantou quando não podia alcançar

You gave me faith 'cause you believed

Você me deu fé porque você acreditou

I'm everything I am

Eu sou tudo que sou

Because you loved me

Porque você me amou

 

Subi a nota enquanto as meninas continuavam o refrão e mais aplausos puderam ser ouvidos. Perrie chorava ainda mais abraçada a Zayn dizendo que ia desidratar e eu me sentia feliz por estar ali. Mas havia mais alguns que eu agradecia em silêncio pelo amor que sentira ali. E um deles estava olhando para mim com seus olhos verdes brilhantes e o sorriso mais lindo do mundo.

 

I'm everything I am

Eu sou tudo que sou

Because you loved me

Porque você me amou

 

Pude ler seus lábios me dizendo “Eu te amo” depois que terminamos a música. Respondi “Eu te amo mais” da mesma maneira. Estava feliz porque ele me ama, e sei que boa parte do que sou hoje devo à Hazz... Porque, simplesmente, ele me amou.


Notas Finais


https://www.youtube.com/watch?v=VTxnqUhhlIY Because You Loved Me - Celine Dion ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...