História Shining On Me - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Tags Hentai, Kpop, Oneshot, Seventeen
Exibições 52
Palavras 2.222
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Estou de volta lindas(os) ~morrendo de fome~

Então quero começar dizendo umas coisas, recebi muitos pedidos, e irei fazer todos. Só que muitos ~a maioria~ fala sobre o boy se declarar para mina, e tipo, amo conceitos assim só que fazer um assim atrás do outros ficará meio enjoativo então, to intercalando os conceitos que me pedira. Então não se preocupe que a sua OS vai sair! É só isso hehe

Esse pedido foi da @hoshiya , espero que esteja a altura do que imaginou >.< (Obs: Como vc não disse que queria com nome, eu não coloquei, se quiser eu mudo)

Capítulo 4 - 1999 - Dino


Fanfic / Fanfiction Shining On Me - Capítulo 4 - 1999 - Dino

Moro em uma rua, onde só tem garotas mais novas que eu, e com isso, me sinto o rei, só que para meu azar, uma nova moradora se juntou a casam a frente da minha e adivinhem? Sim, ela é mais velha que eu.. Nunca tive que agir com alguém mais velha, só os meus amigos. Ela sendo mais velha, tudo será diferente. Em partes, eu gosto, e eu outras, nem tanto assim. Assim que ela apareceu na rua, meus amigos observaram pela janela:

 

-Ela é bonita!-disse Hansol chocado.

-Verdade-completou Seungkwan.

-Por quê tão chocados?-perguntei.

-Sei lá.. não esperávamos por isso-disse Hansol rindo.

-Vai que é tua Dino-Seugkwanse jogou na cama.

-Ela é noona, vai ser difícil-falei suspirando.

-Tu sempre consegue, não importa a idade-disse Hansol me olhando.

-Valeu hyung, vamos ver..-eu disse me aproximando da janela e vendo ela entrar na casa da frente

 

 

 

    Voltei para a minha cama e fiquei pensando em como seria para falar com ela, como eu disse, não tenho experiência com meninas mais velhas. Os meninos foram para a sua casa e eu fiquei sozinha com meus pensamentos. Decidi que ia jogar basquete com uns meninos na quadra aqui do lado. Me levantei, me arrumei e fui. Levava nos braços minha bola de basquete e na mão, meu celular. Assim que cheguei na quadra, vi os garotos já em uma partida. Me sentei no banco para esperar a próxima e quando olhei para cima da arquibancada, vi que tinha algumas garotas, talvez fossem namoradas de alguns ou então sei lá... Nem liguei, fiquei mexendo no meu celular, baixando algumas músicas que eu poderia mais tarde criar alguma coreografia para elas. Quando acabei, fiquei prestando atenção no jogo que já estava no final:

 

-Vem Dino!-Jun me chamou.

 Deixei minhas coisas ali de lado e fui. O time ficou, três para um lado e três para o outro. E logo depois da escolha da bola ou do lado da quadra, começamos a jogar.O jogo durou quase uma hora, e quando finalmente acabou, todos caíram no chão, suados, cansados e ofegantes. Alguns dos meninos que estavam jogando com a gente, foram para a arquibancada e me chamaram para ficar com eles:

 

-Conhece a nossa nova moradora?-perguntou Kun, meu vizinho.

-Não, só a vi passar pela rua-falei para ele.

-_____(S/N) esse aqui é o Dino-disse Jun.

-Olá-sorri.

-Oi-ela reverenciou de leve com a cabeça e sorriu.

-O que acham da gente sair mais tarde para ir no cinema?-perguntou uma menina que eu não conhecia.

-Bora Dino?-Minghao perguntou.

-Por mim, tudo bem-falei.

-Então vamos todos?-Kun pegou a mão da menina que tinha sugerido, talvez fosse sua namorada.

-Okay, será bom conhecer algum lugar legal aqui-disse a (S/N).

-Então, as 17:00 todos se encontram aqui, certo?-Jun perguntou.

-Certo-falou Minghao.

 

 Depois de ficarmos conversando, decidimos ir embora nos arrumar, porque já era 15:00 horas, Minghao morava na casa ao meu lado, e Kun na outra, Jun morava na outra rua e a (S/N) tinha acabado de se mudar para a da frente, então fomos todos juntos. Tentei puxar papo com a (S/N) e ela foi super simpática comigo:

 

-Por quê se mudou?-perguntei enquanto andávamos.

-Bom, minha mãe foi transferida para Seul então estamos aqui-ela sorriu olhando pro chão.

-Ah, e não conhece ninguém aqui né?-falei.

-Não, morava bem longe de Seul-ela explicou.

-Podemos ser amigos, posso te mostrar ótimos lugares, e te levar para conhecer várias pessoas legais-disse.

-Ah sim, seria ótimo!-ela mexeu no cabelo.

 

  Continuamos andando até que chegamos na nossa rua, Jun continuou andando porque a casa dele era na outra rua e eu me despedi de outros e entrei em casa, assim como os outros. Avisei a minha mãe que ia sair, e ela me deu dinheiro. Comi alguma coisa que minha mãe tinha feito e depois subi para me arrumar. Eu não demoro muito, ia colocar qualquer roupa, e secar meu cabelo, e pronto. Entrei no carro, peguei as primeiras coisas que achei e deixei encima da cama. Tomei um banho rápido, ao sair, vesti minha box azul escuro e sequei meu cabelo, voltei para o quarto e me vesti. Olhei no espelho e gostei do que eu vi. Entrei novamente no banheiro e escovei meus dentes, passei o perfume e saí de casa. Assim que fechei a porta, olhei a hora, eram 18:33, então decidi passar na casa do Minghao primeiro, andei até sua porta e fui atendida pela sua mãe. Ela me disse que ele estava em seu quarto, acabando de se arrumar, então entrei, subi as escadas e fui para o seu quarto. Assim que entrei, vi ele segurando duas camisas, uma azul com alguma legenda aleatória e a outra era uma meio social bege. Ele me olhou e pediu ajuda, olhei bem para seu estado, ele usava uma calça jeans escura, um all star branco, então escolhi a blusa azul, ele colocou a mesma e por cima colocou sua jaqueta jeans. Olhou no espelho, ajeitou seu cabelos castanhos claros, passou um perfume qualquer e fomos juntos para a porta:

 

-Tá se arrumando assim para pegar alguém?-perguntei rindo.

-Quem sabe-ele disse dando de ombros.

-Minghao o pegador-disse saindo de sua casa.

-Perto de tu não sou mesmo-ele disse fechando a porta.

-Para de graça porque nem sou tanto assim-disse.

-Imagina, só pega 5 meninas por semana-ele disse.

-Que calúnia!-o olhei indignado.

-Quem vê, pensa que tem 25 anos-ele riu.

-Com 25 será pior-eu ri.

 

 

 

  Continuamos andando até a quadra novamente, todos já estavam lá, apenas nos esperando. A (S/N) estava linda, não estava nada chique, mas mesmo assim estava linda, era o meu tipo de garota e eu tinha que ter ela, nem que custasse todas as minhas forças. Encontramos todos e fomos juntos pro shopping. Assim que chegamos no shopping, fomos compras os ingressos do cinema. Não tinham lugares para todos juntos em uma só fileira. Só em duplas.  E eu claro, queria sentar ao lado da (S/N):

 

-Posso sentar ao seu lado?-perguntei.

-E porque quer?-ela me olhou.

-Pra te conhecer melhor-sorri malicioso.

-Ai que fofo!-ela apertou minha bochecha.

-Fofo?-não queria ser fofo.

-É ué, para sua idade-ela riu.

-Posso te mostrar onde sou fofo-falei baixo.

-Não to afim não-ela disse rindo.

-Noona-falei.

-Jun posso sentar ao seu lado?-ela perguntou.

-Claro que pode gatinha-ele disse.

-Obrigada viu Dino-ela piscou pra mim.

-Essa garota não é fácil, ainda não vou conseguir!-disse.

 

 

   Compramos tudo e fomos para a sala de cinema. Tive que sentar ao lado do Minghao, ele era uma boa companhia mas também não era a que eu mais queria no momento. O filme começou e eu não tirava os olhos do dois que estavam na minha frente, eles conversavam um no ouvido do outro, e aquilo era agoniante. Eu queria prestar atenção no filme, mas estava difícil. Depois de um tempo, taquei o foda-se e não liguei para eles, ou não tentei.

  O filme foi rolando e muitos casais se pegavam na sala de cinema, e eu e Minghao de vela. Assim que o filme acabou, todos saímos e fomos comer em algum restaurante. Eu estava bolado, por ter sido tratado como criança, e por ser ignorado por todos, eu e Minghao, os excluídos dos roles.

 

 

 

~~~~

 

   Já era 22:00, eu estava jogado na cama, fui embora do shopping sozinho. Não consegui ficar vendo a (S/N) com o Jun, Minghao também foi embora, não tinha motivo para ele ficar ali sozinho, como eu. Minha cama era bem mais interessante que aquela cena dos dois. Depois de quase 2 horas na cama, minha mãe me chamou falando para eu ir na vizinha para entregar um prato de comida de boas-vindas. Mesmo relutando eu aceitei. Me levantei e fui até a cozinha, ela me deu o pote e me disse o que eu tinha que falar. Tentei decorar tudo e fui pronunciando tudo temendo esquecer algo. Assim que sai de casa, e dei alguns passos, esqueci tudo, mas fui mesmo assim. Bati na porta, e esperei alguns segundos até que fui atendido por uma mulher não muito velha, talvez fosse a mãe da (S/N):

 

-Boa noite, não queria incomodar a essa hora-eu disse gentil.

-Tudo bem meu filho, não incomoda não-a mesma sorriu.

-Vocês são nossos novos vizinhos e minha mãe fez esse macarrão para vocês-disse.

-Nossa, o cheiro está bom, entre!-ela disse.

 

   Entrei e reparei em tudo. A casa deles não era tão diferente da minha, só tinha outros móveis, decoração e tudo mais que não fosse concreto. Entreguei o que segurava para ela e ela levou para a cozinha. E quando voltei a olhar a sala vi (S/N) descer as escadas:

 

-Como foi o seu encontro com o Jun?-disse seco.

-Foi bom-ela riu.

-Já se conhecem?-sua mãe perguntou.

-Ah, sim mãe.. conheci o Dino hoje na quadra-ela disse.

-Então você é o Dino?-ela perguntou e eu assenti.

 

 

  A mãe da _____(S/N) me convidou para comer uma torta, aceitei até porque qualquer doce que fosse oferecido para mim era bem-vindo. Me sentei no sofá, ao lado de _____(S/N) e sua mãe nos deu os pratos de tortas de maça, a minha preferida. Comi tudo com calma, apreciando cada detalhe, a torta dela é tão boa, como se não tivesse algo melhor. Assim que comemos, a senhora levou tudo, ofereci ajuda mas ela negou e disse que precisava atender uma ligação.

 

Depois de um tempo ela voltou, dizendo que precisaria sair, teria que resolver uma coisa urgente com o resto da mudança, mesmo que fosse tarde. Ela saiu apressada, não pode nem se despedir adequadamente. ____(S/N) levantou e disse que iria limpar as coisas na cozinha e eu fui ajuda-la:

 

-Não precisa me ajudar Dino, eu faço sozinha-ela disse pegando os pratos e colocando na pia.

-Não perguntei se quer ajuda, apenas estou oferecendo.

-Nossa..-ela disse.

-Se quiser, posso te ajudar a fazer outra coisa também-mordi o lábio.

-Tu não cansa não né?-ela riu me olhando.

-Cansar de quer?-a olhei.

-De tentar me seduzir, como se você fosse me ganhar, como se canha um premio-ela disse lavando a louça.

-Eu nunca fiquei com nenhuma menina mais velha que eu, e você seria um bom começo-disse.

-Ta vendo?!-ela disse secando as mãos.

-O que?-fiz careta.

-Você me vê como um objeto, como algo que você ter para seu. E não sou esse tipo de premiação que você ganha não, sou uma pessoa-falei.

-Desculpa, eu entendo. Mas com você a sendo tudo tão diferente. Você não é atirada como as outras que eu já peguei, talvez seja porque você é mais velha-disse.

-Talvez..-ela disse me olhando-Você precisa ir para sua casa, eu tenho que ir dormir-ela disse bocejando.

-Deixa eu te colocar para dormir-pedi me aproximando-Prometo te mostrar que idade não é documento e que posso ser melhor que muitos.

-Bom, vamos ver-ela disse me beijando.

 

   Segurei em seu pescoço e puxei mais seu corpo junto ao meu, ela envolveu os braços acima dos meus ombros, subi ela em meu colo e ela me guiou com um voz baixa e rouca para o seu quarto. Entramos, fechei a porta e a coloquei na cama, antes de subir encima dela, tirei minha blusa e tirei a saia dela. Ela tentava tirar minha calça e eu desabotoava sua blusa. Assim que estávamos quase nus, ela virou as posições e ficou encima de mim. Ela rebolava encima do meu membro ainda coberto pelo fino tecido da cueca. Eu a masturbava com meus dedos que a deixaram nas nuvens, enquanto ela tirava o sutiã.

 

  Depois que já não tínhamos nenhuma vestimenta, era hora do vamos ver. Ela colocou de um jeito sensual a camisinha em membro já ereto. Em sem esperar por mais, ela o colocou todo em sua entrada, ela se mexia rapidamente sobre meu membro que ansiava por ela. Ela tentava conter os gemidos mordendo os lábios, mas não era possível conter o seu nível de tesão. Eu gemia roucamente baixo, e aquilo parecia deixar ela ainda mais na inércia.

 

  Senti sua perna se cansar, então a deitei de 4 na cama, me posicionei entre ela, apertei sua bunda a fazendo arfar e enfiei tudo nessa como se tudo dependesse daquilo, eu puxava sua cintura contra a minha com uma força e velocidade que eu nunca imaginei ter. A cama batia em na parede como se fosse queimar, ainda bem que existe uma distancia de uma casa para a outra, mas também, a essa hora da noite, qualquer ruído podia ser ouvido a quilômetros de distancia e estávamos fazendo muito mais barulho que o necessário.

Por fim, senti o meu máximo se aproximar, queria deixar o melhor pro final. Me deitei na cama e ela subiu encima de mim, me colocou dentro dela, estando de costas para mim e deixamos tudo bem devagar, só ouvia o gemido gostoso dela, como música para meus ouvidos, eu apertava sua coxa mostrando que eu também estava gostando.Segundos depois, percebi que ela tinha atingido seu ápice, e eu logo depois. Saí de dentro dela relutando muito. Deitamos na cama e ficamos por um tempo em silêncio tentando retomar o fôlego:

 

-Acho que toda a vizinhança ouviu-ela disse mexendo em meus dedos.

-Eu te disse que não era uma criança-pisquei.

-Tenho que confessar, fiquei surpreendida com você-ela disse rindo.

-Você tem muito para ficar surpreendida comigo-disse a selando.

-Então terá mais vezes como essa?-ela perguntou me olhando.

-Pode apostar que terá-sorri com uma cara maliciosa.


Notas Finais


Roupa do Dino: https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/39/be/1a/39be1a60c3301ec9e66e79311a849745.jpg

Mais algum pedido? Logo logo irá sair o próximo hehe u.u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...