História Shota Sland Secret Club - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vocaloid
Personagens 96Neko, Fukase, Gakupo Kamui, Gumi Megpoid, Hiyama Kiyoteru, IA, Kaito, Len Kagamine, Luka Megurine, Meiko, Miku Hatsune, Mikuo Hatsune, Oliver, Rin Kagamine, Ryuto, Utatane Piko, VY2 Yuma
Exibições 44
Palavras 3.062
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Slash, Suspense, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Volteeei-o! Desculpem a demora! Tava sem net! Espero que curtam...

Man to amando cada veiz mais o Piko akie

Chus ~ geniozinhos

Capítulo 15 - Amargo mas incrivel - ll Desu


Pela primeira vez na sala de aula, Ryuto não avia feito baderna, não corria na sala de aula, não rabiscava o caderno com giz de cera, não conversava sobre os desenhos animados da noite anterior com seus amiguinhos.

Estava sentado em sua carteira totalmente aereo, enquanto os outros pequenos alunos se formavam em grupinhos para brincar, desenhar ou conversar como qualquer criança normal do fundamental.

"Eu sou um garoto do fundamental"

Ryuto repetia em sua mente.

"Eu não posso gostar daquele cara"

Começou a bater em suas bochechas com suas pequenas mãos.

"Mais por que eu não consigo!"

Encostou a cabeça na mesa se lamentando em 8 linguas diferentes.

- Heey Ryuto-kun - uma garotinha de cabelos negros e olhos amendoados se aproximou da mesa com uma folha de papel desenhada, ao seu lado um garotinho de cabelos loiros claros opacos e olhos roseados olhava Ryuto como se ele fosse a coisa mais interessante do mundo.

- Yuki-cham... Yuu-kun... - Ryuto se ergueu imediatamente, tentando parecer o menos desconfiado possivel - o que foi?

- você ta muito estranho! - Yuu se aproximou batendo as maozinhas na mesa - o que ouve? Ta com dor de barriga?!

Ryuto riu nervoso.

- não - disse - não to! É que...

- então o que foi? - Yuki se aproximou - você não falou com ninguem desde que chegou! Achei que tava doente! Né?

- hum hum! - Yuu confirmou cruzando os braços - e como representante da classe eu tenho que levar pra enfermaria quem ta doente!

Ryuto riu soprado, serio que eles estavam mesmo cismando com a ideia de que ele estava doente?

- não precisam se preocupar - disse balançando suas mãos - eu só... To um pouco triste por que perdi meu sapinho... Ontem... - inventou uma desculpa simples e convincente.

Yuu e Yuki Piscaram, vendo Ryuto suspirar e colocar as mãos sobre a mesa, tinham 100 % de certeza de que o esverdeado estava com algum problema maior do que ter perdido uma pelucia, mais eles não se sentiram a vontade para perguntar o que era.

- okaay - Yuu disse exautado, brilhando seus olhos roseos com animação - vamos ficar no intervalos juntos?! O parquinho do sexto ano tem um novo trepa trepa.

Yuki encarou Ryuto com expectativa.

- hum... - Ryuto sorriu, acabara de lembrar que não brincava no intervalo fazia dias, e de quase nem se lembrava mais das cores dos brinquedos do playground da escola, imaginou que essa seria uma otima forma de esquecer seus problemas um pouco - okaay eu vou, faz tempo que não brinco de trepa trepa!

Yuki e Yuu abriram lindos sorrisos para a resposta do esverdeado, e Yuki bateu palminhas animada.

- ebaa! Faz tempo que não brincamos juntos! Vai ser como uma nova aventura! -disse animada.

- isso! - Yuu reforçou.

Ryuto com seu perfeito face palm, só soube forçar um sorriso constrangido enquanto via seus amiguinhos pulando de animação pelo programa que teriam no intervalo.

Foi ai que se tocou...

Não podia estar ficando velho de mais para aquelas coisas não?


                  ♥♣♠★ Kss ♥♣♠★


A sala de Piko teve teste surpresa pela segunda vez naquele dia, agora era uma materia em quimica que o albino lembrava de ter estudado ano passado, tinha tudo decorado na cabeça, a materia era dificil, digamos que só um colegial superior bem ensinado poderia gabaritaro teste, mais para Piko foi facil, até de mais,

mas pelo que viu a maioria dos alunos estavam tendo dificulcades, o momento em que o professor disse "esse teste valera 52% da nota de quimica" a pressão na sala se tornou tão visivel que era quase fisica, e aquele clima era irritante para o Utatane.

- hai - entregou o teste para o professor, com um sorriso monocromatico, embora queresse lhe bater por ter dado um teste tão dificil para aquele bando de idiotas - acho que acertei tudo - disse neutro.

Domon, o professor de quimica, ajeitou os oculos para dar uma rapida passada de olhos no teste, seguido de um sorriso impressionado, novamente, Utatane Piko avia gabaritado o teste, e até explicado certos pontos, alem de terminar sempre antes de todos os alunos.

- não podia esperar menos do genio da escola - disse colocando o teste na mesa e encarando.

- hai... Mais... Por que foi passar esse teste tão dificil se ainda estamos no começo do semestre? - Piko olhou para os outros alunos.

Domon retirou os oculos e sorriu.

- bem, parece que temos um novo diretor, ele mandou que o fizesse - disse sorrindo amistoso.

Piko pendeu a cabeça para o lado.

- diretor?

...


- então você não soube? - Oliver disse enquanto colocava seu lanche na mesa, era intervalo - um tal de Akaito Shion, acabou de assumir o posto de diretor, estavam rolando boatos por ai de que o antigo diretor estava administrando mal a escola...

- Shion? - Piko rodava a caneta habilmente entre os dedos pensativo, olhando para o vazio tentando raciocinar o caso - será que isso tem algo a ver com o Kaito... e o projeto Red Line... - disse aereo, pela primeira vez, estava deixando seu almoço totalmente de lado por culpa dessa noticia que o pegou de surpresa.

- espero que não... - disse Oliver suspirando - se ele ja comanda a escola... Imagina se tivesse o diretor do lado dele?

Piko olhou para len que mexia na comida com os rachis totalmente distante, não tinha dito nada desde que se viram.

- o que você acha Len? - Piko e Oliver encararam o loiro que os olhou espantado de repente.

- eu acho que ia ser muito interessante - Oliver sentiu uma pressão na cabeça, e todos se espantaram ao ver o ruivo de olhos vermelhos se apoiar na cabeça de Oliver. 

- F-Fukase?! - Oliver bancou acidentalmente o pimentão humano.

- Yo, garotos - o ruivo sorriu descarado - como vão? - perguntou sarcastico, em seguida segurou a cadeira de Oliver ainda os encarando.

- eu estava muito bem antes - Piko disse desviando o olhar ja irritado.

- idem... - Len disse baixo.

- o que f-foi? - Oliver perguntou olhando para cima, vendo Fukase retribuir o olhar.

- o diretor novo - disse entediado - ele praticamente tirou toda a minha diversão nessa escola.

- você sabe sobre o diretor novo? - Piko perguntou encarando Fukase serio.

O ruivo riu de canto, e se desencostou da cadeira em seguida se sentando na que avia do lado de Piko.

- ele com certeza é irmão do Kaito - disse colocando as mãos atrás da cabeça - e desde que chegou, não para de passar testes estranhos fora de epoca pros alunos - ele pareceu irritado - e também faz umas entrevistas estranhas.

- e como você foi nos testes?! - Oliver perguntou preocupado.

Fukase o encarou e suspirou entediado.

- foram faceis, pelo menos pra mim - disse olhando pra cima - eu lembro de ter tido palestra da maioria deles ano passado... E a outra nem precisava estudar, ja que eram e area psicologica, mais o resto dos alunos se foderam no fim - ele riu convencido.

Piko riu irônico e incredulo.

- você sabia que aqueles testes são de nivel academico? Como conseguiu se lembrar de uma amostra de materia do ano passado? - perguntou encarando Fukase -  1 aluno a cada 40 conseguiriam se lembrar, e 1 em 100 conseguiriam resolver.

Fukase riu de canto.

- sou muito desocupado - simplesmente disse.

Oliver suspirou aliviado por ele ter dito que foi bem nos testes, seu pai fazia vista grossa para as confusões de Fukase se ele sempre tirasse media alta na escola, e se entregasse o boletim com uma nota menos do que 8,00 seu pai lhe davam um tremendo sermão furioso e em seguida

jogava a responsabilidade toda para Oliver, e o loiro era obrigado a se envolver com ele na escola.

Len olhou para Fukase, ignorando totalmente o fato de ele parecer ter algo a ver com Oliver, agora se lembrando de tudo que teria de resolver com Kaito, e então encarou Piko, na qual lhe fazia perguntas, tinha que falar com ele o mais rapido possivel, antes que fossem para o clube no final da aula.

- cara eu desisto - Piko disse derrotado ao finalmente comprovar que Fukase era mais estranho do que parecia - você é mesmo uma criatura bizarra! Acho que nem em 100 anos eu iria achar um delinquente que tirasse media alta em todas as materias da escola... - ele se esparramou na mesa incredulo.

- obrigado pela parte que me toca - Fukase respondeu sarcastico sorrindo forçado.

Oliver começou a rir vendo que aquela cena seria a mais estranha que veria em toda a sua vida, mais de algum jeito, era o que queria ver.

- hey Piko - Len pegou a manga do albino pronto para finalmente pedir para conversar em particular com ele - sera que... - Piko o encarou.

- LEEEEEEEEEEEEEEEEN!!!!! - uma criatura de oculos, cabelos dourados e olhos vermelhos escadalou correndo feito louco pela cantina, ao alcançar a mesa ele agarrou a mão de Len com todas as forças que tinha

Todo mundo olhou espantado.

- Kuro?! - todos menos Fukase exclamaram.

- você tem que vir comigo agora!! - Kuro neko saiu arrastando Len para fora da cantina.

Piko piscou, indignado com o recente sequestro, e logo notou que varios alunos saiam na mesma direção curiosos.

- ele vai ficar bem? - perguntou Fukase rindo.

- eu espero - disse Oliver ainda boiando.

Uma veia saltou na testa de Piko, sua adrenalina subiu agora que viu a criatura que queria estrangular até a morte. Mais conteu o animo, encarando Fukase e Oliver que ainda procuravam vestigios de Len ou Kuroneko no corredor.

- Oliver que ir ver o que aconteçeu? - disse abrindo um sorriso falso, encarando Fukase.

Oliver o encarou e depois olhou para a saida da cantina.

- okay, volto ja - disse, estava tão tomado pela curiosidade que nem notou que ao sair, deixou Fukase e Piko sozinhos na mesa, deu uma corridinha até a saida e foi-se pelo corredor.

Piko seriou o rosto enquanto encarava o loiro que sumia corredor a fora, Fukase continuava ao seu lado, encarando o mesmo, um silencio incomodo se instalou entre os dois.

- ele te contou? - perguntou Fukase se apoiando na mesa e suspirando entediado.

- Oliver não ia esconder isso de mim por muito tempo - disse Piko voltando a girar a caneta - vi você nos observando na figueira da area verde.

- e o que achou? - Fukase encarou Piko o olhando estreito.

Piko se virou pra ele analizando cada parte de sua expressão, tentando le-lo como fazia com qualquer outra pessoa com quem conversasse, mais as expressões de Fukase eram tão abstratas, parecia que ele não sabia expressar sentimentos pela linguagem corporal.

- não podia esperar outra coisa - disse curto e grosso desviando o olhar - e eu não gosto.

Fukase riu, vendo que Piko estava exsitando.

- não gosta? - perguntou irônico - e o que vai fazer sobre isso?

- nada - disse Piko determinado - enquanto ele não sair machucado.

Fukase riu soprado passando a mão em seus cachos ruivos os jogando para trás, não sabia o por que, mais Piko o irritava... Era como um rival irritante que sempre estava um passo a frente.

1: Piko conhecia Oliver a bem mais tempo que Fukase.

2: Oliver sempre recorria a Piko quando tinha problemas.

3: Piko valorizava tanto a amizade deles que chegou a se voluntariar para ser abusado no lugar dele, ele era emocionalmente forte de mais.

4: essa relação era muito forte.

Fukase sabia que em uma luta fisica, Piko não teria a minima chance contra ele... Mais tinha tanta vontade de destruir todo o seu orgulho, deixa-lo sem acões, como o coelhinho que era, mas infelizmente, seus punhos não poderiam resolver isso.

- eu sei o que você esta fazendo - Fukase segurou seu queixo o encarando nos olhos convicto - mais definitivamente, eu não vou perder Oliver pra você.

Piko riu.

- te desejo boa sorte- suas orbes bicolores brilharam ao captar o desafio daquele garoto do fundamental - ninguém vai saber da relação de vocês dois.

- você ja deve ter percebido - Fukase comentou um pouco intrigado com a sua expressão enigmatica.

- pelo menos, você sabe como fazer as coisas - Piko se afastou e voltou a se apoiar na mesa - acho que o "amor" deve mesmo mudar as pessoas.

Fukase o encarou impressionado com a sua frase, mais logo sorriu.

- eu no caso, só fiquei mais atento

Piko vio ruivo se levantar da cadeira e passar por trâs de si, logo tirando o click que prendia seu cabelo e fazendo suas mechas lisas prateadas cairem nos ombros.

- hey! - reclamou o albino.

Fukase começou a andar despreocupadamente em direção a saida.

- você fica bem mais atraente de cabelo solto - dito isso, ele saiu da cantina, rumando para fora da vista de Piko deixando o garoto sozinho.

Piko suspirou.

- aquele maldito ruivo me paga! - amaldiçoou.



                  ♥♣♠★ Kss ♥♣♠★


Ao lado leste do grande patio, incontaveis alunos se aglomeravão em frente ao palco de palestras do diretor, no grande mural principal da escola, uma serie de alunos mais velhos do terceiro ano, colavam um cartaz de cerca de 3 metros de altura e 4 de diametro, com a imagen de uma popstar loira de cabelos curtos e presilhas brancas, vestida com uma linda roupa de moe, e ao lado dela escrito "grande show de talentos no evento do fim de semana"

Len ainda era agarrado pelo Kuroneko, nem acreditando que Kaito avia feito mesmo.

Para comprar o silencio de Rin, ela pediu para ser a modelo de um das atividades do evento, e queria algo muito chamativo.

Ela ja era popular... Mais agora com certeza ia ser celebridade na escola, o cartaz estava extremamente incrivel, os alunos olhavam admirados e comentavam entre si.

- como sera que ela conseguiu ser a modelo da capa esse ano? - Kuroneko perguntou rindo, ainda agarrado ao Len.

- eu não faço ideia... - Len respondeu baixo, viu que no palco, Kaito olhou para ele e piscou, o loiro corou imediatamente.

- uoooww!!! - Rin apareceu com Oliver e Miku - realmente ficou boom - ela olhou para Len e sorriu de canto - ele realmente não descunpre com as promessas.

- e fez em tão pouco tempo, ficou incrivel! - disse Miku rindo.

Len riu nervoso, e constrangido, Kaito ter feito aquilo por ele, tava na cara que Rin estava zombando daquele ato.

E deus como ficou vermelho!

- e então gostou? - Kaito foi até Rin, Len Kuro, Miku e Oliver, encarando a loira com um olhar ameaçador.

Len corou mais.

- sim, ficou otimo - disse a loira o encarando com um sorrisso de canto.

- que bom - Kaito olhou para Len, - parece que ela gostou.

Len pode notar tudo naquele olhar de Kaito, ele dizia alto e claro "você vai me recompensar por isso depois" e sentiu seu coração desconpasar a medida que formulava uma frase para responde-lo.

- sim... O cartaz ficou incrivel... - baixou o olhar.

- Yooosh! Acho que vou participar desse evento! Faz tempo que não canto! - disse Kuro determinado.

- eu também! Estou meio enferrujada - disse Miku sorrindo.

- podem tentar - disse Rin orgulhosa - mais com certeza não vão roubar meu brilho nesse show!

Todos começaram a rir e a conversar, agora com aquela demonstração de que Kaito levava realmente o relacionamento deles a serio, Len tinha total certeza de que precisava fazer alguma coisa, e como não fazia ideia do que ia fazer, decidiu que precisava mesmo falar com Piko.

E ia fazer isso com certeza

E ia revelar tudo....



                   ♥♣♠★ Kss ♥♣♠★


- P-Piko! - Len o parou antes de ir para a sala, o corredor ja estava ficando vazio, e era fim do intervalo - preciso falar com você.

Piko sorriu, finalmente Len ia parar de frescura e falar com ele, ele avia notado seu comportamento estranho desde o primeiro "oi" que deram no intervalo, o Utatane sabia que avia algo errado, pois logo que se envolveram com o gremio, Len e Oliver com certeza teriam uma historia ou outra depois, primeiro foi Oliver com Fukase... E Agora...

- vem - segurou a mão do loiro e o puxou para a esquina do corredor mais proximo, indo em direção ao banheiro masculino, passaram por alguns alunos que estranharam seu comportamento, mais logo desapareceram.

Piko entrou com Len e fechou a porta, cruzando os braços enquanto via o loiro se encostar na pia, com uma grande insegurança no olhar.

O clima silencioso daquele lugar, criava uma pressão enorme em Len, ele estava extremamente nervoso, tudo o que aconteceria agora seria imprevissivel, tinha medo do que poderia acontecer quando Piko soubesse... Ele avia feito tanto para lhe proteger de Kaito... Talvez não aceitasse aquilo numa boa...

O pensamento ja fazia Len tremer de ansiedade, o nervosismo estava tão aparente que era quase fisico.

- antes que diga alguma coisa - Piko se aproximou, notando todos os seus sinais - quero que não se preocupe com o que eu vou pensar de você.

Len o encarou estatico, como foi que ele percebeu?

- somos amigos e você sabe que pode confiar em mim - Piko colocou a mão em sua testa e afagou a franja do loiro.

- eu... Perdi minha virgindade com Kaito ontem - Len soltou como uma bomba.

Os olhos de Piko brilharam.

- perdeu... A virgindade... - um rubro em sua façe apareceu sem aviso previo, estava chocado, mais não deixava de ter imaginado uma noticia dessas - ele te estuprou?

Len corou, totalmente impressionado com a sua reação.

- n-não! Ele foi na minha casa... E ai me atacou daquele jeito... Ai começamos a ficar e... - Len suspirou sentindo seus olhos lacrimejarem - e aconteceu... Eu não sei o por que... To confuso de mais... Por favor não fica bravo comigo!

Piko imaginou que aquele nervosismo todo fosse por que Len tinha medo da sua reação e com certeza o albino era uma pessoa que teria reações negativas a isso sim, mais, agora o que mais Oliver e Len precisavam era de apoio e não julgamento.

Len começou a chorar, em silencio, esperando qualquer coisa de Piko que não fosse Positiva.

- não chora - Len sentiu seu coração parar quando Piko o puxou para um abraço forte, fazendo-o encostar a cabeça em seu ombro - não estou bravo, esse tipo de coisa acontece - ele riu, sentindo toda a ironia daquela situação o atingir como uma bomba nuclear - mais... Será que pode me contar tudo agora?

Len normalizou a respiração, sentindo um alivio enorme pelo que aconteceu, e abraçou Piko pronto pra desabafar tudo aquilo.

- o Kaito... E eu... - ele disse exsitante - nós temos um segredo... Uma coisa que eu nunca tive coragem de dizer pra você...

Piko respirou fundo...

- eu imaginei que teriam


Continua....


Notas Finais


Eu sei
...
Fdp msm kkk ja deviam ter percebido kkk

Piko seu fofo!

Bjus Minna! Espero que tenham curtido! Até a proxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...