História Shota Sland Secret Club - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vocaloid
Personagens 96Neko, Fukase, Gakupo Kamui, Gumi Megpoid, Hiyama Kiyoteru, IA, Kaito, Len Kagamine, Luka Megurine, Meiko, Miku Hatsune, Mikuo Hatsune, Oliver, Rin Kagamine, Ryuto, Utatane Piko, VY2 Yuma
Exibições 40
Palavras 3.238
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Slash, Suspense, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Volteeei-o! Olaaaeiso! Genti esse ficou menor pk é só pra segredos kk muabahahahahsadb amo revelar segredos kkk

Hehe eu acho que to shippando PikoxLen depois dessa kkk n fiquem confusos com a capa, vai se explicar com o cap!

Bem os dois ultimos capitulos estavam formatados errado entt vou tirar um tempinho pra arrumar eles depois, e vou tentar evitar isso nos proximos

Chus ~ geniozinhos

Capítulo 16 - Melhor amigo, Melhor escolha - desu


Fanfic / Fanfiction Shota Sland Secret Club - Capítulo 16 - Melhor amigo, Melhor escolha - desu

Dois anos atrás...

Len ageitava o rabo de cavalo alto que prendia seu cabelo, estava um pouco frouxo e o atrapalhava na hora se escrever, mas mesmo sendo garoto ele se recusava a cortar o cabelo, achava que ficaria menos feminino se o fizesse, sabia que não deveria fazer aquilo na escola mas estava muito atrasado com as postagens, sua irmã tinha que ir no hospital de tarde então resolveu usar aquele momento para terminar seu trabalho antes que sua criatividade fosse embora, estava no banco da area verde, com um notebook em seu colo.

"12/03/14

Diário de um Shota

Um pouco de cada coisa... Desu


A maioria das pessoas acha que o Uke perfeito tem que ser submisso, como o universo ABO onde os Omegas são tão eferos que engravidam, mais se você parar pra pensar, nós controlamos muito mais a situação do que parece...

Sexo é uma maneira perfeita de explicar isso.

Geralmente, foder, é muito mais intenso para os ativos do que os passivos, saber que estão nos causando prazer de uma maneira tão errada provoca um extase neles tão grande quando o nosso.

Todo seme é meio sadomazoquista.

E assim, causamos neles o que pode se chamar de "controle de prazer", cada toque que dão, cada povocação seguida de uma estocada violenta, cada beijo e mordida nos provoca uma reação, e dependendo de como gememos... Ou como respondemos a eles... Podemos controlar totalmente seu exase.

Eu notei isso recentemente, mesmo achando que a mistura de dor e prazer na foda é um pouco irritante, percebi que eles gostam quando gememos pedindo pra parar, gozamos só por causa de suas estocadas, os machucamos por não conseguir suportar o que nos causam, ou nos fazem deixar de ser totalmente homens e passamos a ser escravos do prazer que nos proporssionam.

E isso é uma brecha e tanto para controlarmos a situação.

Meu tema de hoje é, quem provoca o melhor extase?

O melhor drabble vai ganhar destaque no blog"

Suspirou ao ver a previa pronta, um pouco corado com o que acabara de escrever.

Isso... Aos 11 anos, Len era obssecado pela fantasia Shotacon mazoquista, desde que KuroNeko lhe roubou seu primeiro beijo, seu primeiro orgasmo, e seu ultimo resquicio de heterosexualidade, ele começou a conpensar a falta de um "seme" para lhe satizfazer escrevendo um diario sobre seus pensamentos em relação a essa fantasia.

Mesmo usando bastante ficção - pesquisou e conheçeu o melhor conteudo Homo na internet - seu blog ficou famoso na internet.

Era Conheçido como "Diario de um Shota" que era buscado por varios casais homosexuais por causa de seus conselhos, e pelas fushojis por conta de seu conteudo.

E o culpado disso?

Sim era ele

O loiro metido a gato

Lembrava-se bem do que aconteceu aquele dia.

"- você ainda é meio novo pra fazermos sexo - o loiro de orbes escarlates disse afastando sua boca do membro do menor que estava vermelho e umido.

Len ainda com lagrimas nos olhos por culpa da sensação de seu primeiro orgasmo, abaixou o olhar ainda ofegante.

- então por que chegou até aqui? - perguntou irritado.

Kuro Neko riu... Como seu priminho podia ser tão adoravel.

- queria roubar sua primeira vez - disse afagando os cabelos do pequeno - e garantir que você me queira sempre que eu quiser... Mais não agora... Não quero te machucar...

Len corou e inflou as bochechas.

- então você promete que eu vou ser o seu unico Uke? - perguntou inocente.

- não vou tocar em nenhum outro garoto a não ser você - disse lhe dando um selinho carinhoso... Len se sentiu tão bem naquele momento"

Agora, Kuroneko estava em uma escola especial para alunos avançados depois de ter vencido um computador em uma partida de xadrez, Len odiou a ideia dele ter se separado dele por causa da droga de um jogo, e se sentia extremamente solitario agora... Seus pais sempre estavam correndo pra la e pra ca com o serviço, sua irmã gemea vivia no hospital, e quando não estava, ficava com suas amigas, todos na escola achavam Len diferente então era extremamente dificil pra ele arrumar amigos, mas mesmos separados Len ainda sorria com a ideia de que ficaria junto com Kuroneko depois que ele voltasse. era tão inocente...

Só que a chegada daquele garoto mudou tudo!

- me devolve! - de un minuto a outro, algumas alunas encrenqueiras do terceiro ano ficaram curiosas do por que Len sempre ficava escrevendo no notebook na hora do intervalo, e assim que descobriram seu Blog... Foi bem complicado...

- aah... Que fofo - a mais alta de cabelos e olhos negros disse rindo de canto - por que não faz uma vozinha mais sexy... Talvez eu pense no seu caso...

A outra de cabelos longos loiros e olhos azuis segurou Len por traz e o trouxe a si.

- vamos... Pessa bem bonitinho pra te fodermos, se fizer isso, devolvemos o notebook - Len sentiu o desespero tomar conta de si.

- n-não vou! - retrucou, a garota começou a apalpar seu corpo fazendo Len arfar.

- ora ora, que garotinho mal - ela disse maliciosa - ukes deveriam abaixar a cabeça e gemer pra nós, não ficar teimando - ela riu divertida.

Len estava indignado com o que ela dizia, nem um garoto ela era! Não tinha o minimo direito de criticar a fantasia shotacon, e ainda mais fazer aquelas coisas com ele, nesse momento odiou tanto aquelas garotas que sentiu voltade de explodir tudo.

- hey vocês ai! - alguem interrompeu, todas pararam o que faziam ao avistar uma garota extremamente estranha, de cabelos lisos prateados prendidos em um rabo de cavalo alto, pele alva como neve e olhos incomuns bicolores em azul turquesa e verde aqua...

Era linda

Len agradeceu por elas pararem...

Mais outra coisa mais estava o irritando muito...

A garota estava usando um uniforme masculino!

- não se intromete Utatane! - a morena disse ja irritada - ou vai querer se juntar a brincadeira também?

Piko cerrou os punhos, alias, em um deles estava uma caixa.

- soltem ele! - ordenou.

As garotas riram.

- e se não soltarmos?! - perguntou uma morena de olhos azuis.

Piko riu de canto.

- vou fazer vocês soltarem!

Todas riram alto.

- e como vai fazer isso geniozinho? - perguntou a loira.

Piko segurou a caixa com uma das mãos e em seguida a abriu, virando-a de cabeça pra baixo.

Logo inumeros pequenos sapos cairam da caixa e começaram a pular em direção as garotas que arregalaram os olhos.

- KYAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!! - elas gritaram a começaram a sair correndo dos sapos, que nem umas doidas.

Len observou a cena ainda estatico, abraçou seu notebook e respirou fundo.

- tudo bem? - a garota se aproximou e lhe estendeu a mão, com um sorriso determinado e confiante.

Len se perdeu naquelas orbes bi colores por alguns instantes.

- h-hai... - disse corando, nunca avia se sentido assim ao ver uma garota - você realmente me salvou... Obrigada.

Piko o ajudou a se levantar e suspirou.

- não por isso... Qual o seu nome? - perguntou.

- Kagamine Len... - o loiro respondeu baixando a cabeça, envergonhado por ter sido salvo por uma garota.

Piko notou tudo.

- yaah! Não precisa fazer essa cara! Você é um homen ou não? Enfrente a situação como um homen!

Len sentiu aquelas palavras o atingirem... Como uma bomba.

- eu sou Utatane Piko, "O" Utatane Piko - Piko disse cruzando os braços - não "A" como deve ter pensado.

- imaginei... - Len disse baixo, mais estava extremamente espantado...

Como um garoto tão fofo poderia ser corajoso daquele jeito.

- então, quer me ajudar a pegar os sapos? Preciso devolver eles pra aula de biologia antes que o intervalo acabe - disse olhando os sapinhos em volta.

- okay... - Len disse meio cabixbaixo por notar que aquele encontro não duraria muito, Piko ainda sim era diferente dele.

E novamente o albino notou sua exsitação.

- hey voçê gosta de video game? - perguntou enquanto andava - meu pai me colocou em um clube muito legal, e ele disse que eu podia levar um amigo sempre que quisesse.

Amigo?

- c-claro! Quem não gosta de video game - Len respondeu agora transbordando nervosismo.

Piko riu e lhe deu um tapa nas costas.

- então vamos la no fim da aula, eu garanto que você vai gostar - e foram rumo aos sapinhos.

Naquele dia, Piko fez Len se perguntar o do por que não podia ser amigo dele, e o por que não podia ser um garoto normal,  então em pouco tempo, por causa do albino ele se despediu de seu blog, e de sua obssessão por yaoi e shotacon, cortou o cabelo, e passou a ficar sempre com Piko, assim viraram melhores amigos, e Len enterrou a promessa de Kuroneko junto com todo o seu lado obscuro em uma parte extremamente fechada de seu coração.

Isso até aquele dia...

- "um pouco de cada coisa" - Len estava na sala de aula, guardando as suas coisas, quando o presidente do gremio apareceu para falar com ele, aviam se esbarrado na entrada da escola, e ele caiu por cima, Kaito começou a se atrapalhar todo enquanto se desculpava e Len disse acidentalmente "calma calma, um pouco de cada coisa" a frase tema de seu antigo Blog que não visitava a quase dois anos - foi você não foi?

Len sentiu o panico correr pelo seu corpo, vendo todo aquele passado voltar a tona.

- eu o que? - perguntou sorrindo disfarçadamente.

- você é o autor de o "Diario de um Shota" - Kaito riu impressionado.

Len arregalou os olhos.

- n-não sei do que você esta falando! - disfarçou guardando mais rapido suas coisas.

- é logico que é você - Kaito disse rindo - qualquer pessoa normal usaria a frase "um pouco de tudo" e não aquele termo especifico, e alias ta na cara que você ta disfarçando o nervoso.

Len sentiu seu coração parar.

- e-eu não escrevo mais aquele blog, parei com ele faz mais de dois anos - disse curto, em seguida pegou a sua bolsa e começou a andar em direção a saida da sala, que ja estava vazia, mais dois passos a diante sentiu Kaito agarrar seu braço o impedindo de ir.

- por que parou? Aquele blog tinha potencial pra virar um livro famoso mundialmente! - disse fazendo Len corar... Fazia tempo desde que teve algum contato com o mundo yaoi, ja nem se lembrava mais como era.

- eu não sou mais Fondashii, aquilo era só uma fase, não gosto mais daquilo - disse baixando o olhar.

Kaito riu de canto.

- vi quanto sentimento por aquele tipo de relação você colocava naquele Blog - Len sentiu ele o abraçar por trás, e uma sensação nova e estranha o fez brotar seus sentimentos enterrados de novo... - ninguem consegue perder tanto amor tão facilmente assim.

Len sentiu seu corpo responder ao toque de Kaito, era evidente que ele ainda se excitava por homens... Mais por que logo agora? Quando ele finalmente ia terminar o primario e ir para o colegial com Piko? Quando ele finalmente ia tentar arranjar uma namorada definitivamente?

Quando ele finalmente desistiu de ser homosexual.

- por favor... Me solta... - pediu mordendo o labio, se sentiu bem, mais não queria se sentir assim, pois não queria que Piko o visse desse jeito! Queria conversar com ele sobre as manhas de sua futura namorada, xingar o time adversario no jogo de futebol, escolher um lugar obvio pra esconder revistas porno na universidade, ter filhos e conversar com eles sobre a vida e coisas de homens...

Mais Len sabia que mudar era dificil de mais... Ele não podia deixar simplesmente de ficar excitado quando se imaginava de quatro em uma cama, submetido por outro cara, se sentir bem sendo protegido e coberto de caricias por um colegial mais velho e atraente, ou poder agir como uma garota perto dele...

A tentação entre ser homo e hetero era tão grande... 

E ele só tinha 13 anos...

- vou provar pra você - Kaito o soltou dando uma mordida rapida em sua orelha - vou provar que você ainda gosta de ser Uke... E depois... Vou fazer você se apaixonar por mim.

E então aquele jogo começou, Kaito era insistente, e varias vezes Len pensou que iria ser homo definitivamente... Mais sempre que estava quase perdendo para Kaito, Piko aparecia, e lhe fazia se sentir bem como um garoto normal, não ousava contar pra ele e nem imaginar o motivo de Kaito fazer aquilo, por que tinha medo de mais de perder seu melhor amigo e consequentemente... Começar uma relação errada e mazoquista com Kaito.

Nunca tivera coragem de perguntar por que Kaito era tão obcecado por ele e essa fantasia shotacon, evitava se envolver de mais com ele, não queria prejudicar seus amigos.

Mais ai tudo mudou quando Len teve a sua primeira conversa com Akaito Shion e consequentemente a unica, no segundo mes da brincadeira de Kaito.

A partir dai fez o possivel para evitar que Piko se envolvesse com ele.

E Len e Kaito passaram a guardar um segredo do outro, de tornando um só para os dois


Tempo atual...


Piko ouvia Len contando tudo atenuamente, cada palavra, cada explicação era um choque para Piko.

Ele nunca imaginou que Len podia ser tão parecido com ele...

E isso foi um choque maior ainda por que em toda a sua vida nunca errou a analize de uma pessoa tão gravemente.

- uow... - disse quando Len abraçou os joelhos com o olhar perdido, eles estavam sentados no chão encostados na parede - e qual é o segredo do Kaito?

- desculpa... Isso eu não posso te contar - Len disse abraçando mais forte - você deve estar achando que eu sou um canalha agora...

Piko riu.

- claro que não - jogou seus cabelos para trás e suspirou - digamos, só impressionado, eu nunca imaginava que você passasse por tanta coisa... Mesmo sendo seu melhor amigo...

Len deitou a cabeça no ombro de Piko e suspirou... Cabixbaixo.

- estou cansado... - disse baixo - não quero mais ficar nesse meio termo... Você tem que me dizer o que fazer... Você é a unica pessoa que me conheçe tão bem o suficiente pra isso... Por favor.

O certo seria Piko dizer que ele tinha que descobrir isso sozinho, mas Len ja estava tentando isso fazia mais de dois anos, e tava na cara de que Len tentou mudar pelo albino, então, devido a sua analise psicologica.

- você gosta disso? - Piko segurou seu queixo e selou seus labios em um beijo calmo e carinhoso, Len sentiu seu rosto queimar, mas automaticamente respondeu o beijo movimentando seus labios com os de Piko, o som dos estalos se dissipavam pelo comodo provando aos garotos que o que estavam fazendo era real, e Len agarrou seu pescoço aprofundando o beijo e pedindo passagem com a lingua, afagando seus cabelos prateados percebendo como eram macios e delicados o Utatane cedeu desfrutando daquele breve momento em que eles deixavam de ser melhores amigos, e passavam a ser apenas "amantes".

Mais não podia deixar isso ir muito longe.

- Len vai com calma... - Piko sussurrou segurando seu rosto calmamente e quebrando o beijo, sabia que se deixasse que Len subisse em seu colo, eles não sairiam tão cedo daquele lugar... 

Len mordeu o inferior e se afastou.

- desculpa... - disse baixando a cabeça envergonhado - n-não deu pra evitar... 

Piko sorriu, um pouco ofegante.

- não precisa se preocupar com isso - Piko mordeu o inferior e desviou o olhar se perguntando se deveria mesmo ter feito aquilo - você... Deveria ficar com com o Kaito... Com certeza se se envolver com qualquer garota, vai ver que não vai ser a mesma coisa.

- mais... Você não odeia ele e ia fazer de tudo pra me proteger dele? - Len segurou seus ombros e encarou os olhos bicolores de Piko, vendo agora que seu brilho tinha aumentado um pouco.

- só quero que você seja feliz independente de como - o albino disse sorrindo lindamente - odeio quando meus amigos choram.

Len sentiu seu coração se partir em milhões de pedacinhos... Agora Piko realmente tinha provado como podia ser incrivel de varias formas.

- sabe quando a gente tem aquela sensação de que nunca mais vai encontrar certos tipos de pessoa em toda a nossa vida? - len disse usando o dorso da mão para impedir que as lagrimas saissem.

- sim - Piko se ajoelhou e o trouxe para o seu peito.

Len o abraçou forte, ignorando tudo que havia acabado de acontecer.

- eu acho nunca mais vou encontrar um amigo como você - disse sorrindo de felicidade.

Piko riu.

- eu sei...



                   ♥♣♠★ Kss ♥♣♠★



- acho que a ambulancia chegou... - Oliver molhava o algodão em alchool enquanto via Fukase apoiando-se na mesa impaciente e entediado, havia um corte em sua sombrancelha que sangrava um pouco, e uma ou duas marcas vermelhas em sua bochecha, os dois estavam na sala do clube, era fim de aula, e quando Oliver tentava trazer o ruivo para o clube um tempo atrás, um grupo de garotos mais velhos vieram comprar briga com Fukase... E como resultado, eles tiveram que chamar uma ambulancia para os garotos, e Fukase saiu apenas com alguns cortes - tomara que eles fiquem bem...

Oliver se aproximou e começou a limpar o machucado do ruivo com o algodão, Fukase mordeu o labio inferior com a ardencia, com certeza levaria outra suspensão, mais odiava que o desafiavam.

- eles pediram por isso - comentou entediado.

Oliver corou e desviou o olhar, nunca avia vido uma briga tão violenta ao vivo, Fukase assustava quando fechava os punhos, era rapido e pesado como um urso, seus golpes eram extremamente violentos e com certeza seriam capaz de matar alguem, ele conseguiu dar uma surra em 7 alunos do terceiro ano que o atacaram ao mesmo tempo sem nem mesmo se cansar, mais pelo que viu, Fukase não começou a briga, então ficaria do lado do irmão agora.

- mais não precisava... Ter batido tanto até deixar eles inconsientes... - respondeu o loiro enquanto terminava de limpar, e pegava o esparadrapo.

Fukase suspirou e baixou o olhar.

- eu nunca deixo nada pela metade - Oliver suspirou e colocou o curativo em seu corte e em seguida se aproximou lhe dando um beijo na testa.

- pronto, vamos manter isso em segredo do papai, eles não devem saber quem foi até os caras voltarem do hospital - em seguida sorriu de modo fofo - se ele perguntar falamos que foi um esquilo.

Fukase corou, e assentiu determinado.

- hey vocês viram a ambulancia la fora? Parece que um monstro deu uma surra em uns caras fodões do colegio Iroshima... - Yuuma entrou na sala ainda centrado na janela la fora, mais ao se virar se surpreendeu ao ver Fukase e Oliver proximos como se fossem se beijar... - Ops... Interrompi alguma coisa? - ele riu de canto.

Oliver desviou o olhar e se afastou, agora meio irritado.

- fui eu - disse Fukase entediado enquanto deitava a cabeça na mesa entre seus braços.

Yuuma riu nervoso e se sentou.

- não to nem um pouco surpreso - tirou o celular do bolso e o desbloqueou - e o loirinho? Ele se machucou?

Fukase o encarou.

- se eles tivessem feito um só arranhão em Oliver, iam ter passe livre direto para a Funeraria não pro hospital - disse agressivamente, pareceu mais irritado na ultima parte.

Oliver e Yuuma estremeceram.

- exagerado... - Oliver disse vermelho enquanto guardava o Kit de primeiros socorros.

- ah... De qualquer forma, cade as outras criaturas desse clube? - Yuuma desviou o assunto olhando em volta.

- Luke e Yohio foram comprar refrigerante, Kiyoteru levou Ryuto pra se despedir da Gumi, e... Nem Piko, Len Kaito ou Kuro chegaram ainda - disse Oliver enquanto se sentava ao lado de Fukase, e passava a mão em seus cachos ruivos, o garoto suspirou e fechou os olhos.

- bando de acomodados... - Yuuma reclamou.


Continua

....


Notas Finais


Deus... To prevendo muitos triangulos aquie kkk
Sintam-se a vontade para votar em seu couple favorito!

Bjus Minna! Espero que tenham curtido! Até a proxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...