História Should I Stay Or Should I Go? - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Beatles
Personagens George Harrison, John Lennon, Paul McCartney
Exibições 22
Palavras 1.633
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Então, vamos lá com essa bagaça

Capítulo 6 - For Vicky, and Kate


Fanfic / Fanfiction Should I Stay Or Should I Go? - Capítulo 6 - For Vicky, and Kate

-Bom, eu não sei o que dizer sobre isso, mas trate de se acalmar Mary, cruzes- a voz de Lizzie entrava em meus ouvidos e ecoava, como se eu estivesse em baixo d'água

-Olha não dá! Não é tão simples assim, isso é injusto, não acha?! Meu Peter só precisa sair pra distrair a mente as vezes, oras- Mary responde com a voz meio alterada e impaciente

Parece que Peter Best faltou pra apresentação, de novo, e os meninos não estão nada contentes com isso, apesar de parecerem bem animados no palco. Como eles estavam perto e se atrasar, decidiram chamar um amigo que conheceram em Hamburgo, sim, Richard Starkey, conhecido por todos como Ringo Starr, meu coração passou a bater mais rápido quando o vi, ele era mais baixo que eu e seus olhos pareciam ser de um azul mais intenso ao vivo. Eu não sei bem o motivo de Best faltar tanto aos ensaios e apresentações, nunca li um fato concreto sobre isso, mas Mary deve saber, só não quer abrir a boca. Bom, vamos confessar que o baixinho toca bem melhor que Peter, e todos sabemos o destino feliz dessa mini história

Enquanto as garotas tentavam acalmar Mary, eu estaca tentando me concentrar apenas no show e em cada um dos meninos de Liverpool, mas minha cabeça girava e não estava me sentindo nem um pouco bem. Daysie estava ao meu lado conversando com algum cara que começou a puxar assunto com ela e a achou interessante, enquanto o resto do público dançava, ria das palhaçadas de Lennon e gritava com a ótima apresentação, que já estava perto do intervalo. George olhava em minha direção uma vez ou outra e dava uma piscadela, o que fazia com que minhas bochechas corassem um pouco, e eu retribuía sorrindo, parece que já consegui a amizade do garoto. Decidi ir ao bar afim de pegar algo pra beber, pra ver se meu mau estar diminuía um pouco, comuniquei Daysie e perguntei se ela não queria algo, ela agradeceu e disse que não e continuou dançando com o rapaz que não recordo o nome. Fui andando meio desnorteada e esbarrando em algumas pessoas que estavam pelo meio, quando cheguei ao local, me apoiei no balcão e respirei fundo, então pedi um copo de água ao garçom que logo o trouxe. Dei um longo gole e parei pra respirar um pouco, parecia que a minha respiração estava voltando ao normal aos poucos

O Cavern estava mais cheio que o dia anterior, e também mais quente, eram muitas pessoas gritando, dançando, rindo e conversando ao mesmo tempo. Isso não me faz bem, acho que por isso estou me sentindo essa tontura incômoda, então me lembrei de quando fui ao show de Paul com a Vicky, que saudade daquele dia, que saudade dela. Minha amiga mãe, no começo ela odiava quando eu a chamava assim, mas depois foi criando afeto pelo apelido. Fico tentando imaginar como ela está agora, como reagiu quando Kate contou desse "pequeno" acidente a ela. Queria elas aqui comigo, pra fazermos todas as nossas loucuras juntas... Uma lágrima escorre pela minha bochecha direita e abaixo a cabeça. Não, eu preciso esquecer um pouco o futuro e viver esse momento louco que estou passando, preciso me divertir e criar novas lembranças boas que irão ficar pra sempre comigo, pela Vicky, e pela Kate. Levanto a cabeça determinada e percebo que estava tão perdida em meus pensamentos que não percebi que os meninos tinham acabado de sair do palco, ergo um pouco meu corpo e os sigo com os olhos. Quero ir até lá, mas ainda estou enjoada, começo a encarar o balcão pra tentar parar o enjoo, mas percebo um banco sendo arrastado pra perto de mim por alguém, ergo o rosto discretamente

-Hey, tá tudo bem com você?- Paul pergunta me olhando meio preocupado

-Ah, tá sim, só tô me sentindo um pouco tonta e enjoada- respondo sorrindo um pouco

-Talvez seja porque hoje tá muito cheio, quer sair daqui?- ele pergunta olhando em meus olhos e eu concordo com a cabeça

Saímos do Cavern co um pouco de dificuldade, já que a maioria das pessoas estavam pela pista, dei um suspiro de alívio quando finalmente conseguimos chegar a saída. Começo a dar alguns passos pela calçada e Paul me acompanha, então decidimos caminhar sem rumo, já que a banda iria ter um intervalo longo pois outros caras tocariam no lugar. Macca caminhava olhando pra baixo, sem fazer nenhum barulho, estava um silêncio meio, digamos, constrangedor, então decido quebrar

-Ahm, o George vai ficar lá pelo Cavern mesmo?

-Acho que sim, ele costuma ficar no "camarim"- ele faz aspas com os dedos- dedilhando a guitarra e tocando alguns acorde, ou as vezes sai pra algum beco pra fumar um pouco- ele diz me olhando e eu o ouço atenta

-Hum, legal- digo sorrindo meio sem graça e voltando a olhar pro chão

-Por que?- volto a olhá-lo e paramos na calçada de uma rua qualquer

-Só pra saber mesmo, talvez ele quisesse vim com a gente

-Entendi, vocês já estão muito amigos não é?- ele pergunta me olhando e percebo que está insinuando algo

-Não! Quer dizer, sim, mas não do jeito que você está pensando- respondo sorrindo meio corada

-E qual seria o jeito que eu estou pensando?- ele arqueia uma sobrancelha

-Não se faça de Bobo McCartney- reviro os olhos- vou te contar o que aconteceu ontem

Então conto a ele todo o episódio da noite passada, inclusive a parte do meu pequeno surto emocional, ele ouve tudo atentamente e quando eu termino de contar a história ele pergunta se eu dormi na casa de George, novamente, insinuando algo, apenas digo que sim e que ainda conheci a Sra.Harrison, depois fui embora logo de manhã. Ele olha pro chão e assente com a cabeça, também olho pro chão e faço estalo com a língua, então no sentamos na calçada e ficamos assim, em silêncio, apenas observando a rua quase deserta e o céu meio estrelado, por alguns minutos. Ele volta a olhar pro chão

-Sabe, ainda não entendi o que tem de tão interessante nesse chão- digo em tom de brincadeira e ele ri

-Bem, fale um pouco sobre você- ele me fita

-Hum, meu nome é Letícia Elisabeth, não conte isso à ninguém- sorrimos com meu comentário idiota- eu vim do sul do Brasil, tenho 19 anos, fiz cursinho de fotografia mas no momento não estou fazendo nada, sei tocarr alguns poucos instrumentos e cantar

-Wow, tenho que te ver cantando e tocando algo, aliás o que você toca?

-Bateria, piano, um pouco de guitarra e violão, e só. E sobre eu cantar, sem chances

-Legal, vamos nos encontrar pra tocar algo algum dia? E, sim, você vai ter que tocar

-Tudo bem, marque o dia, e não, sem chances

-Pode ser amanhã mesmo- ele fala depois de revirar os olhos

Digo que ok e dou um soquinho em seu ombro, ele sorri, pega um cigarro do bolso e acende, me oferece mas nego com a cabeça. Observamos o céu e as estrelas, então começo a falar do fascínio que tenho de constelações, do espaço e etc. Ele escuta atentamente e começa a apontar para as estrelas me perguntando a constelação de cada uma, nos deitamos na calçada fria, eu sorrio e começo a falar delas, o que me faz lembrar de algumas lembranças do passado, ou melhor, futuro. Começo a sentir as lágrimas querendo saltar dos meus olhos, mas controlo-as, me levanto devagar e continuo a observar tudo em silêncio, ele se junta a mim assim que acaba o cigarro. Então me surpreendo com uma coisa, ou melhor, os lábios de Paul entrando em contato com os meus em um beijo calmo e intenso, retribuo o beijo e apoio minhas mãos em sua nuca, o puxando para mais perto. O beijo vai ficando cada vez mais intenso e rápido, até nos afastarmos para respirar um pouco, minha testa está colada com a sua

-Não acha melhor voltarmos pro The Cavern?- pergunto receosa

-Por que? Tem certeza disso?

-É que, já ficamos tempo demais aqui e eu não quero que você se atrase e leve bronca por minha causa- digo afastando nossas testas e me levantando. Ele revira os olhos e suspira

-Tá bom, me ajuda a levantar- pego sua mão e o puxo pra cima

Começamos a caminhar de volta ao pub, Paul esbarra sua mão na minha e a segura, sinto minhas bochechas queimarem e tento disfarçar. Solto sua mão quando chegamos ao clube e ele acha melhor entrarmos pelo camarim, quando entramos encontramos George com um cigarro na boca e dedilhando sua guitarra. Ele sorri ao me ver e se levanta, eu o abraço forte e nos sentamos no velho sofá do lugar. McCartney cumprimenta George com um aceno e pega seu Hofner, os dois decidem ensaiar e eu fico de plateia, tentando conter meu entusiasmo

-Ei, onde vocês estavam afinal?- George pergunta me olhando

-Ah, eu não estava me sentindo nada bem, então Paul me levou pra andar por aí sem rumo, só pra descansar a cabeça

-Hum, se você se sentir mal de novo me fala, ok?- ele diz compreensivo

-Tudo bem, não se preocupe Geo, assim fico me sentindo uma criança- ele revira os olhos e sorrimos

Ficamos jogando conversa fora no camarim até eles serem chamados de volta ao palco, decidi ver o show já que estava me sentindo bem outra vez. Antes de sairmos Paul me lembrou que nos encontraríamos amanhã e, quando todos não estavam me olhando, me dá um beijo rápido, o que me deixa surpresa e corada. Então vamos todos aproveitar a noite

"Vicky e Kate, espero que vocês estejam bem, aí no futuro, já estou sentindo muitas saudades"

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...