História Show Me What I'm Looking For《Em revisão》 - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Suga, Taehyung
Exibições 267
Palavras 1.125
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Recadinho: perdoem os erros de português (se houver) ❤

Capítulo 37 - O homem que falava com as plantas


Fanfic / Fanfiction Show Me What I'm Looking For《Em revisão》 - Capítulo 37 - O homem que falava com as plantas

Natalie

Senti uma leve claridade no rosto, abri os olhos lentamente e percebi que era o sol entrando pela janela do quarto do Taehyung. Falando nele, o próprio estava sentado na beira da cama me olhando.
Seu rosto estava sério e seu olhar cheio de preocupação. Algo me diz que sei sobre o que será a nossa conversa e eu não estava animada para isso.

-Bom dia.

-Bom dia.

-Quer me falar o que foi aquilo ontem? -Ele me olhava nos olhos-

-Tae, eu já disse. Achei que era um sonho.

-Natalie, você estava acordada.

-Nunca sentiu nada diferente? Fora do normal?

-Não. -Ele suspira- meu amor, você bebeu?

-Não! -me sentei na cama-

-Não fique brava. So estou preocupado.

-Olha, eu estou bem. Não foi nada.

Ele me examina com os olhos e então relaxa os ombros.

-Vamos sair? Almoçar fora? Distrair...

-Tá bem. -sorri de lado- aproveitar seus últimos dias livres.

-Isso. -ele se joga no meu colo e eu acaricio seu cabelo-  Você sabe que eu só te quero bem né?

-Eu sei. -sorri e o selei- Você é muito precioso. Nem te mereço.

-Não diga isso. -ele fez uma cara de bravo que ficou mais fofa do que assustadora- 

-Que coisa mais linda. -ri- que bravo que ele é.

-Cala a boca. -ele ri e olha em meus olhos-

Até hoje não sei explicar a sensação que tenho toda vez que ele me olha. Algo faz meu coração formigar e parecer que vai explodir. Algo que fica melhor a cada vez que ele me olha.

-Vou me arrumar e aí você vai comigo para o meu apartamento?

-Claro.

-Então agora ja pode sair pra que eu possa me trocar.

-Ah, me deixa ficar. -ele morde o lábio-

-É tentador, mas não.

-Droga. -ele revira os olhos-

Sorri e puxei ele para um beijo.
Um beijo calmo.
Ele mordeu meu lábio e separou o beijo.

-Vou entender isso como um pedido de desculpas. -ele ri- Estou te esperando la em baixo.

-Sai daqui convencido. -ri enquanto observava ele saindo do quarto-

Fiquei por alguns minutos sorrindo sem razão e então me levantei para procurar uma roupa.

Não demorou muito para que eu ficasse pronta. Uma calça jeans, tênis, uma camisa preta de mangas do Tae e meus longos cabelos soltos.
Peguei minha bolsa e fui para o corredor distraída enquanto mexia no celular.

-A blusa dele ficou legal em você. -ouço uma voz dizer e quando levanto os olhos vejo Suga escorado na porta de seu quarto-

-Suga...-olho sem saber o que dizer-

-Eu tive um sonho com nós. Na verdade parecia mais uma lembrança.

-O que você sonhou?

-Um elevador. Eu não entendi direito eram apenas flash's e frases com eco.

-Que tipo de frases? -perguntei-

Ele me examinou com os olhos e sorriu com ironia.

-Melhor você descer antes que ele venha atrás de você.

-Suga, espera! -antes que eu pudesse dizer mais algo ele bateu a porta de seu quarto com força me deixando sozinha no corredor-

-Desgraçado. -dou um soco na parede- Ai Caralho. -olho minha mão e me sinto uma otaria por ter dado um soco na parede quando poderia ter feito isso no rosto de Suga-

Engoli a raiva e desci para encontrar Taehyung.
Ele estava jogado no sofá, assistindo algum tipo de novela que eu não entendia nada versos nada.

-Tae, vamos?

-Vamos! -ele pula do sofá e me olha-

Por um segundo ele me fitou e seu olhar se encheu de brilho. Um sorriso bobo foi se fazendo em seu rosto, algo que me fez sorrir também, e eu me senti como se estivesse sendo admirada como a mulher mais linda do mundo.

-O que foi? -perguntei ainda sorrindo-

-Você não tem ideia...-ele dizia todo bobo- de como você é linda.

-Taehyung, eu so estou vestida de qualquer modo. -olho para mim mesma analisando meu visual largado-

-Eu queria saber como você não consegue enxergar o tão linda que é.

Eu apenas sorri e corri para seus braços.
Me senti protegida e amada. Como se eu pudesse enfretar o mundo inteiro com uma mão se ele estivesse segurando a outra.

-Olha, isso deu uma bela foto. -Ouço Jin falando-

Ergui meus olhos e vi o mesmo no topo da escada com uma câmera rosa nas mãos.
Logo atrás dele Kook estava passando. Ele parou e olhou a foto.

-Esse não é meu shipper. -ele coçou a garganta tentando disfarçar o que tinha cabado de dizer-

Jin olhou para ele com uma cara de quem vai tirar os Toddynhos dele por uma semana.

-Então...Vamos? -falei sem graça-

-Vamos sim. -Tae focou em mim e foi abrir a porta- primeiro as damas.

-Que cavalheiro. -sorri-

Ele segurou minha mão e fomos.
Ainda teríamos um dia todo para aproveitar um ao lado do outro.

Não demorou muito para chegarmos no hotel. Assim que passamos da entrada me lembrei de algo que eu devia fazer então pedi para Tae ir subindo com a desculpa de que eu ia perguntar ao porteiro se ele encontrou um batom que eu havia perdido.
Ele engoliu a desculpa e foi e assim eu segui até o porteiro.

-Bom dia. -sorri-

O senhorzinho me olhou de cima a baixo e abriu um sorriso. Seu uniforme vermelho era chamativo e seu cabelo grisalho entregava sua idade.

-Bom dia, a senhorita conseguiu entrar com a cópia da chave? -ele riu- não me diga que perdeu de novo.

-O que?...-olhei ele sem entender-

Um cara bem mais novo, por volta dos 25 anos, chegou. Seus cabelos eram loiros, seus olhos eram verdes e algo dentro de mim fez com que eu sentisse que ele não era uma pessoa da qual eu ia querer ser amiga.

-Posso ajuda-la? -ele perguntou com seu sorriso branco e perfeito-

-Eu estava conversando com o senhorzinho sobre...

-Pois é. -ele me corta- Acontece que esse homem não trabalha mais aqui. Ele pediu demissão ontem e só veio pegar suas coisas. eu sou o novo porteiro.

O senhorzinho sorriu com um jeito meio louco e saiu andando sem dizer uma palavra.

-Eu queria saber se alguém subiu para o meu apartamento ontem.

-Senhorita, ninguém tem acesso ao seu apartamento sem ser você.

-Mas o senhorzinho falou...

-Senhorita. -novamente ele me corta- Ele ja não bate muito bem da cabeça.

Olhamos para a direção do senhor que de longe parecia conversar com uma das plantas do saguão.

-Entendo. -falo desconfortável com a resposta-

-Posso ajuda-la em algo mais?

-Não, muito obrigada. -dou as costas e então paro e me viro novamente para o loiro- Não nos conhecemos de algum lugar?

-Eu me lembraria. -ele sorria-

-Sim...claro.

Dei as costas e segui inconformada para meu apartamento.

Cópia da chave?

Aquele senhor...algo não está certo.




Notas Finais


Lindas e lindos, me perdoem se houver algum erro de português.
Está muito corrido pra mim por causa da escola, trabalho e etc e não tive tempo de revisar.
Espero que estejam gostando :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...