História Show You - Camren G!P - Capítulo 70


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Austin Mahone, Camila Cabello, Fifth Harmony, Liam Payne, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Liam Payne, Normani Hamilton
Tags Allyson Brooke, Camila Cabello, Camren, Camren G!p, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Liam Payne, Normani Kordei, Romance
Visualizações 391
Palavras 964
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Intersexualidade (G!P), Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 70 - Capítulo 20/Temp.2


Pov Lauren

Eu andava de um lado para o outro naquela sala de espera, e eu realmente estava à espera de uma resposta boa sobre Camila.

Lucy e Vero haviam ido embora para tomarem banho e descansar. Quer dizer, todos haviam ido embora, sobrando apenas Kylie, Harry, Dinah e por incrível que pareça, Allyson.

-Para com isso, estou ficando tonta. -Kylie reclamou.

-Eu não consigo me acalmar. -Sentei no meio deles. -Por que deu complicações no parto?Droga, estava indo tudo bem. -Coloquei o rosto entre minhas mãos.

-Lauren essas coisas infelizmente acontecem, você tem que ser forte além de tudo. -Harry dizia.

-Eu não consigo, droga eu não consigo, eu preciso que Camila esteja ao meu lado, eu preciso vê-la sorrindo. -Voltei a chorar e senti os braços fortes de Harry me abraçar.

-Vai ficar tudo bem, vai ficar tudo bem. -Ele repetia enquanto apertava sua mão na minha nuca, numa tentativa de me tranquilizar.

(...)

Minutos haviam se passado, ou talvez horas, eu ainda chorava baixinho enquanto meus amigos e os de Camila estavam ali, nos incorajando, sim, nos encorajando, porque eu sabia que ela também precisava de forças.

Eu ouvia Kylie orando ao meu lado baixinho, e sempre eu ouvia um "por favor Deus", nos finais das suas frases. Eu sabia que Kylie tinha uma religião bem firme, e eu acreditava que sua oração podia ajudar.

Então foi quando Deus finalmente, resolveu atender o seu pedido, o nosso pedido. E um médico veio em nossa direção.

Eu fui a primeira a levantar, depois Harry e Kylie.

-Boa noite senhores. -Ele disse com uma voz grossa. -Sou o Dr.Aaron, e eu adoraria saber quem é Lauren. -Ele disse olhando para nós.

-Eu sou a Lauren. -Falei baixinho.

-Oh, claro, você. -Disse olhando a ficha. -Consegue me seguir?. -Assenti perdida e ele deu as costas indo em direção ao corredor.

Sem falar nada, o segui sem ao menos olhar para meus amigos.

Uma porta dupla foi aberta e eu passei correndo por ela e logo eu estava em um consultório chique e de cores marfim.

-Sente-se por favor Lauren. -Ele pediu e imediatamente eu fiz, eu sabia que iria cair mesmo.

Encarei-o enquanto ele organizava alguns papéis em cima da mesa e não me olhava. Quando ele terminou, soltou um suspiro longo e cruzou as mãos em cima da mesa e me encarou.

-Preciso que seja forte. -Disse e eu senti meu coração novamente se apertar, e meus olhos já encheram de lágrimas. -Lauren, eu não posso te contar isso, com a fragilidade em que você se encontra. -Passei as mãos no rosto.

-Ela é minha noiva Aaron, como quer que eu seja forte, sabendo que ela pode estar morta agora?. -Perguntei um pouco alterada e ele suspirou.

-Se isso te faz sentir-se melhor, Camila não está morta. -Meu coração por um momento se confortou, e eu suspirei, alto e aliviada. -Mas ela está doente. -Olhei para ele.

-Como?. -Perguntei tentando mesmo ouvir aquilo.

-Olha Lauren, eu deveria saber como te contar isso, eu tenho anos de experiência, mas eu simplesmente não consigo, vocês são jovens, tem tanto o que viver e...

-Seja direto. -Falei entre dentes e ele suspirou fechando os olhos.

-Ok. -Ele sussurrou olhando para as mãos como se tentasse se convencer de desistir. -Camila está com câncer.

Encarei seu rosto, procurando um resquício de mentira ali, mas o que doeu, foi não encontrar.

Fechei os olhos e senti as lágrimas caírem na minha calça. Câncer, Camila estava com câncer, e o que eu poderia fazer agora céus?.

-Por favor diga alguma coisa. -Ele disse e eu o olhei.

-Quanto tempo?. -Ele suspirou.

-Dois meses. -Levantei instantaneamente e o olhei incrédulo.

-Dois meses?Viemos mês passado saber sobre o bebê, e vocês não nos avisaram, dois meses?Isso é um pouco tarde para um tratamento. -Ele olhou para a cadeira e eu entendi que eu precisava sentar.

-Ela veio saber do bebê, não uma consulta semanal, eu sinto muito Lauren, mas tarde, não é. -O olhei. -A doença ainda está se formando aqui. -Ergueu um raio-x craniano e apontou com a caneta no lado esquerdo. -Podemos reverter essa situação e eu estou disposto, a ajudar. -Senti meu coração pular da caixa torácica.

-O que eu posso fazer?. -Perguntei ainda perdida.

-Primeiro, você irá para casa, tomar um bom banho, comer claro, separar algumas peças de roupas suas, dela e do bebê. -Assenti. -E você irá ficar ao lado dela.

-Uma pergunta. -Ele assentiu. -Quais são as chances dela não sobreviver?Dessa doença tomar conta do seu cérebro o mais rápido que não possamos ver?. -Ele suspirou.

-É matemática, tudo é matemática Lauren, só que essa matemática é um tanto delicada, veja aqui. -Apontou para uma bola. -Você sabe qual a massa e a densidade que essa bola tem ao cair no chão?. -Revirei os olhos.

-Eu sou fissurada em ciência sim Aaron, mas eu não quero tratar do assunto usando ela. -Ele ergueu a mão para que eu esperasse.

-Precisamos de exames, os exames são como cálculos, Camila é como a fórmula para a formação dos cálculos, e os resultados dos exames, serão o começo para o tratamento, e aí sim, eu poderei te responder as duas perguntas. -Passei as mãos no cabelo.

-O cabelo dela?. -Ele deu de ombros.

-A quimioterapia e a radiação dos exames à laser são fortes, mas, ela raspará o cabelo se quiser, a opção é dela. -Assenti devagar. -Enquanto à sua filha, creio que já sabe sobre sua condição e...

-Sim eu sei, ela puxou à mim, literalmente, e eu achando que era um garoto. -Ele sorriu.

-Meus parabéns, sua filha é linda. -Assenti. -Agora faça o que eu disse, vá para casa Lauren. -Assenti e me levantei saindo da sua sala um tanto desnorteada.

Quando cheguei na sala de espera, todos se levantaram para falar comigo, o desespero, preocupação e tristeza em seus rostos.

-O que aconteceu lá dentro?O que ele disse Laur?. -Harry perguntou.

-Está tudo bem. -Disse tentando convencer à mim mesma e passei por eles indo para fora do hospital.


Notas Finais


It's gonna be okay...
Eu amo vocês...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...