História Shut up and kiss me! - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Suga
Tags Daddy Kink, Jimin!seme, Springs Day, Yoongi!uke, Yoonji, Yoonmin
Visualizações 239
Palavras 1.677
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaa pessoal! Como prometido, fiz um capítulo bônus para vocês!

Boa leituraaa!

Capítulo 7 - O menino das mãos fofas


[...]

 

 - Queridos ouvintes ou leitores, aqui é Min Yoongi, ao vivo e em Stereo, ap...

 - Aish Yoongi, tá muito gay isso ai! Tá parecendo que você vai fazer fita de todo mundo.

Jimin, pela décima vez me interrompia. Desde que chegamos neste ‘’ novo mundo’’ que é o lugar para aonde fomos mandados depois de morrermos, eu tento fazer um vídeo para o nada, eu sei que ninguém verá, mas já que Jin ainda não está entre nós, é o único jeito de eu me distrair. Os dias passam devagar, eu e Jimin ficamos aos beijos e pegações, nem nos preocupamos mais se alguém vai bater na porta ou se temos aula na faculdade. Revirei meus olhos o encarando de pé apenas com uma toalha tampando suas partes, respirei fundo e contei até dez antes de perguntar o porquê de ele estar daquele jeito, sendo que eu estava com uma câmera ligada.

 - Aonde você pensa que vai desse jeito Park Jimin? – Ouvi sua risada e sua toalha ser retirada, revelando o belo corpo de meu namorado que nesse momento, eu queria esganar. E sim, ele estava me distraindo!

 - Já que só existe nós dois aqui nessa floresta, vou correr pelado ué. – Ele fala isso como se fosse a coisa mais normal do mundo. Ai minha querida Pabllo Vittar, me ajuda!

 - Vai logo, eu quero gravar. Me dá beijinho antes? – Fiz um bico esperando ele vir até mim, não demorou muito e ele veioe me dando alguns selinhos, que se tornaria um beijo se eu não tivesse separado ele.

 - Deixa esse vídeo pra lá. – Sussurrou ao pé de meu ouvido, e se eu não estivesse sentado, eu cairia em seus braços agora. É incrível o jeito que ele me deixa apenas com um sussurrar. Ri com sua frase alisando sua nuca e cedendo. – Vai contar pra todo mundo que um cara chamado Clay era seu melhor amigo também?

 - AISH, SAI DAQUI LOGO! – Ouvi ele rir novamente em quanto eu atirava uma almofada nele, o olhei parado na porta com um belo sorriso, me jogando um beijo.

 - Eu te amo.

Aish, esse homem... Okay! Continuando, vou contar a vocês como eu e Jimin nos pegamos pela primeira vez, e não é uma coisa de pouco tempo, foi na semana que nos conhecemos e confesso a vocês, foi a primeira vez que comecei a vê-lo com outros olhos. Afinal, quem iria imaginar que um garoto de bochechas tão adoráveis e uma boca tão macia pagasse um boquete tão bom?

 

‘’ Tudo começou no dia 25 de junho de 2013, eu já havia me acostumado com a presença de Jimin e andava na maior parte do tempo com Hoseok e o ruivo vivia grudado com Jungkook. Era irritante ver o jeito como aqueles dois ficavam grudados, sempre com beijinhos e abraços por aí e eu, claro, tendo que me segurar para não esganar um dos dois. Hoseok e eu estávamos nos decidindo, ele queria algo mais sério comigo e eu... Bom... Só tinha olhos para o ruivo bochechudo de mãos fofas. Não era ciúmes, mas o jeito que eles ficavam era nojento e todos achavam adorável os beijos e carícias que eles trocavam, podia ser sim um pouco de ciúmes de minha parte, mas convenhamos, uma coisa é ser doce outra coisa é morrer de diabetes!

Pulando a parte em que eu morria de ciúmes do crush sem nem ter nada com ele(ainda), Namjoon inventou uma comemoração, dizendo que queria comemorar que tínhamos passado nas provas da faculdade, eu já estava me preparando psicologicamente para os ataques histéricos que Hoseok e Taehyung dariam assim que começassem a beber e aquele monte de pessoas dentro de nosso pequeno apartamento. Jin e eu não concordamos com isso desde o começo, mas foi inevitável, a maioria venceu e vamos ter que aguentar essa ‘’ festinha’’ até amanhecer. Namjoon e Jimin compraram várias e várias bebidas, os meus amáveis sofás foram empurrados parar criar uma pista de dança e um amigo D.J. de Taehyung foi contratado (amigo? ARAM!).

A festa nem havia começado direito e já estavam todos bêbados, inclusive Jimin que dançava sem camisa encima de uma mesa, estava na cara que ele estava alto, rodeado de piranhas de todos os tipos, fazendo meu sangue ferver um pouco. Olhei em volta vendo, como sempre, Jungkook quase engolindo uma garota pela boca, já que trocavam um beijo nojento desentupidor de pia, ainda bem que Jimin não está vendo isso...

 - H-hyung, você viu aquilo? – Falei cedo demais. Escutei Jimin sussurrar as palavras em meu ouvido, vi seus olhinhos se enchendo de água e um bico fofo se formar em seus lábios carnudos. O abracei protetor sentindo seus braços rodeando minha cintura, essa sensação seria boa se não fosse nessa situação. O puxei para o único banheiro da casa que estava vazio que era o meu, já que havia trancado (não dividia o quarto com ninguém graças aos céus) e peguei alguns papéis higiênicos para enxugar suas lágrimas que teimavam a cair aos montes.

 - Você não devia dar muita atenção a ele. – Soltei, vendo seus olhos encontrarem os meus e suas costas encostarem no azulejo frio, parei de secar seu rosto vendo uma expressão séria brotar no mesmo. Aproveitei o momento para encarar melhor seu corpo, estava mais forte do que eu me lembrava, com a típica tatuagem postiça que ele fazia questão de fazer no abdômen que estava se formando na época, mas não deixava de sentir uma vontade grande de passar minha língua por ali. Estava se tornando um mini pecado, e isso eu não podia negar.

 - E você hyung? Quer me tocar? – Sua voz fina, ecoou pelos meus ouvidos, e aquela frase fez com que um arrepio corresse pelo meu corpo e chegasse em meu membro, causando um pequeno efeito ali. Eu não estava tão bêbado, tinha bebido um ou dois copos, já Jimin, havia bebido mais, e se eu fizesse alguma coisa e ele se lembrasse no dia seguinte? Engoli seco sentindo sua mão macia massagear de leve meu membro por cima da calça de moletom, me fazendo apoiar os braços na parede atrás dele e segurar o gemido que queria sair de minha boca. Fechei meus olhos apenas aproveitando aquela massagem gostosa que estava recebendo, coloquei minha mão sobre a de Jimin alisando a mesma, o incentivando a continuar. Abri meus olhos apenas para observar os seus se arregalando um pouco quando meu membro ficou completamente duro em sua mão, foda-se se Jimin se lembrasse.

 - Quer que eu te toque? – Perguntei em seu ouvido, vendo minha voz grossa e levemente rouca fazer efeito em seu corpo, observei ele morder seus lábios e desci minha mão até seu membro dando um aperto ali, ouvindo um gemido fino sair deles, fazendo meu tesão aumentar.

 - S-sim hyung. – Respondeu assim que abri sua calça e comecei a massagear seu membro sem aqueles panos incômodos, sentindo seu falo crescer mais e mais a cada beijo que dava em seu pescoço e a cada movimento de minha mão.

Colei nossos corpos e aproveitando por ser mais alto que ele na época, aproveitei para levar minha mão livre para seu bumbum farto e macio, finalmente o apertando, nós dois soltamos gemidos altos assim que senti sua mão apertando fortemente meu membro. Acelerei a masturbação que estava fazendo nele dando castos selinhos em seus lábios e me deliciando com seus gemidos manhosos e finos pedindo por mais, logo ouço um gemido mais alto e seu liquido sujando minha mão. Sorri passando a língua por minha mão apreciando seu gosto pela primeira vez, vendo meu pequeno com a boca entreaberta, com a respiração ofegante.

Um sorriso malicioso brotou em seus lábios e logo ele se ajoelhou em frente ao meu membro duro já liberto pela calça. Olhei em sua direção sentindo, finalmente, sua boca macia e quente o envolvendo. Soltei um gemido longo assim que pude apreciar a bela visão de Jimin com as bochechas e lábios vermelhos pagando um delicioso boquete, tão esperado por mim. Não pude deixar de segurar em seus cabelos negros o ajudando nos movimentos, passando a foder a sua boca macia cada vez mais rápido e fundo, soltando gemidos roucos e altos. Não demorou muito para eu gozar em sua boca, confesso que nunca gozei tanto em minha vida, vislumbrei a visão de Jimin engolindo todo o meu gozo dando vários beijinhos em meu membro, me fazendo arrepiar. Aish, esse garoto...

 - Seu gosto é o melhor do que o do Jungkook. – Rio com seu comentário, que me deixou extremamente feliz, puxando ele para que se levantasse e lavasse seu rosto que estava sujo com meus jatos. Aquela era a melhor coisa que eu ouviria além de seus gemidos.

 - Temos que voltar para lá. – Disse dando um último selinho em seus lábios e logo pude sentir seu abraço novamente.

 - Obrigado por me ajudar Hyung!’’

 

 - E seu gosto continua sendo melhor do que o do Jungkook. – Revirei os olhos acordando de meu flashback e não pude deixar de rir quando vi Jimin ainda nu com várias flores pelo seu corpo e sujo de lama, até em seu membro. Pois é, ele tinha mesmo ido correr pelado. Aproveitei para observá-lo melhor, ele realmente tinha mudado bastante desde aquele dia, ele cresceu, ficou mais forte e muito mais gostoso.

  - Espero que ninguém tenha te visto. – Brinquei desligando a câmera e levantei indo até ele com meu pijama de vaca que eu simplesmente adorava e que havia ganhado dele quando ainda éramos vivos.

 - Só o sol me viu. – Dei-lhe um selinho sendo deitado na cama por ele, não pude deixar de entrelaçar meus braços em volta de seu pescoço o trazendo para mais perto e o beijando deliciosamente. Separei o beijo assim que percebi que ele estava encima da cama sujo daquele jeito.

 - Vai tomar um banho, está sujando tudo.

 - Grr, estou indo hyung!

O que posso dizer? Vocês já sabem! Eu o amo, mesmo depois de perdermos a vida.


Notas Finais


Deixem seus comentários e favoritem! Obrigada por acompanharem!

Beijooooos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...