História Sick Love - Capítulo 36


Escrita por: ~ e ~debora

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Criminal, Justin Bieber
Visualizações 172
Palavras 1.767
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLÁ MEUS AMOREEEEEEEES, cheguei com mais um cap quentíssimo e espero que vocês gostem desse caralho,,,, boa leitura

Capítulo 36 - Pool Party


Fanfic / Fanfiction Sick Love - Capítulo 36 - Pool Party

 

ALANA HASTINGS P.O.V 

Abri os olhos com dificuldade e pude ver a claridade invadir o local, eu estava no quarto de Justin. Aos poucos as lembranças da noite anterior invadiram minha mente. Motel. Melhor sexo. CARALHO. 

Nós passamos a noite toda fodendo e quando chegamos em casa... bom, fodemos mais um pouco. E Justin nunca vai saber disso mas, eu me sentia até meio dolorida. Isso me lembra que, preciso urgentemente tomar pílula. 

Justin dormia profundamente ao meu lado com sua perna jogada em cima do meu corpo. Nem é folgado. Lentamente comecei a tentar afastar seu corpo do meu sem acorda-lo mas foi sem sucesso, já que em segundos ele abriu os olhos, abrindo um puta de um sorriso quando me encarou. 

-Está inteira Lana? 

-Mais do que você imagina gatinho, pronta pra outra. 

-Assim que eu gosto. - Num piscar de olhos ele tava em cima de mim e iniciava um beijo apressado. Nem tínhamos escovado ainda, mas vamos combinar que os beijos de Justin Bieber são bons de qualquer jeito. 

Ouvimos a porta ser aberta e uma gritaria fez com que eu empurrasse Justin de cima de mim. 

-Caralho, a essa hora e vocês já tão no bem bom. - Ryan e Alexia estavam no quarto nos encarando e segurando o riso. 

-Vão tomar no cu, porra. - Justin arremessou o travesseiro mas o garoto desviou. 

-Viemos acordar vocês porque vamos fazer uma pequena festinha na piscina e vamos chamar algumas pessoas, nada muito exagerado. - Alexia disse dando ênfase no "nada muito exagerado". 

-E nem me pediram permissão? Tô fraco mesmo. - Eu estava apenas com uma camiseta de Justin e ele estava só de cueca mas seu corpo estava coberto pelo lençol, o que eu agradeço já que a situação seria constrangedora. 

-A casa também é nossa, levantem casal. - Ryan disse pegando a mão de Alexia e saindo dali, mas não sem antes eu receber uma olhada significativa dela. Ela tinha muito que me explicar... eles não estavam brigados, porra?

Justin se levantou indo em direção ao banheiro e eu fiquei rolando na cama numa preguiça do caralho, até que ouvi o bipe, o que significava que eu tinha uma nova mensagem. 

Era uma foto minha em cima da picape ontem, dançando, antes da confusão. 

Você será a melhor aquisição da minha prateleira de troféus. -W. 

Mas o que? Gente, essa porra tá achando que isso é série adolescente? Mandar mensagem anônima com ameaçazinha é o cúmulo, já tá fora de moda. 

Assim que ouvi os passos de Justin se aproximando apaguei a mensagem rapidamente e me levantei, passando do seu lado em direção a porta, não sem antes receber um tapa na bunda que resultou numa olhada feia e mortal que lancei pro trouxa. 

Entrei no meu quarto e fui ao meu banheiro, fazendo minhas higienes e aproveitando pra tomar o remédio. Ouvi um som ser ligado e gritos começaram a serem ouvidos. 

De acordo com meu celular eram 1:56 P.M de uma segunda feira e pra curar a ressaca nada melhor do que encher a cara mais um pouco, certo?

Vesti apenas um biquini qualquer e peguei meus óculos, saindo do quarto e descendo as escadas. Eu já podia ouvir a batida frenética e o barulho de pessoas conversando e se jogando na água. Naquela tarde o sol de LA estava de rachar e eu estava super tentada a me juntar a quem quer que estivesse dando um mergulho. 

Assim que cheguei na área da piscina vi mais vadias do que caras, várias putas transitavam pela área e havia em torno de apenas uns 10 homens que eu não conhecia, mas havia o dobro de mulheres. 

Avistei minhas amigas deitadas em espreguiçadeiras e me aproximei me sentando em uma ao lado de Nataly. 

-Da onde saiu tanta baranga? - Perguntei pegando uma latinha de skol beats que havia em um isopor ali do lado já abrindo. 

-Eu estava me perguntando a mesma coisa. - Annabeth respondeu ajeitando seu chapéu na cabeça. 

Havia um grupo de umas seis garotas conversando na beira da piscina e pude vê-las cochicharem algo entre si e rapidamente arrumarem suas posturas, espremendo os peitos e abrindo sorrisos oferecidos. 

Olhei na direção que elas olhavam e vi Justin aparecendo sem camisa, com um óculos no rosto e um sorriso de molhar a calcinha de qualquer uma. 

Se essas putas não derem uma segurada, vai rolar porrada aqui hoje. 

Vi Bieber ir em direção a um grupo de homens que conversavam com Ryan, Chaz e Chris, e os cumprimentar com um toque de mãos. Em um certo momento um loiro alto apontou em minha direção e eu pude ver Justin fechar a cara enquanto Chris travava o maxilar. Ryan começou a puxar Bieber dali e eu apenas tentava entender o que tinha se passado, o cara que tinha apontado estava branco feito giz ao ouvir algo que Chaz falou em seu ouvido. 

Ryan largou Justin e ele veio até mim, tirando minhas pernas da espreguiçadeira e colocando em cima de seu colo antes de me tascar um beijo de perder o ar. 

-Aquele arrombado me perguntou em qual boate você trabalhava. - Ele disse quando cortou o beijo. - E quanto você cobrava. - Ele tinha o maxilar travado e isso o deixava sexy pra porra. 

-Ele me confundiu com uma vadia? É isso? - Eu estava levemente ofendida. As únicas vadias aqui eram aquele grupinho de magricelas que ainda comiam Justin com os olhos mesmo depois dele ter me beijado. 

-Sim, e quando eu ia virar um murro nele, Ryan cortou meu barato. 

-Eu mesma viraria um murro nele se ele já não estivesse indo embora. -Falei apontando pra direção que o tal seguia. 

-Não gostei dele. - Justin disse. 

-Tem muita gente aqui que não gosto mas tô aturando. - Falei e Justin soltou uma risadinha. - Sério Bieber, pra que tantas vadias nessa merda?

- Culpe os garotos, não eu. - Ele disse se levantando e me pegando no colo. - Que tal dar um mergulho? - Ele tinha um sorriso divertido nos lábios e eu demorei pra raciocinar o que ia acontecer em seguida. 

-Não! JUSTIN, CARALHO. - Gritei mas foi em vão. Um segundo depois eu estava encharcada e subindo na superfície da água pra poder respirar, cuspindo uma 2 litros de água. - Bieber eu te odeio. - Todo mundo ao redor ria da cena e eu pude ver Annabeth até tirando uma foto. 

-Você tem um reflexo lento Hastings. Dava tempo de se soltar. - Ele veio até mim me emprensando na borda da piscina e me beijando, com suas mãos em minha bunda. 

-SEXO NA PISCINA UHU. - Pude ouvir a voz de Chaz e separei o beijo apenas pra rir. 

[...]

Estava tudo na mais perfeita harmonia, havia aparecido mais uns caras e Justin até apresentou eles pra mim e as meninas como parte de sua equipe. Eu já havia bebido um pouco mais (fumado também) e Alexia já havia me contado tudo que aconteceu ontem (aparentemente Ryan pegou ela aos beijos com um cara no racha e deu uma de Justin, ficou puto, e disse que queria exclusividade, agora eles ficam sério mas não namoram, pelo menos, foi o que eu entendi). Aquelas putas ainda se ofereciam de todas as formas pro Justin e eu estava perdendo a paciência que eu nem tinha. 

Eu estava sentada com os pés na água ao lado de Nataly conversando sobre algo aleatório quando vi meu namorado indo pegar alguma bebida, mas uma loira oxigenada do grupinho que eu não tinha ido com a cara, se levantou indo em sua direção como quem não quer nada, até que ela derramou bebida no peitoral do meu namorado ""SEM QUERER"", e resolveu passar a mão no peitoral do meu namorado INOCENTEMENTE. 

O cu dela que foi inocente isso. 

Me levantei com tudo indo até os dois e pude pegar o final da conversinha. 

-Me desculpe, Justin. Eu não sei aonde tô com a cabeça. - Ela passava a mão no peito e na barriga dele como se tentasse "limpar" o que havia derramado mas tava na cara que ela tava era se oferecendo, repito, PRO MEU NAMORADO. 

-Sem problemas. - Justin falou com um sorriso divertido quando me viu, já que a garota estava de costas pra mim mas ele não. 

Fui até ela cutucando suas costas, quando ela se virou arqueou as sobrancelhas e fez uma cara de desentendida. 

Eu avisei que ia rolar porrada 

-Gatinha, até um cego percebeu que você tá doidinha pra abrir as pernas pro meu namorado. - Falei com um sorriso irônico no rosto enquanto a garota ficava um pimentão de tão vermelha. Ouvi os meninos segurarem as risadas, diferente de Alexia e Nataly que estavam rindo da situação. 

- Eu não... - Ela ia falar algo mas eu a cortei. 

-Me poupe, e se poupe. Pra galinha eu dou milho e não moral. - Comecei a me aproximar dela e a vi engolir em seco. Justin apenas encarava tudo com aquele tipico sorriso na cara. - Eu tenho uma ideia ótima de como apagar seu fogo. - A peguei pelos cabelos e antes que ela reagisse eu arremessei a individua na piscina não dando tempo nem das pessoas raciocinarem o que tava acontecendo. Fui até o grupo das suas "amigas" que olhavam tudo com expressão assustada no rosto e me abaixei falando perto delas. - Que sirva de lição pra vocês também. - E assim eu me recompus enquanto todos ainda estavam admirados com a situação. 

[...] 

- Isso foi uma crise de ciúmes nítida, Hastings. Eu tô impressionado. - Justin falou se sentando ao meu lado. 

- Apenas estou cuidando do que é meu. - Dei de ombros ainda olhando pra frente e bebendo meu drink. Justin pousou sua mão na minha coxa e começou a fazer carinho na região. 

- Você fica muito sexy brava. - Ele disse perto do meu ouvido fazendo com que eu me arrepiasse. Maldito seja! 

- Você fica muito sexy de boca fechada. - Falei antes de atacar seus lábios. Minha boca começou a explorar cada parte da sua e pude senti-lo chupar levemente minha lingua fazendo com que eu soltasse um gemido abafado. Minhas mãos foram pra sua nuca na tentativa de o puxar pra mais perto de mim (o que eu acho que seria impossível). Abri os olhos por um segundo e quando vi aquilo me afastei de Justin rapidamente que me encarava sem entender nada. 

Pela porta dos fundos da casa, entrava o moreno gostoso daquele dia da boate, Damon. 





Notas Finais


SE VCS NÃO PERCEBERAM AINDA DAMON VAI SER O GOSTOSO DO IAN, BOA NOITE AJAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHA AIAI TÔ AMANDO BICHO


ESPERO Q GOSTEM, FOI PEQUENO MAS O PRÓXIMO VAI SER TOPSTER TÁ GALERO?????


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...