História Sick Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 35
Palavras 862
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Caindo no amor


Ian

Dois meses,é o tempo que eu estou cortejando a jovem florista, eu nunca me imaginei em encontros,mas essa jovem tem algo especial, e a julgar pelo seu comportamento eu aposto toda minha fortuna, que ela é totalmente inocente, a pureza é gritante ao seu redor. Eu nunca me imaginei com uma virgem também, ela me fez quebrar minhas regras de não sair em encontros e nunca  transar com uma virgem, eu sou muito jovem para me amarrar em relacionamento, ta bom nem tão jovem assim,mas 28 anos ainda é uma idade precoce para uma relação além de sexo.

Hoje eu planejei tudo certo,marquei um jantar no hotel onde eu sou o dono, e deixei a suíte pronta, hoje eu entro no meio de suas pernas.

Eu olho o relógio e falta apenas um minuto para ela chegar,eu tomo um gole do meu vinho para disfarçar meu nervosismo, olho para a porta no exato momento que ela entra, seu cabelo negro está em um rabo de cavalo no alto da cabeça com algumas mexas solta em volta de seu rosto angelical, seus olhos azuis brilham quando me vê, o vestido preto está colado em seu corpo,mostrando as curvas de seu corpo esbelto, ela sorri e caminha em minha direção

-Zoe você está linda!- eu levanto e beijo sua bochecha, o perfume dela invade meus sentidos, e meu pau desperta

-Obrigada, e você, bem você está perfeito como sempre!- ela diz e logo seu rosto fica vermelho

-Eu fiz o pedido por nós dois,a lagosta daqui é a melhor da cidade!- eu digo me sentando de frente para ela.

Durante todo o jantar ela,me fala como foi seu dia,e do progresso de sua tia Becca,que sofre de uma doença crônica, mas o que mais me surpreendeu foi o fato de realmente estar interessado em tudo o que ela diz,eu preciso transar com ela e me livrar antes que isso se transforma em algo mais que isso.

-Ian? Você está bem?- ela pergunta me tirando dos pensamentos

-Zoe,eu tenho uma suíte reservada, gostaria de subir,para ficarmos mais a vontade?- eu dou meu melhor sorriso, e por um segundo eu imagino que ela vai negar,mas então um sorriso tímido surge em seus lábios e ela concorda.

Seguimos em silêncio até a suíte, eu pego em sua mão e a sinto gelada

-Gostaria de tomar algo para relaxar?-eu ofereço

-Acho que minha idade não permite -ela sorri

-Eu asseguro que ninguém ficará sabendo!- eu faço dois drinks e observo seu rosto fazer uma careta ao dar o primeiro gole no whisky, eu sorrio

-Acho que isso não é para mim,desculpe tem algo mais doce?- eu me aproximo e beijo seu pescoço, ela geme e fica mole em meus braços, ela tem uma queda por mim,eu capturo seus lábios e sinto o gosto do whisky, a beijo com mais paixão, uma luxúria que eu nunca senti antes, eu retiro a alça de seu vestido expondo um seio redondo com o bico duro,com a ponta dos dedos eu o aperto,em instante estamos na enorme cama king size,eu não paro de beija-la e estimular seu seio,ela geme,a sinto tremer embaixo do meu corpo,meus pau lateja precisando de de libertação, me encaixo entre suas pernas,meus dedos tiram sua calcinha e posso sentir sua umidade, com pressa eu abro meu zíper e com movimentos rápidos eu entro nela,seus gritos são abafados em minha boca,sua boceta apertada envolve meu pau,e como um adolescente eu perco o controle e gozo,eu nunca perdi o controle assim,eu abro meus olhos e olho em seu rosto que ainda tem uma fisionomia de dor,e puta que pariu, isso me excitou pra caralho, meu pau ganhou vida ainda dentro de seu buraco apertado, eu volto a me mexer,ela geme a cada movimento,desta fez eu faço sem pressa, sua entrada está escorregadia por causa da minha porra,eu pego seu peito com os dentes, e entre mordidas e chupões eu a fodo até a exaustão.

Acordo com um raio de sol batendo em meu rosto, o perfume dela é a coisa mais gostosa de sentir ao acordar, ela respira calmamente, linda de qualquer jeito, eu levanto sem fazer barulho, preparo a banheira e peço o café da manhã com tudo o que temos direito.

Ela acorda no meu terceiro beijo,e sorri timidamente, ela é perfeita

-Bom dia!

-Oi, desculpa eu acabei pegando no sono e esqueci da hora...

-Eu adorei,acordar e ver você é a melhor coisa..Agora venha, há uma banheira gritando nossos nomes!- eu a beijo e ajudo a se levantar, ela tenta esconder seu corpo com o lençol, e por um momento pensei que ela fosse morrer de vergonha quando ela avistou a pequena mancha vermelha na cama,eu sorrio com orgulho, ser o primeiro dela me faz orgulhoso,eu a levo para o banheiro. Eu nunca tomei banho com alguém antes, eu nunca dormi com alguém antes,eu apenas faço sexo e já me livro, mas Zoe tem algo diferente nela.

Depois do banho,temos nosso café da manhã, e uma Zoe brincalhona e sorridente surge,e me sinto mal em ter de deixa-la ir embora

-Zoe, o que fará esse final de semana?

E foi assim que aconteceu meu primeiro relacionamento...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...