História Sick Love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 30
Palavras 970
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Poder


Ian

Zoe está calada ao meu lado,está se esforçando para não mostrar fraqueza como eu ordenei,e a partir de hoje eu não peço, eu ordeno,ontem depois que ela me dispensou perdi a cabeça, mas foi ela quem pediu por isso,e como a futura senhora Ian Knox,ela aprenderá como se comportar em público, e hoje é seu primeiro teste, chegamos no local e todos meus amigos e sócios estão a nossa espera, ela sorri,eu pego em sua mão e faço as apresentações, todos se encantam com sua beleza, eu não tinha dúvidas sobre isso, estava tudo indo bem até que eu escuto a voz que me faz perder a cabeça

-Olha se não é o grande Ian Knox amarrado, eu não pude acreditar quando eu ouvi os boatos, mas agora olhando essa bela jovem eu posso entender,é Ian eu lhe devo os parabéns, uma verdadeira jóia rara!-  Pietro levanta a sua taça e dá seu melhor sorriso sarcástico.

Pietro é meu irmão mais novo por parte de pai,eu o descobri a cinco anos quando meu pai morreu e deixou em testamento metade de sua herança para o filho bastardo que ele teve com alguma prostituta italiana, se o velho não estivesse morto eu mesmo o teria matado. Pietro é o oposto de mim, eu que sempre mantenho minha vida particular em segredo o máximo que eu posso,ele expõe cada passo que dá, um playboy aventureiro, nós não temos nada em comum a não ser a cor dos olhos,verdes como esmeraldas assim como nosso pai, eu tenho o cabelo loiro de minha mãe, Pietro tem os cabelos negros como a escuridão e sempre os deixou desleixado, eu sou organizado e ele? bem,ele faz as bagunças para que eu limpasse tudo.

Eu sorrio e levanto minha taça em saudação, ele sabe que não é bem vindo,ele se aproxima e pega na mão de Zoe,

-Muito prazer,futura irmãzinha, se quer um conselho? Fuja enquanto pode! -ele diz sorrindo,e me dá uma piscada, raiva ferve em meu sangue, Zoe apenas ficou olhando confusa, mas meu tormento não estava no fim,minha mãe Barbara Knox, aparece e seu sorriso engana a todos menos a mim,ela está furiosa por não ter sido convidada para minha pequena reunião, eu faço uma anotação mental,de acabar com a raça de quem deu com a língua nos dentes.

-Meu filho querido,espero não ter chegado muito atrasada, em Páris está um mal tempo,se não fosse nosso jatinho quase que eu perco esse jantar,e quem é essa moça encantadora?- ela me cumprimenta e ignora completamente Pietro ao nosso lado

-Mamãe está é Zoe Fleming, minha noiva, querida esta é minha mãe Barbara Knox!- minha mãe a olha de cima em baixo, típico dela,

-Querida se vai entrar para o clã Knox, precisa urgentemente de um guarda-roupa novo!- Zoe fica vermelha, envergonhada

-Como disse,fuja enquanto ainda pode,entrar para essa família é o mesmo que assinar um contrato com o próprio diabo, se me dêem licença vou a caça... E Barbara, essa última cirurgia não surgiu efeito, eu ainda posso ver algumas rugas debaixo de tanta maquiagem! - ele manda um beijo e sai,mamãe o fulmina com os olhos

-Seu pai não poderia me castigar pior que isso,e você seu ingrato,quando pensou em me contar que pretende se casar com uma florista? Onde está com a cabeça Ian? Eu sempre suportei sua vida vadia, mas imaginei que fosse ter senso e se casar com alguém a sua altura,francamente!-ela destila seu veneno sem se importar com Zoe ao nosso lado ouvindo tudo

-A vida é minha mamãe, eu me casarei com quem eu quiser,e Zoe está na minha vida há mais tempo que você que me deu a vida, agora nos dê licença, curta a festa os canapés estão divinos!- eu levo Zoe para longe de minha mãe que nos sorri como se tudo estivesse bem.

Depois de anunciar a todos meu noivado, eu a levo para o meu apartamento, onde ela nunca conheceu, ela está apreensiva

-Quer beber algo?-ela balança a cabeça, ela não disse uma palavra desde que saímos do nosso jantar de noivado repentino,me aproximo e pego em sua cintura e abraço ela faz uma careta de dor,eu sei o porque, eu retiro suas roupas e vejo as manchas roxas,em suas costas,resultado da  surra que ela levou ao tentar me deixar,a levo até um grande espelho que tem no meu banheiro

-Olha o que você fez a sí mesma Zoe! Sempre que for fazer alguma bobagem ,como a de querer me deixar,pensa no mal que isso pode lhe causar- ela olha e seu olhos já se enchem de lágrimas, eu a forço para baixo e coloco meu pau ainda mole para fora

-Me agrade por ter lhe proporcionado uma noite memorável!- sim eu sei a noite foi terrível, mas ela tem de aprender a me agradar por qualquer coisa,ela soluça, eu coloco meu pau em sua boca e a fodo até gozar e fazê-la engolir,em todo o momento eu nos via em ação pelo espelho e vê-la de joelhos me excitou pra caralho, apesar da mancha roxa estar por todas as suas costas, não tirou sua beleza

-Boa garota,agora beija meu pé!- eu ordeno,ela faz enquanto chora, eu coloco meu pé em sua boca, e forço a entrada provocando ânsia nela,

-Agora deita no chão e abra suas pernas para mim,e me olhe Zoe, não feche seus olhos...!- ela obedece eu introduzo meu pé em sua boceta, ela geme com os olhos arregalados, ela implora para eu parar,e isso faz meu pau endurecer,eu me masturbo enquanto meu pé fica dentro dela,minha porra explode em seus seios e rosto

-Agora você ficará assim até a minha segunda ordem!- eu retiro meu pé e a faço lamber.

Depois de um banho eu me deito na cama e adormeço olhando para minha pequena amada obedecendo minhas ordens.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...