História Sick Love - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 32
Palavras 558
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Útil


Ian

Eu sigo minha rotina tranquilamente enquanto meus detetives estão atrás de Zoe, eu ainda não acredito que ela foi capaz de me drogar, mas ela será devidamente punida por suas ações.

Eu estou na mesa de jantar quando Pietro chega, fazia algumas semanas que ele me deu o prazer de desaparecer, pelo jeito me torturar é mais divertido que suas aventuras.

Eu ignoro sua presença,ele se senta a minha frente e é servido, logo em seguida ele pede para os criados nos deixar à sós, eu levanto minha cabeça e o olho com confusão.

-O que quer conversar de tão urgente, que não pode nem ao menos esperar o jantar terminar?

-Zoe Fleming!- ele diz e meu sangue queima de raiva.

-O que você quer saber sobre minha noiva?- eu pergunto não escondendo meu desagrado.

-A verdade, onde aquela jovem está? Já faz o que? Sete ou oito meses? Você não acha estranho esse surto durar tanto tempo?- ele pergunta é da uma mordida em seu pão.

Apesar de sua postura relaxada,eu sei que ele sabe de alguma coisa, ele é esperto demais para ficar de joguinhos.

-Na verdade, ela me deixou, disse que não se encaixaria no meu mundo... Eu tentei convence-la, mas não posso obrigar ninguém a gostar de mim, eu sofri no incio, por isso inventei a história do surto, eu pensei que fosse ser menos doloroso...- ele acena e então volta para sua refeição.

-Pensa em algum momento ter uma família? Sabe tipo... esposa e filhos?- ele agora está sorrindo,um sorriso zombeteiro,mas não me deixo levar pela raiva.

-Em algum momento isso irá acontecer..

-As vezes mais rápido do que imagina..- eu não perco sua ironia,mas prefiro não responder.

Eu deito na minha cama e a frustração de não saber onde está minha noiva quase me sufoca.

Desde que Zoe me drogou e fugiu para longe eu tento seguir em frente, minha fachada é a mesma que todos conhecem, o indestrutível Ian Knox, mas por dentro eu estou arruinado,quando meu telefone toca é a única vez que meu coração bate para a vida na esperança do maldito detetive ter alguma novidade. Ela irá pagar por isso, esse sofrimento não será em vão, Zoe Fleming é minha e sei que em breve irei tê-la em meus braços novamente.

Estou na empresa quando meu celular toca, um número desconhecido, eu não atenderia, mas nós últimos tempos eu não recuso mais nenhuma chamada.

-Alo?

-Bom dia, aqui quem fala é a enfermeira chefe do hospital St Martin, gostaria de falar com o senhor Ian Knox

- É ele...

-Senhor, estamos ligando pois seu número constava no pertence de uma jovem sem identificação, ela foi atropelada e está em estado grave..

-Estou a caminho !- eu a interrompo.

Finalmente a encontrei, adrenalina volta a correr em minhas veias, ordeno que meu jatinho fique pronto e parto imediatamente ao encontro da minha pequena Zoe.

Três horas de viagem,do outro lado do país, eu chego no hospital e me identifico, sou encaminhado até seu quarto, apesar dos machucados, ela continua linda, eles me informam que fizeram uma cesariana de emergência, mas a bebê passa bem.

Sinto raiva que ela realmente tenha levado a gestação até o fim, eu não desejo essa criança, mas depois de pensar e dominar minha raiva, eu vejo que essa criança será de grande utilidade.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...