História Sick Love - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 31
Palavras 1.000
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - Estopim


Pietro

Gostaria de não ter esse sentimento dentro de mim, pois assim não seria tão difícil ver meu irmão tratar sua filha e esposa como propriedades, a pequena Becky está dando seus primeiros passos, seus cachinhos a deixam com a aparência de um anjinho, Zoe a cada dia que passa continua mais linda, seu sorriso ainda contém traços de inocência de quando a conheci, Ian não sabe a maldita sorte que tem por ter uma mulher dessas ao seu lado, os dias que passamos juntos no jardim com Becky me faz imaginar como seria se elas fossem minhas, em algum momento eu me apaixonei por ela, e se ela não mostrasse que estava feliz ao lado de Ian eu lutaria pelo seu coração, eu me mantenho por perto caso Ian ultrapasse os limites novamente com ela, mas ele é esperto, se faz algo errado não está deixando rastro, enquanto isso eu vou amando ela a distância sendo um bom amigo e uma figura paterna para Becky desde que Ian nunca tem tempo para ela.

_____________________________________

Ian

Eu vejo como meu irmão olha para Zoe, por isso todas as noites eu a faço pagar, eu não posso proibir sua entrada na mansão, então sou obrigado a suportar sua presença, eu bebo em um único gole meu Schott, e olho pela janela os dois rindo quando aquela criança insuportável  cambaleia em seus primeiros passos, logo após nosso casamento eu me submeti à uma vasectomia para não correr o risco de engravida-la novamente,Deus me livre de mais filhos, eu vejo o brilho nos olhos de Zoe quando Pietro pega a menina no colo, ela gostaria que eu fosse assim, mas eu não posso, eu simplesmente não consigo ser outra coisa senão indiferente. Meu telefone toca é minha mãe.

-O que é dessa vez Barbara?

-Receptivo como sempre, Ian estarei em Nova Iorque em alguns dias, e gostaria de avisar que irei até a mansão para ver minha neta, já tem meses desde a última vez..-

-E desde quando Barbara Knox dá algum aviso?- minha voz não esconde meu sarcasmo.

- Bom, desta vez gostaria de poder passear com Becky, apenas eu e ela...- pela primeira vez eu a sinto insegura.

-Por mim você poderia leva-la para o inferno, eu não me importo...- é quando tenho uma idéia

-Não fala assim de sua filha Ian...

-O que você acha da ideia de passar alguns meses com sua neta em Paris?- pergunto pela primeira vez me animando nesse dia.

-O que Zoe acha disso?

-O que minha esposa acha ou não, pouco me importa, venha buscar a menina, ela está a sua espera!- eu desligo sem esperar sua resposta, animado eu vou em busca da minha esposa comemorar minha ideia brilhante.

______________________________________

Zoe

Estou vivendo meu pequeno paraíso quando eu o sinto chegando, a presença dele faz meu corpo se arrepiar.

-Hey irmão, veja como a pequena Becky está andando bem..- Pietro diz enquanto ampara minha filha.

-Zoe me acompanhe..- ele ignora seu irmão.

Eu olho para trás e vejo que a babá o acompanha, não é preciso ser um gênio para saber o que vai acontecer, eu levanto e dou um beijo em Becky.

Acompanho meu marido deixando minha filha nos cuidados de seu tio e sua babá.

Dentro do quarto Ian me empurra contra a parede e vejo raiva em seus olhos, ele sempre está com raiva.

- Ultimamente você anda passando muito tempo com Pietro,  você anda desejando outro pau além do meu Zoe? É isso?- ele berra em meu rosto.

-E.e.eu não sei do que você está falando!- eu respondo com medo.

-Vadia mentirosa...- ele puxa meu cabelo e me beija com violência, lágrimas surgem, ele me força sobre meus joelhos, ele retira seu pau para fora e empurra para dentro da minha boca, eu engasgo e tento empurrar, a falta de ar me faz entrar em pânico.

-Me engole inteiro Zoe, eu quero ir ao fundo da sua garganta...hummm ahhhhh assim..- ele bomba aumentando cada vez mais seu ritmo.

Poucos minutos mais tarde ele jorra sua porra me fazendo engolir, penso estar livre quando ele me puxa pelos cabelos até a cama, de bruços ele entra em mim, eu abafo meus gritos no colchão, e rezo para que ele termine logo.

Andar é doloroso mas faço de tudo para ninguém notar que Ian me machucou, quando saímos para o jantar Pietro está com a sua mais nova conquista a nossa espera, ele sorri e eu forço um sorriso.

O jantar ocorre tudo bem quando Ian solta uma notícia nada agradável.

-Pietro, eu tentei de várias maneiras convence-lo a vender sua parte da Mansão para mim, desde que você se recusa, eu estou lhe oferecendo a minha parte, sei que você entende que agora que tenho uma família não desejo dividi-las com mais ninguém!- eu preciso usar todo meu auto controle para não protestar, Pietro é um excelente amigo e é quem faz os dias de Becky alegre, eu o encaro e vejo que ele também não está feliz com essa notícia.

-Então que assim seja irmão!- ele diz entre os dentes.

-Otimo, amanhã meus advogados entrarão em contato, e agora uma notícia agradável, minha mãe virá buscar Becky para passar uma temporada com ela em Paris..

-Não!- eu praticamente berro na mesa surpreendendo a todos.

-Você não irá afastar minha filha Ian, você me escutou ninguém levará Becky para longe de mim!- eu digo e me levanto da mesa e vou em direção as escadas.

Ian vem atrás de mim e pega em meus braços me puxando em direção ao escritório.

- me solta, Ian, dessa vez eu não vou ficar calada, ela é a minha filha..

-Você é a porra de uma ninguém para me enfrentar...- ele me joga no chão chuta várias vezes minhas costas e estômago eu grito por socorro, e diferente das outras vezes, desta vez alguém vem me ajudar a última coisa que eu vejo é Pietro arrancando um Ian enfurecido de cima de mim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...