História Sickening Desire - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Bts, Desejodoentio, Mybaby, Mytaehyung, Taeandkook, Taekook, Vkook
Visualizações 252
Palavras 1.877
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom dia biscoitos <3 desculpem a demora, ACABOU AS PROVA \o/ aeee!!

Bjão e ótima leitura ;*

Capítulo 12 - 10


[Mensagem On]:

Jeongguk: Responda!!

- Oi..

Jeongguk: Que demora!

- Podemos sim conversar.

Jeongguk: Você está bem?

- Estou, e você?

Jeongguk: Sinto sua falta.

- Você sente falta de coisas banais?

Jeongguk: Você não é algo banal.

- Na minha opinião, sou sim.

Jeongguk: Eu nunca liguei pra sua opinião mesmo.

- Nossa. O que você quer?

Jeongguk: Você.

- JEON JEONGGUK, ESTÁ ATIRADINHO HOJE!!

Jeongguk: Isso te incomoda?

{Taehyung: Parei para pensar antes de responder essa pergunta, não sabia se falava que seu amigo veio em minha casa}


- Jeongguk..


Jeongguk: Sim?


- Seu amigo Jimin esteve aqui.


Jeongguk: Eu sei.


- SABE? ELE DISSE?


Jeongguk: Hoseok disse. E eu quero saber o que exatamente aconteceu.


- Não.. nada. Ele só falou que você estava com uma menina.. Não exatamente com essas palavras, mas disse.


Jeongguk: É.. Eu queria estar.. com uma princesa, mas ela não colabora muito


- Sério? Boa sorte..


Jeongguk: Essa princesa se chama Kim Taehyung.


- Do que está falando seu louco? Sou um garoto.


Jeongguk: Mas é minha princesa que eu vou proteger de tudo


- Para de ser bobo.


Jeongguk: Preciso te ver amanhã. Assim que acordar (sei que está com sono) me mande mensagem, bons sonhos meu garoto, durma bem!


Taehyung:


E como JungKook tinha previsto.. Eu dormi, e nem visualizei sua mensagem.


Acordei em meio ao frio da manhã que se seguia, minha mãe bateu na porta do quarto, eram 9:45AM.


- Acorda, temos visita! Quis dizer, você.


Que tipo de pessoa vem em sua casa em um dia frio às 10:00 da manhã?


- Já estou descendo.


Estava frio, e a minha vontade era de ficar o dia todo na minha cama quente, mas invés disso, fui tomar um banho quente, e me vestir para ver quem me esperava.


Visto um pijama bem quente e confortável com um urso bem grande e meio assustador na frente, desço as escadas em direção a sala, e quando chego, veio sentado na poltrona olhando para um grande nada, um garoto de cabelos preto que parecia estar agoniado de tanto esperar e impaciente.


- Oi...
Ele me olha meio assustado de eu ter falado em um tom alto.
- Que demora.
- Não é sempre que as pessoas me acordam 10:00 da manhã para quererem ver minha linda face.
- Se eu pudesse, olhava para essa face todos os dias.


Minhas bochechas ficam queimando.


- Cala a boca.
- Hum.. Então. Se sente do meu lado
- Ok.


Sigo em direção do mesmo e me sento no sofá que ficava de frente para a poltrona, aquele lugar era meio indesejado, já que Jimin tinha tentado me beijar ali, mas estava tudo bem porque dessa vez, era JungKook.


- Como foi ontem com Jimin?
- Ele foi legal.. e rápido.
- Rápido?
- Sim, ele foi embora rápido.
- Oh, sim.
- Pois é. Bato as mãos nas pernas cortando o assunto.
- Ele falou de uma menina?
- Sim. Desta vez minha voz aparentava raiva misturada com tristeza.
- Hum.. ela é um anjo, bem sapeca aliás.
- Ah, que bom. Felicidades. Digo me levantando, o que causa uma gargalhada do mesmo, uma risada gostosa. Era raro ver JungKook rindo e quando ele fazia isso, ele dava a melhor rodada que eu já ouvi.


- Está com ciúmes? É isso?
- Não estou.
- Está sim!! O mesmo continuava rindo alto. - Taehyung.. ela é minha irmã.
- Irmã?
- Bem.. É. Meus pais voltaram de viagem e me deram ela de encomenda. E aliás, ela está louca para te conhecer.
- Falou de mim à ela?
- Sim, claro!
- Qual a idade dela?
- 6 anos.
- NÃO ACREDITO! Digo me sentando de novo no sofá e colocando as mãos no rosto.
- O que foi? JungKook se abaixa ficando menor que eu.
- Eu estava com ciúmes de uma criança, não estou acreditando JungKook!!
- Realmente é engraçado. Diz ele rindo e então jogo um travesseiro no mesmo.
- Mas pelo menos você admitiu que estava com ciúmes.
- Não estou.. Quer dizer.. ahh!
- Só não entendi porque Jimin veio pessoalmente falar isso à você. Ele falou algo mais?
- Não. Engulo minha mentira à seco, eu sabia que era errado mentir, mas não queria problemas de Jimin e JungKook, não seria bom.
- Hm.. Ok.


Minha mãe se aproxima de nós, nos convidando para comer bolo. Então vamos a cozinha com ela, e enquanto comemos o bolo, ela fez uma pergunta meio.. Vergonhosa mas que foi engraçada mas era vergonhosa.


- Então.. Vocês estão namorando?
Me entalo com um pedaço de bolo, e com a pergunta, JungKook apenas rir, meu rosto fica vermelho, eu queria me esconder naquele momento.
- Mãe! Não!
- Calma! Foi só uma pergunta sabe.. Para vocês saberem que não tenho nenhum tipo de preconceito com isso e tal.
- Mãe! Por favor..
- A senhora não acha que fazemos um casal bonito? Pergunta JungKook passando a mão pela minha costa.
- Acho sim, formam um belo casal.
- PAREM! Vou me esconder.
- Calma benzinho, você não terminou seu bolo. Diz JungKook com aquele sorriso sarcástico, como eu amava aquele sorriso!
- Idiota.


Mudo de assunto falando sobre faculdades onde poderíamos ingressar a faculdade, e JungKook fala sobre não  querer se formar. Um espanto, pois alguém de família rica adora a palavra 'faculdade', mas ele parecia querer se ver super longe de lá.


- Você precisa se formar e cursar uma faculdade, você não sabe o que o futuro lhe reserva.


As palavras de minha mãe para JungKook era como uma mãe falando para um filho, era fofo e meio engraçado, pois ele à ouvia mais do que me ouvia.


- Vamos ao parque Tae?
- Parque? Está frio?
- Aish.. Deixe de ser bobo, olhe lá fora.


O tempo tinha mudado, estava ensolarado, eu detestava sol.


Subo ao meu quarto e troco de roupa rápido, JungKook tinha tido a idéia de irmos ao parque. Visto algo bem básico, e calço um sapatênis. Desço as escadas, caminho até o menino que me espera e saímos.


Olho para rua de casa e não vejo o carro de JungKook.


- Sem carro?
- Seguindo seu conselho.
Olho para o lado vendo a bicicleta do mesmo e começo a rir.


Porém, fomos andando até o parque que não ficava longe dali.
Chegando no parque, encontramos o lugar movimentado, e bastante animado. Sentamos em um lugar distante, perto de um castelo que as crianças brincavam, então nos deitamos na grama e um silêncio reina, até que JungKook corta ele.


O moreno se vira para mim ficando muito perto, o que me arrepia um pouco.


- Baby.. Eu te chamei aqui, porque preciso falar algo à você.
- Algo? Falo com uma sobrancelha levantada com um olhar curioso.
- Sim..
- Então fale.
- Eu estou... O mesmo é interrompido.


- E ai pessoal?


Olhamos juntos para ver de onde vinha aquela voz, e nos deparamos com uma figura um tanto fofa, com bochechas gigantes, um olhar sedutor, de baixa altura, com cabelos laranja e com um sorriso lindo, é..


- Oi Park Jimin. Digo em um tom meio ríspido.
- Oi Jimin.
- Não sabia que vinham aqui. Fala em meio à um sorriso que aparentava ser forçado.
- Muito menos nós sabíamos que íamos lhe encontrar. Fala JungKook demonstrando o mesmo sorriso que o outro. - Então Jimin.. está boa a conversa, mas temos que ir, não é Tae?
- Sim, vamos.
- Tudo bem. Tchau Tae. Diz vindo em minha direção me dando um abraço, e dizendo de uma forma silenciosa "Nos vamos por aí"


Aquele garoto era abusadinho, e bem cara de pau, a vontade era de rir.


- Vamos comer pipoca.
- Ei! Seguro em seu braço. - Termine o que ia me falar..
- Não Tae. Outro dia.
- Como... quiser.


Compramos pipoca, e ficamos sentado na outra parte do parque, de modo que Jimin não podia nos ver, e fizemos umas selfies, eu não gostava tanto de fotos, mas era JungKook, gostava de ver seu modo de bater foto.


Não ficamos tanto tempo lá, ele disse que precisava me ver, mas que deveria voltar para a casa logo. JungKook nunca teve horários para ir a voltar de casa, talvez com os pais dele, a coisa seja  diferente. Mas eu tinha vontade de visitar onde ele mora.


Ele vai comigo até a minha casa, se despede de mim com um beijo no rosto e um abraço e vai seguindo a sua casa.



JungKook:


Após sair da casa de Taehyung, vou em direção a minha casa, e vejo Kimi na grama de casa brincando, vou então até ela.


- Ei!
- JungKook! Ela fala dando um sorriso tão puro e lindo.
- Te deixei sozinha por muito tempo?
- Sim, mas você foi ver Taehyung, né?
- Sim, fui.
- Falou à ele?
Me sento na grama onde a mesma estava.
- Não Kimi.. Não disse. Isso me faz um idiota?
- Não, te faz um covarde. Mas acho que você saberá resolver isso.
- Como?
- Contando à ele.


Kimi era tão esperta e inteligente que as vezes duvidava da sua idade.


- Você está certa, mas vamos. Vou pedir para nos prepararem uma lasanha.
- Lasanha?
- É.. Lasanha, nunca comeu?
- Não? É um tipo de ramen?
- Não boba, é uma massa com queijo e presunto.. enfim. Você vai gostar.
- Ta bom.


Maria, nossa empregada era mestiça, filha de coreana e pai americano, infelizmente sua mãe  morreu cedo e ela morou com o pai, lá aprendeu a fazer vários tipos de comida, meu prato preferido é lasanha.


Enquanto ela fazia, fiquei na sala assistindo filme com Kimi, e de 2 em 2 minutos olhava o celular para ver se recebia alguma mensagem. Então abro a galeria do celular, e vejo as fotos que bati com Tae, ele estava lindo.. ele era lindo. De um jeito que nenhum outro garoto substituiria ele.


- Este é Taehyung? Pergunta a pequena.
- Sim..
- Quem é Taehyung? Diz uma voz firme, Kimi e eu olhamos para ver, era minha mãe.
- Taehyung é o garoto que.. Corto Kimi antes que ela fale. - O garoto que é meu grande amigo.
- Só isso?
- Claro ué.
A mesma me olhava desconfiada, eu tentava desviar do seu olhar.
- Ok.


Ela então caminha saindo de casa, sem se despedir de nós. Kimi então me olha sem entender.


- Kimi.. não conte nada para nossa mãe.
- Mas.. Por que?


Eu não queria que ela tivesse uma visão mal de sua nova mãe. Mas não tinha como esconder.


- Kimi, a sua mãe nunca aceitaria.


A menina continuava à me olhar confusa, era muito pequena para entender, mas eu esperava tentar explicar melhor à ela. Era minha única amiga.


...


Alguns minutos se passam, em silêncio, continuamos vendo o filme, quando Maria nos chama para comermos. Vamos até a mesa principal, e nos servimos. Kimi assim que experimentou a massa, não para de dizer como era gostoso.


Bato uma da lasanha e mando para Taehyung.


[Mensagem On]


- Imagem enviada ✓


TaeTae: EU QUEROOOO LASANHAAA!!


- E eu quero você..



Notas Finais


Bem atirado esse JungKook, gosto assim :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...