História Signed, Robbie - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance
Exibições 4
Palavras 1.522
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Party


Fanfic / Fanfiction Signed, Robbie - Capítulo 4 - Party

-Qual o seu problema sua anta? – perguntou Megan irritada ao celular

-O que? – perguntei confusa

-Te liguei dezoito vezes e você não atende – ela disse

-Eu estava dormindo – expliquei meio sonolenta.

-Já é quase a hora da festa e você estava dormindo

-Eu já disse noventa vezes que eu não vou a essa festa.

-Por Deus, Robbie. Me poupe. – ela disse – Chego aí em alguns minutos

-Megan! Eu não... – ela desligou o celular antes que eu pudesse terminar de falar

 

Megan estava me enchendo o saco para ir a mais uma festa de fraternidade.

 

Eu odiava esse tipo de festa.

 

Sempre me senti desconfortável naquele tipo de ambiente. Toda aquela gente num lugar só e a música extremamente alta me incomodava profundamente.

 

Me deitei novamente e quase voltei a dormir quando ouvi Megan destrancando e entrando no meu apartamento

 

-Ai meu Deus! – ela exclamou entrando no quarto – Eu não acredito que você ainda esta vestida de mendiga.

 

Levantei a cabeça e a encarei com as sobrancelhas erguidas.

 

-Por que eu estaria arrumada? – perguntei – Eu não vou a essa festa.

-Ah! Pois agora você vai. Mike ta vindo encontrar com a gente aqui e você vai se arrumar – ela disse me puxando pelos pés.

 

Eu dei alguns chutes nos braços dela e me sentei na cama.

 

-Vai só você e o Mike. Eu não to no clima pra isso

-Você também não tava no clima na ultima vez e saiu da festa com o número de Kyle Adams e ainda teve um encontro com ele. Então, me poupe!

 

Revirei os olhos

 

-É melhor você ir tomar seu banho enquanto ainda tem a oportunidade de entrar na água pelada porque quando Mike chegar aqui, ele vai te jogar com roupa e tudo – ela disse revirando meu guarda roupa.

-Puta que pariu hein – eu resmunguei saindo do quarto.

 

Tomei um banho rápido e saí do banheiro.

 

-Puta merda, hein! – exclamou Mike ao me ver saindo do banho – É sempre você que atrasa né

-Não reclama, senão ela deita pelada nessa cama de novo e ninguém levanta mais – disse Megan passando por ele.

 

Entrei no quarto e encarei a roupa que Megan separou para mim.

 

Era uma calça jeans clara de cós alto e uma regata branca justa de alça fina e do lado de tudo estava a sua jaqueta.

 

-Onde encontrou essa jaqueta? – eu perguntei a Megan como se ela tivesse acabado de colocar um quilo de cocaína sobre a minha cama

-No seu armário, ué. Ta meio frio lá fora, então achei uma boa ideia você ir de casaco, né. – ela respondeu dando de ombros. – Por que esse exagero todo por causa de uma jaqueta?

-Nada... – eu disse tentando parecer indiferente.

 

Vesti a roupa e pensei muito bem antes de colocar sua jaqueta. Usá-la em casa era uma coisa, mas ir com ela a uma festa que você provavelmente estaria era muito estranho para mim, mas vesti mesmo assim e fui para a sala.

 

–Essa jaqueta é meio grande pra você, não acha? – perguntou Mike ironicamente

–Pois é – concordou Megan – Não achei que ela fosse tão grande assim, mas ficou bom mesmo assim.

–Ela não é minha. – eu disse dando de ombros

 

Os dois se olharam e começaram a rir. Eles assimilaram tudo sem que eu precisasse explicar

 

Saímos e chegamos lá em cerca de quarenta minutos.

 

Eu até pensei em ir de carro, mas eu ia beber, e eu não ir dirigir depois de ter bebido.

 

Assim que chegamos lá, eu dei uma olhada no lugar procurando por você, mas não te vi.

 

Respirei até aliviada.

 

Peguei uma garrafa de cerveja e saí andando passando por um grupo de garotas.

 

Havia duas morenas e uma loira. Elas começaram a me olhar com cara de nojo dos pés à cabeça e a cochichar entre si.

 

Eu estava odiando aquilo, mas eu tentei não dar atenção.

 

Resolvi encara-las esperando que elas parassem, mas elas eram descaradas e continuaram a me olhar

 

–Também percebeu né? – perguntou Mike se aproximando

–Sim – respondi ainda as encarando – acho que sei o motivo dessa palhaçada toda, elas me são familiares.

–Basta ignorar, querida, você acabou de conseguir algumas fãs – ele disse sorrindo para mim.

 

Sorri de volta e nós continuamos conversando.

 

Depois de um bom tempo conversando, Mike foi dançar um pouco e eu acabei ficando sozinha.

 

Fui até uma mesa do outro lado da sala buscar mais uma cerveja.

 

–Nossa! Você está linda – disse uma voz grave atrás de mim

 

Reconheci sua voz imediatamente sem nem precisar olhar para trás.

 

Meu corpo inteiro ficou rígido como uma rocha e o meu coração batia com toda a força.

 

–É e você parece ter vestido a primeira roupa que encontrou – eu disse te dando as costas e andando para um lugar com menos gente e com menos barulho.

 

E mesmo assim você estava lindo, pensei.

 

Você riu e me seguiu

 

–Acho que você gostou da jaqueta – você disse com um sorriso torto nos lábios

 

Eu apenas fiquei calada.

 

Eu não queria que você ficasse ali comigo. Você deveria estar com os seus amigos ou agarrando alguma mulher no andar de cima, mas não era para estar ali.

 

-Sabe que isso que você está fazendo não vai adiantar de nada – você disse dando um gole na sua cerveja

-O que? – perguntei com as sobrancelhas franzidas

-Todo o xingamento e você me ignorando. – você respondeu – Não vai mudar nada. Eu não vou desistir de você.

-Você só está perdendo o seu tempo. Eu não quero você.

-Tem certeza, Robbie? – você perguntou parando na minha frente me imprensando contra a parede

 

Seu corpo estava tão próximo do meu que eu conseguia sentir seu cheiro.

 

-Tenho – respondi tentando não ofegar

 

Você apoiou um das mãos na parede chegando mais perto ainda de mim

 

-O que você pensa que está fazendo? – eu perguntei te empurrando, mas você segurou minha mão. – Me solta – ordenei.

-Então pare de mentir – você disse ainda segurando minha mão enquanto eu me debatia para tentar me livrar dos seus braços.

-Me solta agora!

-Ta com medo de que? – você perguntou com o corpo quase colado ao meu.

-Eu não estou com medo seu idiota.

 

Eu me debatia e te xingava com todos os palavrões existentes e você parecia estar se divertindo com tudo aquilo.

 

 

-Me deixe ir ago...

 

Você me calou com os seus lábios.

 

Eu parei de me debater na hora e permiti que sua língua entrasse na minha boca.

 

Você me beijava como se precisasse mais daquilo do que de oxigênio.

 

Suas mãos viajaram até minha cintura.

 

Eu simplesmente me derreti nos seus braços.

 

Me senti uma completa idiota me entregando a você daquela maneira, mas eu não pude evitar.

 

O pior de tudo, Kyle, é que eu poderia ter te parado.

 

Eu poderia ter te empurrado ou ter te dado um tapa, mas eu não o fiz.

 

A única coisa que eu fiz foi segurar seus cabelos com força. Você me imprensou ainda mais seu corpo contra o meu e eu gemi contra seus lábios.

 

Jesus, Kyle

 

Você beijava tão bem.

 

Você separou seus lábios dos meus e me encarou.

 

Minha respiração era irregular e eu estava ofegante.

 

Você tinha um sorriso bobo e convencido nos lábios

 

Nos encaramos por alguns segundos e depois você me beijou novamente

 

E mais uma vez eu me derreti em seus braços.

 

Depois de um tempo eu te empurrei levemente, fazendo você se afastar um pouco e me olhar.

 

-Me deixe ir – eu disse quase em um sussurro.

 

Você não disse nada, apenas deu espaço para que eu pudesse passar.

 

Eu te dei as costas e comecei a ir em direção a porta do lugar, quando você segurou meu pulso.

 

Me virei para você, e você me beijou mais uma vez.

 

Tentei lutar contra o sorriso bobo que queria tomar conta dos meus lábios, mas foi em vão.

 

Me afastei de você e não demorou muito para que eu encontrasse Megan

 

-Hey! – ela exclamou ao me ver

-Ah! Oi! – eu respondi respirando fundo

-Onde você estava? Eu estava te procurando feito louca – ela disse

-Eu estava lá fora. Estava começando a me sentir sufocada aqui dentro

-Eu também estou. – ela disse – Vamos embora. Mike ta esperando lá fora.

 

Eu assenti e nós duas saímos dali.

 

Megan e Mike dormiram lá em casa naquela noite.

 

Eu fiquei pensando no que eu tinha acabado de fazer e no que aconteceria depois daquilo.

 

Você me procuraria depois daquilo?

 

Aquele beijo significou algo para você ou eu fui apenas mais uma que você ficou e fim de papo?

 

Aquelas perguntas se repetiram em minha mente milhares de vezes.

 

De qualquer maneira, se você não me procurasse seria bom. Eu ainda teria chance de parar com tudo aquilo antes que o caos se formasse por completo.

 

Tentei colocar em minha cabeça que se você não me procurasse seria melhor e que seria uma chance para eu me afastar.

 

Mas aquela ideia ainda me incomodava.

 

Depois daquela noite, eu te queria por perto.

 

Mesmo sabendo que era burrice e que a ultima coisa que eu precisava era de você mais perto de mim, mas era o que eu queria.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...