História Signs - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Drama, Ficção, Lauren Jauregui, Normani Kordei, Norminah, Romance
Visualizações 189
Palavras 945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 34 - Capítulo 34


Lauren POV

Que menina abusada, onde já se viu me chamar de esfinge albina? Fiquei brava na hora, mas logo ri. Eu sabia que essa era uma forma carinhosa dela me tratar, ela dá apelido pra todo mundo. Apenas DJ ficava brava com ela, ainda mais quando a latina chamava a loira de “vara de catar manga”. Dinah virava o bicho e aquilo era engraçado e assustador ao mesmo tempo. Ri um pouco me lembrando disso e fui me arrumar para o encontro de hoje. Eu vou levar a Camz num lugar que eu gosto pra pensar, não quero ser vista em público com ela ainda, só deus sabe o que aquele doente do Shawn pode fazer quando descobrir sobre nós.

Fiquei arrumando tudo até que desse a hora, preparei um piquenique pra gente lá, eu sei que ela come um boi com chifre e tudo se deixar. Coloquei bastante comida pra tentar acalmar aquela anaconda que ela tem dentro do estomago. Coloquei uma calça jeans, uma camisa xadrez azul e um coturno preto, eu gosto desse estilo mais do que aquelas coisas glamourosas que eu tenho que vestir. Fiz uma maquiagem bem simples, mas que reforçava o verde dos meus olhos e sorri ao ver que eu estava linda, modéstia parte. O relógio marcava 19h30 quando eu resolvi ir indo devagar pra casa dela já que era do outro lado da cidade. Fui ouvindo umas musiquinhas mais calmas, eu precisava ficar mais relaxada. Só de pensar que eu estou levando a latinha pra um date ta me deixando louca.

Cheguei na hora exata na frente do prédio que ela morava e mandei uma mensagem pra ela avisando que estava ali. Alguns minutos depois ela apareceu deslumbrante e eu tive que colocar um babador pra não sujar minha roupa. Ela estava com um vestido preto lindo, um salto também preto e seus cabelos estavam solto e ondulados. Ela estava simples, mas aquilo era exatamente o que eu achava perfeito. Ainda bem que eu fui esperta trazendo um lençol pra gente se sentar, aquele look dela apesar de lindo se sujaria todo caso eu não tivesse trazido.

A porta do passageiro foi aberta e eu já tomei seus lábios pra mim. Faziam apenas algumas horas que eu havia a beijado, mas todas as vezes parecia a primeira vez. Eu estava viciada naqueles lábios.

- Boa noite Srta. Cabello. – Eu disse e ela sorriu de lado.

- Boa noite Srta. Jauregui. Posso saber aonde a madame vai me levar?

- Claro que pode, mas só quando a gente chegar lá. – Ela me deu um tapa no braço e eu ri.

Liguei o carro e fomos conversando sobre as músicas que tocavam. Nós tínhamos um gosto parecido e diferente ao mesmo tempo. Gostávamos dos mesmos estilos, mas de cantores diferentes. Fomos nos afastando da cidade e ela me olhava estranho, sorri com aquilo já que sabia que ela não estava entendendo nada. Levei ela num “mirante”, dá pra ver a cidade toda daqui. Eu sempre vinha aqui pensar na vida antes do meu pai morrer, era meu cantinho especial do mundo, mas desde que ele se foi eu nunca mais tinha voltado. Eu também nunca trouxe ninguém aqui mas sabia que nós precisávamos pensar em nós e em como agiríamos daqui em diante.

Estacionei meu carro em frente a uma pequena trilha que levava até aonde eu planejava ficar com a menina. Desci, abri a porta do carro pra ela e peguei as coisas que estavam no banco de trás. Andamos uns 3 minutos até que nos deparamos com aquela bela vista da cidade de Miami. Suspirei por lembrar de tudo que já passei nesse lugar e vi que ela estava deslumbrada com o lugar. Arrumei tudo rapidamente e a convidei para sentar.

- Uau Lo, como você conhece esse lugar? – Ela pergunta e eu sorrio pra ela.

- Era meu lugar de pensar, aqui eu resolvia meus problemas. Meu pai me mostrou esse lugar e eu acatei. – Ela sorriu e olhou para a cesta que tinha ali. – Pode comer tudo esfomeada, eu já trouxe bastante coisa por causa dessa anaconda que você tem no estomago.

- Ai Lo, sua ruim. Mas vou comer mesmo.

Ficamos uma meia hora comendo, se vocês pudessem ver ela comer, diriam que ela tem um buraco negro no estomago. Assim que ela se deu por satisfeita, ficamos bebericando um vinho e conversando. Eu quero muito saber sobre o passado dela, mas quero chegar nesse assunto de forma sutil. Vou tentar usar a serie pra chegar aonde quero, espero que ela não ache que estou forçando a barra.

- Qual final você acha que a produção vai escolher pra Emma e Clar? – Perguntei curiosa, eu queria saber o que ela esperava da série.

- Eu não sei Lo, eu acho que as duas realmente se gostam, mas ambas têm muito a perder com essa história. Mas ainda sim, eu acho que elas deveriam arriscar.

- Eu também acho Camz, as duas se gostam de verdade no meu ponto de vista, mas eu particularmente não sei se faria isso. – Digo tentando colher o maduro da menina.

- Não seria fácil mesmo, ela tem todo um padrão de vida, status, família e etc. Seria uma decisão bem difícil, mas é por amor, então...

- Até onde você iria por amor Camz? – Ela me olhou surpresa com a pergunta e eu apenas sorri gentilmente.

- Não sei Lo, já fiz tanta burrada por gostar de alguém que eu não sei. – Suspirou pesado.

- Isso inclui sua família? – Ela me olhou triste e eu sabia que tinha chegado a hora de conhecer a menina que eu amo.


Notas Finais


Galero, indiquem 1 música de bad e 1 musica de amor que não seja de bad.
To precisando escutar coisa nova pra me inspirar.
Next capítulo Camila vai contar um pedacinho da historia dela com o Shawn e os pais.
Até nenens.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...