História Signs - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Drama, Ficção, Lauren Jauregui, Normani Kordei, Norminah, Romance
Visualizações 241
Palavras 1.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIAM AS NOTAS FINAIS

Capítulo 38 - Capítulo 38


Lauren POV

Cheguei no escritório dele a porta estava entreaberta. Bati e logo ouvi um entra um tanto quanto exaltado. A expressão dele era de alegria e cinismo e eu fiquei confusa e com medo do que aquilo representava.

- Sente-se, querida Lauren. Nós temos um assunto pra tratar. – Imagino eu que seja sobre a série, mas o rosto do rapaz me dá a ideia de que outra coisa está a acontecer.

- Olha Shawn, se for sobre a minha renovação é só me dar o contrato que eu assino e...

- Não é sobre isso Lauren, é sobre a Camila. – Eu devia ter imaginado. Revirei os olhos e a expressão dele agora me passava raiva. – Você mentiu pra mim, era você esse tempo todo, não é?

- Era eu o que Shawn, o que você que afinal? – Eu fiquei nervosa quase que instantaneamente.

- Era você quem estava com ela, eu já sei de tudo. – O rapaz jogou fotos de nós juntas, incluindo algumas mais intimas de ontem a noite. – Você foi cínica o bastante para saber que eu a amava, olhar nos meus olhos e dizer que não sabia de nada.

- Shawn, eu não devo nenhuma explicação a você, mas se quer saber você nunca foi homem suficiente pra Camila. Eu posso não ser a melhor pessoa do mundo, mas eu sei que eu vou ser o melhor que posso ser pra ela. – Ele soltava fogo pelas ventas, eu queria rir, mas isso só pioraria a situação.

- Você não tem ideia de com quem está se metendo sabia? – Ele sorria cinicamente e eu achava isso engraçado agora. – Vocês estão na minha mão dentro dessa emissora Lauren, não se esqueçam disso.

Eu fiquei preocupada na hora, mas não sobre a minha carreira e sim sobre a de Camila. Eu já havia vivido tudo o que tinha pra viver, altos e baixos, fama e glória até a queda que eu mesma causei. Suspirei pesado para não dizer nada, afinal não daria meu ponto fraco de bandeja pra ela, por mais que eu ache que ele já saiba o que é.

- Faça o que quiser Shawn – levantei e andei até a porta. – Você não pode nos atingir como quer.

Sai sem deixar ele responder. Coloquei o pé pra fora dos estúdios e meu celular começou a vibrar. Olhei no visor e vi que era DJ e achei estranho, talvez ela estivesse brava por ter sumido com ela ontem a noite.

- Oi DJ.

- Lauren, vem pra cá agora, a mila desmaiou e você tem que vir urgente.

Eu nem me dei o gosto de responder e já corri até o carro e parti para a casa da latina na maior velocidade que pude. Eu já sabia quem estava por trás disso, ele sempre se achava o gostoso e acabava falando mais do que devia. Eu não sabia o que estava acontecendo, mas sabia que o dedo do Mendes estava nisso. Eu não poderia simplesmente acusar ele, mas eu pensaria num modo de armar para pegá-lo o mais rápido possível. Se ele achava que estava indo com o milho, a minha pamonha já estava pronta.

Cheguei na portaria do prédio e meu nome já estava autorizado com o portei. Subi e a porta da casa de Dinah estava entreaberta, entrei sem nem pestanejar e vi Camila chorando encolhida no sofá tentando beber agua. Beijei sua testa e lhe dei um abraço mais apertado que pude, queria passar confiança para a menina que eu tanto amava. Minha raiva com o Mendes acabava de atingir um nível que eu nem sabia que era possível.

- Minha mãe lo, ela ta no hospital e eu...

- Shhh meu amor, nós vamos pra lá agora okay? – Ela assentiu e me abraçou mais apertado. – Agora eu preciso que você vá lá fazer suas malas e eu vou comprar as passagens pra...

- Portland.

- Portland? – Ela assentiu - okay, vá arrumar suas coisas então.

Olhei para Dinah com um olhar pedindo para que ela ficasse aqui comigo e ela entendeu rapidamente. A menina saiu cambaleando e entrou em seu quarto, pedi para que Dinah se aproximasse com seu notebook para que pudéssemos comprar as passagens. Assim que ela sentou do meu lado, eu já comecei a falar.

- Eu sei quem fez isso DJ, mas a gente precisa de um bom plano pro panaca.

- Como assim Laur? Você ta falando que foi o...

- Uhum, mas não quero que Camz desconfie. Vamos armar um plano assim que eu voltar okay? Esse babaca vai se arrepender de tentar magoar a minha menina.

- Tudo bem Laur, mas você sabe que ele é o nosso chefe, certo?

- Não se preocupe, se algo der errado, eu simplesmente abro mão da série e salvo a carreira de todas vocês.

- Laur, você não po...

- Pronto lo. – Chegou e sentou no meu colo. – O que você não pode meu amor?

Nós não tínhamos ouvido que a menina estava na sala ouvindo a conversa, eu precisava manter segredo, e nem mesmo ela devia saber o que estava pairando na minha cabeça.

- E-eu não posso, ergh...

- Ela não pode ficar aqui, ela tem que ir com você. Ela ta achando que a sua família não vai aceitar ela. – DJ, eu te devo mais do que uma, com certeza eu inventaria algo bem bosta, mas a loira me salvou lindamente.

- Fica tranquila amor, eles vão te amar. Quando nós vamos?

- Daqui 1 hora – respondi e lhe dei um selinho. Eu nem havia pensado na possibilidade da família dela me odiar, obrigada DJ por me salvar e me grilar ao mesmo tempo.

- Tudo bem então.

Camila foi o caminho todo no carro em silencio, eu sabia que ela estava triste e arrependida ao mesmo tempo. Eu e DJ tocávamos olhares cumplices durante o caminho, ela sabia que teria que seguir cada coisa que eu dissesse. Chegamos no aeroporto e pedi que Camila fosse fazer o Check-In até que eu pegasse as malas. Quando eu vi a menina se distanciar já resolvi espalhar os feijões com a Dinah.

- Seguinte, eu vou dar um jeito de falar com você de lá, e nós vamos tirar toda a informação que preciso dele. Mas eu tenho que fazer com que Camila volte pra ele e...

- O que? Você ta louca?

- Então como vamos fazer o Shawn falar sua anta?

- Eu tenho uma ideia sua estupida, mas não me pergunte nada sobre. Eu te aviso assim que eu conseguir fazer dar certo. – Ela olhou atrás de mim e arregalou os olhos. – Espero que a viagem de certo laur, que os pais dela te aceitem.

Senti um par de braços rodear minha cintura e sabia que a moça estava atuando, essa Dinah...

- A sim, claro, vai dar tudo certo, eu acho.

Camila apenas abraçou DJ e se despediu dela, e o fiz logo em seguida e fomos para o nosso avião. Não sei o que a menina loira está planejando, mas espero que funcione.

Dinah POV

Lauren tem certeza que o Shawn está por trás disso, mas acho um absurdo querer dar Camila de bandeja pra ele em troca de informações. Pensei bem e sabia que mani me apoiaria com isso, mas eu precisava que ela me ajudasse a convencer outra pessoa a participar disso, e ela sim seria a nossa “isca” infelizmente. Liguei pra ela na esperança de que fosse atendida e assim aconteceu.

- Ally? Preciso da sua ajuda viado. Me encontra no meu apartamento daqui a pouco.


Notas Finais


Quero dizer que as senhoras são muito apressadinhas e praticamente caguetaram meu plot.
kkkkkkkkkkkkkkk fiquei chateada com isso mas muito feliz de ver que eu não sou a unica que acha que 80% das historias que eu leio seguem uma receita pronta chamada "vamo fazer os sapatão sofrer".
enfim, espero estar a altura de voces e continuem lendo e comentando, eu sempre leio e respondo o que ces me dizem
até mais galero.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...