História Silêncio - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alexandre Nero, Giovana Antonelli
Tags Alexnero, Gioanto
Exibições 137
Palavras 419
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Eu quero, Adriana!


 

- Mas, alexandre, me conta mais desse seu caso

- Calma ai, primeiro eu tenho que saber pelo menos o seu nome.

- Adriana, mas pode me chamar de dri.

- Então, dri - eu sorri - foi na época de ''Salve Jorge'', lembra?

- Sim! Claro!

- Então, foi lá... A gente teve um caso, mas foi tão de repente. Quando eu pisquei, já estávamos em um hotel.

- Meu deus, eu tô chocada! 

- Depois daquele dia, pensávamos  que aquilo foi apenas uma transa sabe, mas não.. Foi muito mais além, estava rolando um sentimento, e quando a gente se deu conta, a novela já tinha acabado e a realidade foi voltando.  Nos afastamos, ambos queriam esquecer aquilo tudo, na nossa cabeça foi algo errado. Eu sofri tanto, de verdade, eu fiquei noites sem dormir, eu chorava tanto.

- Tô passada!

- Ai veio ''A Regra do Jogo'', eu nem ia aceitar sabe, mas seria algo infantil da minha parte. Alias já se passavam tanto tempo, resolvi aceitar. ERRO! Eu não devia, não devia mesmo ter aceitado. Quando eu olhei aquela mulher de novo, meu corpo entrou em choque, foi como se tivesse um vulcão em mim. Que vontade da porra de chorar! A gente não transou de novo, foram apenas trocas de olhares doídas. Uma magoa percorria, sabe? Foi muito ruim, muito. Mas quando chamava um de nós pra falar, a gente sentia orgulho de falar um do outro, era automático! É automático!  Uma alegria percorria tão forte. Ela é uma grande mulher, uma grande atriz, uma grande mãe.- ele diz emocionado

- Vocês ainda não se falaram depois do fim da novela?

- Ah, só algumas vezes.. Mas nada saindo do profissional

- Você queria algo sério com ela mesmo? Queria viver uma historia?

- Eu quero, Adriana!

- Mas por que não corre atrás?

- Não tenho coragem, tenho medo.

- Eu ajudo..

- Quê?

- É sério! Porra Alexandre, você não sabe o quanto de gente iria amar vocês dois. Vocês são tão lindos! Só tô representando todas as gns.

- E como você iria fazer isso?

 

 

~ Dri, vamos pra casa, rolou mó briga na boate, tá um clima pesado. ~

 

- Alexandre me passa seu número, amanhã te conto. - entrego um guardanapo que havia na mesa e uma caneta que estava em minha bolsa 

- Que louca você - ele diz anotando e rindo

- Louco é você deixando o amor da sua vida por ai. Não seja eu, Alexandre!


Notas Finais


Comentem! quero saber o que vocês estão achando.
desculpe os erros, não estou revisando


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...