História Silent Night - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Goku, Vegeta
Tags Kakavege Goku Vegeta Yaoi
Exibições 206
Palavras 1.514
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


:3

não vai ter pedrinhas hoje

AHÁ!

Capa by : momochii linduska <3

Capítulo 6 - Capítulo 6 - Realidade.


Fanfic / Fanfiction Silent Night - Capítulo 6 - Capítulo 6 - Realidade.

Capítulo 6 – Realidade

 

Goku enlaçava sua boca a de Vegeta de forma carinhosa. Queria sentir. Queria proporcionar sensações de forma que o momento se tornasse inesquecível. Sonhou com aquilo durante os últimos meses. Seu desejo aflorara das mais diversas formas. Separaram seus rosto por falta de ar. Vegeta estava levemente corado. Goku encostou sua testa na de Vegeta, acarinhando o rosto do mais velho, sorrindo.

 

-Eu te amo tanto... se eu não tivesse sido tão idiota... isso tudo teria sido meu muito antes. Poderia ter sido...

 

-Já passou. Se vamos tentar algo. Temos que botar uma pedra nisso. Se for para ficar se lamentando... não vai dar certo. Eu estou aqui. Com você. Voltei por você. Whis me contou o que você estava fazendo. Ele propositadamente lhe deu uma lista tecnicamente impossível de realizar para ver até onde iam seus sentimentos. O mesmo ficou embasbacado por você ter caído apenas faltando a décima missão. Estou orgulhoso de você.

Goku recebe o elogia de Vegeta corando. Talvez desse certo. Talvez Vegeta tivesse o perdoado mesmo.

Sem nem ao menos dar algum sinal. Agarrou Vegeta com muito mais fome que antes. Passava suas mãos pelo corpo do mais velho com desejo. Estavam ali, em pé naquela sala escura. Juntos. Não poderiam querer mais nada. Porem Goku tinha uma definição própria sobre isso. Imediatamente Goku tira a camisa de Vegeta, aspirando delicadamente o perfume de seu corpo. Definido, talhado em músculos. Dos anos de treinamento. O corpo perfeito para si. Amava-o daquele jeito. Descendo pelo pescoço trilhando um caminho de beijos e saliva, chegou ao botão roseado do menor, brincando, mordendo assoprando fazendo o mesmo gemer em desejo.

Sem querer ou poder pensar, Vegeta estoura a camisa de botões de Goku. Queria sentir  pele a pele. O calor. Queria poder arranhá-lo e dizer que ele era seu. Que aquele saiyajin perfeito de corpo perfeito e sorriso de matar era seu. Todo, único e exclusivo seu.

E não poupou esforços para excitar o maior que já deixava a mostra a sua ereção. Goku era bem-dotado e ele não podia negar. Sabia que ia doer. Mas se fosse com ele. Bom tudo valeria a pena. Uma sombra de medo passou por seus rosto, coisa que não foi despercebida pelo maior.

 

-O que foi não quer? Se não quiser não tem problema. Eu posso esperar.

 

-Não é nada. Besteira minha.

-Eu serei o mais gentil que eu puder.

 

-Como você? Aprendeu a ler mentes foi?

 

-Não. Mas imaginei que fosse isso. E não se preocupe, meu querido. Eu preferiria estar morto a machucar mais você. Todo o dano que eu te causei eu irei reparar dia por dia. Mês a mês. Ano a ano. Se assim você me permitir, estarei com você até o fim.

 

Vegeta ficou admirado. Sempre pensou que Goku fosse só bobão, mas aquelas palavras, aquela seriedade. O fez sorrir, interna e externamente. E com muito mais força que antes abraçou Goku. Demonstrando claramente que queria. Que iria até o fim. Goku o pegou no colo. E o levou para a cama. Continuaram colados se beijando, sentindo-se até que seu instinto falou maior e Goku retirou a calça que Vegeta junto de sua peça intima. E por instantes admirou o menor com o corpo totalmente à mostra, entregue e finalmente seu. Beijou os lábios, descendo pelo pescoço, onde deu uma mordida leve seguida de uma sucção forte. Uma marca.

Foi descendo pelo peitoral. Chegando na barriga extremamente trabalhada. E com a língua tateou tudo o que podia. Desceu ficando frente ao membro do menor. Era engraçado. Apesar de moreno, os poucos pelinhos que tinha ali eram loirinhos. Com a mão direita pegava no membro do menor, beijando levemente a cabeça passando a língua pela fenda, fazendo-o suspirar e gemer. E naquele momento descobriu que a coisa mais divina do mundo era ouvir Vegeta gemer. E abocanhou tudo de uma vez. Fazendo movimentos ritmados de vem e vai. Indo até a base do membro sugando, fazendo o menor delirar em prazer. Vendo que seu tirmo não fora suficiente, impôs um ritmo mais acelerado. Subia e descia fazendo Vegeta se contorcer pela cama, e entre gemidos anunciar que iria gozar.

 

-ah... s..sai .. eu vo... eu .. to.. AHH!

 

Visto que ele estava chegando ao seu ápice Goku continuou com os movimentos e em jatos quentes sentiu o sabor de Vegeta e se deliciou com ele. Naquele momento era a coisa mais deliciosa que já provara em toda sua vida.

 

-Porquê ... *suspiro* fez isso...? Eu *parou para respirar* avisei...

 

-Porque queria sentir seu gosto, que a propósito é uma delícia...

 

-Um cascudo- Pare de falar coisas assim – corou mais que uma pimenta-

 

-Ah não fica assim. Intimidade é o que mais iremos ter daqui pra frente.

 

Vegeta não pode deixar de sorrir. A forma como Goku via o mundo era simplesmente adorável. Vegeta tentando retribuir todo o prazer que lhe fora ofertado, pediu que Goku sentasse à beira da cama, totalmente sem as peças do corpo. Se ajoelhou entre as pernas do mesmo e começou uma masturbação leve, ouvindo Goku ofegar. Empolgado e com desejo de ouvir o maior gemer, engoliu todo o membro do maior, infelizmente não conseguindo engolir todo, pois era demasiadamente maior que o dele. Foi até onde conseguia com a boca, e o resto do trabalho suas mãos faziam. Goku pegou nos cabelos de Vegeta, sem lhe machucar, e ditava os movimentos e uma hora teve que tirar seu namorado? A força antes que gozasse fora de hora.

 

-Porque? Estava realmente bom...

 

-Estava maravilhoso Vegeta. Você tem uma boca maravilhosa. E eu iria gozar, mas quero fazer isso dentro de você. Claro se for concedida a mim a autorização para fazer – o jeito sedutor a voz fizeram Vegeta quase ter um orgasmo-

 

-Eu te do essa autorização...

 

Sem ao menos raciocinar direito Goku abriu mais as pernas de Vegeta, molhou dois dedos e inseriu dentro dele. Vegeta claro que sentira dor. Mas ainda tinha orgulho para não ser louco de admitir que havia doído. Respirou fundo e sentiu Goku inserir o terceiro, e involuntariamente gemeu alto, claramente de dor.

 

-Desculpe doeu muito?

 

-É complicado. Nunca fiz isso antes. Eu sabia que doía mas não sabia que era tanto. Mas continue eu sei que logo passa.

 

Internamente Goku pulava de alegria. Achava que Vegeta já havia feito isso com alguém. Mas saber que ele seria o primeiro. Era sem explicação.

Depois de sentir as barreiras anais mais amortecidas com os carinhos e investidas, retirou seus dedos e se pôs entre as pernas do outro.

 

-Vou entrar... se doer muito me avise.

 

-Faça de uma vez.

 

-Tá loco? Vai te machucar!

 

-Vai machucar mais aos poucos. Vai de uma vez. Estou pedindo.

 

Acatando o desejo do amado. Goku se posicionou e entrou de uma vez, fundo. Gemeu alto. E sinceramente esperava que nenhum vizinho estivesse acordado ou seria testemunha de um show. Estar dentro do menor era um sonho realizado. E dentro dele era tão quente. Como estava na forma super saiyajin, teve medo de machucá-lo. Portanto ficou imóvel até o outro se acostumar. Sentiu o menor lhe apertar os ombros. E lhe arranhar em um sinal claro de dor. Para apaziguar, fez carinho no rosto dele, beijando seus lábios. Sussurrou bem baixinho em um de seus ouvidos, como o amava. Como era bom estar ali ao lado dele. E então Vegeta se mexeu dando o sinal que Goku poderia se movimentar. Ele entrava todo até o final. Para depois sair todo e voltar com força. Estocava-o freneticamente. O suor escorria, os corpos se chocavam. Era um som quase divino.

Vegeta anunciara que estava perto de gozar novamente e Goku que não estava melhor, uniu seus lábios do outro em um beijo curto, pois o mesmo fora cortado por gemidos vindo dos dois. Vegeta havia gozado no meio de ambos e Goku em seu interior, dando mais umas duas três estocadas e desabou completamente satisfeito em cima de Vegeta. Que o abraçou. Passado uns 10 minutos. Vegeta reclamara que queria se lavar para dormir, mas não tinha forças de caminhar até a banheira. Goku prontamente fizera o banho para ambos. Se banharam, na base de muito carinho. Beijos roubados e sorrisos trocados. E em estilo noiva Goku pegou Vegeta no colo e o levou de volta para cama. Se ajeitou de maneira que pudesse dormir olhando a face de Vegeta. Que praticamente desmaiara de cansaço. E olhando aquela expressão aparentemente tão realizado se prometeu que ninguém jamais encostaria um dedo sequer naquele baixinho ranzinza. Que ele morreria protegendo aquele sorrido que estava estampado na face do outro adormecido.

Levemente Goku chegou no ouvido de Vegeta e proferiu algumas palavras antes de dormir.

 

-“Agora, hoje poderei dormir tranquilo sabendo que a pessoa que eu amo está aqui com o sorriso mais lindo do mundo. Deveria sorrir mais vezes, você parece um anjo. Eu te amo”

 

E se entregou aos braços do deus do sono junto de seu ranzinza favorito. Adorando aquela sua nova realidade. se tivesse que enfrentar o mundo por ele. O faria sem medo algum. 


Notas Finais


nhayyyyyyyyyyyyy >3< 2 anos seme screver lemon. não me apedrejem ;-;

bjokasssssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...