História Silly Love - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Anne-Senpai

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Autora Idiota, Capa Divosa, Hentai, Macumbageral, O Chão Da Sala, Originais, Silly Love
Exibições 24
Palavras 2.296
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Ecchi, Escolar, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - ╔Primeira vez╝


A morena dava alguns giros com o vestido, era o baile de aniversário da escola,

— Melanie..Você está tão linda.

— N-Não diga isso! Eu só... — A garota ficava evergonhada. —Esse é o vestido da formatura da minha mãe...

- Mas você continua estando deslumbrante! - Arth deu um sorriso doce.

— E você perfeito como sempre... — A morena encarava o maior com um olhar apaixonado. — Vamos lá! M-Me beije!

- Garotinha mandona você,em? - O garoto tocou os lábios da garota com o dedo indicador. - Nem um "Por Favor"?

— P-Por favor Arth! Estou implorando! — Ela fazia uma cara pidona. — Sou uma garota má educada, por favor me puna tirando a minha virgindade!
Arth a encarou surpreso.

- Hm..Mas é claro minha garota. - Ele a pegou no colo estilo noiva. - Vamos pra minha casa.

— V-Você dirige? — A garota já virava um tomate a essa altura. — É importante pra mim... Você é importante pra mim... Por isso quero fazer isso com o meu querido Arth!

- Eu já tenho dezoito anos..Diferente de você. -  O mais velho sorriu. - Você é muito importante pra mim..Não sabe o quanto.

— Sei que você vai ser gentil... — Ela olhava apaixonada para o mais velho. — Não importa se eu tenho dezesseis! Eu te a-... G-Gosto muito de você...
Arth corou um pouco.
- Bobinha. - Ele saiu do local da festa e se aproximou do carro,deixando a garota do lado do passageiro. - Tem certeza?
Ela aperta o seu vestido, nervosa com a situação...
— T-Tenho! Por favor não me faça repetir aquilo de novo, sabe como eu sou tímida né? — A garota fala trêmula. — Você me ensina a fazer as coisas?!
O garoto apenas sorriu. Destrancou o carro e abriu a porta do passageiro.

- As damas primeiro.

— Obrigada... — A menor senta no banco do passageiro, logo colocando o cinto de segurança. — Você é tão bom pra mim...

Arth entrou no banco do motorista e deu partida no carro.

— Eu só dou meu melhor pra te ver sorrindo, meu docinho.

— Eu não sou sua esposa! Não precisa fazer isso... — Melanie sorri. — Eu que quero te fazer feliz...

—  Você já me faz feliz só de sorrir. - O mais velho pisou no acelerador.

— ... Eu te amo... — A mais nova percebe oque diz então logo desvia o olhar pra janela. — Desculpe...

— Não se desculpe. Eu lhe amo também!

— V-Você... — Melanie suspira aliviada. — Já estamos chegando? I-Isso está constrangedor...

— Haha!Não fique assim. - Arth virou algumas esquinas e estacionou o carro na garagem de sua,enorme,casa.

— É maior do que você descreveu... — Ela olhava impressionada para a casa. — imagino como seria o seu quarto... É seus pais? Eles... Estão em casa?

—  Ah..Não.Não.Eles estão viajando.Vamos? - O rapaz sai do carro.

— Vamos... — A garota sai do carro, logo segurando a mão de Arth. — Jura que vai tentar ser gentil?

—  Sim.Não sem preocupe. - Ele sorriu. - Mas pode doer um pouco.. - Arth abriu a porta da casa dando visão para uma bela sala de estar.
A garota cora violentamente com as palavras de Arth.

— É mais bonita por dentro... Poxa! Assim você humilha a minha casinha... — A mais nova brinca. — Ela é tão pequena comparada a sua...

— Hehe..Não diga isso.

— V-Vamos pro seu quarto? — A garota ficava mais nervosa e vermelha que nunca, — Ou... Você quer fazer... Aqui?

— Aqui é melhor..Meu quarto está bagunçado. - O mais velho puxou a garota pra si, colando seus corpos.

— O-Ok... — A garota fala um pouco trêmula, ela estava com medo mas mesmo assim dava um selinho no maior.
Arth não perdeu tempo e transformou o selinho da garota num beijo apaixonado. Melanie timidamente colocava a mão em baixo da camisa do garoto, se surpreendendo com alguns leves gominhos, a menina abraçava Arth com gentileza, sentindo as costas macias do garoto.
Ele começou vagarosamente desabotoar o vestido da garota.

— Arth... Eu estou com medo... —A menor fazia uma cara preocupada. — E se... Alguém ouvir? E se alguém entrar aqui? E se... começar a doer muito? Você vai me proteger?

— Se alguém ouvir sentirá inveja. Se alguém entrar aqui não falará nada. Se começar a doer muito eu paro. E eu sempre..Sempre..Irei lhe proteger. — Arth... Arth... — A garota abraça com força o maior, logo tirando a camisa do mesmo, e dando um beijo em Arth.

O garoto retirou o vestido ds garots por completo,levemente passou as mãos por todo corpo da própria.Lentamente,começou a masturba-la com seus dedos deixando sua intimidade molhada. Era a primeira vez que a garota era tocada dessa forma, ela tampava sua boca para não ser ouvida gemendo...

— A-Arth! — Melanie sem querer solta um gemido com o nome do garoto. — Eu preciso fazer algo? ... Ah!
— Escute..Você pode fazer as coisas do seu geitinho de vagar e com calma. - — O rapaz depositou um beijo na testa da garota.

— E-Eu estou nervosa! Não me culpe! Não sei que fazer... —Ela tentava fazer uma expressão brava, mas falha, ficando até mesmo adorável.

— Você não precisa dizer nada..Entendeu? - Arth sorriu dócil.

A garota diz que sim com a cabeça, mordendo seu lábio inferior.
— Me diga oque eu tenho que fazer Daddy! Quero te dar prazer também! — Melanie faz uma expressão sexy

— Você é tão insitente..Ah..E por favor não me chame de Daddy..Acho estranho. - Na verdade,Arth,ficava mais excitado com aquilo.Mas não queria perder o controle perante seu amor. - Bom..Vamos começar. —  O garoto começa a desabotoar as calças.

A garota ficava intimidada com o tamanho do garoto, ele já era bem maior que a pequena, sendo quase quarenta centímetros maior, Melanie tem um e cinquenta, já Arth um e noventa, ela já iria parecer uma boneca perto dele, imagine agora!

— A-Arth... É muito grande... Não vai caber de jeito nenhum! — Ela tem um pouco de medo do garoto, mas mesmo assim se aproximava do mesmo. — Ok... É agora?

— S-Se você quiser..

— Eu tenho que... — A garota engole seco. — C-Chupar?

— Você pode só..Só.. - Arth fez um movimento de vai e vem.Ele já tinha feito sexo várias outras vezes com várias outras garotas.Mas não sabia como reagir perante Melanie.

A garota se aproxima mais, segurando de forma tímida o membro do maior, fazendo movimentos leves, enquanto lambia a cabeça do garoto, que mal cabia na boca da mais nova. Mas Melanie fazia esforço para começar a chupar, fazendo movimentos lentos e gentis pois não sabia muito bem oque fazia.
— É... Assim? — Ela fala tímida. — pode me ajudar?

— Co-Continue..Está muito bom! - O garoto deixou escapar um gemido.

Mel dá um sorriso, fazendo a mesma coisa de forma mais ágil, brincando com o  membro do mais velho... Chupando e masturbando o garoto por alguns minutos

— Mel...Melanie!Estou prestes à..
O garoto deixa o liquido branco sair, lambuzando completamente Melanie, que logo lambe oque podia a borda de sua boca, limpando o resto com o dedo e logo engolindo.

— Arth... É agora? — A garota pergunta.

— Se você quiser... — O mais velho sorri.

— O-Ok! — A menor se ajoelha no chão esperando alguma reação do garoto.

— P-Pode começar!

Arth se ajoelha na frente da garota e gentilmente a deita no chão limpo e frio,causando arrepios na própria.Calmamente ele abre as pernas de Melanie e roça seu membro na intimidade da própria.
A menor tampa seu rosto, para que Arth não pudesse ver sua expressão, mas ainda deixava alguns buracos para que pudesse ver a expressão do garoto.

— Arth... Eu... — A garota fala trêmula. — Eu serei sua garota, pelo resto da vida?

— Por que está cobrindo seu rosto? - Arth sorriu,tentando fugir do assunto.
— Não quero que você veja minha expressão! — Ela tirava as mãos do rosto. — É... Confrangedora e pervertida... Eu até estou falando errado! Vê? Apenas... C-Continue Arth... Eu quero ser só sua!
O garoto penetrou com força na garota,em breve ele iria perder o controle de suas ações.Arth sabia disso.

- Doeu?
Algumas lágrimas poderiam ser vistas descendo no rosto da garota, que fazia uma expressão de dor e mordia seus lábios.

— D-Doeu... Muito... M-Mas não tire! Eu posso aguentar... Por... Por você... — A menor chorava, enquanto tentava mecher sua cintura, mas sem sucesso. — É que... Você é muito grande... E eu pequena... A-Apenas tente se mover devagar...
— Desculpe.. - O garoto começou fazer movimentos de vai e vem vagarosamente.

— T-Tudo bem... — A garota dava alguns gemidos no ritmo, eram gemidos de dor e prazer misturados, no início apenas dor e depois a sensação foi se misturando...
A garota ainda chorava, arranhando as costas do garoto gentilmente e sem forças.

— Posso aumentar a velocidade?

— P-Pode! — Melanie abraça o garoto com força, se preparando para a as estocadas, fechando os olhos bruscamente e prendendo a respiração por alguns segundos

Arth começa a dar estocadas fortes e rápidas.

— Dói..?

— Uhum... Mas, está melhorando um pouco... — A garota fala com dificuldade começando a gemer mais alto.

O garoto aumenta mais a velocidade,se aprofundando mais na garota.

—A-Ar...Arth! — A mais nova gemia o nome do maior, dando suspiros na velocidade em que ele penetrava, as lágrimas escorriam pelas costas do garoto enquanto Melanie soluçava um pouco

— Mel..Você é tão apertada..

— V-Você que é grande... Está me rasgando... — A garota gemia mais alto, arranhando mais as costas do maior. — S-Seu... Prometeu que iria me proteger!

— Eu falei que iria proteger você de outras pessoas..Não..De..Mim!

— Seu bruto! — A garota chora cinseramente, dando espaço para os gemidos no ritmo das estocadas do garoto. — Eu...Eu... Não p-posso te odiar m-mas... Ah! ... EU TE ODEIO DADDY!

— Não me chame assim! - Arth aumentava a velocidade das estocadas de acordo com sua irritação.

— MORRE ARTH! — A garota dava leves socos nas costas do maior, ela estava sem forças então eles não pareciam machucar. — A-Arth... Eu eu... acho que algo vai... S-Sair...

— Sim..Eu também acho. - O garoto estocou mais forte e mais rápido. - E-Estou quase lá.

— N-Não faça isso d-dentro! —  A garota fala entre alguns gemidos longos, a garota chega ao seu apse gemendo o nome do garoto, e logo perdendo suas forças completamente.
Arth continua suas estocadas rápidas.E em menos de minutos ejacula dentro da garota.

— Lamento Mel..Parece que você vai ter um filhinho ou filhinha.. - Ele dá um sorriso sádico.

— N-Não... — A garota se solta do maior, se encolhendo um pouco e começando a chorar novamente. — EU SÓ TENHO DEZESSEIS! V-Você ao menos vai dizer que é o pai?

— Mel...Tão ingénua..

— EU TE ODEIO!! — A garota grita, jogando uma almofada no maior. — V-Você me machucou... Eu ainda posso ficar grávida... C-Como você pôde? Não pode ser o mesmo Arth que prometeu ser meu namorado...
— Como eu pude..?Como  você  pode?Sei que estava ficando comigo apenas pra causar ciúmes naquele outro idiota!Você é uma prostituta!

— Não... Arth acha que eu faria isso se não te amasse? — Ela coloca sua mão sobre sua intimidade, mostrando um pouco de sangue, oque significava que ela ainda era virgem a pouco. — O fato de eu ter um ex namorado não te diminui... E além do mais, o Ivan era um idiota! Ele quis fazer coisas comigo sem eu querer... Mas por sorte meu herói tinha chegado!

— Bom, você deve me odiar agora.Certo?

— Um... Um pouco...  Você tinha prometido parar se começasse a doer muito! Você prometeu ser gentil! E ainda por cima... Fez aquilo dentro... — Ela continua derramando algumas lágrimas. — E agora eu... Vou ser mãe! Com dezesseis! E você nem ao menos vai se explicar aos meus pais... Achei que você era  um garoto mais responsável...

— Só porque tenho dezoito anos e tenho um carro..Não significa que eu seja responsável.

— M-Mas você... Tinha de ter alguma responsabilidade ao fazer aquilo que você fez... — Ela pega uma almofada, escondendo sua nudez. — Achei que você me amava... Achei achei... Eu achava... Pra fazer esse tipo de coisa você deve mesmo é me odiar...

— Eu não lhe odeio..Mas também não lhe amo..Vamos dizer que..Você a partir de agora vai ser meu brinquedinho sexual! - O garoto lambeu os lábios.

— A-Arth! — A garota se afastava um pouco, com medo do maior. — E... Você chama aquilo de ser gentil Daddy? Eu... Não vou aguentar!

— Não me chame de Daddy!Você é algum tipo de idiota?

— Eu... DEVO SER PRA CONTINUAR GOSTANDO DE VOCÊ! — Ela gritava com um pouco de raiva. — EU TE CHAMO DA FORMA QUE EU QUISER! INCLUSIVE AGORA QUE VOCÊ VAI SER UM DADDY! DADDY DADDY DADDY!

— Idiota..Só tome algumas pílulas ou sei lá.. - O garoto se levantou,pegou suas roupas e adentrou a casa.

— Eu te odeio... — A garota se encolhia no sofá, se cobrindo com o longo vestido que ela usava. — Você parecia ser tão gentil e legal esse ano... Não acredito que você é assim... Não posso acreditar que o meu herói fez isso comigo... Não posso acreditar que eu já te amei...

Arth não escutava as lamentações da garota e pouco se importava,também.
Entrou no seu quarto onde dormia calmamente sua gatinha branca.
— Fofinha. — O rapaz se dirigiu para seu banheiro.Precisava de um banho.


Notas Finais


Primeiro cap ☆w☆ e... foi hentai... ESPERO QUE TENHAM GOSTADO~~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...