História Silver Linings - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias David Bowie
Personagens David Bowie, Personagens Originais
Exibições 22
Palavras 852
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Lírica, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Nesse cap recomendo a vocês leitoras amadas que ouçam as músicas "À Sós" do Filipe Catto,"Tenda" da Gal Costa,"Romance Rosa" do Juan Luiz Guerra,"Lady Grinning Soul" do David,"Love Lays It's Tune" do Simply Red,"One More Look At The Night" do Andy Gibb e "Loving The Alien" também do David pra entrar no clima romântico e sensual do mesmo!
:*

Capítulo 7 - À Sós...


      Silver


Assim que David deu a partida até ao local desconhecido liguei o rádio pra ouvir umas músicas aleatórias no rádio,ficando a ouvi-las admirada quando ele resolvia cantar junto...era encantador e apaixonante ao mesmo tempo,tanto que acabei por suspirar alto e ele me fita a sorrir. -Oh querida Silver,esse olhar encantado pra mim me fascina ainda mais...-disse ele enquanto aproximava ainda mais os lábios dele aos meus a me beijar rapidamente,indo rapidamente a dirigir pro tal lugar...eu sentia minha barriga a revirar  tamanho era o meu nervosismo,nunca que fizera esse tipo de loucura em toda a minha vida,nem quando tinha os meus rolos que o papai sabia...
Foi quando notei que o David parou num lugar lindo, paradisíaco até,de frente à praia, e parou frente a mim com o sorriso de Jareth,e esse sorriso me deixava hipnotizada. -Venha comigo Silver!-disse a estender a mão pra mim,me ajudando a descer do carro. Só que,como sempre estabanada,acabei por tropeçar caindo em seus braços. -Desculpa por tropeçar,David...é a minha falta de jeito...-disse completamente sem graça. Mas percebi que ele adorou a quedinha,pois sorrindo disse "Não tem problema algum querida",e seguindo até a casa de praia segurando a minha mão. Chegando até a casa,travei na porta,o assustando. -O que houve,Silver?-perguntou intrigado,parando pra me fitar. -Você já trouxe mais alguém aqui?-disse sinceramente, mesmo com o medo da resposta. -Além da mãe do Duncan e ele,ninguém...você é a primeira pessoa que trago aqui depois de todo esse tempo!-respondeu francamente. -Desculpe pela pergunta indiscreta!-disse completamente sem graça,sem o olhar diretamente por não saber onde enfiar a cara. E então ele sorri a levantar meu rosto,se aproximando. -Tudo bem querida,perguntar não ofende...vamos agora!-disse a roçar seus lábios nos meus mais uma vez,eu já estou ficando mal acostumada com isso.
Entramos na casa e era um luxo, tudo limpo e arrumado e um aroma agradável,eu estava a admirar quando ele pega em minha cintura e cola seu corpo ao meu olhando em meus olhos, e puxa vida,olhar em seus olhos irregulares era estranhamente lindo,até sorri com isso. Foi quando ele aprofundou mais o beijo, me enlaçando mais contra si e eu a sentir as borboletas revirando em meu estômago,tremendo contra seu corpo e gemendo baixo e sofregamente. -Silver,me permita que seja seu meu amor...-disse com a voz ainda mais aguda e grave,e só disse sim com a cabeça,com isso me levando ao quarto da casa de praia.


          David




Depois de uma longa viagem de carro até a casa da praia e chegando tranquilamente,eis que estava ali com a minha bela morena que estava ali deitada em minha cama,a sorrir sem entender o porquê de tê-la deitado ali,mas só em ver aquela imagem era o meu delírio e minha loucura. Lentamente tirei a sua blusa,deixando seu tórax semi desnudo, apenas os seus belos seios com o sutiã,e notando que ela respirava ofegante e pesado. -Tenha calma meu bem,não farei nada que você não queira,tudo bem?-disse e ela afirmou com a cabeça que sim. E então beijei levemente o seu pescoço e um gemido leve ouvi ela soltar,e então desacoplei seus seios do sutiã,beliscando um delicadamente e chupando a roçar a língua no outro,com isso a fazendo gemer rosnando. Parei um pouco pra fitá-la e senti nascer um sorriso sacana em mim,pois ela estava apenas com a parte de cima do corpo desnudo,e então tirei por completo o seu short jeans juntamente com a calcinha,a deixando nua por completo. Levemente beijei as partes internas de suas coxas a fazendo rir com isso,mas tão logo cheguei ao seu sexo e comecei a brincar com os seus pontos sensíveis que a risada deu lugar aos gemidos pesados e arfados, com isso a fazendo atingir o seu primeiro orgasmo. -David,oh céus...o que fez comigo?-diz ela ainda a tremer. -Ainda não viu nada querida!-digo a me deitar já nu sobre seu delicado corpo. Então levo a sua mão com a minha a tocar meu membro ereto e percebo o seu olhar chocado,e lhe peço pra fazer carícias pousando os meus lábios aos seus,e enquanto ela me tocava a mordiscava sem arrependimento algum,deixando leves hematomas em seus seios e chupões em seu pescoço. E então a paro,introduzindo o meu membro pra dentro dela quando a ouço gemer de dor. -Querida,você era virgem...-digo a olhando,que me confirma aos prantos. E então passo levemente meus dedos a secar suas lágrimas,e fico um pouco dentro dela pra se acostumar com o meu tamanho um pouco fora do normal,e passado isso começo a me movimentar por cima dela,que gemia e me abraçava um tanto inexperiente quanto a isso,a beijava com mais tesão e sentia que estávamos a chegar no clímax,e ela a atingir o seu segundo orgasmo  e ainda a tremer o seu corpo. Logo após o dela chego ao meu a preenchendo,e saio lentamente de dentro dela,deixando o meu corpo pesar sobre o seu.
E então ela me abraça sentindo os olhos a pesar, apenas a se aconchegar em meu tórax e a dormir lentamente,mas sem antes dizer o que queria ouvir dela: -Eu te amo David,agora estou perdidamente apaixonada por você...-disse enquanto afagava os seus cabelos,a dormir em meus braços.


Notas Finais


Enfim...💏



Não sejam fantasminhas,escrevam à vontade e continuem a acompanhar!

Kisses!
:*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...