História Sim, e daí? - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Escolar, Romance, Shoujo, Yumiko
Exibições 4
Palavras 711
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Finalmente, capítulo 17
Eu tava muito ansiosa pra postar, acho que vocês vão gostar (é bem tenso). Próximo capítulo também, é bem tenso.
Aproveitem e boa leitura ♡

Capítulo 17 - Descobertos


O casal sai da sala de aula sendo observado por todos. Os dois coram um pouco, mas começam a se acostumar com os olhares e com as pessoas perguntando se eles estavam finalmente juntos. Os dois ficam conversando com os amigos no portão da escola, até que a mãe de Yumiko chega e eles se despedem. 

 -Minha mãe chegou, tenho que ir... 

-Okay baixinha, até amanhã. - Ele se aproxima dela para beijá-la, mas ela recusa. - O que houve? Tá brava? - Ele pergunta assustado. 

-É que eu não sei se é apropriado nos beijarmos aqui na frente de todos... 

-Ah sim, desculpa...- Ele dá um beijo na testa dela e a faz sorrir. -Até amanhã amor 

-Até - Ela vira as costas e vai embora sorrindo, até que quando está quase chegando ao carro ela volta correndo e o beija. Tatsuo tenta ignorar mas fica furioso como sempre. Tsunade assiste a cena chocada, com vontade de rir e chorar ao mesmo tempo. As meninas assistem soltando risinhos entusiasmados e Takafumi - que era o único garoto alí além de Tatsuo e Yudi - Fica boquiaberto, mas feliz. 

-Mas não seria "inapropriado"? - Yudi diz rindo após o beijo. 

-Sim, e daí? - Ela sorri e sai correndo pro carro. 

-Essa baixinha...- Ele pensa e faz um sorriso apaixonado.

Quando Yumi chega no carro, Tatsuo a ignora com seus fones no máximo, enquanto sua mãe comenta sobre o beijo. Ao chegarem em casa, seguem sua rotina normalmente. Quando termina de estudar, Yumi fala com sua mãe sobre o convite feito por Yudi e ela deixa. Então a garota corre para seu quarto para escolher qual roupa usaria. Escolheu uma camisa preta com uma caveira estampada, uma saia xadrez vermelha com um cinto de spikes com algumas correntes e uma sapatilha preta com um laço delicado. Soltou os cabelos, passou uma maquiagem de leve, pegou sua bolsa e foi a pé até a casa de Yudi. 

Chegando lá, tocou a campainha e Yudi a atende sorridente. -Oi baixinha. - Ele a cumprimenta, depois a puxa pela cintura dando um beijo delicado, o que faz ela corar violentamente. 

-No-nossa Yudi, que beijo foi esse? - Ela pergunta envergonhada. 

-Tô só aproveitando que estamos a sós hoje. Meu pai viajou e só volta daqui a alguns dias, nesse tempo você pode vir pra cá sem problemas. 

-Ele não gosta que você traga pessoas pra cá? - Ela pergunta acomodando-se no sofá. 

-É... Digamos que ele é meio implicante quando o assunto é garotas. Ele fala que eu tenho que estudar ao invés de namorar, sendo que minhas notas estão normais. - Ele revira os olhos. 

-Seu pai deve ser um saco, né? 

-Ah, sei lá... Ele é meio sofrido, sabe? 

-Ahh, por causa do...- Yumi faz uma pausa. Ela sabe da história do acidente, Yudi lhe contara. Só não sabia que o pai de Yudi o agredia. 

-Exatamente. Enfim, um dia eu arrumo um jeito de contar isso pra ele, prometo. Enquanto isso ele não precisa saber de nada. - Ele diz e depois beija Yumi novamente. - Então, vamos ver um filminho ou você prefere jogar alguma coisa? 

-Filminho. - Ela o beija novamente. Eles escolhem um filme romantico e ficam o tempo todo se beijando. Numa determinada hora, Yudi começa a beija-la de forma mais intensa, fazendo os dois corarem. Então, seus beijos descem um pouco até o pescoço dela, fazendo-a se arrepiar toda. 

-Yudi... va-vai com c-calma... ah... - Yumi começa a arfar um pouco, seu rosto estava muito vermelho e os beijos de Yudi estavam deixando-a louca. Quando percebeu a excitação de Yumi, ele subiu uma das mãos que estavam na cintura até os seios da garota, que arfava mais e mais. 

-Yudi...ahh... A gente tem que parar... -Ela diz inutilmente, pois ele a calou com mais beijos. Sua outra mão desceu da cintura para o outro seio, por de baixo da blusa dela. Fez o mesmo com a outra mão, que a fez soltar um gemido baixo. Ele estava apalpando os seios dela, os dois estavam suados e com vontade de muito mais. Quando Yudi encontra o feixo do sutiã de Yumi, eles ouvem um barulho de carro estacionando em frente a casa. Era o pai de Yudi. 

Continua...


Notas Finais


Hehehehehe
Num impulso de criatividade (e safadeza) eu escrevi esse capítulo. Não se preocupem, em breve terá a primeira vez deles (eu vou tentar escrever o melhor possível, mas não me culpem se ficar um lixo)
Um beijo e até sexta (posso acabar postando antes por ansiedade, altas tretas)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...