História Sim ou não? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 1
Palavras 471
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Este capítulo é meio que um teste então não está tão bom assim, mas eles vão melhorar, boa leitura!!

Capítulo 1 - Porta


Eu a observava de longe, admirando sua mais bela e escandalosa risada, o mais puro sorriso, o mais caloroso olhar. Ela me dava alguns sorrisos e olhares sem compromisso e eu me apaixonava por cada um deles, eu me entregava mais a cada segundo em que eu a olhava, mas eu nunca soube o que ela sentia, afinal eu era como a noite, quieta,  discreta, fria e ela era como o dia calorosa, notável, impecável. 
Acordei de meus pensamentos com minha amiga me dando um tapa no pescoço. 
- Acorda! A gente tá atrasada! - disse minha melhor amiga, Naty, me fazendo revirar os olhos. 
- Eu e sei, mas prefiro continuar dormindo,  então boa aula - falei encostando minha cabeça de volta na mesa do refeitório. 
- Olha se você quer matar aula faz isso fora da escola pigmeu! - falou a Naty e eu tenho certeza que ela revirou os olhos também, levantei a cabeça pra responder ela. 
- Nah - disse com um sorriso cínico nos lábios - Que graça ia ter? N E N H U M A. 
- Você é impossível Bruna - ela disse suspirando - Não que eu seja fã da escola,  mas eu detesto ficar naquela sala sozinha então levanta logo daí antes que eu te levante aos chutes daí! 
- Nossa pra que tanta violência? - falei me levantando emburrada - Não queria ficar aqui mesmo. 
Eu me levantei da cadeira e fui andando com a Naty até a sala,  enquanto ela sorria por algum motivo, hmm isso é muito suspeito,  mas deixa pra lá. Chegamos na porta da nossa sala e só ai que eu lembrei que era aula do carrasco, mais conhecido como o professor de geografia Robert, nessa hora senti que todo o sangue do meu corpo congelou. Dramática? Nem um pouco. 
- Você bate ou eu? - falou a traíra da Natalie e eu olhei pra ela com desespero fazendo ela rir - Nossa como você é dramática Bruna! 
- Então bate você! - falei olhando pra ela com os olhos cerrados. 
- ok! - falou me olhando. 
- Vai logo Natalie! - falei sem paciência,  ela chegou perto da porta e ficou olhando pra ela é foi ai que eu comecei a rir. Ela não ia bater. 
- Quanto tempo de aula resta? - falou a Mari chegando como se fosse um fantasma me fazendo pular de susto. 
- MERDA - gritei com o susto que tinha levado enquanto as duas hienas riam de mim. 
- Você tinha que ver a sua cara! - falou a Mari com a mão na barriga rindo. 
- Tô passando mal - falou a Naty rindo. 
- Tomara que vocês se engasguem com o próprio veneno - falei emburrada e foi ai que a porta abriu nos assustando. É hoje viu!!!


Notas Finais


Até o próximo anjos!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...