História Simbar - O amor verdadeiro existe - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Luna Valente, Matteo, Personagens Originais, Simón
Tags Âmbar, Amon, Amor, Luna, Lutteo, Matteo, Romance, Simbar, Simon, Sol, Sou Luna, Soy Luna
Exibições 91
Palavras 1.053
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, pessoal! Voltei! Espero q gostem do novo cap! Aliás, desculpa a demora, viajei e no lugar q eu fui nn tinha net. Mas, eu voltei e aqui está o novo cap! Espero q gostem!!!!!!!!
Beijos e Boa Leitura!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1 S2 <3

Capítulo 3 - O destino brinca com a gente


Fanfic / Fanfiction Simbar - O amor verdadeiro existe - Capítulo 3 - O destino brinca com a gente

ÂMBAR ON

Dei um bocejo e esfreguei meus olhos, ainda “dormindo”. Me sentei na cama e percebi que um Sol lindo brilhava lá fora. Foi ai que me dei conta que havia adormecido enquanto chorava ontem a noite. E então, todas as lembranças vieram à minha cabeça. Novamente lágrimas escorreram pelo meu rosto. Mas, dessa vez não vou deixa-las me vencer. Eu sou Âmbar Smith. Não posso deixar um guitarristazinho de quinta me afetar desse jeito. Sequei meu rosto molhado, e fui pro banheiro fazer uma maquiagem pra esconder as olheiras. Então, resolvi ligar pra Luninha. Mas, lembrei que havia perdido meu celular. Que ótimo! Acho que nunca fui tão sarcástica na vida até pensar a frase anterior. Então, resolvi ligar pelo telefone do hotel mesmo, precisava muito falar com ela. Digitei o número, que felizmente sabia sem precisar olhar, e logo ela atendeu:

LIGAÇÃO ON

-Alô? Quem fala?

-Sol Benson, quem é?

-Priminha! Que bom que você atendeu. Eu preciso muito falar com você.

-Âmbar?! Como você tá? Eu preciso te falar que ontem o...

LIGAÇÃO OFF

Então, a ligação caiu. Perfeito! O que eu faço agora? Melhor esperar um pouco pra ligar de novo. Dei um longo suspiro e fui ver televisão enquanto pedia um sanduiche para o serviço de quarto, na tentativa de me distrair dos vários problemas sem solução...

ÂMBAR OFF / SIMÓN ON / ALGUMAS HORAS ANTES...

Rever a Âmbar foi como se tivesse voltado a viver. O mundo parece colorido novamente, o meu coração acelerado voltou... Tudo está melhor. O problema é que eu não contava com a aparição da Daniela. Na verdade, tinha esquecido que ela existia. Isso acontecia sempre que eu me perdia naqueles lindos olhos azuis: parece que o mundo desaparecia, que só tinha nós dois no planeta. Por isso, senti aquela facada no coração quando a vi triste... Bom, talvez eu consiga resolver as coisas.

-Vamos, meu amor? – perguntou minha namorada, me tirando dos meus pensamentos. Como resposta, apenas assenti com a cabeça, bem devagar, ainda chocado com a cena anterior. A volta dela muda tudo.

Estava andando em direção ao carro, quando chutei alguma coisa. Era um celular. Agachei e peguei-o, pra ver se descobria de quem era. Sorri ao ver uma foto minha e de Âmbar na tela de bloqueio. É claro que é dela. Deve estar saindo faíscas de meus olhos. Tenho um pretexto pra revê-la! Mas, como que eu ia avisá-la que estava com o seu celular? Luna! É óbvio.

Assim que cheguei em casa, liguei pra minha melhor amiga, pedindo pra que ela me passasse o nome do hotel onde sua prima estava pois estava com o seu celular e precisava devolvê-lo. Ela me passou o nome, e então resolvi ir devolvê-lo no dia seguinte, já estava muito tarde.  Me arrumei para dormir e coloquei a playlist da Âmbar para tocar. Então, adormeci pensando nela, com um sorriso e brilho nos olhos inconfundíveis.

SIMÓN OFF / ÂMBAR ON / PRESENTE

Tinha acabado de terminar meu sanduiche, e estava passando a competição intercontinental na TV. Eu me lembro dessa época, quando achava que minha própria prima roubava tudo de mim. Meu namorado, minha casa, minha escola, minha pista... Tudo. Na verdade, eu nem sabia que a Luna era minha prima naquele tempo. E, eu acho que bem lá no fundo, eu já era apaixonada pelo Simón, e por isso a Luna me incomodava tanto, porque sempre estava com ele. Mas, isso não importa. Eu preciso esquecer aquele guitarrista, não ter lembranças dele. Então, voltei a prestar atenção no programa. Ele tava tão lindo ai... Ai, Âmbar, concentra!

Foi quando ouvi o telefone tocar novamente. Deve ser minha prima! Então, fui correndo atender.

LIGAÇÃO ON

-Alô?

-Âmbar?! Me desculpa pela outra ligação, a bateria do meu celular acabou...

-Tá tudo bem priminha, só me fala o que você queria me dizer.

-Ah, é! Eu queria te avisar que ontem o Simón – só de ouvir o nome dele o meu estômago foi invadido por mil borboletas. – ligou pra avisar que está com o seu celular e que está indo te devolver. Ele já chegou?

-O QUÊ?! O SIMÓN VEM AQUI?! COMO ELE SOUBE QUE EU ESTOU NESSE HOTEL?!

-Eu falei pra ele, ué. Você não quer seu celular de volta?

-Quero priminha, mas eu não quero vê-lo.

-Ah, você deve ter conhecido a Daniela quando esbarrou nele ontem...

-Como você sabe que...

-Eu continuei falando com o Simón depois que ele foi pra Cancún. – Sol me interrompeu -  Ele me contou da Dani e que tinha se encontrado com você. Aliás, eu não vou muito com a cara dela, não parece ser legal... Além disso, do jeito que ele fala de você, com certeza ainda te ama.

O maior sorriso do mundo brotou no meu rosto quando ouvi aquelas palavras. Mas, é melhor eu esquecer o guitarrista, ele tem namorada agora, mesmo que ele ainda me ame, o que eu não acho muito provável. Outra ligação tocou na linha.

-Calma ai priminha, vou atender a outra chamada, ok?

Não esperei ela responder e fui atender a outra ligação:

-Âmbar Smith, quem fala?

-Senhorita Smith, um garoto chamado Simón Álvarez está aqui na recepção afirmando ser seu amigo e está pedindo pra subir. Posso deixar?

-Muito obrigada por avisar, e não, pode deixar, avisa ele que eu estou descendo.

-Ok.

-Muito obrigada.

-De nada.  

Desliguei esta chamada e voltei a falar com a minha prima:

-Oi, priminha! Desculpa te deixar no vácuo, era o recepcionista, dizendo que o Simón chegou. Eu tenho que ir, beijos!

-Ok, depois me conta tudo, hein! Beijos.

LIGAÇÃO OFF

Desliguei a chamada, conferi meu look e a maquiagem no espelho. Respirei fundo e desci as escadas lentamente. Quando cheguei no saguão do hotel, olhei-o de cima a baixo. Estava perfeito: usava calça jeans, uma jaqueta xadrez amarrada na cintura e uma camiseta verde, além de seus cabelos estarem presos por um gorro, como sempre. Senti meu coração acelerar e as borboletas voltando. Minhas mãos suavam, poderia encher um balde só com o suor que saia de minhas palmas. Continuei andando, e sentia que minhas pernas falhavam um pouco, mas escondia todas as sensações ao máximo.

-Oi – disse, provavelmente corada. Não acredito que Âmbar Smith chegou a esse ponto por causa de um guitarrista fracassado!

-Oi – ele respondeu. 


Notas Finais


Espero q tenham gostado! Obg a todos q leram, comentaram, favoritaram e divulgaram a fic, amo cada um de vcs, q admira o q eu escrevo, fico tão SUPER feliz!!!!!!!!!!!!!!!! Até o próximo cap! Beijinhos no ar
Link das minhas outras fics:
Você é a razão dos meus sorrisos (Lutteo): https://spiritfanfics.com/historia/voce-e-a-razao-dos-meus-sorrisos-lutteo-6226968
O Jogo Que Virou Amor (Gastina): https://spiritfanfics.com/historia/o-jogo-que-virou-amor-gastina-6357200
Ruggarol - Lembranças: https://spiritfanfics.com/historia/ruggarol--lembrancas-6568085


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...