História Similar Gamers - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amor Doce, Serald, Spin-off De Game Over
Visualizações 41
Palavras 970
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Mistério, Shoujo (Romântico)
Avisos: Incesto, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


~~~Kon'nichiwa Floquinhos~~~

➤Atenção!

●A fanfic é de amor doce, porém é um especial da fanfic Game Over na qual eu sou autora, ou seja, os personagens que não são do Amor doce são exclusividades minhas.

●As imagens das capas foram feitas por mim.

●É capítulo único então, não terá mais capítulo.

●O capítulo está pequeno porque, quero que vcs imaginem o que pode acontecer na vida desse ship por isso fiz pequeno.

●Alerta de incesto!

●Para ler a fic Game Over vou deixar o link nas notas finais.

🎲🎲🎲Boa leitura🎲🎲🎲

Capítulo 1 - Similar Gamers - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction Similar Gamers - Capítulo 1 - Similar Gamers - Capítulo único

                   Similar Gamers

Loading....

França, Paris

Apartamento Laytel

Sexta-Feira 16 de fevereiro

Meu nome é Serena Laytel e tenho 15 anos. Tenho 1,70 de altura, ou seja, alta acompanhada do físico magro com poucas curvas.

Tenho cabelos longos negros, pele branca e olhos estranhamente roxos causados por um erro genético.

Agora que vocês tem uma ideia de mim, preciso falar que minha vida inteira sempre foi difícil e agora na minha vida de adolescente descobri que a mulher que queria que fosse perfeita na qual eu chamava de mãe é na verdade minha tia.

E quando descobri ela quase me matou com uma faca por ser maluca pelo meu psicólogo melhor dizendo, meu pai biológico, o meu outro pai era uma bissexual e traía minha tia com homens e mulheres.

Minha mãe biológica se chama Delanay Laytel minha professora de ciências e biologia. O que acontece é que eu tenho um irmão gêmeo no qual pensei que ele estava morto, porém... Foi por ele que eu descobri isso tudo.

O problema é nesse exato momento em que me encontro na mansão do meu psicólogo/pai. Gerald, está em cima de mim quando eu me preparava para dormir.

-Me desculpe. - Ele disse e apenas vi sua sombra se aproximar de mim e logo senti seus lábios sobre os meus.

Tentei afastá-lo com minhas mãos, porém ele estava me impedindo com suas mãos que prensava meus punhos contra o colchão.

O selinho começou a se aprofundar e eu não queria aquilo, não... Eu não queria, mas por que não tenho forças para parar e meu coração está batendo tão forte...

O beijo se encerra e nos estamos ofegantes e eu... Assustada.

O empurrei de cima de mim brava e me sentei em seguida sentindo os olhos arderem e lágrimas surgirem mesmo eu negando.

-IDIOTA! O QUE É ISSO?! - Gritei me levantando para cima dele e ele se recuou quase caindo. - Eu estava guardando esse primeiro beijo para alguém que eu ame. - Falei segurando a gola da blusa dele e balancei- E em um local especial. - Falei até desabar em lágrimas.

-Devolve... - Falei o balançando.

-Me desculpa, mas eu posso me responsabilizar por isso. - Disse ele e eu o olhei nos olhos.

-Como?! Voltando no tempo? - Disse irônica.

-Namorando. - Suas palavras me fizeram sentir um enjoou ao mesmo tempo de batimentos cardíacos bastante altos.

O soltei

-Você é louco? S-somos irmãos gêmeos! - Falei fechando a mão nos punhos. - Isso é errado.

-Para! Eu não te vejo assim. - Sua mão deslizou pela minha bochecha.

Aquilo me assustou, me levantei e o puxei para cima e gritei coisas que não me lembro e o expulsei do quarto.

E agora, estou no colégio para ser mais exata no intervalo, levando o material de artes pedido pelo professor junto do meu colega Kentin.

-Serena tudo bem? Você me parece desligada. - Perguntou Kentin quando colocava a caixa sobre a mesa.

-Estou, bem. - Falei meio baixo e rouca me sentando na mesa da frente e liberando um longo suspiro.

-Aconteceu alguma coisa? - Ele indagou se sentando ao meu lado enquanto eu continuei calada. - Serena.

-Kentin, me desculpa. - Falei e me levantei e sou puxada nesse momento eu me desequilibro e acabo caindo em cima de Kentin.

-Você está bem? - Indagou ele corado olhando para mim.

-S-sim, me desculpe. - Falei me levantando e saindo correndo em seguida.

Aquilo tinha me pegado e surpresa, coitado do Kentin ele gosta da Lynn e bem... Pelo menos ninguém viu.

-Serena! - Olhei para trás e vi Priya. - O que aconteceu por que está correndo pro pátio se o sinal acabou de tocar? Venha, temos aula. - Priya entrelaçou nossos braços e fomos andando para a sala.

[...]

O dia termina e voltei para casa junto de Gerald calada e com medo que algo aconteça. Meu coração batia rápido quando olhava ele de rasteiro pelas ruas e quando chegamos no prédio ele acelerou seus passos e ficou me evitando com o olhar.

-Gerald! - Gritei quando chegamos no apartamento e ele ia correndo subir as escadas.

Não fui escutada... Fechei a porta e subi as escadas andando até seu quarto com o meu coração na mão, esse assunto eu nunca imaginei que falaria ou fizesse algo do gênero.

Mas, isso está nos ferindo...

-O que você quer? - Indagou ele quando entrei no quarto e o vi tirando a blusa. - Se for sobre aquilo ontem de madrugada, esqueça... Não foi nada.

-Então, por que está chorando. - Falei e ele colocou a mão nos olhos sé assustando com suas lágrimas.

Ficamos alguns minutos em silêncio nos olhando e provavelmente pensando em consequências de termos beijado e ele se apaixonado.

-Serena... Eu não aguento mais. - Fui até ele e o abracei. - Eu te amo, mesmo sendo minha irmã... Eu te amo de verdade. - Ele retribuiu o abraço forte chorando e nós dois nos ajoelhamos.

-Gerald... Você não está...- Ele me calou com um beijo que eu cedi sentindo me fraca.

O beijo foi calmo, triste e cheio de sentimentos. Nossos lábios se rosavam quando explorávamos a boca um do outro.

O que estou fazendo... Eu estou correspondendo... Isso... É errado.

-Eu te farei se apaixonar por mim, mas para isso quero saber se quer. - Ele disse colando nossas testas e fazendo carinho na minha bochecha enquanto segurava minha mão.

Eu não falei nada, tudo era confuso.

Mas tudo indicava que se iniciava um novo game... Um game onde nossos sentimentos eram iguais assim como sangue, aparência e jeitos.

Iguais....

Naquela tarde aquele dos irmãos mal podia esperar pelo que poderia vir daqui para frente.

"Destinos e desejos sempre andam juntos mesmo o ser humano colocando a linha do amor entre eles."

                             End?


Notas Finais


~~~Paused~~~

➵O capítulo está aí... Para pessoas que gostam da minha fanfic e queriam esse shipp, porém... Eu não consegui fazer algo a mais que isso eu realmente acho que se fizesse algo não deixaria esse gosto de quero saber... Ou simplesmente... Não tive criatividade o bastante.

➵Porém, qualquer coisa eu venho aqui e atualizo a fanfic para ficar mais legal e maior.

➵Link da fanfic primária:https://spiritfanfics.com/historia/game-over-7785807


➵Obrigado por ler e espero vcs em Game Over!

Exit✔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...