História Simple - Jihoon (Woozi) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Tags Jihoon, Lee Jihoon, Seventeen, Woozi
Exibições 349
Palavras 2.249
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem os erros e boa leitura <3

Capítulo 14 - Baby's called my happiness


Fanfic / Fanfiction Simple - Jihoon (Woozi) - Capítulo 14 - Baby's called my happiness

Jihoon's POV

Jihoon: vc realmente tem certeza disso, jagiya? -pergunto e ela me olha corada afirmando

Vc: eu confio em vc Jihoonie -ela acaricia o meu rosto e eu volto a beijá-la, agora acariciando seu pescoço 

[...]

Não, não rolou nada entre nós aquela noite, ficamos nervosos demais pra qualquer coisa, então apenas nos deitamos e dormimos antes que não conseguíssemos olhar um pro outro.

Jihoon: jagi... eu não vou poder ficar com vc nas próximas semanas... vc entende, não é? -ela afirma sorrindo

Vc: vou estar torcendo por vc, oppa -ela me dá um selinho e eu sorrio

Jihoon: obrigado -ela afirma e então eu me levanto- podemos ir então? 

Vc: claro, oppa -ela sorri e nos levantamos

Já faziam 2 semanas que tínhamos ido até a cachoeira e desde então resolvemos tentar coisas diferentes, fomos ao cinema, ao parque e até numa sorveteria em um dia de calor, mas ainda sim, aquele era meu lugar favorito de estar com ela, pois foi ali que tudo começou a acontecer conosco

Vc: olha oppa! estamos fazendo um ótimo trabalho, olha como nosso bebê cresceu! -ela se senta ao lado da árvore e acaricia suas folhas sorrindo 

Jihoon: fico feliz, jagiya -sorrio e me sento perto dela- já pode me contar sobre a lenda? -ela nega- mas pq?

Vc: ainda não tenho certeza se é real... tenho quase certeza, mas é melhor esperar um pouco mais -ela sorri e logo sinto pingos pelo meu corpo- ah não! -ela faz bico e eu me levanto rapidamente a puxando comigo até o carro- poxa não deu nem tempo de ficar lá

Jihoon: podemos voltar amanhã de manhã, jagiya... podemos dormir naquele mesmo hotel de estrada, o que acha? -ela afirma

Vc: já que não temos escolha -ela dá de ombros e então nos guia até o pequeno hotel, onde pegamos o mesmo quarto da vez passada

Jihoon: eu... vou tomar um banho... tudo bem? -ela afirma

Vc: tudo bem, oppa... -ela diz sacudindo a camiseta molhada de qualquer jeito 

Jihoon: acho que vc precisa mais que eu, não é?! -sorrio e a empurro até o banheiro sentindo ela se contorcer

Vc: oppa, pode ir, não tem problema -ela tenta desviar, mas eu a empurro até ficarmos de frente pra banheira

Jihoon: vc não pode ficar doente e está mais molhada que eu -digo abrindo a torneira da banheira

Vc: mas eu posso te esperar oppa, sem problemas -ela espirra e eu nego com a cabeça

Jihoon: toma banho, jagiya, vc vai se sentir melhor -dou um beijo em sua testa e saio do banheiro fechando a porta atrás de mim

Espero uns minutos e então olho pela janela, a chuva apenas piorou e então percebi que realmente estávamos presos ali pelo menos até o dia seguinte... Separo as roupas da S/N e então bato na porta antes de entrar. A vejo deitada na banheira cheia de espuma cobrindo qualquer possível visão que eu poderia ter 

Vc: minhas roupas? -afirmo- obrigada, oppa -ela sorri e se ajeita na banheira- eu já estou saindo

Jihoon: sem pressa, jagiya -sorrio e saio do banheiro a deixando só

[...]

Assim que sai do banheiro vi que ela estava apenas com um moletom gigante e não com a roupa que eu havia lhe dado

Vc: eu prefiro dormir assim, se não se importa -ela sorri sem graça e e afirmo

Jihoon: mas é cedo pra dormirmos ainda, jagi... podíamos ir lá no térreo ver o que tem pra fazer 

Vc: tudo bem -ela afirma e então logo descemos, descobrimos logo de cara uma sala de jogos, onde jogamos ping pong a tarde quase toda- oppa, tô com fome

Jihoon: vamos jantar então, jagi -pego em sua mão e a guio até o salão onde os hóspedes estavam sendo servidos

Vc: aigo, é tanta comida que eu nem sei o que comer -vejo os olhinhos dela brilhando e rio

Jihoon: vamos comer um pouco de cada, ok? -ela afirma e então nos servimos pra comer

[...]

Logo após o jantar nós voltamos para o quarto, nos ajeitamos na cama ficando sentados um de frente pro outro pensando no que fazer

Vc: podíamos jogar uno... se vc quiser...

Jihoon: pode ser -sorrio e então ela procura o baralho

Vc: acho que tiraram -ela faz bico e eu dou uma risada anasalada

Jihoon: vem cá, vamos tentar assistir algo então -a puxo pra cama e então nos ajeitamos zapeando os canais atrás de algo que preste

Vc: deixa lá naquele desenho, oppa! vai ser a melhor coisa que vamos achar -ela me olha pidona e eu volto pro canal do desenho

Em alguns minutos nós já estávamos completamente agarrados pela cintura e ela quase dormia em meu peito, mas o celular dela tocou e ela foi até a varanda atender, não entendi, mas ela voltou antes que eu pudesse pensar no que houve

Jihoon: tudo bem, jagiya?

Vc: tudo bem, oppa -ela sorri sem mostrar os dentes e volta a se deitar ao meu lado

Jihoon: já está com sono? -ela nega- e o que quer fazer agora?

Vc: curtir vc um pouco? -ela pergunta sem graça e eu sorrio

Jihoon: vc sabe que vamos ficar separados... -faço carinho em seu rosto- aproveitarmos é uma ótima ideia -ela afirma e me dá um selinho, que logo se torna um beijo de verdade, já que eu a puxei novamente pra perto de mim

Faço carinho em seu pescoço e rosto e sinto ela apertar o braço entorno de meu pescoço, me trazendo pra mais perto dela, ficamos aos beijos por um tempinho até ela afrouxar o braço e colocar apenas a mão em meu pescoço me olhando nos olhos sem falar nada

Jihoon: eu te amo, sabia? -sorrio e ela me encara surpresa- não precisa me res... -ela me interrompe

Vc: eu também te amo oppa -ela sorri sem graça e dessa vez quem ficou surpreso fui eu

Jihoon: oh... sério? -ela afirma e eu a beijo novamente já nos embolando novamente, eu estava desajeitadamente em cima dela enquanto recebia carinhos durante nossos beijos

Arrisco e desço minha mão até sua cintura, ela não demonstra nenhuma reação e então desço minha mão até sua coxa descoberta, dessa vez a fazendo arrepiar, sorrio, mas não separo o beijo, sinto ela descer uma de suas mãos pra minha cintura e ali permanece fazendo um carinho gostoso, então eu  desço os beijos pro seu pescoço a sentindo arrepiar e puxar de leve meus cabelos me fazendo arrepiar junto.
Distribuo beijos e alguns chupões e mordidas por todo seu pescoço e então coloco uma de minhas mãos dentro de seu moletom, sinto sua respiração pesar e a olho nos olhos, ela me faz carinho no rosto e dá um beijinho em meu nariz, sorrio e sinto suas mãos dentro de minha camiseta, a ajudo a retirá-la e em seguida retiro seu moletom a deixando com uma camiseta minha e roupas íntimas

Vc: eu... roubei uma das suas camisetas -ela diz sem graça e eu sorrio

Jihoon: vc poderia roubar minha fama, meu dinheiro, qualquer coisa que eu não iria ligar -faço carinho em seu rosto a vendo fechar os olhos aproveitando- só pq te amo -dou um selinho nela que sorri e me beija novamente 

Assim fomos seguindo nosso ritmo até que nos encontrávamos já apenas de roupas íntimas de frente um pro outro, trocamos carícias e então ela se senta em meu colo me beijando enquanto eu procurava desajeitadamente o fecho de seu sutiã, minhas mãos tremiam e eu com certeza estava completamente corado, quando abro me surpreendo e vagarosamente a ajudo a tirá-lo por completo de seu corpo, tendo a visão completa de seus seios

Ela estava corada como eu, mas nenhum de nós parou... eu não queria parar pelo menos, logo as mãos dela desceram até o cós de minha boxer, então eu volto a me deitar por cima dela retirando as últimas peças que cobriam nosso corpo, olho seu corpo em minha frente e fico mais desorientado ainda... não queria estragar esse momento de jeito nenhum.
Me viro até onde eu havia colocado minha calça jeans, onde no bolso estava o pacote de camisinhas que Hoshi hyung havia colocado antes de eu sair de casa... novamente...
Pego uma delas e então tenho que respirar por um momento, eu estava tremendo e com isso fazia com que abrir o pacote laminado ficasse muito mais impossível, quando consigo abrir, coloco em meu membro, completamente desajeitado e então voltei a me posicionar em cima dela que parecia estar calma, então ela fez carinho em meu rosto me fazendo me acalmar e respirar tranquilamente antes de fazer qualquer coisa

Logo posicionei meu membro em sua entrada e a olhei, ela se encontrava de olhos fechados e ainda acariciava meus cabelos, então comecei e penetrá-la, vi sua cara de dor e parei pro um momento, quando sua expressão voltou ao normal eu voltei a penetrá-la e logo estava completamente dentro dela que apertava meu membro tentando expulsá-lo de seu interior, o que me proporcionava um pouco de dor também, então esperei, até sentir ela relaxar e me olhar nos olhos, dou um beijinho de esquimó nela que sorri e então faço movimentos lentos vendo ela fazer cara de dor

Vc: a-ah, oppa~ -eu a olho preocupado

Jihoon: te machuquei? -ela nega e eu me sinto aliviado

Continuo com os movimentos lentos sentindo ela apertar meus braços, logo começamos a criar uma sintonia e seus gemidos começaram a ficar mais frequentes e os arranhões nas minhas costas também, aumento a velocidade e ela se contorce embaixo de mim, então ela pega em minha cintura e nos vira, a deixando por cima de mim, a olho daquele ângulo e fico mais excitado, se era possível isso acontecer
Não sabia o que fazer com minhas mãos, então passeei com elas pelo seu corpo parando em seus seios, eles cabiam perfeitamente em minhas mãos, faço carinho neles sentindo ela fazer os movimentos como desejava me fazendo soltar alguns gemidos contidos

Quando eu senti que estava chegando ao meu ápice, a viro novamente, ficando por cima e acelero um pouco os movimentos, a ajeito com as pernas em minha cintura e então ia de acordo com seus gemidos

Jihoon: S/N... ah... -ela me olha e faz carinho em meu rosto, me puxando pra um beijo, enquanto eu entrelaçava nossas mãos

Sinto meu ápice chegar e com um gemido alto o suficiente pra me envergonhar me desmancho em seus braços, distribuo beijos pela área que eu alcançava até me acalmar um pouco... Assim que sinto minhas pernas um pouco mais firmes, me levanto e jogo a camisinha no lixo do banheiro, voltando rapidamente para me deitar ao lado dela de novo. Ela deita no meu peito e me abraça pela cintura, enquanto eu a abraçava da mesma forma a mantendo perto de mim

[...]

Vc: oppa... precisamos ir -sinto ela me cutucar e balançar, gemo em reprovação e me ajeito nas cobertas novamente- oppa, é sério, já são quase três da tarde -arregalo os olhos e me sento rapidamente na cama vendo ela rir

Jihoon: vc mentiu, não foi? -ela dá um beijo em meu nariz e afirma

Vc: já está na hora do almoço e eu estou com fome.... mas não queria descer sozinha -afirmo

Jihoon: me dê 5 minutos -digo me levantando, esquecendo completamente que estava nu, quando lembro, fico completamente vermelho e puxo o lençol cobrindo da minha cintura pra baixo- vc... já tomou banho? -ela nega se cobrindo com o edredom da cama também corada- então vamos... assim seremos mais rápidos 

Vc: tudo bem... -ela se levanta também se cobrindo com uma das peças da cama e me segue até o banheiro, ligo o chuveiro e entro primeiro a vendo entrar logo em seguida

[...]

Jihoon: jagi... eu te machuquei, não foi? -pergunto com receio e ela nega corada

Vc: bem... eu sabia que seria assim... é normal, oppa, não se preocupe -ela sorri sem graça

Jihoon: vc... tem certeza disso? -ela afirma- então... é melhor eu dirigir, não é? quer dizer... eu percebi que vc está desconfortável, então...

Vc: seria ótimo, oppa -ela cora- e não se preocupe, eu estou bem -ela me dá um selinho e então fomos embora

[...]

Joshua: o bom filho à casa torna -ele diz sorrindo

Jun: onde vc estava? tá até com a pele mais bonita, Jihoon-ah! -eu coro e vou andando até o quarto

S.Coups: oh, já chegou Jihoonie? -afirmo e jogo a mochila no chão me jogando na cama- cansado? -afirmo

Jeonghan: como foi, dessa vez?

Jihoon: nem pudemos fica na cachoeira, começou a chover logo que chegamos -digo tentando parecer normal

Hoshi: Jihoonie! -ela entra feliz em meu quarto, mas logo procura a mochila que revira até achar o pacote de camisinhas aberto- ESTÁ FALTANDO UMA! JIHOONIE VOCÊ...? -tapo a boca dele antes que o prédio inteiro ouvisse

Jihoon: não faz escândalo, hyung

Jeonghan: pera... vc realmente... -coro e eles riem

S.Coups: fizemos um bom trabalho aqui, Soonie

Hoshi: claro que sim, hyung -eles riem e Jeonghan põe a mão na boca em surpresa 

Jihoon: não façam muito alarme, por favor

Jeonghan: claro que não vamos fazer, Hoonie, isso é muito pessoal... eles também não contaram pra ninguém fora nosso círculo aqui, contando com Joshua, Jun e Wonwoo

Jihoon: tudo bem então -sorrio de canto

Hoshi: mas vc vai ter que nos contar tudo!  -ele diz já fechando a porta de meu quarto

Tem que ser agora, hyung?


Notas Finais


Por hoje é só! espero que tenham gostado!
Até logo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...