História Simple Souls - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Bottom!jeongguk, Kawaii/putaria, Simplesouls, Taekook/vkook, Top!taehyung
Visualizações 11
Palavras 828
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiii
Meu Deus essa é a segunda fanfic q eu posto só.
Pelo menos essa não é triste como a outra hehehehe
Espero que gostem dessa história.
Boa leitura, amo vcs bolinhos ^-^

Capítulo 1 - Capítulo 1


Simple Souls

Capítulo 1


Nós éramos um só. Tínhamos um só coracão. Tínhamos uma só mente. Até que nos dividimos. Nos dividimos em dois. Não só eu e ele, como todos nós. Cada um tinha sua metade. Cada um tinha seu coração e mente. Se separaram. 

É, cada um de nós virou dois. Dois corações, duas pessoas, duas mentes. Nos misturamos e perdemos nossas "metades".

 Hoje, o objetivo de vida de cada um é encontrar a metade que o completa. 

Aquele coração, que era tão grande, se didiviu em dois. Aquela mente, tão esperta, se repartiu. Aquela pessoa, tão feliz, se entristeceu. 

O que quero dizer é.. alma gêmea é o que cada um procura durante seu curto período de vida. É com o que gastamos todo o tempo que temos. É por essa busca que vivemos. Às vezes é por ela que morremos. É por ela que somos felizes. É por ela que sofremos. Quem a conclui, tem sorte. Quem não conclui, pelo menos teve um objetivo de vida. 

Eu queria ser diferente, eu tentei ser diferente. Pensava que éramos como máquinas, que éramos programados para amar alguém durante a vida. O que eu percebi é que... amar é o que nos faz feliz. Às vezes sofremos, porém, vale a pena. Pela metade que nos completa, tudo vale. Pela alma gêmea - meio clichê - tudo vale. 

O amor é como um ímã, do lado errado ele afasta, do lado certo, ele une. Eu tive a sorte de encontrar minha alma gêmea, eu tive a sorte de o conhecer , eu tive a sorte de viver com ele.



...



Lá estava o mais velho, deitado em sua cama, todo encolhido pelo frio que fazia naquela tarde de inverno. O mesmo lia sua série se de livros preferida, Percy Jackson. Ele já havia lido todos aqueles livros tantas vezes, mas nunca cansara daquela mitologia. Amava deuses gregos, romanos, egípcios... Amava mitologia. A cada página virada se sentia mais dentro daquele monte de palavras, se sentia mais feliz. 

Enquanto isso, o pequeno Jeon estava na casa ao lado, arrumando seu quarto por conta da mudança recente. Um menininho de 5 aninhos, sorrindo bobo enquanto olhava sua coleçãozinha de miniaturas dos heróis.


- Ommaaaaaa!! - O pequeno gritava, correndo pela casa, quase tropeçando na barra da camisa gigante que roubara do guarda roupa de seu pai. Ele corria é e as mangas da "camisola" balançavam, quase batendo em seu rostinho pálido e fofo.


- O que foi Jeongguk? - A senhora com rosto cansado sorria vendo o filho correr em sua direção. Ela estava em frente a pia, lavando a louça que tinha se acumulado do jantar do dia anterior. A moça, linda como seu filho, se ajoelhou no chão e o pegou no colo, rindo boba com a agitação do pequeno garotinho em seus braços. 


- Omma, eu preciso de ajuda com o meu quarto!! - Ele dizia manhoso, balançando os braços e fazendo um biquinho fofo.


- Eu não tenho como te ajudar meu amor, estou terminando de lavar a louça.


- Ommaaaaaa..


- Jeongguk-ah! - Colocou o pequeno no chão - Depois você arruma seu quarto, agora, vá tomar um banho e se arrume.


- Porque? - Ele a olhava, curioso


- Os vizinhos nos convidaram para jantar na casa deles. Um jantar de boas vindas. Eles tem um filho muito bonito e estudioso, vocês podem ser amigos, ele seria um bom exemplo para você 


- Hm.. - Olhou para o chão - Eu vou assim! 


- Jeon Jeongguk você vai trocar de roupa ou o seu IronMan vai conhecer a fúria da mamãe 


- Não! Aaaaaaaaaah!! - O pequeno menininho saiu correndo para o seu quarto.



...



Já na casa dos Kim's, Jeongguk balançava os pezinhos, sentado no sofá.

O moreno ouviu alguns passos, vindo da escada que ficava no final de um longo corredor, no final da sala de estar. 

Ele levantou sua cabecinha e olhou para a sua frente. Viu um garoto que aparentava ser um pouco mais velho que ele, cabelos castanhos e olhinhos pequenos. O mesmo vinha com um livro na mão mas Jeongguk não sabia ao certo que livro era pois não aprendera a ler. 

O moreninho encarou o garoto a sua frente e acenou, recebendo um sorriso de canto como resposta. Sentiu suas pequenas bochechinhas queimarem e abaixou a cabeça, sorrindo fofo.



Estavam na mesa de jantar, os adultos presentes ali conversavam entre si, o que os menores não entendiam.


- Taehyungie, leve o Jeonggukie para o seu quarto, vão brincar um pouco, se conheçam


O castanho assentiu e sorriu sugestivo para o mais novo. Desceu da cadeira e acenou com a mão, chamando o menor. 


Jeonggukie o seguiu, com as mãos em frente ao corpo, envergonhado. 


Os dois garotinhos chegaram ao quarto do mais velho e se entreolharam, sorrindo um para o outro. 

O mais velho esticou sua pequena mãozinha.


- Oi! Meu nome é Kim Taehyung


O mais novo sorriu e esticou sua mão, apertando a do mais velho.


- O meu é Jeon Jeongguk - Sorriu fofo.




Notas Finais


Heeeeey
Voltei
Acho que ficou pequenininho esse capítulo mas o próximo vai ser maior, prometo.
Espero que vocês gostem dessa nova história
Amo vcs
Até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...