História Simples Acaso - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Astoria Greengrass, Draco Malfoy, Fred Weasley Ii, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley II, Ronald Weasley, Rose Weasley, Scorpius Malfoy, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Victoire Weasley
Tags Adolescência, Drama, Gravidez, Harry Potter, Malfoy, Nova Geração, Romance, Rose Wesley, Scorpio
Visualizações 64
Palavras 2.320
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente desculpa a demora para postar, para compensar vou postar dois capitulos. bjs

Capítulo 5 - Explicações e descobertas


Eu sei que pode soar meio dramático, mais realmente a cena foi. Quando atravessei o quadro da mulher gorda me surpreendi, todos meus primos que estudam em Horgwats estavam presente até a insuportável da Lucy. Tive certeza que eles estavam preocupados, pois apesar de sempre conversamos, só se reuníamos assim quando o assunto era sério. Tive medo, sabia que eles me encheriam de perguntas e o pior de tudo é que não queria mentir para eles, para mim isso é muito ruim.

Sabe diário eu nunca gostei de mentiras, sempre fui muito sensatas em minha atitudes para não precisar mentir, e agora isto. Eu me vi querendo mentir para minha querida família, mais foi necessário como na verdade esta sendo. Olhei para cada um naquela sala e sentei em uma poltrona vazia em frente a eles, sabia que não sairia dali, não sem antes convence de que eu estava bem.

Como o mais velho dos presentes Tiago tomou a palavra.

–Oi Rose – eu lembro que ele falou carinhoso, como sempre falava quando queria algo de alguma garota, eu sei meu primo é um aproveitador, mais ele é tão fofo que todas cai, inclusive eu.

–Oi Tiago – respondi olhando para ele – então vão dizer sobre o que é a reunião? – perguntei sarcástica.

–Você sabe – ele me respondeu – nós estamos preocupados com você. Você vem agindo de forma estranha de uns vinte dias para cá, o que esta acontecendo? – Eu sabia que não só ele, mais todos estavam sendo sinceros, mais nunca falaria a verdade a eles, nunca.

–Não esta acontecendo nada – tentei ser sincera – só estou querendo me concentrar mais nos estudos, nada que eu já não fazia antes – tentei mentir mais sabia que eles não acreditariam.

–Não minta Rose – falou Domy – você é uma péssima mentirosa, sabemos que alguma coisa te magoou, ou alguém – ela me olhou indagadora – você vive andando cabisbaixa e nos seus olhos não tem mais brilho, você esta como se nada mais importasse.

–E até faltou nas aulas – sobre pôs Molly – Rose Weasley você nunca faltou em um aula, isso nos preocupou ainda mais.

–Rose, sabemos como você tenta ser forte e nos ajudar sempre, prima – falou Fred sentando-se no meu lado e abraçando meus ombros – mais têm horas que precisamos de ajuda e pelo que percebemos você esta neste momento, então só queremos te mostrar que estamos aqui – falou me apertando.

Diário, já falei que amo minha família? Eu realmente os amos muito. Não aguentei na hora que todos vieram me abraçar, menos claro a Lucy, e chorei. Nossa diário, chorei tanto. Derramei toda a angustia, toda tristeza e magoa que estava em meu coração, e meus queridos primos, meus irmãos estavam ali para me ajudar.

Como tantas vezes nos ajudamos. Lembro que fizemos isto quando Thiago descobriu no quarto ano que estava com uma doença séria no coração e que enquanto não descobrisse uma cura ele não poderia jogar quadribol, mal conseguiria voar. Para Tiago foi horrível, ele já era batedor com Fred e não era segredo que ele amava voar, foi um ano difícil para ele, mais o que foi mais bonito para nós, pois todos meus primos que também jogavam parou, Fred falava que se não tivesse Tiago como parceiro não precisaria de mais ninguém, Alvo também ficou ao lado do irmão, naquele ano a Grifinólia perdeu a Taça de quadribol, mais nossa família ganhou muita coisa a maior delas, o amor e a união. Com isto Tiago se recuperou e no ano seguinte voltou a jogar, e Fred e Alvo voltaram para seu lado, então somos sempre assim unidos na alegria e na dor.

E agora eu estava ali, junto a eles, ninguém me perguntou o que ou porque eu chorava, ou por quem. Só me permitiram chorar. E devo dizer diário foi a melhor coisa que eu fiz, no momento que não tinha mais lagrimas, e levantei meus olhos os vi me fitando com sorrisos bondosos, devolvi meu melhor sorriso e respirei fundo. Suportaria tudo se eles estivessem ao meu lado. Diario me senti bem melhor, agora poderia encara o idiota do Malfoy, sabia que mesmo ele não se importando comigo tinha pessoas bem melhores que se importava, e isto que era importante. Não me deixaria abater por aquele imbecil, nunca mais. Nunca mais choraria ou me deprimiria por ele, ele não valia minha tristeza muito menos minhas lagrimas. No outro dia seria o começo de minha nova vida.

A diário belas palavras que eu tinha escrito mais não foi isto que aconteceu, no outro dia só foi que meu verdadeiro pesadelo começou.

Logo de manhã já acordei meio enjoada, mais tinha sido tantas outras emoções que nem me importei, Molly e Makaila tentava conversa comigo normalmente, eu estava me esforçando ao máximo para aparecer normal, não aquele zumbi que estava sendo nos últimos dias. Quando cheguei ao salão principal ele estava cheio, sentei ao lado de Alvo e Douglas, que olhava com olhar apaixonado para Makaila, me lembro de que foi naquele dia que descobri o porquê dela não namora-lo, não foi nada fácil descobrir o verdadeiro motivo mais acho que ela faria qualquer coisa para não me ver deprimida novamente. E também diário foi naquele dia que o vi de perto novamente, eu estava saindo para a aula, Makaila, Alvo e Douglas já havia indo na frente fiquei acabando de tomar meu café com Molly que me fazia companhia, quando estávamos virando um corredor me deparo com ele.

Escorpio estava parado a alguns metros na minha frente, nossos olhares se cruzaram e nos fitamos por segundos, parei no lugar que eu estava, Molly não entendeu mais seguiu meu olhar, e já disse né diário que Molly é perspicaz, acho que foi naquele momento que ela soube que eu amava Escorpio. Por fração de segundos todos os nossos momentos passou diante dos meus olhos, nossa dança nosso primeiro beijo, nosso amor, ou melhor, meu amor.

Senti novamente a ferida de dor em meu coração abrir-se novamente mais desta vez não me entreguei a ela, ergui a cabeça e meu olhar foi para um profundo desprezo quando passei por ele, ele abaixou os olhos, parecia que vi vergonha nele, e arrependimento.

Foi triste diário, devo confessar ver e senti que a pessoa que você amou durante tanto anos, tinha vergonha de você ser quem é se arrependeu de ter estado com você, é demais. Mais já não era a primeira vez e tinha prometido a mim mesma que não choraria então não chorei. Fui para minha aula. Aquele dia passou normal, até a hora do jantar.

Sabe diário o que é uma coisa péssima em Horgwats? As fofocas. Sim as fofocas é o problema daquela escola, no jantar não se falava de outra coisa a não ser o namoro de Escorpio e uma tal de Jany Trank uma Sonserina arrogante. E parece que para confirma vi os dois entrarem de mãos dadas no salão, Escorpio parecia não esta feliz, mais Jany estava radiante, também que menina não queria namorar Escorpio? Todas, ou ele ou Tiago ou Fred, eles eram os mais cotados, Jany desfilava com Escorpio segurando sua cintura como se ele fosse um troféu.

Quando os dois sentaram-se à mesa da Sonserina se beijaram apaixonadamente, no mesmo instante me senti enjoada, ver Escorpio me despreza é uma coisa , me da ódio e raiva dele, mais o vê com outra me trás tristeza e magoa, e este sentimentos é muito pior. Segurei-me o jantar todo apesar de não tocar na comida, senti que nem as piadas de Fred e Tiago me alegravam, nem as tiradas de Molly no próprio Jason, ou os olhares de Makaila em Douglas me importavam. Nada só queria sair dali.

Depois de um tempo foi isto que eu fiz, sai dali. Makaila me acompanhou, Molly foi ter uma “conversa” com Jason e pelo jeito não voltaria tão logo. Lily conversava com Hugo e Lois em um canto do salão comunal, Alvo, Tiago e Fred haviam sumido com certeza com alguma garota, Alvo estava com Corinne, os dois estava se encontrando escondido do Zambine.

Eu e Maikala fomos para o quarto e ficamos conversando, na verdade eu queria qualquer coisa para me distrair da cena do salão. Não sei a hora que entramos no assunto mais Makaila me disse o porquê dela não namorar Douglas, para minha surpresa Makaila havia ficado no ano anterior com David, e desde então David também gosta dela. Ela me falou que só ficou com ele, pois estava carente e cansada de esperar que Douglas tomasse uma atitude, devo admitir que meus primos Douglas e David são muito bonitos também e apesar de David ser mais novo um ano, ele é alto e chama muita atenção das garotas de Horgwats.

Não pude culpar Makaila, e também entendia seu lado , os irmãos já brigavam por coisas insignificantes imagina o que faria por uma garota? E Makaila é muito boa para querer uma coisa assim para qualquer pessoa. Pensei comigo mesma que faria algo para ajuda-la.

A minha semana passou muito rápido, e tirando o fato de ter que encara Escorpio com sua arrogante e esnobe namorada, e deu esta passando muito mal. Foi ótima. Não deixava minha tristeza tomar espaço em meu coração, e sempre que ela começava a vim eu a lançava longe de meus pensamentos, funcionava. Eu já estava agindo normalmente de novo e isso era bom.

Era sexta feira estávamos todos no salão comunal, minha família e alguns amigos nossos, Domy e Fred atravessaram o quadro com uma grande caixa na mão, reconheci logo. Pizza. Domy e Fred sempre que tinham vontade saia do castelo pela passagem da mulher de um olho só e aparatava para uma pizzaria e comprava grandes pizzas para todos.

–Trouxe sua preferida Rose – falou Domy animada, me mostrando um pedaço de Pizza de quatro queijos que eu amava, não teve tempo de fazer mais nada só correr para cima para vomitar.

Senti depois de alguns segundos mãos segurando meus cabelos, era Molly. Ela me ajudou a levantar e ficou ao meu lado enquanto eu lavava minha boca, quando olhei para traz vi Domy e Lili no quarto a minha espera.

–Rose acho que precisamos conversa – Domy me disse séria, era uma coisa meio perturbadora, normalmente ela não era séria – desde quando você vem tendo estes enjoos?

–Não sei bem, mais faz pelo menos umas duas semanas – respondi me sentando na cama. – porque?

–Rose nós sabemos quanto você é responsável e coisa e tal, mais as vezes você é muito inocente e distraída, então acho que devo tentar alerta-la.

–Não estou entendendo Domy – falei sincera, ai Diario como fui idiota. Acho que até e Lily já tinha percebido.

–Rose você transou com alguém?- perguntou Molly de uma vez.

Diario naquele momento meu rosto ficou da cor dos meus cabelos, nem precisou eu responder, acho que minha fisionomia já falava tudo ainda mais para elas.

–Rose, eu não quero assusta-la, mais você se preveniu?- perguntou Domy novamente séria.

Não pude ver seu rosto nem de Molly e Lily, estava com tanta vergonha, só neguei com a cabeça, senti que Domy e Molly sentaram-se cada uma ao meu lado.

–Rose não se desespere mais acho que você esta gravida – falou Domy.

Diario, sério naquele momento meu mundo caiu, claro que só podia ser isto. Enjoos, tonturas, fraquezas, excesso ou falta de apetite, era tudo tão claro tão nítido, eu realmente era uma idiota. Senti-me péssima, como eu explicaria isto para minha família, para meu pai? Ele me mataria, como tenho certeza que ele ira fazer daqui alguns minutos. Domy e Molly tinha expressões triste e preocupadas, Molly foi a primeira a falar.

–Vamos fazer o exame, Lily pegue no meu malão uma poção de cor lilás – Lily prontamente obedeceu – Rose ela tem uma sabor gostoso, beba – me pediu.

Eu prontamente obedeci e logo em seguida em meu ventre tinha uma luz azul, eu não era tão boba assim, eu sabia o que aquilo significava, eu estava gravida de Escorpio Malfoy. Não aguentei desta vez eu chorei, senti minhas primas me abraçarem e começarem a chorar comigo, chorei muito quando me acalmei consegui perguntar com a voz fraca.

–O que eu vou fazer?

–Primeiro acho que você deve contar para o pai – disse Lily.

–NÃO!! – Gritei elas se espantaram, então falei mais controlada – este bebe será só meu, o pai dele nunca saberá de sua existência – falei decidida.

–Sabe Rose – disse Domy – acho que será meu difícil de esconder, levando em conta que moramos em um castelo e com certeza ele também vive aqui , não é?- me perguntou e concordei com a cabeça – e outra quando você contar para os meninos e para o seu pai principalmente, ele vai arrumar um pretexto e obrigar a todos os meninos deste castelo a tomar Vitarasserium, até descobrir quem dormiu com você.

–Pior que eu sei – disse desanimada – mais ainda assim eu não contarei – me levantei da cama respirei fundo e com uma determinação que não parecia minha eu disse – meu filho só terá uma mãe, que lutara por ele e o defendera, ele não precisara de um babaca, imbecil, arrogante, prepotente, ridículo como pai dele- no final da minha frase minhas primas me olhavam boquiabertas.

–Nossa depois de todos estes elogios me pergunto como vocês conseguiram fazer este bebe?- disse Molly marotamente.

Eu sorri e vi que foi um pretexto para Molly pergunta quando foi, e tentar descobrir quem ele era, não cai nisso.

– Só posso falar uma coisa, ele é tudo isto e com certeza muito mais. Mas foi a noite mais maravilhosa da minha vida, isto não posso negar – disse com um sorriso que foi retribuído pelas demais.

–Certo agora que esta tudo lindo que tal contarmos para os meninos?- perguntou Lily.

–Não terá outro jeito, não é?- perguntei desesperançada.

–Não - responderam as três.

E assim eu fui enfrentar minha primeira batalha, meus amados primos.


Notas Finais


E ai pronto para o proximo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...