História Simplesmente acontece.. (camren g!p) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Amor, Camila, Camren, Fifthhamorny, Intersexual, Lauren
Exibições 498
Palavras 1.317
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um pra vcs.
Acho que ficou meio ruim, mais tá aí.
Bjs

Capítulo 8 - Capítulo 7


Fanfic / Fanfiction Simplesmente acontece.. (camren g!p) - Capítulo 8 - Capítulo 7

 

Pov's Camila.
            10 de outubro de 2014.

Voltei pra escola na quinta-feira quase totalmente recuperada, tinha apenas alguns hematomas pelo corpo ainda e minhas costelas doíam com alguns movimentos bruscos, nada com que eu não pudesse lidar.

O mais estranho foi quando chegamos no colégio, e algumas pessoas ficaram olhando estranho, afinal Kaio era do time principal de lá e do nada ser visto com uma esquisitona, era no mínimo fora do normal, meu irmão pareceu não ligar, e eu muito menos.

Nossa relação está indo muito bem, aos poucos ele está voltando a ser como era antes, Alejandro e eles estão cada vez mais grudados, acho que ele estava precisando disso, fico feliz por ele.

Kaio acabou dando uma surra no Austin e no Shawn, acredita que até hoje eles não sabem o motivo, os idiotas estão andando pela escola de olho roxo, morri de rir quando ele me contou.

Não fiquei com nenhum pingo de pena, afinal eles mereciam depois de tudo que fizeram comigo, eles mereciam isso e muito mais, olha que não sou uma pessoa vingativa.

Lauren até tentou falar comigo, vamos dizer que o método de conversa dela não é muito bom, ela não consegue ficar sem me xingar ou ser rude, por isso não dei muita bola.
Como disse as coisas serão diferentes, não deixarei mais ninguém me humilhar.

Não vou negar, gosto de ter ela por perto, mesmo ela sendo uma ser insuportável, vou confessar uma coisa a vocês, acho que estou gostando dela.

Sei que isso é idiotice, pois ela jamais irá olhar pra mim dessa forma, ainda mais ela não sabendo sobre a minha condição.

As vezes me pergunto se algum dia alguém vai me querer, assim como eu sou, espero não ter que passar minha vida sozinha devido isso.

(...)

Hoje precisei sair mais cedo da escola, pois finalmente iria tirar o aparelho, e iria buscar meus óculos novos.

Estava andando pelos corredores e duas líderes de torcida, me chamam de aberração, juro meu sangue ferveu.

_ Vocês não tem nada melhor pra fazer não, tipo dar pro time inteiro? _ digo isso é saio dali deixando elas espantadas acho que pelo fato de nunca ter revidado antes.

Sigo meu caminho até o ponto de ônibus, acho que vou pedir um carro pro meus pais logo, depois de uns 40 minutos de viagem estava em frente ao consultório.

O procedimento foi rápido, Já fazia alguns minutos, que estava sem o aparelho, passei tanto tempo com ele que era uma sensação estranha não ter-los mais.

Assim que sair do consultório, fui até meu oftalmologista, dessa vez escolhi um modelo de óculos mais modernos, menos estranho, eu não tinha um problema de vista tão grave, eu precisava mais pra ler, poderia conviver sem eles, mas como eu vivia lendo, sempre estava com eles no rosto.

Como ainda era cedo, resolvi ir ao shopping lanchar e depois ir ao cinema, coisas que não costumava fazer, comi qualquer besteira, e fui pra área do cinema, optei por uma comédia romântica qualquer.

(...)

O filme até que foi legal, estava andando em direção a saída, quando vejo uma roupa no manequim de uma loja, que me deixou encantada, eu estava cansada de minhas roupas largas, porque não dar uma mudada?

Entrei na loja, primeiramente fui na sessão de cuecas, peguei alguns shorts compressores, ou como carinhosamente os chamo esmagadores de bolas, fui até as cuecas e uma vendedora apareceu.

_ Olá, gostaria de ajuda? _ Questiona a moça educadamente

_ Ooh sim, quais marcas você me recomenda? _ pergunto

_ São pro seu namorado? Creio que a maioria dos rapazes gost.. _ a interrompo

_ Não, são pra mim mesmo! _ digo

_ Você não gostaria de ver os modelos femininos? _ pergunta ela me olhando estranho, era sempre engraçado quando isso acontecia.

_ Creio que não resolveriam meu problema! _ falo

_ Hum, Entendi! _ diz vermelha

Eu estava com muita vontade de rir, mas me segurei, ela me aconselhou algumas marcas, peguei bem umas 30 cuecas de modelos diferentes, comprei muitas roupas novas, bem diferentes das que estava acostumada, calças mais coladas, blusas deixando a barriga de fora, algumas jaquetas, chega de moletons largos. 

Meus pais nem ligariam, afinal o dinheiro é meu, essa é a vantagem de nunca gastar sua mesada, saindo da loja surgiu a ideia de arrumar meus cabelos, já estavam muito longos.

Se era pra mudar, vamos mudar direito não é mesmo?

(...)

Assim que entrei no salão, sou abordada, por um rapaz bem afeiçoado.

_ Olá querida, meu nome é Louis, o que deseja? _ pergunta

_ Gostaria de dar uma mudada geral! _ digo firme

_ Ótimo, estou liberado pra fazer tudo? _ questiona com os olhos brilhando

_ Desde que eu não saia careca daqui, tá valendo! _ comento rindo ele da um gritinho animado

_ Querida, você sairá daqui uma diva! _ diz batendo palmas

Mais gay impossível, gostei disso, é bom conviver com pessoas do lado colorido da vida.

_ Harry! _ grita Louis, logo um rapaz alto, cabelos bem alinhados e olhos verdes aparece, me pergunto porque olhos verdes, agora vou fica pensando na Lauren.

_ Sim amor?! _ responde o rapaz, eles faziam um belo casal.

_ Temos uma tarefa aqui, transformação total, ela é linda iremos deixa-la melhor!_ exclama louis.

_ Olá meu nome é Harry, é um prazer ter-la em nosso estabelecimento! _ cumprimenta 

_ O prazer é meu, me chamo Camila! _ 

_ Não fique nervosa, Louis pode parece doido, mas faz um bom trabalho. _ fala Harry piscando pra mim

_ Vamos Camila, não escute esse difamador barato! _ diz Louis dando língua pra Harry que rir.

_ Deixe-me ajudar com isso, Hum Calvin Klein são as melhores! _ fala Harry pegando minhas compras e colocando em uma poltrona ao meu lado

_ Concordo, 100% confortáveis! _ digo e eles me olham

_ Pelo visto, teremos altos papos enquanto eu trabalho! _ diz Lou

_ Deixa de ser curioso viado! _ exclama Harry

_ Não tem problemas! _ digo rindo

Enquanto Louis trabalhava em meus cabelos, Harry fazia minhas unhas, papo vai, papo vem, me sentir tão à vontade com eles, parecíamos amigos de longa data, acabei contando sobre minha condição, e por incrível que pareça eles não me trataram mal, ou falaram merda.

Fiz de tudo, desde cortar o cabelo a limpeza de pele.

_ Gata, se eu não fosse tão gay, eu te pegava! _ fala Lou

_ Concordo com você amor! _ diz Hazza

_ Não é pra tanto! _ digo

_ Não é pra Tanto? Veja você mesma! _ diz virando a cadeira me fazendo ficar de frente pro espelho.

_ UOL, Ok isso é demais, obrigada! _ digo

_ Que isso Mila, precisar estamos aqui! _ diz Lou

_ Tome nossos números, agora somos amigos! _ diz Hazz

_ Muito obrigada mesmo! _ digo abraçando os dois

_ Não deixe de nos ligar, e aparecer aqui, eu gostei de você garota! _ diz Louis

Depois deles me darem umas dicas de maquiagem, como montar meus novos looks, Nos despedimos, sai do shopping, ja era tarde, por volta das 23:22 Horas, tinha várias mensagens e liga de dona Sinuh.

Mama*_ Karla Camila, onde você está?

Mama* _ Karla Camila se você não me responder, colocarei a polícia atrás de você.

Mama* _ Karla Camila, quando chegar irei te matar.

Porque ela insiste de me chamar pelos dois nomes? Coisa desnecessária. 

Essas eram só algumas das mensagens, Minha mãe iria me matar, respondi, que logo chegaria em casa, pra que não se preocupasse, peguei um táxi, cheguei em casa estava tudo escuro, entrei em silêncio, amanhã falaria com meus pais.

Tomei um banho, arrumei minhas roupas no closet, amanhã ainda teria que fazer o trabalho com a Jauregui, Deus me ajude, me joguei na cama e cai no sono logo em seguida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...