História Simplesmente acontece.. (camren g!p) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Amor, Camila, Camren, Fifthhamorny, Intersexual, Lauren
Exibições 472
Palavras 1.548
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Como prometido, mais um capítulo.

Capítulo 10 - Capítulo 9


Pov's Lauren.
           11 de outubro de 2014.

Acordei com algum ser do demônio apertando a campainha histericamente, qual a necessidade disso? E cadê o povo dessa casa pra abrir esse Caralho?
Esse povo vive saindo agora, parece que nem existo mais, porque não deixaram pra trás antes né?

Me levanto, visto um robe qualquer e desço as escadas quase morrendo de sono, isso é que da fica fazendo maratona de série com a irmã, devo está ficando velha mesmo.

Abro a porta e dou de cara com uma garota bem gostosa, mais não estava com um bom humor e acabo descontando nela.

_ O que é? _ Digo

_ Nossa que mal humor para um dia tão lindo, Esqueceu do trabalho Jauregui? _ Questiona

Eu não estava com um bom humor, odiava que me acordassem, mais ela tava Gata devo admitir.

_ Cabello? É você mesmo? _ pergunto

_ Euzinha! _ diz ela sorrindo

Dou uma boa olhada nela, digamos que não fui nem um pouco discreta, e ela acabou percebendo, se eu ligo? Claro que não, o que é bonito tem que ser apreciado.

_ Uau! _ exclamo a encarando

Meu Deus que corpo era aquele?

_ Eu ouvir isso, agora vai me deixar entrar ou vou ter que ficar aqui mesmo? _ indaga ela

_ Entra aí!_ digo dando espaço

_ Obrigada! _ agradece

Ela entra e fica olhando a casa, deve ter gostado pela reação dela, mas eu estava mesmo era admirando sua comissão traseira, que bunda era aquela, deu vontade até de apertar.

_ Vamos pro meu quarto, preciso tomar um banho antes de começarmos! _ Aviso subido as escadas e ela vem logo atrás

Estávamos quase chegando em meu quarto, quando ela pergunta onde é o banheiro

_ Poderia me dizer onde é o banheiro? _ pergunta

_ Ali! _ digo apontando pra uma das portas do corredor

_ Valeu! _ diz ela e vai correndo até lá.

Mudou na aparência, mas continua sendo minha nerd estranha de sempre, de novo esses pensamentos?

Espero ela sair em frente ao meu quarto, logo ela aparece e entramos ela estava um pouco estranha, parecia nervosa, deve ser impressão minha.

_ Cabello? _ a chamo

._ Sim, Seu quarto e muito bonito!_ diz ela

_ Obrigada, mas se na próxima vez que me acordar assim, eu te mato nerd! _ digo

_ Há poucos minutos atrás você não me achava uma nerd! _ acusa ela

_ Isso já é passado, eu não tinha te reconhecido, agora fique à vontade que irei tomar meu banho! _ digo

Sigo pro banheiro, depois de mostrar alguns livros pra ela, tiro minhas roupas e entro em baixo do chuveiro.

Pensando bem a Camz, sempre foi bonita, só precisava se cuidar e olha ai, está mais gostosa que nunca, mas pra mim continuará sempre sendo minha nerd, minha doce Camz, sim eu tinha aderido um novo apelido pra ela.

Eu definitivamente não deveria está tendo tais pensamentos, depois de tudo que fiz pra ela, com toda certeza ela me odeia, não vou ficar me lamentando por isso, nem sei quanto tempo vou ficar nessa cidade de que adianta me apegar? O que essa garota tá fazendo comigo?

Saio do banheiro enrolada em uma toalha e vejo ela olhando pra mim.

_ O que foi? Nunca viu não?_ Digo mostrando o dedo do meio pra ela e entro no closet, só escutando a risada dela, o que me faz rir também.

Ok Lauren, pare de ser tão gay, pego uma roupa qualquer, enxugo meus cabelos e saio com eles bagunçados mesmo.

Assim que termino vou ao seu encontro, subo as escadas que levava a minha mini biblioteca, e a encontro vendo alguns livros.

_ Pode pegar alguns se quiser!_ digo a assustando

_ Desde de quando você é gentil? _ questiona ela

_ É por isso e outras coisas que evito ser gentil! _ comento cabisbaixa

Odiava agir como qualquer pessoa normal e ser questionada, porra eu tô tentando ser legal custa aceitar.

_ Desculpe não quis ser rude! _ pede ela

_ Sem problemas, vamos fazer logo esse trabalho nerd! _ digo e me sento pegando alguns resumos que tinha feito.

_ Você poderia parar de me chamar de nerd, pode me chamar de Camila, Mila como preferir, quem sabe tentar ser gentil sempre ! _ diz ela sentando em minha frente

_ Ok, posso tentar!  _ digo simples

_ Porque você é assim toda revoltada? _ questiona ela

_ Curiosa você, vamos fazer apenas o trabalho!_ falo

_ Se você responder minhas perguntas, respondo as suas também! _ propõem ela

_ Proposta interessante Cabello! _ 

_ Então está de acordo? _ Questiona

_ Desde que você, não se desconcentre do trabalho! _ digo entregando meus resumos pra ela

Eu realmente estava pronta pra desabafa com ela?

_ De acordo! _ diz ela colocando seus óculos lendo eles

Ela ficava tão fofa de óculos.

_ O que achou? _ pergunto

_ Acho que esse trabalho sairá perfeito apenas com isso, é bem inteligente Jauregui, se importa de usarmos apenas eles?_ diz ela

_Pode usar, Obrigada Cabello! _ agradeço

_ Vai responder minha pergunta? _ indaga ela

_ Tem certeza que quer saber? _ pergunto

Estava nervosa, nunca falei sobre isso com ninguem.

_ Claro, sou uma boa ouvinte! _ fala enquanto começava a digitar o trabalho em seu notebook.

_ Então vamos lá, Acho que sou assim porque antigamente me tratavam como lixo, minha mãe antes de conhecer meu padrasto me culpava, por meu pai ter-la deixado, mesmo ela não falando eu sentia isso, nós vivemos nos mudando, e todas as vezes perco amigos, namorado ou namorada, ja fui traída, essa coisas todas acabaram me deixando assim! _ desabafo

Falar aquilo, foi como tirar um peso da minha alma. 

_ UOL, Jamais imaginei que tivesse passado por tudo isso, sabe o que eu acho? _ questiona ela apenas nego com a cabeça

_ Você deveria pegar tudo isso e tentar ser alguém melhor, alguém que no futuro olhará pra trás e se orgulhar de como agiu, mesmo com todos os tombos que a vida te impôs! _ diz ela olhando em meus olhos.

Ela era tão boa com as palavras, tinha como não se apaixonar por essa garota? Eu acabei de confessar que estou apaixonada? É isso mesmo produção? Mal nos conhecíamos como isso pode acontecer?

_ É tão difícil Camila, não sei se consigo! _ confesso

_ Se quiser eu posso te ajudar! _ diz

_ Você? Depois de tudo que eu fiz e falei pra você ainda está disposta a me ajudar? _ questiono surpresa

_ Você não fez um terço do que eu já sofrir Jauregui, e pelo que disse você só usa isso para descontar o que sente, e eu te entendo! _ comenta

_ Eu aceito sua ajuda, e me desculpe por ter sido uma idiota, você é uma pessoa incrível! _ digo

_ Não precisa agradecer, obrigada! _  diz

Ficamos um tempo em silêncio, até que interrompo

_ Porque resolveu mudar tanto? _ pergunto

_ Acho que cansei de ser humilhada por todos, e também melhorou minha auto estima! _ diz

_ Isso tem haver com as pessoas te chamando de aberração?

Porque te chamam assim? _ questiono, percebo ela ficar nervosa

_ Acho que depois de te contar irá achar o mesmo! _ diz

_ Eu não sou como todo mundo!_ falo

_ Ok eu não acredito que estou falando isso, você já ouviu falar em pessoas intersexuais? _ questiona

_ Sei o básico! _ confesso

_ Bom, minha mãe teve problemas durante a gestação, e eu acabei nascendo com um órgão genital masculino! _ fala de cabeça baixa

Estaria mentindo se dissesse que aquilo não me pegou de surpresa, mas eu jamais trataria ela de uma forma diferente, aquilo era uma condição física dela, seria muito hipocrisia minha trata-la mal, depois do que ela falou pra mim.

Eu a chamava de nerd sim, brincava com o visual sim, mas não no sentido maldoso, eram apenas brincadeiras, e eu me desculpei e ela aceitou, não faria isso novamente.

_ Então você tem um pênis?_

_ Vai em frente, pode me xingar! _ diz 

_ Eu não vou fazer isso Camz, nunca! _ digo

_ Camz? _ questiona

_ Você disse que eu poderia te chamar pelo nome ou apelido, eu criei um exclusivo! _ defendo-me

_ Gostei Lo! _ diz ela sorrindo

_ Gostei do Lo também!

(...)

Assim seguimos fazendo nosso trabalho, lanchamos e conversamos, estavamos nos conhecemos melhor.

Camila era uma pessoa extraordinária, ficamos tanto tempo entrertidas que nem vimos a hora passar, só nos demos contar quando o celular dela começou a tocar.

Tivemos que parar tudo, ela parecia apreensiva com a ligação.

_ Preciso ir Lo! _ diz ela

_ Eu levo você! _ digo

_ Não precisa!_ Fala_ Camz tá tarde, não vou deixar você andando pela rua sozinha! _ digo

_ Tudo bem, obrigada! _

Mando uma mensagem pra Michael, avisando que iria sair, caso eles chegassem e não me encontrassem, não era muito de fazer isso, mas eu queria saber por onde eles estavam, pra não terem voltado até agora.

Seguimos o caminho até a casa dela em silêncio, assim que chegamos ela sai correndo do carro... 
 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...