História Simplesmente acontece (Malec) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas de Bane, Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Camille Belcourt, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jem Carstairs, Luke Graymark, Magnus Bane, Maia Roberts, Maryse Lightwood, Max Lightwood, Max Michael Lightwood-Bane, Rafael Lightwood-Bane, Raphael Santiago, Robert Lightwood, Sebastian Morgstren, Simon Lewis, Tessa Gray, Valentim Morgenstern
Tags Amor Adolescente, Bissexualidade, Malec, Paixão, Romance Gay No Colegial
Visualizações 662
Palavras 3.268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - Romance em cartaz.


       Na Manhã Seguinte

Ao acordar Magnus olhou para o lado e viu que Alec dormia de bruços e aquela cena era uma visão do paraíso para o Magnus, já que Alec estava apenas de cueca, pelo motivo que a noite passada havia sido uma das mais quentes (em todos os sentido).

Magnus ficou imaginando o moreno de quatro, gmendo o seu nome enquanto o Magnus o penetrava forte e fundo. Magnus levantou-se rapidamente sacudindo a cabeça para afastar esses pensamentos (mesmo que as nadegas e todo o corpo quase nu do Alec não ajudassem), ele havia prometido para se mesmo que esperaria o tempo do Alec. Então Magnus decidiu sair e correr se exercitar pra tirar essa excitação da sua mente.

- Bom dia! - Magnus vê Will e James conversando e rindo enquanto caminhavam.

- Bom dia Magnus. - Diz Will sorridente.

- Bom dia Magnus. - James espera o moreno com uma cara nada boa.

- Conheço essa cara. - Brinca Magnus .

- Já teve días como esse?

- Ressaca? Nunca! - Diz Magnus. - Pelo visto a noite de vocês foi bem animada.

- Se o James não tivesse bebido tanto poderíamos ter aproveitado mais. - Diz Will.

- Pelo menos uma coisa boa dessa situação foi aproveitada... Eu dormi com você. - James dá uma piscadela para o moreno.

- Sua sorte é que te amo. - Will dá um sorriso. - Por que se não eu teria saído do quarto e te deixando com seus roncos.

- Eu não ronco... Ronco? - Pergunta James e automaticamente Magnus abriu um grande sorriso ao lembrar-se do Alec.

- Pelo visto nossos companheiros tem algo em comum. - Brinca Magnus.

- Tirando que são caras incríveis, charmosos e ótimos jogadores? - Brinca Will.

- Os roncos charmosos. - Diz Magnus.

- Amanhã é o nosso primeiro jogo contra os visitantes. - Disse James. - Você deveria passar no campo assim você conhece o cara quê vai entrar no seu lugar nos primeiros jogos, ele se chama Valentine Morgenstern.

- Espero que ele seja digno de estar no meu lugar. - Diz Magnus.

- Vamos para a academia? - Suguere Will.

- Preciso descansar. - Diz James.

- E você Magnus? - Pergunta o moreno.

- Pode ser. - Responde ele.

- Até mais. - James e Will se beijam apaixonadamente e logo se separam. - Até mais Magnus.

- Tchau James. - Magnus e Will vê James se distanciar. - Acho quê vi uma língua. - Brinca Magnus.

- Vamos. - Will rir.

Quando chegarem na academia os rapazes foram para a estação de musculação (aparelhos), quanto Magnus malhava bíceps e tríceps, Will malhava panturrilha.

- Por que o Alec não veio com você? - Perguntou Will.

- Porque ele ainda dormia quando acordei. - Respondeu Magnus.

- Pelo visto não só a minha noite foi divertida certo? - Nada Magnus responde. - A-ah esqueci que você esta esperando o tempo dele.

- Eu prometi... - Magnus sente o aparelho trava. - Prometi pra mim mesmo que não faria nada sem o consentimento dele.

- Acho que ele está percebendo o seu desespero. - Will rir.

- Não estou desesperado em ter àquele cara de pele branca, olhos azuis e cabelos negros só pra mim. - Fala Magnus e novamente ele sente o aparelho travar.

- Estou vendo. - Will contínua a rir.

- O que diabos está acontecendo com esse aparelho? - Magnus tenta por força.

- O que aconteceu? - Perguntou Will indo até Magnus.

- Está travando. - Respondeu Magnus.

- Deixe-me ver. - Will vai para trás do aparelho e acha o problema. - O peso estava travado. - Diz o moreno. - Pode puxar. - E foi isso que Magnus fez mas algo saiu errado.

O peso do aparelho foi para baixo de vez e Magnus que se segurava no aparelho, teve seu corpo alavancado para frente indo em direção o aparelho e batendo a cabeça com força , com o impacto seu corpo foi ricocheteado para trás e o moreno cai deitado no chão.

- Magnus! - Will vai até ele. - Você está bem?

- Sim... - Diz Magnus. - A-au não está nada bem! - Magnus leva a mão a cabeça e desliza sobre a testa e logo vê sangue sobre sua mão.

- Aí merda... O que eu fiz?! - Will vai buscar gelo e o Kit de primeiro socorros.

- Você não teve culpa. - Magnus tenta se levantar.

- Deixe-me ver como está isso. - Will volta. - James me mata se eu perder uns dos atacantes dele.

- Precia de ponto? AHHHH!!! - Magnus grita ao sentir Will passar algo no corte.

- Acho que não. - Will se aproximou do Magus para soprar a testa do mesmo.

- O que era acontecendo?! - Alec aparece mas logo sai.

- Aii merda! - Diz Magnus se levantando.

- Espera! - Will coloca um curativo na testa do moreno que logo correr atrás do Alec.

- Alexander! - Gritou Magnus. - Quer parar!

- Eu sabia que tudo isso era uma mentira! - Alec para. - A parte de está apaixonado por mim, acho que você só queria pegar o primeiro cara que aparecesse em sua frente. - Magnus começa a rir. - Qual é a graça.

- Aí Alexander, você fica tão lindo quando está com ciúmes. - Magnus se aproxima do moreno e o imprensa contra a parede. - Quando eu falei quê estava apaixonado por você, não estava mentindo longe de mim fazer isso com você...nunca mentira para você, e posso falar quantas vezes for preciso eu estou desesperadamente apaixonado por você.

- E Will? - Pergunta Alec olhando fixamente para os olhos do Magnus.

- Ele? - Magnus rir novamente. - Não passa de um amigo. O que te fez pensar que eu te trocaria pelo Will.

- Você sabe. - Alec revira os olhos.

- Sexo? - As risadas do Magnus ficaram mais altas. - Eu quero você Alexander só você e ninguém mais nesse mundo, entendeu? Você me faz sentir coisas que nunca senti por outra pessoa. - Magnus leva sua boca ao pescoço do Alec e roça seu nariz na pele pálida do rapaz.

- O quê foi isso? - Alec ver o curativo na testa do Magnus.

- Isso? Nada de mais. - Diz Magnus. - Era isso quê o Will estava fazendo quando você apareceu, me machuquei no apartamento.

- Dói? - Alec coloca o dedo sobre o curativo.

- Auuu! É claro que dói. - Diz Magnus.

- Vamos eu vou cuidar de você. - Alec mordeu o lábio inferior.

- Acho que vou me machucar mas vezes. - Magnus deu um sorriso.

      Naquela Tarde

Magnus, Clary acompanhados pelos irmãos Lightwood, estavam no campo vendo o último treinamento antes do jogo, Jace estava no campo ao lado de um cara de pele clara e de olhos escuros assim como seus cabelos. Depois de alguns minutos de observação o treino acaba e todos saem do campo, Jace ao ver o amigos e irmãos vai até eles.

- O time está perdido sem mim. - Brinca Magnus.

- Também acho. - O treinador aparece. - Magnus, esse é Valentine Morgensten que vai jogar em seu lugar nos primeiros jogos.

- E aí! - O rapaz estende a mão para o Magnus.

- Espero que você seja bom. - Diz Magnus.

- Tão bom quanto você. - Retruca Valentine.

- Vocês precisam de uma chuveirada! - Exclama o treinador olhando para o Jace.

- Estou ótimo assim. - Diz o loiro.

- Foi um prazer conhecer Magnus Bane.

- Igualmente Valentine. - Diz Magnus e Valentine se afasta junto com o treinador.

- Magnus... - James corre até o moreno e os outros. - Você está bem? Will me contou sobre o acidente na academia hoje mais cedo.

- Sim...estou bem sim. - Diz Magnus. - Só minha cabeça que ainda doe um pouco.

- Will está se sentindo culpado. - Disse James.

- A culpa não foi dele. - Diz Magnus ao ver Will se aproxima do grupo.

- Você está bem? - Pergunta o moreno ao se aproximar do Magnus.

- Sim. - Responde Magnus e Will passa em direção ao James e o beija. - Podemos passar o dia juntos. - Disse o moreno.

- Por que? - Pergunta James.

- Minha tia saiu e só volta na terça. - Respondeu Will. - Ela não gosta muito de barulho, e como amanhã tera jogo ela so voltará na terça. 

- Então nós podemos sair? - Pergunta Jace empolgado.

- Ou que tal um filme na sala de reuniões? - James olha para Will.

- Como assim? - Pergunta Izzy.

- A sala de reuniões da minha tia é um pouco grande de mais e tem um televisor enorme, eu e Will sempre assistíamos filmes lá, as vezes com a Tessa também. Só precisamos levar cobertores e travesseiros. - Responde Will.

- Mas isso parece errado. - Questiona Clary.

- Mas é errado! - Exclama Will. - O convite está feito.

- Will, posso falar um minuto com você? - Pergunta Alec.

- Claro. - Responde o moreno se afastando juntamente com Alec.

- Eu... queria te pedir desculpa pela cena de hoje mais cedo. - Diz Alec. - Não sei o que está acontecendo mas, nunca me senti tão inseguro em ralação a uma pessoa.

- Esse é o problema! - Exclama Will. - O Magnus não é uma simples pessoa, ele é a pessoa por quem você está apaixonado.

- Eu sei. - Diz Alec.

- Então se já tivesse acontecido algo mais íntimo entre vocês, talvez essa sua insegurança não existisse. - Disse Will. - Não é pressão é só uma dica. Não se preocupe Alec o Magnus é louco por você e se você não quer agora ele espera.

- Obrigado.

- Não há de quê. - Will volta para junto dos outros.

- Até mais tarde? - Pergunta James.

- Com certeza! - Exclama Magnus e Alec concorda com a cabeça.

- Sim. - Diz Izzy.

- Claro! - Exclama Jace que olha pra Clary.

- Não sei. - Disse a ruiva.

- Daqui pra lá eu a convenço. - Diz Jace.

- O.k.! Até mais então. - Will e James saem.

- Vamos Clary por favor. - Jace junta as mãos entre o peito e implora.

- Não sei Jace. - Diz ela. - Isso parece errado.

- Magnus querido! - Alguém o chama e todos se viram em direção a voz com cara de nojo por conhecê-la.

- Camille. - Magnus revira os olhos.

- É uma pena você não jogar amanhã, mas são coisas da vida certo? - Diz ela com uma cara irônica. - Se você está fora por quem vou torcer? E não estou afim de usar aquela roupa de líder de torcida com aquela saia minúscula e torcer por qualquer um.

- Não se precupe Camille ainda terá onze jogadores pra você torcer, e se não quer usar a sua saia minúscula venha de burca assim ninguém ver sua cara de pau. - Diz Magnus.

- Nossa... - Camille faz drama levando a mão ao peito. - Assim eu pareço mal.

- Não tem como parecer algo quê já se é. - Murmura Alec.

- Querido Alexander Lightwood... - Camille se aproxima do moreno . - Que feio o quê você fez com a Lydia, despensa lá depois que ela falou que te ama, isso não se faz.

- Olha aqui querida. - Izzy se aproxima da Camille. - O Luck não está aqui no momento então acho melhor você se afastar o.k.!

- Gentinha. - Camille da as costas e sai andando.

Izzy da partido para cima da morena mas Alec a segura antes que a irmã arrumasse mas problemas para ela, Magnus olha pro Alec pensando em que momento Lydia havia falando que o amava.

- Ódio essa garota. - Diz Izzy.

- Como se você fosse a única. - Diz Magnus.

- Alec quê história é essa?! - Izzy se vira para o moreno.

- Foi ontem. - Diz Alec. - Mas não dei muita importância.

- Estou em dúvida de qual das duas está sendo mais irritante. - Diz Izzy.

- E está em dúvida em qual das duas você vai bater Ronda? - Brinca Jace.

- Se fosse nas duas as mesmo tempo ficaria feliz. - Izzy sorrir.

       Naquela Noite

Alec estava no quarto se arrumando enquanto Magnus estava no banheiro tomando banho, eles iriam assistir o filme com Will, James e Tessa. Alec percebeu que o porta do banheiro estava um pouco entreaberta então foi até lá ver Magnus se banhando.

Magnus estava de costas enquanto a água escorria por sua pele morena, Alec mordeu os lábios ao notar que Magnus massageava seu membro e aquilo fez a intimidade do Alec pulsar, Magnus notou a presença do moreno no banheiro então pra o provocar Magnus começou a gemer.

Aqueles gemidos começaram a deixar o Alec louco fazendo assim ele levar a mão até seu próprio membro e o massagear sobre a calça, por quanto tempo ele ainda iria se segurar? Ele queria se entregar pro Magnus mas ainda tinha medo de se arrepender futuramente.

Pelo canto do olho Magnus via o que o moreno estava fazendo, ele queria rir, porque sabia que não era o único quê estava sentindo àquela tensão sexual no ambiente. Magnus desligou o chuveiro fazendo Alec sair da porta do banheiro, e alguns minutos depois Magnus sai do banheiro de calça com o peitoral a mostra é com uma toalha enxugava os cabelos.

- Gostou do quê viu? - Magnus deu um sorriso malicioso.

- Você... Ah você fez de propósito. - Alec revira os olhos.

- Não tenho culpa se essa porta vive aberta. - Magnus vai até o espelho e vê o machucado em sua testa.

- Quer ajuda com o curativo? - Pergunta Alec.

- Sim, por favor. - Magnus se senta na cama e espera Alec voltar do banheiro com o kit de primeiros socorros.

- Fica quieto. - Diz Alec limpando o machucado e fazendo um novo curativo.

Magnus assim obedeceu ficou parado enquanto Alec cuidava dele, o moreno olhava pro rosto do Alec e novatava que ele estava gostando de fazer aquilo, cuidar de alguém, cuidar dele. A concentração nos olhos do Alec era bonita e sexy enquanto Magnus olhava pro moreno, o mesmo acabou dando um sorrisinho.

- O que foi? - Perguntou Alec abrindo um sorriso.

- Seus olhos, são tão lindos. - Diz Magnus.

- Só meus olhos?. - Retruca Alec.

- E todo o resto. - Magnus se aproxima do Alec e o beija.

Alec estava querendo aquilo sentir o gosto do Magnus em sua boca, o peso da sua respiração ofegante, suas mãos em sua pele ou bagunçando seus cabelos. Magnus leva as mãos até a cintura do Alec o puxando para cima de si, Alec entendeu que Magnus o queria sentado em seu colo e isso o moreno fez, sentou no colo do Magnus.

Magnus adentrou suas mãos dentro da camisa do Alec e em questão de segundos a tirou a jogando para o lado, Alec puxou os cabelos molhados e bagunçados do Magnus o fazendo inclinar a cabeça para trás, assim o moreno poderia deixar marcas no pescoço do Magnus.

Magnus arfava ao sentir os chupões do Alec em seu pescoço e se lembrou da noite passada, quando a boca do moreno estava em sua intimidade o fazendo gemer. Magnus puxou Alec pra mais junto de si e sentiu que o membro do moreno estava endurecendo assim como o dele, Alec começou a rebolar sobre o membro do Magnus que gemeu baixinho.

- Podemos ir? - Alguém abre a porta fazendo Alec cair da cama.

- Jace! - Exclama Alec. - Aprende a bater.

- E vocês aprendam a fechar a porta. - Jace se joga na cama do Alec. - Como funciona isso?

- Você bate na porta e nós falamos se você entra ou não. - Diz Magnus.

- Não estou falando disso. - Diz Jace.

- Não te interessa. - Diz Alec. - Podemos ir?

- Claro. - Magnus pega uma camisa e sai junto com o Jace.

Eles saem e andando até o corredor de baixo e esperavam em frente a escada de acesso a ala feminina.

- Finalmente! - Exclama o Jace ao ver a Izzy. - Aonde está a Clary?

- Ela não vai. - Diz Izzy.

- Tá de brincadeira né?! - Endagou Jace.

- Estou sim... - Izzy rir. - Ela já está vindo.

- Que bom... talvez assim o Jace pare de prestar atenção na vida dos outros e foque na dele. - Diz Alec irritado.

- Fechem a porta! - Exclama Jace.

- O que aconteceu? - Perguntou Izzy.

- Nada. - Magnus puxou Alec para si.

Magnus estava encostado na parede e abraça o moreno por trás, ao beijar o pescoço do Alec o moreno se arrepia por completo.

- Afinal Jace você e a Clary estão se conhecendo, ficando ou namorando? - Perguntou Alec.

- Estamos...

- Cheguei! - Clary vem descendo as escadas.

- Pelo anjo! - Exclama Jace.

- Agora podemos ir. - Izzy sai andando e os outros a acompanha até chegarem na sala de reuniões.

- Sejam bem vindos ao cinema particular para casais. - Diz Tessa e todos olham para a Izzy.

- O que? - Izzy cruza os braços na frente do corpo.

- Temos um travesseiro para você Isabelle. - Disse Tessa abrindo passagem para os outros entrarem.

A sala era enorme assim como o telão na parede, sobre a mesa estava o computador, no chão havia quarto lugar separados cara um com quatro travesseiro e um lençol e um edredom, porções de pipoca e bebidas.

- Nossa... - Clary fica boqueaberta.

- Isso está incrível. - Diz Izzy.

- Sabemos... - Tessa agradece.

- Esses são os benefícios de ter o único sobrinho da reitora como amigo. - Diz Will. - Fiquem a vontade.

- Você quem manda. - Jace pega na mão da Clary e a leva para o lugar do meio.

- Eu vou ficar um pouco afastada. - Izzy vai para o lugar da frente. - Vocês que namorem a trás.

- Nós vamos ficar aqui. - Tessa, Will e James vão para o lugar ao lado.

- Nós resta atrás. - Alec e Magnus vai para trás.

- E as câmeras? - Pergunta Clary.

- Estão desligadas. - Respondeu Will.

- Vamos começar. - Tessa apaga as luzes e da play no filme.

Durante o decorrer do filme tal qual Magnus não prestava atenção, apenas olhava para o Alec que estava com a cabeça em seu peito, Magnus também brincava com alguns fios dos cabelos negros do Alec.

- Por que você tanto me olha? - Perguntou Alec se virando completamente para o Magus.

- Porque você é lindo. - Respondeu Magnus. - Aonde você estava esse tempo todo? Por que não apareceu antes na minha vida. - O moreno roça o nariz no nariz do Alec que sorrir.

- Nunca pensei que gostaria tanto de alguém assim. - Diz Alec.

- Tem certeza? - Magnus olha em direção ao Jace. - Izzy me contou que você foi apaixonado pelo Jace.

- Paixão boba...de adolescente. - Alec abre um sorriso. - Nada parecido com o quê eu sinto por você Magnus.

- Eu gosto muito de você Alexander, talvez mais que a mim mesmo. - Magnus beija o moreno.

- Eu também gosto de você Magnus. - Sussurra Alec um pouco separado dos do moreno.

- O quê você está fazendo comigo? - Magnus puxa Alec pra mais junto.

- Eles são incríveis. - Alec vira as costas pro Magnus e fica de conchinha com o moreno. - Eles não pararam até nos veremos juntos.

- Isabelle principalmente. - Diz Magnus.

- Eles são amigos e irmãos de verdade. - Disse Alec e logo recebe um abraço apertado do Magnus. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...