História Simplesmente aconteceu. - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kagome, Miroku, Personagens Originais, Rin, Sango, Sesshoumaru
Tags Brigas, Inuyasha, Kagome, Romance
Exibições 45
Palavras 844
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yoo, como prometido mais um capítulo dessa fic hoje, na sequência vai ter mais um de Now is late? e de Limitation ^-^
Espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 10 - Capítulo 10.


Assim que Kaede e Kikyou entraram no local, Kagome evitou olhar para as duas pois ainda estava corada, logo ouviram uma buzina em frente os quartos e Inuyasha disse:
Inuyasha: O velho chegou. -disse se levantando.
Kaede: Até amanhã, Inuyasha.
Kikyou: E mais uma vez obrigada por cuidar da nossa irmã. -Kagome revirou os olhos.
Kagome: Não fale como se eu fosse criança e precisasse de uma babá.
Kikyou: Por que não acompanha o Inuyasha até a porta? -disse olhando para a irmã que corou novamente, mas rapidamente se recompôs e fechou a cara.
Inuyasha pegou o skate que estava em um canto e foi até a porta sendo seguido por Kagome, a garota parou e disse um simples "tchau" porém se assustou quando ele se aproximou a a abraçou.
Inuyasha: Tchau, Kagome, até amanhã! -após dizer isso deu um beijo no rosto da garota que ficou ainda mais vermelha, ele sorriu e desceu as escadas acenando.
Kagome ficou na porta observando o carro do senhor Taisho se afastar, não queria entrar ainda pois tinha certeza que estava com o rosto vermelho e sua irmã e tia provavelmente iam perguntar o motivo.
Kagome colocou a mão sobre o peito e sentiu as batidas fortes de seu coração, balançou a cabeça algumas vezes mas o sorriso de Inuyasha não saía de sua mente e quando ele a abraçou...não sabia explicar oque era aquilo, só sabia que era bom e não queria que ele tivesse ido embora.
Kikyou: Kagome? Está tudo bem? -perguntou enquanto se aproximava da irmã.
Kagome: Eh..s-sim estou bem... -entrou rapidamente evitando encarar o rosto da irmã.
...
*Kagome pov on*
UMA SEMANA DEPOIS

Desde aquele dia me sinto diferente...não consigo olhar nos olhos do Inuyasha e acho que ele já percebeu que tem algo de errado comigo.
Finalmente tirei aquele maldito gesso e já me sinto bem melhor, acho que posso andar de patins novamente...é isso que vou descobrir hoje.
Inuyasha: Tem certeza que já pode fazer isso?
-Claro, meu tornozelo não dói mais! -disse enquanto colocava as joelheiras, depois de tanto insistir ele me deixou vir a pista de skate.
Inuyasha: Se sentir qualquer coisa me avise. -revirei os olhos e assenti.
Depois de calçar os patins fiquei de pé, quando me acostumei e ganhei equilíbrio comecei a patinar, não senti nenhuma dor e sorri, aumentei a velocidade e arrisquei até algumas manobras enquanto Inuyasha prestava atenção em tudo.
"Finalmente livre!" -pensei sorrindo ainda mais, porém, meu sorriso logo se desfez quando lembrei de uma coisa, agora que estou recuperada o Inuyasha não precisa mais ir a minha casa para "cuidar" de mim...por que isso me deixa tão triste? Isso significa que tudo vai voltar a ser como antes..
Inuyasha: Kagome, aconteceu alguma coisa? -perguntou confuso quando parei de patinar.
-Não, está tudo bem...acho melhor ir pra casa. -disse indo até um banco e me sentando para retirar os equipamentos de proteção.

*Inuyasha pov on*
Nao entendi, por que a Kagome ficou assim do nada? Ela estava radiante a segundos atrás e derrepente fica desse jeito?
Perguntei mas ela disse que estava tudo bem, já era de se esperar, talvez esteja preocupada por causa daquele idiota...falando nele, esse maldito nunca mais deu as caras, isso não está cheirando bem, por isso insisti para continuar indo a casa dela, mesmo que não seja mais preciso...sinto que ela precisa de mim por perto, por isso tenho uma surpresa, não só para a Kagome, mas também para sua família.
-Tem certeza que já quer ir? -perguntei e ela assentiu. -Tudo bem. -ajudei ela a recolher suas coisas e fomos.
...
Assim que chegamos na rua em que a Kagome mora olhei aquele maldito, por sorte ele não nos viu e nos escondemos.
Kagome: Droga, ele deve estar esperando eu voltar.. -disse baixo.
-Não acha melhor chamar a polícia? -ela arregalou os olhos.
Kagome: Não, vai ser pior! -disse ainda mais preocupada, não entendo por que ela tem tanto medo daquele imbecil.
Ela insistiu para esperar o idiota ir embora, quando ele finalmente foi nós entramos e Kagome jogou suas coisas em um canto.
Kagome: Aquele filho da mãe...quando vai parar de me perseguir?! -resmungou enquanto andava em circulos pelo pequeno cômodo.
-Fique calma, Kagome. -ela bufou e continuou a resmungar.
Fiquei ouvindo suas reclamações até a tia e irma dela chegarem, pedi para conversar com todas e nos reunimos na "sala".
Kaede: Parece que a Kagome está completamente recuperada...não precisará mais vir a nossa casa..
-Sim..mas não é por isso que quero conversar com vocês. -elas me olharam curiosas e confusas. -Conversei com o meu pai sobre a situação de vocês, não me entendam mal, eu só quero ajudar.
Kagome: Vá direto ao ponto. -disse impaciente como sempre.
-Está bem, ele me pediu para oferecer a você, senhora Kaede e Kikyou um emprego em uma das empresas dele.
Kaede: Foi muito gentil, não precisava se incomodar.
-Tem mais uma coisa. -elas me olharam curiosas e sorri. -Ele também me pediu para avisar que, arrumem suas coisas para a mudança, terão um novo lar.
CONTINUA...

Notas Finais


Até o próximo, kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...