História Simplesmente aconteceu. - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kagome, Miroku, Personagens Originais, Rin, Sango, Sesshoumaru
Tags Brigas, Inuyasha, Kagome, Romance
Exibições 49
Palavras 835
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ohayo ^-^ mil desculpas pela demora, vou postar dois capítulos hoje.
Espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 9 - Capítulo 9.


O dia foi muito agradável e divertido, cheio de tombos por parte da Rin e muitas risadas dos outros.
Shippou: Não acha que está bom por hoje, Rin? -perguntou sorrindo.
Rin: Não, eu já disse que vou aprender hoje! -disse se levantando pois havia caído de novo. -Mais uma vez! -disse olhando para Sango.
Sango: Já estou cansada, Miroku ensina ela. -disse enquanto ia se sentar.
Miroku: Desistiu? -disse sorrindo e Sango lhe lançou um olhar mortal. -Desculpa! -disse levantando os braços. -Muito bem Rin, para você aprender mais rápido vou ficar aqui e você segura nos meus ombros. -disse ficando ao lado do skate.
Rin: Tá bom! -subiu no skate e quase caiu de novo, porém Miroku segurou a cintura da garota.
Miroku: Calma, você não vai cair. -disse sorrindo e ela corou.
Kagome, Shippou e Inuyasha assistiam tudo segurando o riso enquanto Sango olhava aquela cena com uma cara nada boa, o aspecto sombrio da garota chegava a ser assustador.
Rin: Consegui, consegui! -disse empolgada por finalmente estar conseguindo andar sem cair.
Shippou: Caramba, ele ensina bem. -disse surpreso.
Rin: Ainda não acredito que eu consegui.
Kagome: Rin, olha pra frente! -tentou alerta-la mas já era tarde , a garota bateu em cheio na parede e caiu.
Miroku: Uma das lições mais importantes, não ande de skate de olhos fechados. -disse sorrindo amarelo enquanto a ajudava a levantar.
Shippou: Você tá bem? -perguntou preocupado com a prima.
Rin: Ai minha cabeça!
Kagome: Você é muito desastrada, Rin, olha só! -disse enquanto tocava na testa da prima que tinha um pequeno corte.
Rin: Aii, não aperta!
Inuyasha: Vocês não sentem fome não? Estou faminto!
Miroku: Já que tocou no assunto, galera, o Inuyasha vai pagar lanche pra todo mundo.
Inuyasha: Kêh?! Eu não disse q..
Rin: Não precisava mas já que insiste.
Shippou: Demorou!
Sango: Se deu mal hein! -disse sorrindo do amigo.
Inuyasha: Você me paga Miroku!
...
No fim do dia o grupo seguiu até um parque para assitir o pôr do sol, Inuyasha ficou feliz por estar vendo Kagome sorrindo, era bem melhor do que vê-la resmungando o tempo todo.
Rin: Eu não sei vocês mas achei o dia de hoje muito legal.
Sango: É, poderiamos fazer isso mais vezes.
Inuyasha: Contando que o Miroku pague lanche pra todo mundo na próxima... -todos sorriram.
Miroku: Nem vem, o rico aqui é você. -pegou o gorro que o amigo usava e saiu correndo.
Inuyasha: Me devolve seu maldito. -disse entrando na brincadeira, os dois começaram a correr e Sango revirou os olhos.
Sango: Esses dois nunca crescem. -disse cruzando os braços.
Kagome: Vocês se conhecem a quanto tempo?
Sango: Desde criança, nós crescemos juntos..o Miroku sempre foi um mulherengo e o Inuyasha um cabeça dura. -disse sorrindo.
Rin: Ah então combinou com a minha prima. -disse sorrindo. -A Kagome é a maior cabeça dura que existe. -todos riram exceto Kagome e ficou emburrada.
Kagome: Humf! -disse cruzando os braços.
Depois de passar um bom tempo correndo, Inuyasha desistiu e perseguir Miroku e voltou para onde estava antes.
Inuyasha: Acho que já está na hora de te levar pra casa. -disse para Kagome que concordou.
Rin: Amanhã vou te visitar.
Shippou: Eu também, pra saber onde você se esconde agora. -ambos abraçaram a garota.
Kagome: Já deixo avisado, aquele lugar não tem a menor graça.
...
*Kagome pov on*
O caminho inteiro o Inuyasha ficou em silêncio, assim que chegamos na minha "casa" a velha responsável pelos cômodos estava lá.
-Olha só, finalmente apareceu. -ela disse indiferente.
-E oque você tem haver com isso? -perguntei de braços.
-É senhora Urasue pra você, e só queria deixar avisado que não gosto da presença de seus amigos marginais por aqui! -de quem ela está falando?
-Não sei doque está falando!
Urasue: Estou falando do moleque mau encarado que disse ser seu namorado e os discípulos dele! -disse saindo de lá...não pode ser quem estou pensando.
Entrei sendo seguida por Inuyasha que continuava mudo, será se a velha está falando do Kouga? Não acredito que o idiota já descobriu onde eu moro..
-Só pode ser esse infeliz.. -resmunguei.
Inuyasha: De quem está falando?
-Do Kouga...aquele imbecil...só pode ser ele.. -dei um soco na parede e acabeu machucando minha mão mas não me importo.
Inuyasha: Ei, pra quê isso Kagome?! -disse enquanto me fazia sentar no sofá. -Olha isso. -disse segurando minha mão machudada, ele levantou e pegou um pequeno kit de primeiros socorros, limpou o sangue que escorria e fez um curativo, fiquei em silêncio enquanto fazia isso, estava sendo tão cuidadoso que até parecia ter medo de me machucar ainda mais.
Depois de terminar o curativo ele continuou segurando a minha mão, fiquei confusa e quando estava prestes a perguntar ele me olhou nos olhos e corei, mas oque está acontecendo? Desviei o olhar e senti meu coração acelerar, ele acariciou minha mão com o polegar e corei novamente, quando ia protestar minha tia entrou seguida pela minha irmã e puxei a mão rapidamente.
CONTINUA...

Notas Finais


Até o próximo, kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...