História Simplesmente Eu - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Charlie Puth, Shawn Mendes
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Charlie Puth, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags 5sos, Calum, Charlieputh, Homossexualidade, Shawmendes
Exibições 21
Palavras 794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou começando essa fanfic e espero que gostem dela... é a minha primeira fanfic aqui.

Capítulo 1 - Um Recomeço


Fanfic / Fanfiction Simplesmente Eu - Capítulo 1 - Um Recomeço


 Era um dia chuvoso de outono quando tudo aconteceu, não sei bem ao certo em que momento eu perdi o chão, o enterro aconteceu no dia seguinte, foi assim que perdi meu apoio paterno, ele me empurrou pra fora do carro antes que o caminhão atingisse o carro em cheio, só vi o carro em chamas e o sangue que escorria dos meus braços, logo minha visão embaçou e eu acordei em um hospital, e a noticia que meu pai estava morto logo chegou até mim, foi um colapso de dor e lágrimas...
 Aqui estou eu um ano depois abrindo os olhos graças ao despertador que apitava pela milésima vez me lembrando de que eu estava em outra cidade, outra escola, totalmente desajustado de tudo que era novo, levantei-me rapidamente e vesti o uniforme, sai do quarto e descendo para cozinha logo me sentei à mesa e observei minha mãe arrumando o café e fazendo uma torrada para mim.
Bom dia - disse arrumando o cabelo vendo meu reflexo na colher que estava sobre a mesa.
Bom dia querido dormiu bem? - minha mãe disse me olhando com um sorriso no rosto e me entregando o copo de café.
Dormi sim, a torrada vai queimar- disse olhando a torradeira esfumaçar e ri enquanto minha mãe tirava pedaços de carvão de dentro da mesma, ela chamava aquilo de torrada.
Sou um desastre na cozinha - ela me olhou rindo junto a mim e jogando tudo na lixeira.
Peguei um pacote de cookies e guardei na mochila, beijei o rosto dela e me despedi saindo correndo, pois o ônibus logo passaria no ponto mais próximo e se eu não estivesse lá com toda certeza ele me deixaria. Chegando ao novo colégio observei alguns dos alunos e logo entrei na instituição indo falar com o diretor, logo me vi enfrente ao meu armário guardando as minhas coisas após todo aquele falatório de regras do diretor e tudo, eu já estava começando a me acostumar com o ambiente quando o sinal tocou, surgiram vários alunos me empurrando e correndo para suas salas, demorei achar a minha, mais quando a encontrei já estava bem atrasado, o que era ótimo no primeiro dia de aula. Entrei em sala e me sentei em uma cadeira no fundo olhando para o professor, creio que ele queria uma resposta a meu atraso, algo que eu menos queria era falar por medo de gaguejar na frente de todos, permaneci em silencio e logo ele parou de me olhar e voltou a dar sua aula de física, ainda me sentia notado e ao me virar me deparei com um garoto loiro de olhos azuis, parecia até algo clichê eu cair em uma sala com um garoto assim, ele sorriu e desviou o me olhar voltando sua atenção e a minha para o professor o qual parecia falar francês, não entendia nada  e o colégio parecia avançado o bastante para mim.                                                                                                                    As horas passaram rápido e o intervalo logo chegou, antes mesmo que eu pudesse acordar do meu sono de tedio proporcionado pelas aulas de química e física consecutivas vi a figura de um menino na minha frente, ao levantar a cabeça para o olhar vi que era o mesmos que me encarava no começo da aula, suspiro e antes de abrir a boca para falar algo ele me interrompeu.                                                                                                              Chamo-me Luke, prazer- ele estendeu sua mão em minha direção esperando que eu o cumprimentasse.     Oi me chamo Calum - peguei sua mão dando um leve aperto de mãos e logo soltei o olhando.                        Se vemos por ai... – ele se virou olhando outros garotos na porta o esperando, indo pra porta ele me olhou novamente e sorriu saindo pela porta.
O vendo sair peguei meus cookies e comecei a comer, não havia mais ninguém na sala, eu estava completamente sozinho até o silencio ser interrompido por uma garota entrando pela porta e se sentando na carteira a minha frente e com um livro em mãos o qual não consegui ler o titulo.
Oi ninguém- ela disse com uma voz doce e calma, suave pra ser exato.
Ninguém? Eu tenho nome sabia- eu a disse tentando não levantar o som de voz.
Eu sei... Porem não sei seu nome e você também não sabe o meu, e com certeza no momento eu sou ninguém pra você e você é ninguém pra mim- ela disse sorrindo enquanto olhava o livro.
Me chamo Calum- falo meio baixo mais alto o suficiente para que ela me escute.
Amber- ela disse e me olhou tirando o capuz e libertando seus cabelos azuis e revelando seus olhos incrivelmente azulados, sorriu e levantou me puxando pela mão para que eu me levante e olhando em meus olhos me beijou me deixando sem reação.


Notas Finais


Obrigado por ler e espero que tenha gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...