História Simplesmente Você... - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Aizawa Shouta, Asui Tsuyu, Bakugo Katsuki, Lida Tenya, Midoriya Izuku, Personagens Originais, Todoroki Shouto, Uraraka Ochako
Visualizações 67
Palavras 1.607
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Harem, Hentai, Lemon, Seinen, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eai gente, novo autor chegando! Sabe, eu não sou muito de fala, então vou ser breve, está é uma história original com personagens de um anime que eu amo demais! Podem haver diversos erros gramaticais contidos nelas, então desde já, lhes perdão por causa deles. Eu ainda não tenho ideia de quantos capítulos ela terá, é como ela é um "relato de acontecimentos", haverá diversas vezes, que será um pouco confuso de se entender, mais prometo deixa tudo o mais simples possível, então... Por que não deixamos criatividade rolar agora!? É por último mais não menos importante, eu espero que vocês gostem dessa história, estou sempre aberto a críticas/sugestões, tudo para que ela se torne algo digno de se lê! No mais, eu espero que vocês curtam muito ela, pois eu como auto, já estou curtindo demais rsrsrs.

Capítulo 1 - O meu lado da história: Katsuki


Fanfic / Fanfiction Simplesmente Você... - Capítulo 1 - O meu lado da história: Katsuki

Eu me chamo katsuki bakugou, sou japonês, mas moro nos estados unidos com os meus avós, desde os meus 7 anos... tenho 19 anos agora e estou frequentando uma faculdade privada, pois o meu sonho é um dia me tornar um neurocirurgião, também tenho vários amigos (alguns mais idiotas do que outros) é… bem, sou gay...




Humm... bem, talvez esta última colocação sobre mim, esteja um tanto quanto errada, pois quando refiro a mim mesmo, como sendo gay, eu não consigo nem sequer imaginar direito, pois tudo o que vem a minha mente, não é nada além de algo ou alguém exageradamente espalhafatoso, é isso é algo que eu não sou! Mas desde que eu tenho sentimentos por um cara, eu creio que está colocação, não esteja tão errada assim... mas em todo caso, eu deveria começar esta história, pelo seu início, explicando de uma forma simples, como tudo aconteceu…


Mas mesmo que eu diga isso, ainda assim, eu tenho que admitir, que até mesmo para mim, se tornar um tanto quanto difícil de se fazer, pois a minha história é bem complicada e em certos pontos, é até bem chata… mas como eu não gosto muito do termo “Os fins justificam os meios”, eu meio que darei o meu melhor, para que vocês consigam entender os meus pensamentos, da forma mais simples é clara possível! então... aonde é que eu estava mesmo…? hmmm... Ah é! eu estava dizendo que eu era gay…


Sabe, nos dias de hoje, dizer que você é gay, homossexual, transsexual e etc… não é exatamente algo tão incomum assim! Pois graças aos céus, nós vivemos num século de inclusão, onde aquilo que até meio século atrás, era tratado como algo bizarro, hoje em dia, tem uma maior taxa de aceitação, por parte das pessoas de nossa geração… mesmo que ainda exista um pouco de preconceito no ar, ainda assim, as coisas realmente mudaram bastante, nesses últimos 30 anos… mas mesmo assim, como eu já havia dito, ainda existe bastante preconceito no ar, é talvez seja exatamente por isso, que a minha ficha ainda não caiu…


Mas fazer o que!? Se até a alguns meses atrás, eu era tratado como o maior “pegador” de minha região! Eu era tipo, o superman das calcinhas! (Ridículo né, é eu sei) não havia uma, que não conhecia o meu nome, é que consequentemente não desejava sair comigo! Eu sempre fui assim! Sempre tive essa forte virilidade, que nunca me permitiu recuar perante uma mulher nua, é creio que por aí, você já deve ter percebido, que eu não tinha a menor probabilidade, de me sentir atraído, pelo mesmo sexo, ou seja, não havia a menor possibilidade cabível, de um dia eu vir a me sentir atraído por um homossexual, bem como os seus associados, é por está razão, que eu digo que custei a acreditar, que havia me tornado mais um.



mas sabe, talvez eu esteja um pouco errado, quando digo que “não havia a menor possibilidade cabível", pois como eu já havia dito, até a alguns meses atrás, eu era conhecido como um pegador, mas, como eu posso dizer… falando de modo simples, eu creio que em alguma parte do caminho até aqui, eu meio que... perdi o meu interesse pelas as garotas. É talvez este tenha sido um dos atenuantes, que me fizeram seguir este caminho...



Mas tipo, quando eu falo isso, não quer dizer que eu nunca tenha transado, com alguma garota antes! Pois você não consegue o apelido de “pegador” atoa, não é mesmo!? Então, como eu estava dizendo, o fato de eu menciona, que havia perdido o meu interesse por elas, não quer dizer, que eu nunca tenha transado com elas, pois na maioria dos casos, um homem só “trocar de lado”, por nunca ter tido a chance, de provar o doce sabor da fruta! Claro que a diversos outros atenuantes, mas esse é um dos mais frequentes neste caso… então… agora você deve estar se perguntando, o porquê de eu ter trocado de time, tendo em vista que eu não fui exatamente, um dos “casos frequentes”. Mas tipo, tenha calma! Pois como eu já havia dito, eu estou dando o meu melhor, para explicar tudo, da forma mais simples e clara possível! Tanto que eu vou te dar agora, um bom exemplo do que eu quero dizer!


Sabe quando você está comendo um delicioso doce de leite, mas por mais que você ache ele delicioso, ainda assim, haverá um momento que você irá abusar!? Então, foi mais ou isso que aconteceu comigo… pois, depois de tanto come, come e come aquela doce fruta, houve um momento, em que aquilo meio que caiu na rotina, se tornando assim, somente uma prática sem sentido, como se fosse, só mais um simples “exercício diário”.


Mas mesmo que pareça estranho, eu meio que tinha um “título” a manter sabe. É talvez tenha sido por isso, que mesmo que eu não tivesse mais “a vontade de fazer”, eu ainda assim, me via obrigado a fazer! Pois não importa como eu visse isso, “elas” por alguma razão, não paravam de vir até mim, Sempre a procura de mais e mais prazer…


Você deve está pensando agora, que eu sou um tipo raro de cafajeste, por ter mantido este tipo de situação, por um demasiado tempo, mas… como eu posso dizer? Eu não tinha escolha!? Bem, talvez isto seja algo errado de se dizer, pois nós sempre temos “o direito da escolha”, mas mesmo estando errado, que tal deixamos assim por enquanto, é continuamos com o relato!?


Então, como eu estava dizendo, eu meio que mantive este tipo de situação, porque na verdade, não me era favorável desistir delas, por puro capricho meu…


Mas... no fim das contas, acabou sendo somente isso! Eu só fazia “aquilo”, como uma forma de passa tempo, não gostando de nenhuma, mas ao mesmo tempo ficando com todas…


Eu até tentei transformar uma numa “titular”, mas a garota escolhida, era mais vulgar do que eu podia imaginar, o que de certa forma, acabou se tornando numa situação bem ridícula para mim, então eu simplesmente terminei com ela, e procurei por uma outra e assim sucessivamente…


Tudo isso, acabou chegando num ponto tão crítico, que durante uma transa, por um milésimo de segundo, eu me vi como sendo uma máquina… uma máquina fria e sem sentimos, é isso foi literalmente o meu basta! Eu já não podia mais aguentar, aquele tipo de situação, eu não era nada além de um “homem robótico”, que fazia tudo somente pelo prazer da carne sem nunca sentir algo por alguém… é talvez seja por isso, que eu acabei me tornando um ser depressivo, que não conseguia mais acompanhar, o que se passava à minha volta...


O meu mundo já não girava mais… as coisas já não possuíam as mesmas cores, que costumavam ter… as pessoas já não eram tão atraentes, como costumavam ser… Isso é mais ou menos um resumo, de como a minha vida passou a ser…


Mas, se minha memória não falha, foi mais ou menos nesse momento, que aquele cara apareceu… um indivíduo comum… não tinha nenhuma característica em especial, não, não… eu estou errado! Aquele cara, tinha sim, uma característica que o destacava dos demais, ele era demasiadamente atrapalhado, chegando a um ponto em que se tornava surreal! Pois eles conseguia confundir coisas, que até mesmo um retardado mental não confundiria, ele confundia coisas como por exemplo, o sal e o açúcar, a água e o azeite, e como se já não fosse o bastante, teve um dia que ele usou terra seca em vez de canela em pó! Não me pergunte como ele conseguiu fazer isso, pois até mesmo eu, não consigo entender! É olha que eu tenho aulas de psicologia na universidade!


Mas talvez seja exatamente por não conseguir entende-lo, que eu passei a prestar atenção, na sua vaga existência, pois ele era uma criatura, que conseguia de longe ultrapassa os limites impostos pela ignorância do homem! Tanto que eu cheguei a dúvida, de sua própria existência, o cara parecia com um personagem, vindo de algum anime antigo, que por alguma razão, teve uma larga audiência, mas não uma continuação… é depois de mais alguns meses o observando, eu meio que percebi, que havia desenvolvido um interesse anormal, naquele garoto...



mas o que eu podia fazer? Era como se ele me chamasse! Tudo naquele garoto, me era extremamente convidativo! A ponto de me deixar, perplexo e obsessivo com isso...



Então... eu creio que você deva está me chamando de “stalker" agora, mas... eu lhe pergunto! É se fosse você é não eu, o que você faria no meu lugar? Olha que não vale mudar nada! Pois para chegar aos extremos que eu cheguei, você teria que viver tudo o que vivi! É passar por tudo o que passei! Só aí, eu aceitaria a sua opinião sobre o assunto, pois eu com toda a certeza, sei que você, dentre todas as pessoas iria entender, é possivelmente me apoiar! pois, você de certa forma falando, seria eu! Entende o que eu quero dizer!?



Mas... Voltando ao assunto... eu meio que me tornei um stalker! Pois sem nem mesmo perceber, eu passei a seguir é a investigar, a vida daquele pobre garoto, como se eu fosse um viciado em drogas, que mal podia esperar pela sua próxima dose... é talvez este tenha sido o meu erro! Pois num determinado momento, o garoto a qual eu seguia, acabou notando a minha presença, é depois de mais algum tempo, eu senti que ele se sentiu ameaçado por ela, é por esta razão, eu decidi me afastar daquele garoto, cortando assim, toda e qualquer conexão, que um dia eu poderia vir a ter com ele...


Notas Finais


Eai! gostaram? Espero que sim! Se não bem, tentarei melhorar! Fiquem bem é até a próxima pessoal!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...