História Simplismente aconteceu - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Bebida, Bissexualidade, Drama, Homossexualidade, Romance, Sexo
Exibições 14
Palavras 785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Suspense, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpem a demora ... Mais enfim espero que gostem

Capítulo 16 - Clarisse


Tive os melhores sonhos naquela noite, ainda não acreditava em que havia acontecido. No dia seguinte acordei bem mais cedo para fazer o nosso café da manhã, infelizmente Annabeth não se lembrava de nada que havia acontecido. Isso realmente acabou comigo, fingir que tudo não passou de uma noite... Mais no fundo sabia que aquilo era por ela está bêbada. Mais não queria aceitar isso.


       Tempo depois annabeth voltou para casa , soube que Pedo estava ajudando um garoto chamado Leo, e que ela começou a desconfiar que eles estariam tendo um caso...  Ainda estava muito magoada com annabeth . Odeio dizer sou uma trouxa. 


     Não consegui dizer não, como sempre ia lá na casa de Pedro enquanto ele estava na academia com Leo. Mais dessa vez meus conselhos foram um pouco diferente... Estava tão magoada que comecei a encher a cabeça de annabeth com coisas que poderiam não ser verdade.  Ela estava tão insegura que acreditou em cada palavra que disse.

 

    Não demorou muito e soube do acidente e da traição de Pedro com Leo. Não sabia se ficava alegre ou triste afinal era isso que queria. Mais só conseguia ficar mal , afinal foi eu quem levou annabeth a isso. Havia acabado de receber a ligação de annabeth ela parecia realmente aflita com o acidente.

 

       Não queria ir , mais ela precisa de mim então depois da ligação peguei meu carro e fui até o Roggers. Da minha casa para o hospital eram quase 2horas ou mais de Viagem. Quando finalmente cheguei lá vejo annabeth aos prantos  sentada no banco da recepção. Ela se levanta enxugando as lágrimas e vindo em minha direção . Quando chegou perto de mim ela me abraçou forte.

 

-Que bom que você está aqui-falou Annabeth com dificuldade.


-Sabe que nunca te deixo na mão -disse em um tom amargo e seco.

 

-Você ta bem? Você ta diferente!- perguntou Annabeth curiosa.

 

-Estou do mesmo jeito de sempre ! Falei rispidamente.


-Não você não está!-afirmou annabeth em tom autoritário.

 

   Estava cansada disso, não aguentava mais ignorar meus sentimentos, aquela noite por mais estranha que foi ... bom sabia que ela estava bêbada mais foi real para mim. Não queria mais ignorar o fato de ser apaixonado por ela. Iria expor meus sentimentos. E depois tentar seguir em frente. Afinal até onde isso iria?. Cansei de sempre estar lá por ela , enquanto ela não está lá para mim.


-Quer saber mesmo? Disse bufando trazendo-a para perto de mim. - Cansei de fingir que nada acontece, cansei de esconder meus sentimentos.  -disse olhando em seus olhos. - desde de sempre sou apaixonada por você, sim Annabeth você é a pessoa, cansei de ver você sofrer por alguém que não lhe ama. Me corrói a alma ver você com ele.


     Annabeth ficou sem reação completamente vermelha e de boca aberta.


-isso mesmo que você ouviu, sabe o que me dói mais?-disse ainda olhando em seus olhos.

-o que ? -perguntou annabeth com um tom receoso.

 

-Lembra naquele dia em que você passou uns tempos lá em casa?..  tínhamos bebido muito , eu me declarei para você, você me beijou e depois transamos. No dia seguinte você acorda como se nada estivesse acontecido!. Não sabe o quanto isso me magoou!  Sempre estava aqui para você..  Mais a partir de agora não mais.. Cansei de me sentir como uma "cadela" na qual Obedece sua dona. Enfim Annabeth adeus.-desabafei.. Dando as costas a ela e indo em direção a saída.

 

-Espera-disse Annabeth segurando meu braço. - eu...eu... Cla desculpa não sabia nada disso. Eu lembrava sim. Estávamos bêbadas pensei que era um sonho.. Não quero mudar o que temos.. Eu..eu.. temos que conversar vamos para outro lugar. -Falou annabeth fitando-me nos olhos.

 

        assenti com a cabeça , fomos para a casa de annabeth pois era mais próxima que a minha. Assim que chegamos já queria sair... Não queria ficar sozinha com ela.


-Cla não posso dizer que amo você além de amizade, te amo como amiga  sei que para você pode ser doloroso.. Mais aquela noite foi real.. Tudo o que disse e fiz foi por ter um carinho por você.. Ainda amo Pedro, e você foi minha primeira garota.. Nunca vou esquecer... Mais por favor não me deixe.. Você é tudo que tenho.. -disse Annabeth quase chorando. E vindo até mim para um abraço.

 


 ouvir aquilo doeu, senti-me como se tivesse levado um tiro.. Não aguentava mais essa situação. Então fiz o que ir achava certo. Tinha que esquece-la e não iria conseguir se estivesse por perto dela sempre.

 


- Isso não é suficiente- disse rispidamente segurando um choro, enquanto annabeth me abraçava.

 

         Afastei annabeth e sai de sua casa para nunca mais voltar.


Notas Finais


Espero que tenham gostado abraços


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...